Skip to main content

Full text of "Diccionario portatil de palavras, termos e frases, que em Portugal antigamente se usárão, e que hoje regularmente se ignorão"

See other formats


1»^ 




\ 



b 



DICCIONARIO PORTÁTIL 

DAS 

PALAVRAS, TERMOS E/FRASES, 

QUE 

EM PORTUGAL ANTIGAM&TE SE USARÃO, 



iGsmkM: 



QUE HOJE REGUITOIMENTE SE IGNORÃO: 



resumiiJKK correcto e addicionado 

PELO 

MESMO AUCTOR DO ELUCIDÁRIO, 

A BIENEFICIO DÁ LITERATURA PORTUGUEZA. 




COIMBRA, 

NA REAL LMPRENSA DA UNIVERSIDADE, 

18 2 5. 



Com Licença da Real Commmâo de Censura , em virtude do Aviso 
da Secretaria d^Eitodo dos Negócios do Reino de 23 de Julho de 1824. 



,OAS. 



'^• i A ;^/"»I '\^ 



•^\oríi 



;i.SSlfCV7tn07 



PC 



f: 



- ':^â^- 









"^. 



: >;>■•• 



-»*„^ 










, Â:5í'a í 



% 






;>- - 









4^ní 5»\><^*tVl?s;5^ % 



í 



PR O L O G O. 

XXAvendo o FAucid^rio das Palavras , Termos e Frases 
antigas merecido as attenções dos Eruditos Naeionaes e 
Estrangeiros , o seu volumoso corpo o não fazia trivial a 
g-randes e pequenos, pobres e ricos. Agora porém reduzido 
a um pequeno tomo , e mudado mesmo o nome de Elu- 
cidário (que admittia varias erudições e Documentos para 
melhor intelligencia das palavras) no titulo de Diccionario 
(que tão somente seoccupa na simples intelligencia de cada 
Vocábulo) , nenhum embaraço resta para não andar nas 
mãos de todos. -^ 

E nem as Addiçòes não documentadas , que agora se 
ajuntâo, poderão retardar o credito, que merecem; pois 
o seu Auctor as poderia dar largamente elucidadas^ «eTião 
attendêra á brevidade, e não estivera'afian^do na equidade 
do Publico , que á vista dos Monumentos , que adduzio no 
Elucidário^ julgará sem duvida, que não-fdL menos exare to 
neste Resumo. Ainda assim poderia succeder quen'alguraa 
Palavra haja quem sinta o contrario: mas quando isto 
succeda, não contenderemos; reservando a decisão para 
a vista dos Originaes Manuscriptos ; mostrando a experiên- 
cia , que até nos Impressos se encontrão não poucos erros. 
Kntr etanto abunde cada qual no seu sentido. 

Em todas as Faculdades e Sciencias se tem practicado 
reduzirem-se a pequenos Volumes, Vou Compêndios Obras 
grandes e volumosas, ou pelos mesmos Auctores, que as 
escreverão , ou por outros , que aç^bbreviárâo : e isto a 
fim de as fazerem mais proporci^n^as á comprehensão e 
cabedaes de todos. Esem failarmos agora nos Suinmarios ^ 
que Lúcio Floro compoz das Décadas (ou 140 Livros)^ 
que Tito Livio escreveo da Historia Romana : nem dos 44 
Livros de Philippicas , Obra de Troc/o Poínpcôy qne Justino 
reduzio a um bem limitado Códice : bastaF^èMeggÓ-exemplo 
dos nossos dias , para não abusarmos da pacieriÇia^do Leitor. 

Havendo-se feito de um peso enorure o Glossário da 
Latinidade Media e ínfima de 3ír. Carlos ^^g^resne pela 
ultima edição de Paris, o Abbade de Montignot ^ Cónego 
de Toul, o resumio n'um pequeno 8." con[iJjC):.tiíulo Dic- 
cionario de Diplomática, mi Etymologias afk^Termos da 
Baixa Latinimde p para servir á intelligencia dos Archivos y 



Cartórios , etc. Neste resumo desapparecêrâo inteiramente 
as muitas , varias e largas digressões , que patenteando a eru- 
dição profunda do Auctor e seus Addicionadores , nâo erâo 
essenciaes á Obra: supprimirâo-se os Documentos sem nu- 
mero , em que se fundava o verdadeiro sentido das Palavras 
antigas ; contentando-se o Compilador com reproduzir as 
que erâo como raizes , donde as outras nascerão , se com o 
mesmo significado, com alguma insignificante mudança^ 
ou alteração nas letras, ousyllabas, e que muito facilmente 
se podião entender. , 

Este mesmo systema se adoptou neste Diccionario : 
omittio-se tudo o que lhe podia ser estranho : nada de Do- 
cumentos: e quanto ás Palavras, cuja differença consistia 
só em uma , ou outra letra , quasi geralmente forâo suppri- 
midas. Deste modo aproveitando só o preciso e necessário 
para entendermos com acerto, não só os mais preciosos 
Monumentos , que nos restão , ainda antes dos principios 
desta Monarchia ; mas ainda os Manuscriptos , ou Impressos 
por toda a idade dos Quinhentistas , julgamos ter satisfeito 
ao grande fim , que nos propomos. 

He verdade que já algum Plagiário mal e indevida- 
mente se quiz enriquecer mais e mais com os nossos tra- 
balhos, e contra a Ordem expressa de S. A. R. de 10 de 
Junho de 1800; mas infelizmente: porque o alheio chora 
por seu dono, e o Publico desabusado e imparcial sabe 
fazer justiça a quem a tem. Chega-se a isto , que os Dic- 
cionarios da LinguaPortugueza, que falíamos , mui poúCQ 
tem de commum com a Lingua antiga , que em Portugal 
se fallou: o querer unil-as, nada mais he que misturar 
quadrados com redondos , para não dizermos alhos coííi 
bugalhos. 

Haja pois Diccionarios, que nosensmera a Linguagem, 
que em todos os ramos da Sociedade, Officios, Artes e 
Ministérios devemos usar; mas fique reservado para um 
particular Diccionario mostrar-nos o verdadeiro sentido 
daquelles Termos e Frases dos nossos mais preciosos Mo- 
numentos, que nos avelhentados Papeis e Pergaminhos se 
conservão , e talvez pelo bjeneficio da Estampa alguma hora 
chegarão á mão de todos. Isto só e nada mais ( que nâo 
he pouco) se propõem o Auctor deste pequeno Volume^ 
que tem mais peso^ que feitio. 

Vale. 



DICCIONARIO PORTÁTIL 

DAS 

PALAVRAS , TERMOS E FRASES , 

QUE 
EM PORTUGAL ANTIGAMENTE SE USÍRAO, etc. 



A 



J 



» Foi trsado por letra nume- 
ral com o valor de 500 : e com 
um til, ou plica horizontal, 
valia bMOOO. — Como Nota 



Musical , servia de levantar a 
voz no canto. — Nas Biblias 
antigas se antepunha ás Profe- 
cias comminatorias. — Acha-se 
em lugar de e , v. g. talam ^ por 
talem. — Dobrava-se, quando 
se pronunciava com a boca 
aberta, v. g. aa vista ^ o que 
hoje supprimos ^om accento 
agudo. — Gomo presente do 
Verbo Haver ^ escrevia-se algu- 
mas vezes sem h. — Também 
se escrevia á por ad. — Outras 
vezes por in. — Todos os Vo- 
cabulários fazem menção das 
abbre viaturas, que os Romanos 
escreviâo com esta Letra. — Os 
nossos antigos escreviâo algu- 
mas vezes as letras vogaes com 
as numeraes Romanas , come- 
çando de 10 ate 50, v. g. X 
poru^^ XX por j&; XXX por 



AB 

1 ; XL , ou XXXX , on X j 
por O ; e L por ^. 

Aacima^ adv. Finalmente, por 
fim de tudo , em conclusão. 

A ode. Adem , ou ganso , ave , as- 
sim bravia , como domesti* 
ca. 

Aadur , ou Adur , adv. Apenas , 
por acaso, com difficuldade 
grande , raras vezes. 

Aaporcimaj adv. Finalmente , 
por fim. 

Aas. Azas : e no singular As , aza, 

A aso. Occasiâo, ou motivo. 

Aa%ado7\ Aquelle , ou aquella, 
que dá occasiâo a fazer-se al- 
guma cousa. 

Aazo. O mesmo que Aaso, 

Abadejo. Cantárida, ou mosca 
de freixo. 

Abadengo, O Direito de appre- 
sentar uma Abbadia , ou de 
ser Abbade em uma Igreja. — 
Legado pio , esmola , agradeci- 
mento , ou reconhecença , que 
se dava em vida, ou deixava 



« AB 

por morte, ao Confessor^ ou 
Director , a que chamavâo 
Abhade, Era diiYerente do Ab' 
hadagio. 

Abaixar a fé. Injuriar de pala- 
vra, ou com acções a fé de 
JES US CHRISTO , negal-a , 
insultal-a. 

Abalamento ^ os. Abalo, desin- 
quietação , desassocego. 

Abanico. Gorja, ou gorg^ueira, 
ornato do pescoço, que já hoje 
mudou de feitio. 

Abarca. Barca , ou barco.— Cer- 
ta espécie de calçado rústico , 
composto de uma sola , e alguns 
pedaços de couro cru, atados 
com cordéis. 

Abaregada^ adj. Herdade, ou 
casal, em que o Emfyteuta, 
ou Colono não reside , e por i 
conseguinte expostos os seus 
fructos a serem roubados.. 

Abargae Varga. Lugar de pesca- 
ria. — Artificio de vergas , ou 
páos, que servia de rede, ou 
armadilha , para pescar sáveis 
e lamprêas. 

Abaritam. Ser abaritam : o me- 
smo que ser alguém tragado 
vivo pela terra, e sepultado 
nos infernos , como fojão Core, 
Datan e Abiron. 

Abar risco , adv. Com abundância 
e largueza. 

Abarrotado, Teimoso , obstina- 
do, fixo no seu parecer. 

Abastado. O que ke bastantemen- 
t*erico, segundo o seu estado e 
condição. 

Abastamente, adv. Sufficiente- 
mente, com tudo o que he 
preciso e necessário. 

Aba&tança. Abundância, copia , 
fartura. 

Abastoso, O mesmo que Aàasta^ 



AB 

do , Abastecido , com os seus 
derivados. 

Abbadado e Abbadiado. Igreja, 
ou Abbadia , que tinha Abba- 
de , a qual se chamava algu- 
mas vezes Mosteiro Abbada- 
do. -— Tgreja Abbadada : a que 
tinha Abbade. 

Abbadagio. Beberete , merenda , 
ou qualquer refeição corporal, 
que os Pastores das Igrejas ex- 
torquião dosFreguezes. 

Abbadar, Pôr Abbade emhuma 
Igreja , ou ter Direito de ap- 
presentar nella. 

Abbade. O mesmo que Pai, ou 
que tem as obrigações e quali- 
dades de Pai para com aquel- 
les , a quem preside. Este no- 
me se deu desde logo aos Pre- 
lados Regulares , e no Século 
VIII aos Prelados Seculares. — 
Nosprincipios desta Monarquia 
algumas vexes se disse Ckricus o 
Abbade de uma Parochia. — Os 
Monges e Eremitas anciãos , e 
de respeitáveis costumes se cha- 
marão Abbades. — Abbade dos 
Abbades. O Abbade Primário 
e Universal de todos os Mostei- 
ros seus dependentes. do 
Cmnpanario. O principal Si- 
neiro. dos Notários. O que 

Ibes presidia. dos Artistas. 

O Mestre do Ofíicio. da 

Capella do Palácio , ou Cúria. 
O Capellão Mór do Rei , ou 

Principe. Cardeal. O que 

era próprio e residente , com 
verdadeiro titulo de Abbadia 

Regular, ou Secular. Ca- 

strcnse. O Capellão Mór do Re- 
gimento. Comrtiendatario. 

O que tem qualquer Beneficio 
Ecclesiastico , ou Regular em 
Commenda , ou para çomedo- 



ria , ainda que seja Religioso , 
ou Secular , que não possa ter 
bens ecclesiasticos em titulo. 
Daqui Ahhade Duque ^ Abba- 
de Conde ^ etc. , por serem Com- 
mendatarios de alguma, ou 

certas Abbadias. Conde, 

O Abbade Regular, que não 
só governa o seu Mosteiro, 
mas também possue algumas 
terras, com obrigação de as 
defender com mão armada de 
toda a invasão hostil. dos 
Cónegos. O que hoje se diz 
Prior entre os Cónegos Re- 
grantes. Cónego. O Ab- 
bade Regular , ou Secular , que 
unia a sua Abbadia a um Ca- 
bido ^ e ficava elle e seus suc- 
cessores com o titulo de Abbade 
Cónego. — — — da JEschola, O 
Chefe da Classe , Academia , 
ou Collegio. Leigo^ ou Se- 
cular. O mesmo que Commeu' 

datar io. Magnate. O que 

na Congregação de Cister tem 
Território próprio e separado , 
em que exercita quasi toda a 
Jiirisdicção Episcopal. Mi- 
litar. O Abbade Leigo , que se 
obrigava a defender as Igrejas 
e Abbadias , e propriamente ti- 
nha as obrigações Aq Defensor. 
Mitrado. O que tem pri- 
vilegio para usar de Ornamen- 
tos Poutificaes. Pai. Na 

Religião Benedictina eCister- 
ciense se usarão os Titulos de 
Abbade pai ^ Abbade filho, 
Abbade neto, Abbade avó, etc. 
por analogia á geração tempo- 
ral : V. g. o de Alcobaça pai do 
de Bouro ; filho do de Claraval ; 
e neto do de Cister , de quem o 
de Bouro he bisneto. Pre- 
lado. Este Titulo tem alguns 



AB 



68 



Abbades , cujas Igrejas em ou- 
tro tempo forão Mosteiros.— 
Real. O que era investido pelo 
Rei n'uma Abbadia, fundada 
com os bens da Coroa. Estes 
davão juramento de fidelidade , 
e erão obrigados a seguir coma 
sua gente armada o Exercito 
Real , quando marchava contra 
os seus inimigctô. — Sc^MMcfe?. 
O Prior Crasteiro , Vigário , ou 
Presidente , que ordinariamen- 
te fica substituindo o Abbade 
na sua ausência. ■ O me- 

smo que Confessor y ou Pudre 
Esjnritual. 

Abbadengo. Legado pk), que os 
Confessados deixavão aos seus 
Paulres Espirituaes , que tinhão 
ouvido as suas Confissões. — 
A ra^ão de alguém ser Abbade 
de uma Igreja ou Mosteiro, 

Abbades. Os Clérigos de Missa, 
Presbyteros. 

Abhadessa Secular. Aquella, a 
quem se commettia o governo 
tem}x>ral de alguma Parocbia , 
com obrigação de presentarem 
ao Bispo do lugar um Sacerdote 
idóneo para curar as almas. ^ 
Também se òíssq Abbadessa a 
Regente de uma M&nccbia , ou 
Casa de prostituição. 

Abbadia. Aquella Igreja, ou Mo- 
steiro , a que preside um Ab- 
bade ou Abbadessa. — A Digni- 
dade Abbacial. — O Território 
do Mosteiro, ou Igreja Abba- 
cial, — A Igreja Parocbial , que 
tinha antigamente um Cura 
Primitivo, a que chamavâ,o 
Prelado , ou Abbade , o qual 
tinha umGapellão para eidmi- 
nistrar os Sacramentos, e um 
Sacristão para cuidar da iim- 
pezfi e alfaias da Igreja. — O 



4 ÀB 

Direito (ou fosse abuso) , que os 
Parochos tinhâo , de tomarem 
dos moveis do defunto o que 
mais lhe agradava ; exceptuan- 
do só os vestidos mais preciosos, 
que o herdeiro nào era obrigado 
a dar ao manifesto. 

Abhadiado. O mesmo que Abba- 
dado. 

Ahhadim, Aldêa, ou lugar dos 
Observantes. 

Ahharrada. Hoje a/6arrac?a. Vaso 
de barro , ou fmo , ou grossei- 
ro, e mesmo de prata e ouro. 
*- Rosário, ou púcaro, em que 
semettem rosas e ílores. 

Abeccdario. Os primeiros Ele- 
mentos , ou Letras de qualquer 
Lingua , a que vulgarmente 
chamamos A.BiC ^ posto que 
nem sempre conste do mesmo 
numero de letras , nem tenha a 
mesma ordem de as arranjar, 
nem seja uniforme em o tom , 
valor e pronuncia. Como a Lin- 
gua Latina e suas filhas princi- 
piâo o seu Abecedario por A. 
B.C. , estas lhe derâo o nome , 
assim como as dos Gregos Al- 
pha eBeta ao nome de Alpha- 
beto. 

Aberregaar-se. Amancebar-se , 
fazer-se barregâa, ou concu- 
bina de alguém , viver desho- 

■ nestamente. 

-jAbesso. Injuria , desordem , sem- 
razão. 

Abicar. Pôr a embarcação na 
praia o bico, ou rosto da 
proa. 

Abilhamento. Aceio , ornato , 
atavio, enfeite. 

Aboar. Apegar, separar, divi- 
dir , estremar. 

Abocar. Entrar por alguma par- 
te.— Sair, desembocar. 



ÀB 

Aboivãle. O mesmo que Abovila, 

Abolado^ a. Çafado, abolido, ri- 
scado , amassado , cancellado , 
sumido. 

Abolar. Abolir, cancellar, su- 
mir , riscar. — Fazer um corpo 
solido mossa, ou contusão em 
outro , deixando-o amassado , 
torcido, desfigurado. , 

Abolencia. O mesmo que Avo* 
lenga^ ou Avocnga. 

Abonançar. Fazer-se o tempo se- 
reno e de bonança : fazer-se o 
mar de leite, tranquillo, so« 
cegado. 

Abondo , adv. Sufficien temente , 
com abundância. — Adj. cheio 
do preciso e necessário. 

Aborbitar. Apartar-se, não estar 
pela promessa, saír-se fora da 
orbita , esfera , estado , ou con- 
dição, que lhe pertence. 

Abovila. Certo panno, que se fa- 
bricava na Cidade á' Ávila em 
Hespanha, ou na de Aboivil 
em França, donde vinha a 
Portugal. 

Abrarca. O mesmo que Abarca, 

A'brego. A parte Meridional , ou 
do Sul. 

Abrotal. Lugar cheio de muita 
abrotèa. 

Abrutella e Arruptella. Terra 
aberta de novo, roteada, des- 
bravada , reduzida á cultura. 

Abscondudo^ adv. A's escondi- 
das, furtiva e clanculariamen- 
te. 

Abusão. Erro, engano, malicia, 
máo uso de alguma cousa, e com 
a qual se não pôde conseguir o 
pretendido effeito , supersti- 
ção. 

Acabado. Perfeito, completo, e 
bem disposto para cumprir o 
seu ministério, 



ÃC 

ji cabo de pouca. Passado peque- 
no espaço de tempo. 

jécado. A chado , visto , exposto , 
dado ácoUaçâo. 

Acaccer. Cair em sorte , caber por 
herança. 

Acafclar. Tapar uma porta , 
fresta, janella, ou qualquer 
outra abertura do muro, ou 
parede , com pedra e cal , de 
sorte que tudo pareça um. 

Acarar. Olhar com respeito , tra- 
tar com affabiUdade. 

A carom , adv. A' face , á vista , 
junto , perto , sem cousa algu- 
ma de permeio. 

Acarvar , ado , a. Angustiado , 
aftlicto, magoado. 

Açacal. O aguadeiro , que con- 
duz agua , ou seja de graça , 
ou por dinheiro. 

Açagaador. O que açacalava, 
polia, dava corte e afiava todo o 
género de ferramentas e ar- 
mas. 

Açalmamento . Defensão, guar- 
da , reparo , provimento. 

Açaimar. Guarnecer, fortificar 
uma Praça , e provel-a de todo 
o preciso para o tempo de guer- 
ra. 

Açambarcar e Açamba/rquar .Vòt 
travessas ás portas das casas , 
para ninguém poder nellas en- 
trar. 

AçaquuL O mesmo que Açacal. 

Accense. Nome de homem, que 
dizemos Ascen&io. 

Accorrcr-se. Amparar-se, defen- 
der-se. — Chegar-se a quem o 
possa favorecer e amparar. 

Accorrido , a. Soccorrido , ampa- 
rado, defendido. 

Accorrimento. Soccorro , auxilio , 
provimento. 

AcGorro, O mesmo» 



AC B 

Accdúres. E&pecie de redes mal 
cheirosas , e de malha estreita , 
que afugentavâo a sardinha dos 
rios. 

Accdrenchadô . Acolchoado. 

Aceecer. Caber, tocar, cair por 
sorte: 

Acdirar. Defender, resguardar 
as fazendas e searas , quando 
se põem fogo aos matos e bre- 
nhas. 

A ceit amento. Reto,duello, dev 
afio. 

Acenar. Dar a entender, de al- 
gum modo mostrar. 

Acendimento , os. Fervor do espi- 
rito , fogo do amor de Deos , 
incêndio, chammas. 

Acequa , Acéquia , ou A%€qina, 
Mota, açude, levada. 

Acerqua^ adv. Junto, quasi. 

Acertamento. Verdade, certeza. 
— Acerto nas resoluções, que 
em qualquer assumpto se to- 
mâo. 

Acertar-sei . Succeder açhar-se , 
vir , estar. 

Aeetre. Lavatório portátil, vaso 
de agua ás mãos. 

Achaada. Planicie, escampado, 
terra baixa e plana. 

Achacar. Accusar , dar libello, 
fazer queixa , ou denuncia con- 
tra alguém. — Levantar um 
falso testemunho, crime, de- 
feito, ou infâmia. 

Acliacer. O mesmo que Acac" 
cer. 

Achadas. Coimas ou penas, que 
se levão aos que sao achados 
fazendo algum furto , ou dam no 
nas terras , ou íructos alheios , 
ou coutadas. 

Achadêgo. O premio, que se dá 
ao que achou alguma cousa» 

Achadigc, O mesmo. 



6 



AC 



Achaque. Accusação, condemna- 
çao, multa, ou pena. — Mo- 
tivo, causa, ou pretexto frí- 
volo. 
Achar f ame folgada. Achar mui- 
to que comer. 
Achatar. Alcançar , conseguir al- 
guma cousa. 
* Achegamento. União , acção de 
se chegar um objecto ao ou- 
tro, 
Acheganças. Pertenças , fora- 
gens 5 pensões grossas e miúdas 
de um Prazo , Casal , Benefi- 
cio, etc. 
Achegas. Os parceiros, que ti- 
nhâo alguma porção de um ca- 
sal , cuja pensão paga por junto 
o Cabecei , ou Possoeiro , co- 
brando-a dos Achegas. 
Acimar. Concluir unia obra ou 
empreza , leval-a até a sua ulti- 
ma perfeição, pôr-lhe o ramo. 
Acintemente. De propósito, ad- 
vertidamente^ com intenção de 
exasperar alguém. Daqui A^ 
cinte. 
Acistano^ Acitaiw^ Aciterio e 
Asisterio. Mosteiro, e princi- 
palmente de Monjas. 
Acitara. Reposteiro, tapete, al- 
catifa , panno de raz , cobertor 
bordado , capa , manto de tela 
fina e preciosa. 
Acó^ adv. Para cá, para esta 

parte. 
Acoimamento. Desafio, oudesa- 

fiação. 
Acoimar. Fazer pagarodamno, 
que derão os animaes na fazen- 
da alheia , castigar , repreben- 
der, censurar. 
Acoirelamento. Divisão de hum 
terreno em coirelas , Fogueiras, 
ou Casaes. 
Acoitar. Cuidar, procurar. 



AC 

Acolantro, a, O outro, ou a outras. 

Acolcetra, Colcha. 

Acolher-se. Fugir occultamente. 
Ir acolhido : fugitivo com a 
maior cautela. 

Aconhecer. Reconhecer. 

Aconhoscer, Ingenuamente con- 
fessar, reconhecer. 

Aconocimento . Reconhecença do 
Emfyteuta para com o durei to 
Senhorio. 

Aconthioso. O que deve ter certa 
contia de bens , para poder go- 

. 2ar de algum Privilegio, ou 
servir algum Cargo, Ofncio, 
ou Ministério. 

Acontiado. Vassallo , que recebia 
certa contia do Rei , para estar 
prestes a servil-o com certo 
numero de lanças em occa- 
sião de guerra. Da contia , que 
recebião, se disserão Acoutior 
dos. 

Acoomhar. O mesmo que vícoi- 
mar. 

Acordança. Consonância , con- 
certo , melodia. 

Acostado. O que anda ao lado do 
Principe , ou he do serviço da 
Casa Real, em que tem moia- 
dia , ou certo ordenado. 
Acostamento. A moradia , que se 
dá aos que estão assentados por 
Fidalgos nos livros d'£lRei. 
Acostar. Unir-se com alguém , 
ser da mesma opinião , ou voto. 
— Acostava uma terra com 
outra , quando com ella partia , 
ou demarcava. 
Açofar. Latão, metal ficticio, 
Açorar-se. Apressar-se , correr 
em busca de alguma cousa com 
demasiado ardor. 
Açores. Aves bem conhecidas^ 
que derão o nome a varias Ter- 
ras dentr(> e fora deste Reino. 



A13 



AD 



Aç(yvifar, O mesmo que x4ç0' 
far. 

j4ç(nigagcm. Direito, que se pa- 
gava de quaebquer vendas , ou 
compras , não só de carnes 
frescas , mas ainda das fruclas , 

Í)âo, hortaliças, peixe, gal- 
inhas, panelas, etc. Em al- 
guns Foraes se chamou este 
Direito Brancagcm . 

jiçGUgm, Os lugares, em que se 
vendiào e compravào todas e 
quaesquer mercadorias. E da- 
qui veio o chamarem-se antiga- 
mente j4çoi(gu€S as ruas dos 
Mercadores. 

Acrcjo. A credor. 

Acrepantar. Subjugar, obrigar, 
submetter á lavoura , ou qual- 
quer outro serviço. — Faltar á 
promessa , quebrantal-a , nào 
cumpril-a. 

Acta. Os autos de uma causa , 
tudo o que de parte a parte 
se tem escripto, dito e ajun- 
tado. — Acórdão, resolução, 
assento, postura. 

Acuciar, Dar pressa. 

Acudir. Vir ter , chegar , parar : 
V. g. um feito, um negocio. Co^ 
nhecer o fim , a qu^ o feito havia 
de acuddr. 

Aeuitar-se. P<)r-se em termos de 
mais trabalho, afílicção, an- 
gustia, e pouca esperança de 
remédio. 

Adail. Official de guerra , a quem 

Êertencia guiar e conduzir o 
Ixercito por veredas e cami- 
nhos occultos , e não trilhados ; 
e governar os Almocadens e 
Almogaváres , e toda a outra 
gente, com que se faziâo cor- 
rerias na terra dos inimigos. 
Adargar-se, Amparar-se, enco- 
brijr-se, defender-se. 



Adcamar. Fazer , refazer , com- 
por, ajustar, ou acamar algu- 
ma cousa. 

Addito, Adjunto, companheiro, 
sócio. 

Aderna^ Aderne a eAdména^ as. 
Terra fructifera , e algum tan- 
to inclinada, entre o monte 
maninho e o campo raso e des- 
coberto. 

Adente^ adv. Daqui em diante, 
desde hoje para todo sempre. 

Ader^ endo, Accrescentar, aceres- 
centando. 

A de rodo. J usto preço , certo , r a» 
cionavel. 

Aderar, Taxar a dinheiro, ou 
seu equivalente. 

Aderençar. Tractar, conferir , to- 
mar assento , ou acordo. — Ter- 
çar por alguém, amparal-o, 
protegel-o. 

Adergar. Acertar, persuadir-se 
de alguma cousa com grave 
fundamento. 

Adextrado. Cavallo de marca, 
generoso, eX'erciíado e prom- 
pto para a guerra. 

Adiantado. Wdi\\^ Adiantados Ci- 
vis e Militares, Os primeiros 
correspondião aos que depois 
se disser ao Governadores^ ou 
Regedores das Justiças , e ti- 
nhào o mesmo poder, que os 
antigos Meirinhos Mores. Os 
segundos erào os Fronateiros 
Mores ^ ou Capitães Generaes 
do Exercito. No tempo dos Go- 
dos reunião os Tiuphados em 
si ambas estas Jurisdições na 
paz e na guerra, cuja Digni- 
dade se chamava Tiuphadia^ 
ou Tiuphado. ElRei £). João 
II. inteiramente osabolio. 

Adiceiro. O que trabalhava nas 
minas do ouro e outros metaes. 



s 



AD 



AD 



Adivàl e Arival , es. Certa me- 
dida agraria, feita com uma 
corda, ou cordel, que deveria 
ter 12 braças. 

Adjudoiro, Ajuda, supplemento, 
achega. 

Adoboiro, Aduboiro, Adubou- 
ro^ Adubuiro. Concerto, re- 
paro , bemfeitoria , e o mesmo 
que A dúbio. 

Adoorado. Cheio de dores , enfer- 
midades, moléstias. 

Adoutar. Perfilhar , adoptar , to- 
mar por seu filho e herdeiro o 
filho, ou filha d'outrem. 

Adrede , adv. Advertidamente , 
de propósito, de caso pensado , 
acinte e de reixa velha. 

Adregar. Acontecer, sobrevir, 
suGceder. 

Adta.^ adv. Até um certo e de- 
, terminado tempo e lugar. 

Adu , adv. Onde , para onde. 

Adúa , Annuduva , Anuduva , 
Aniiduba^ Annaduva^ Anuda, 
Aduba ^ Adnuba^ Anubda , 
Anupda , Anuguera , Anudi- 
va e Annadua (de todos estes 
modos seachaescripto). Certa 
imposição de dinheiros para 
reparar, compor, fazer de no- 
vo, ou augmentar as cavas, 
torres, muros, fossos, castel- 
los e outras similhantes obras 
militares , que se ordenavâo á 
defensão da terra. — Certas 
patrulhas , ou quadrilhas de 
gente plebêa, que erào obri- 
gadas a trabalhar corporalmen- 
te nas ditas fortificações. 

Adubar. Reparar, compor, for- 
talecer , aproveitar terras , vi- 
nhas , casas e quaesquer outras 
propriedades, ou edifícios. 

Adubar o seu negocio. Tràctar 
delle, promovel-o. 



Adubio. Trabalho, cavas , lavrati* 
ça , estrumes , e todos os ama- 
nhos e bemfeitorias , que sâq 
necessários a uma fazenda , pa- 
ra andar bem aproveitada. 

Aducho , a. Testemunha addu- 
zida, appresentada. 

Adugar. Conduzir, ou fazer ap- 
parecer. 

Adultério. O adultero. 

Adur y subst. Velhacaria, trai- 
ção, engano , maldade.— Adv, 
Apenas , por acaso , mui raras 
vezes. 

Adussía. O mesmo que Ou&ia. 

Advendiço. Estrangeiro, vindo 
de fora , e que não pertence á 
mesma Nação, sociedade, ou 
famiha. 

Advogado da Igreja. O Patrono, 
Protector , ou Defensor , que 
em Juízo defendia òs bens e 
Pessoas Ecclesiasticas. 

Advogaria e V^ogaria. O ministé- 
rio, ou officio de Advogado, 
no sentido de enredador e tra- 
paceiro. 

Adu%er ^ Addu%er e Aduguer. 
Trazer alguma cousa. 

Aduzudo. Trazido, acarretado, 
conduzido. 

Afaagamentos. Encantos , mei- 
guices , afagos, doçuras, attra.- 
ctivos. 

Af alagamentos. O mesmo. 

Afamar. Lançar boa , ou má fa- 
ma de alguma cousa ,ou pessoa. 

Afanar. Cansar-se muito , desve- 
laf-se. 

Afanoso. Trabalhoso , cheio de 
penas e cuidados. 

Af aumento. Communicação, ou 
^ommercio torpe e deshonesto 
com alguma mulher. 

Affám. Trabalho, desvelo, cui- 
dado, mortificação 5 <:ansaço. 



íAF 



AF 



^1í 



-Affimento. Termo, Timite , vísi- 
nliança , coiijuncçào do lugar , 
estremo. 

Aficadamenfe. Com grande teima 
e obstinação. ./ • • 

AJicamento. Inflexibilidade, fir- 
meza no intento , ou resolução 

' primeira, teima, obstinação. 

Ajkar. Persuadir com muita tbr- 

> . ça^ forcejar, fazer violência 
ás vontades alheias. 

Aficar-se. Obstinar-se, levar por 
teima , rejeitar os pareceres to- 
dos, que com os próprios se 
não con formão. 

Afincar. Importunar , insistir , 
ateimar , combater vigorosa e 
denodadamente , còm . grande 

-força e coragem. 

Afinco. Firmeza , constância , ou 

' - valentia no dizer y ou obrar al- 
guma CQusa. 

Afiar. Achar. 

Afligimcnto. Angustia, dor , pe- 

- na, afílicçâo. 

-Afocinhar. Cair de narizes com 
o peso, abater-se, sujeitar-se 

, a condições iníquas e pouco 
honrosas. 

Afogaçôes. Pensões varias e miú- 
das, que os Em fy tentas , ou 
Colonos paga vão pelo jPo^o , 
ou Jus habitandi. 

Afonciíihado ^ ou melhor A/ou- 
cinhado. Capão, que devia ter 
aspennas da cauda grandes , e 
revoltadas á maneira de fou- 
ce. 
Aforaçom. Aforamento, Prazo, 
e também A rrendamento. Vid. 
EmprccÃ,amcnto . 
Aforar , por Arrendar. 
Aforciar. Violentar, forçar al- 

. ■ gum a mulher, para delia abu- 
sar, corrompendo a sua io- 

. nestidade. 



^ 



Aforrado . A rr egaçado , enc<)bèr- 
to, disfarçado. , :. 

Aforrar. Desembaraçar-se para 
caminhar , pòr-se á curta , la- 
zer-se presU^s e ligeiro. 

. Afortele^Mr . ileparar, fortalecer , 
augmentar nos lugares defen- 
sáveis tudo o que hejojbra mi- 
litar. ; . . 

Afortelezemenfo. Reparo, segu- 
rança, defensão. 

Afortellegamento. O mesmo. 

Afrentar . Demarcar, partir , con- 
finar. 

Afrigir-se . Arrepender-se , afíli- 
gir-se , ter pena de alguma cou- 

• sa. 

•Afronta. Jurisdicção , poder e 
alçada. — Necessidade ,.urgen- 
cia , afílicçâo , pressa. 

Afruitejugar . O mesmo que 

Afrutienegar . Afructar , faz^r 
rendosa aterra, que antes fora 
estéril e bravia. 

Afruitivigar . O mesmo. 

Afumado y a. Terra, casal , lir 
mite ajumado : reduzido a cul- 
tura, povoado. 

Afundo , adv. Para baixo, aguas 
vertentes, ao sopé, fallando-se 
de terras , ou propriedades. 

Aga. Optativo do Verbo Haver: 

Êa eu , Agas tu : Haja eu , 
jas tu, etc. . 

Agasolhar-se com uma mulher. 
Casar-se com ella , viver na sua 
companhia, dentro da sua casa. 

Agegelado e Gegelado, a. Ter- 
reno encostado, que por meio 
de comaros e arretos he redu- 
zido a pequenos campos , ou 
leiras. 

Aggravar. Pedir , procurar, ob- 
ter, conseguir. 

Agílhada. Medida agraria de 18 
palmos de comprido. 



!0 



AG 



AO 



Aginha , e Asinha , adr^. Sem de- ' 
mora , depressa , promptamen- 
te, e sem embaraço. 

Agoa fordãiça. Agua de preza, 
com que se regâo as terras, que 
delia precisão. -— Nas divisões 
antigas : Partir pela veia tXa- 
goa : era partir pelo meio do 
rio , regato , ou corgo , ficando 
cada uma das partes com igual 
margem. — Partir agoas ver- 
tentes : era quando dividia pelo 
mais alto da serra , donde as 
aguas começa V ao a correr para 
a ribeira. — Partir pela agoa ,• 
quando a demarcação ia ao 
longo da corrente, que lhe fi- 
cava servindo de muro, oudi- 
visâoi 

Agomia e Agumia. Vaso de duas 
azas , de boca larga e sem bico. 

Agormle Vomil. Espécie de jarro 
Jbojudo, de boca estreita e bi- 
cuda : taes erâo os gomiz dos 
antigos. 

Agmtio , a. Nome de homem 9 
que dizemos Agostinho. 

Agotes. Descendentes dos Godos, 
qu« sâo tratados com o maior 
desprezo, e ate dizem delíes, 
que nascem com rabo. 

Aguar dadoiro. Conveniente, ju- 
sto € digno de se guardar. 

Agiiardante. O que guarda e 
observa o contracto , ou ajuste. 

Aguardar. •Cumprir arisca, sa- 
tisfazer inteiramente. •— Reser- 
var para si. 

Agnarentar despesas, Cerceal-as, 
-diininuil-as. 

Aguça. Pressa, cuidado, dili- ' 
geiicia , presteza , promptidào , 
far¥or, actividade. 

Aguçar. Dar pressa, instar, a- 
fervorar, metter animo e ca- 
lor. • . * 



Aguçoso . Diligente , ágil , attea- 
to, cuidadoso. 

Agugála. Lisongeiro , adula- 
dor. 

Aguiamenfo. Perspicácia , direc- 
ção , penetração , previdência^ 
cautela. 

Ag%iiâo. O vento, ou Região do 
Norte. 

Aguilhar. Aguilhoar , estimular , 
reprehender. 

Aguisadamente. Justa eraciona- 
vel mente. 

Agmsado , adj. Honesto , justo , 
racionavel. — Adv. De propó- 
sito , á cinte , sem a mais le\£ 
sombra de inadvertência. 

Aguso. A baixo , para baixo. 

Akiiico. En^penho , grande for- 
ça , instancia , afinco. 

Aira^fral. Certo tributo , que se 
pagava em alguns portos de 
França , priacipalmente em 
Ainãfrol, 

-^*aáes vos. Tenhaes vós. Osítem- 
pos dos Verbos, que acaba.- 
vão era ais, oueme/s, termi- 
navão antigamente em ades ^ 
ou edcs. V.g, Vendaes ^ V en- 
dades : Nomeeis , Nõmeedes^ 
etc. 

Ajudadeira. Contribuição , que 
os Vassallos, ou Emfyteutas -de- 
veriâo dar ao Senhorio, para 
alguma despesa , que este fazia , 
conforme ao seu estado e con- 
dição. Algumas vezes era ^ra- 
ciosa e livre esta Contribuição , 
que lie Direito da Coroa. 

Ajtidouroe Ajndadouro. Protec- 
ção , auxilio , soccorro. 

Ajuntadamente. De u^n -só lanço., 
juntamente, por uma vez. - 

Ajuniarm/ento. Compras , trocas , 
escambos , ou doações, com que 
os bens de raiz se ajuntavão. 



AL 



AL 



11 



jil. O mesmo que o Latino Aliud: 
ai nâo disse : nada mais diss?. 
— Jíljim : em (\m. 

Alá. Nesse lugar, lá, alli. 

jl'la. Ordem Militar , instituída 
por ElRei D. Affonso Henri- 
ques. 

AhbaTar. Queimar, consumir, 
perecer, denegrir, offuscar. 

Alacir. O mesmo que Pellaciil. 
CJoIheita dos fnictos no Outo- 

• no , como pão , vinho , etc. 

Alafcm. A' boa fe, com -erfeito , 
sem duvida, certamente. 

Alakoveinis , Alahobeines ^ Ala'- 
hoem e Alapkoen. O Concelho 
de Alafôes no Bispado de Vi- 
seu. 

Alára, Abanico, ou leque. 

Alardear. Jactar«se, engrande- 
cer-se, fazer alardo e ostenta- 
ção das suas prendas , ou offi- 
cios. 

Alarife, Architecto , Mestre d'0- 

. bras. 

Alaúde. O escaler danáo, oude 
qualquer embarcação. 

Albarrâa. Torre forte, em que 
seguardavão os dinheiros, que 
pertencião á Coroa. 

Albarrada, Vaso de barro com 
azas. —^Parede, que se faz de 
ped ra sêcca sem barro . — Mon- 
te de terra e faxina, que o ini- 
migo vai levantando diante de 
si , para se approximar á Pra- 
ça, e nâo ser incommodado 
pela artilharia dos sitiados. 
Alhergag€7ii . Direito , que os Pa- 
droeiros das Igrejas tinhâo a 
serem hospedados nellas. 

Albergar. Hospedar, recolher, 

dar pousada, tirar da rua a 

qualquer pessoa. 

Alhergaria. Casa, ou edifício 

destinado par^ recollier , pelo 



seu dinheiro , toda a qualidade 
de pessoas , que fazem jornada . 
e precisão, das commodidades 
dosomno, mantimentos e des- 
canso ; estalagem , albergue. — 
Direito, que o senhorio tinha 
a sor hospedado e mantido na 
casa do seuvassallo, ou emfy- 
teuta. A esíSiS Albergarias^ ou 
Albergadas y sederuo algumas 
veses os nomes de Jantares^ 
Procurações , Collectas , Pa- 
radas ^ Serviços^ etc. E tam- 
bém se disse Albergar por ar- 
rendar alguma cousa com obri- 
gação de certos encargos. — 
Hospital , hospício transitório 
de pobres , miseráveis , peregri- 
nos , passageiros , es tropeados , 
enfermos. ..-♦. 

Albore , ou Alvore , es. Arvore y 

arvores. 
Albufeira. Lagoa formada pelas 
aguas do mar. — Lagoa, ou 
grande tanque. 
Alcaçarias. Tanarias, pellames, 
lugar, ou fabrica, onde se 
curte e prepara toda a quali- 
dade de pelles e couramas. — 
O lugar único , em que só era 
permittido aos Judeos de He- 
spanha comprar , ou vender as 
cousas , que lhes erâo concedi- 
das. 
Alcácer j Alcazer e Alcha%ar. 
Ferregial, campo, ou veiga, 
em que se colhe ferrâa , ou ce- 
vada verde para as bestas, 
que hoje dizem Alcacel. — Pa- 
lácio acastellado. — Castello , 
ou Fortaleza de uma Praça, 
' cm que ordinariamente residia 
o Governador, Alcaide, ou Ca- 
stelleiro. Neste sentido também 
se escrevia Akcrtar^ Akaçar 
e Akaccrc 



I^' 



AL 



AL 



Alcaccria. Casa forte, CastéUo, 
Casa Real, Palácio^ 

Alcaceva. Castello, ou Fortaleza 
quasi de todo arruinada. 

Aicaçova. Presidio , Fortaleza , 
Castello. 

Alça. Recurso, appellação, ag- 
gravo. 

Alçada. O poder, que hecomet- 
tido aos Ministro? de Justiça, 
os quaes algumas vezes se cha- 
marão Alçadas. — Conheci- 
mento , ou revisão do que os 
Juizes Ordinários já tinhão jul- 
gado na primeira instancia. 

Alçar. Appellar, aggravar, re- 
correr a Tribunal Superior. 

Alçar-se de alguma cousa , inten- 
to ^ ou flíema?zc/<7. Deixar-se del- 
ia, não a proseguir. 

Alças. Gastos contingentes e in- 
certos 5 perdas , damnos , que 
ordinariamente se experimen- 
tavâo. 

Alcaidaria. A Dignidade de Al- 
caide Mór , ou Governador de 
uma Praça, ou Província. — 
Tributo , ou pensão , que se pa- 
ga aos Alcaides Mores. — Offi- 
cio de Alcaide , ou Ministro de 
Justiça, que prende os cuípa- 

««' dos e executa as ordens dos Jui- 

'-'zes. ' " ' 

Alcaide. Juiz do Povo : o mesmo 

que Alvazil: dosDon%eh. 

bidalgo , que tinha a seu cargo 
os meninos nobres , que se cria- 
vão erfi Palácio. da líon- 

ra. Magistrado, que inquiria 
sobre os crimes das meretrizes 
e adúlteros. do Navio.' O 

' Patrão, arraes, ou capataz de 
qualquer embarcação , pois to- 

. das se chamavão namos.) ou 

V. juiQS. '■ P ■ : das >Sací7S. Official 
de Justiça, que tomava co- 



nhecimento dos contrabandos , 
prendia e penhorava os contra- 
bandistas. daP^ara. Mi- 
nistro inferior de Justiça , esbir- 
ro, que prende, cita, etc. 

Alcaide ilfoV. Governador de uma 
Praça, ou Província, que ti- 
nha o cargo das Armaâ e da. 
Justiça, quando esta lhe não 
era prohibida. Podia nomear? 
um Substituto , a que chama- 
vão Alcaide Menor ^ ou Pe- 
queno. 

Alcaiotaruí. O infando crime de 
alcovitar. 

Alcaiote , a. Alcoviteiro , a. 

Akatzes. Livros de alardo e apu- 
rações de gente de guerra. 

Alcálas. Certas alfaias para or- 
nato, talvez panaoa de raz^, 
ou bordados. 

Alcaldamento. Direito ,. que se 
pagava nas alfandegas , quando 
se manifesta vão as mercadorias 
prohibidas e outras quaesquer. 

Alcaldar. Manifestar na alfanr 
dega , a fim de pagar os Direi- 
tos, ou fossem para o Alcaide, 
ou para a Coroa. 

Alcanavi. Linho canamo. 

Alcântara. VonteíamossL^ de pe- 
drinha, ou de pedra. 

Alcavala. Tributo, que os Vas- 
sailos pagavão ao Património 
Real das fazendas, ou gados, 
que possuião. Hoje dizemos aSV- 
%a. — Preço , troca, escambo. 

AlcavallaSi Fructas de Africa , 
que correspondem ás nossas al- 
farrobas. 

Alcamrel. G mesmo que Alça' 
cer : Castello , Palácio. 

Alchas. Panno, droga, ou tecido, 
que hoje não conhecemos. 

Alchcría ,i A Iguaria e Alqueria, 
Fazenda do campo e lavoura, 



AL 

com sua casa de abegoaria 
para residência do Caseiro. A 
estas fazendas se deu o nome 
de mllas , aldeãs , quintas , cel- 
leiros, etc. 

Alcobacha. Alcobaça. 

Alcoceifa. Sitio, ou bairro, emque 
vivem as meretrizes , alcouce. 

jilcofa, O alcoviteiro, ou alco- 
viteira. 

jílcorcova. Fosso dos vallados, 
com que se tapa e resguarda 
uma fazenda. 

Alcouce. Casa , em que se dâo 
commodos para lascivos com- 
mercios. 

Alcoucé% e Alcova. Vento do 
Sul. 

Alcouço e Alcomo. A Região , ou 
parte do Sul. 

Alcoueta, Alcoviteiro, a. 

Aldéa^ Aldeola e Aldéea. Casal , 
quinta, herdade, villa, gran- 
ja, celleiro, com suas casas de 
abegoaria e lavoura, constante 
de certas propriedades , já con- 
tinuas , já discretas , não tendo 
mais que um , ou outro Colono , 
responsável de certas forragens 
e jjensòes ao Direito Senhorio. 
Estas Aldeãs ordinariamente 
constavão de uma só casa. 

Aidrete. O sábio , entendido, au- 
daz , entremettido. * 

AU. Palavra de regosijo, con- 
tentamento e alegria. 

Ahaldamento. Juramento, que se 
dava na Alfandega de como o 
que se comprava, era para os re- 
spectivos gastos daquelleanno. 

Alealdar e Lealdar, Prestar o 

, dito Juramento. 

^ileive. Accusação, gu testemu- 
nho falso. — jVIaldade commet- 
tida com capa e mostras de 

. âinisade, aleiyosia. 



AL 



IS 



Aleivosa. A mulher adultera , 
traidora á fidelidade, que de- 
via a seu marido. 

Aleivoso. O traidor. 

Akíúcar-se. Retirar-se, pôr-seao 
largo. 

Alelt. O goivo, flor bem conhe- 
cida. 

Aleo. Vara grossa , ou cajado , 
com que se jogava a bola , ou 
choca. 

A levanto. Alboroto , motim , 
estrondo, descomposiçâo de pa« 
lavras, ralhos, disputas, con- 
tendas. 

Alcve. O mesmo que Aleivs. 

Alevoso. O mesmo que Aleivoso, 

Alfageme. Official , que compu- 
nha, afiava e guarnecia espadas. 
— Alfange , ou espada curta. 

Alfama. Couto, refugio, asylo. 

Alfanhar. Cobertor de lãa , de 
felpa, ou papa. 

Alfcrnbareiro» Official, que fa- 
bricava os ditos cobertores. 

Alfandega. Casa publica com 
seu Tribunal privativo para 
cobrar os Direitos Reaes das 
fazendas , que entrào , ou saem. 

Alfanehe. O mesmo que Alfaw 
bar. 

Alfaqueque e Alfaquaque, Re- 
demptor de captivos, ou pri- 
sioneiros de guerra , que devia 
ser de muita verdade ; inter- 
prete, correio, internuncio, 
conciliador da paz. 

Alfaqui. Sacerdote entreos Ára- 
bes , sábio da Lei.. 

Alfaráz. Ca v alio generoso e exer- 
citado na guerra. 

Ay'círa%es. Cavalleiros dextros e 
bem montados. 

Alfas. Raias, termos, ou limites 
de um Reino , ou qualquer ou- 
tro lugar, 



u 



AL 



jilfdre. Rebanho, falo, mana- 
da de (jualquer espécie de ga- 
do. — Curral, pocilga, lugar 
cerrado com sebes, cancellas, 
oti ramadas, em que se guar- 
dâo os porcos. 

Aifeireira. O pastor , que guar- 
dava, oumettia no curral, ou 
estancia nocturna, as vaccas, 
ou os porcos. 

Alfeloeiro. O que fazia doce de 

. qualquer qualidade. 

jálfenado. Enfeitado, melindro- 
• 80 , e que com desdém não per- 
mittia , que ao menos lhe to- 
cassem nos vestidos. 

Alfera%, Alferes , Cavalleiro hon- 
rado, generoso e bem monta- 
do, que nas batalhas levava a 
Bandeira, Estandarte , ou Pen- 
dão Real. 

Alferce. Enxada ^ enxadão, ou 
picavequft. 

Alferes Mor, Houve dous Offi- 
cios Palatinos xjóm este Titulo. 
O 1.° era p;f'òpriamente JE/í>«o- 
rario^ e o^nsistia em levar a 
Heal Bandeira nas Cortes e 
outras funcções publicas dos 
Príncipes eMonarchas. O 3.* 
era de Exercido , e pertencia- 
Ihe levar á Bandeira Real em 
todâ^ as Expedições Militares , 
em que o Rei se achava. O 
1." era o Alferes Mór do Rei- 
nú: o ^° era simplesmente o 
Alferes Mór , ou Alferes Moor 
d*ElRei. Este era como o 
Adiantado de todo o Exercito^ 
e decidia a fmal todos os grandes 
feitos , que nelle acontecião. 

Aiferena. O Estandarte , ou Ban- 
deira 5 que o Alferes levava nas 
Expedições Militares. 

A^etêrm^ Alfetna e Alfechna. 
Hostilidade, guerra 5 contendia. 



Ali 

Alfitra. Um dos tributos, que os 
Mouros pagavão aos í^is de 
Portugal: era a Decima dos 
seus gados. 

Alfollas. Certos vestidos decerto 
panno, que vinha de Granada. 

A Ifomhra . Ta pete , * alcatifa . 

Aifonsú, Moedas de ouro, prata 
e cobre , já desde os principios 
deste Reino. ElRei D. Affonso 
IV, se lhes não deu o nome , 
augmentou-lhes o valor , fazen- 
do valer um por doze dos que 
antes corrião: os de cobre va-» 
lião um real : os de prata 80 
reis : os de ouro pouco mais de 
ôOOreis. Tinhão de uma parte 
o Escudo do Reino, e da outra 
a Coroa Real. 

Alfora ou Alfo7'ra, Ferrugem , 
que dá nas searas, e as conso- 
me e esteriliza. 

Alfoufe ^ Alfoufre^ Alfovre e 
Alfouve, Um pequeno pedaço 
de terra. 

Alfo%, es. Concelho, Julgado, 
Beetría, que talvez ccMistava 
de uma só Parochia , situada 
em terras ásperas e montuosas , 
e $e governava pelo seu parti- 
cular Foral , usos e costumes. 
— Também alguma vez se cha- 
mou Alfoz um lugar, ou terra 
châa, mas com particular go- 
verão. - 

A If rezes. Alfaias e moveis de uma 
casa. — E também cert<^ or« 
natos de vestidos. 

Alganame. O principal pastor, 
que toma sobre si a obrigação 
de conservar e augmentar « 
rebanho. A este obedeciâo' o 
Zagal ^ o Conhecedor^ oPom* 
sadeiro e o«tros mfericMres cíia- 
dos. 

Algara, Algaru, Algare eAU 



AL 

garada. Expedição militar , 
con flicto, assalto, contenda, 
briga , peleja , refrega. — Ato- 
leiro , barranco , sorvedouro , 
paiil , concavidade subterrâ- 
nea, cova, tremedal. 

Algaravia. Linguagem dos Sar- 
racenos , e outra qualquer , que 
ordinariamente se não enten- 
de. 

Algarismo. As letras, de que se 
usa na Arithmetica , que he a 
Sciencia dos números. Estes 
caracteres variarão segundo o 
génio das Nações. Aos dos Ro- 
manos succedêrâo os dos Go- 
dos, e aos destes os Indicos, 
ou Arábicos , de que em Hespa- 
nha se começou afazer uso no 
Século XI n. No Século XV 
apparecem já entre os Portu- 
guezes algumas destas letras 
numeraes, misturadas com as 
Romanas ; porém no XVI pre- 
valeceo entre nós o AlgarisnWy 
de que agora usamos, abando- 
nado já o Nacional , que desde 
Ds principios da Monarchia , e 
€om alterações notáveis, se pra- 
cticava. 

Algimeado. (Letrado). O que era 
perfeito e consummado em a 
soa faculdade, e não o que só 
fatiava algaravias. 

Aigo , subst. Favor , beneficio , 
acolhimento , mercê. — Ho- 
mem nobre por geração eme- 
jrecimento. Daqui Filho d Al- 
^o, Fidalgo. — Bemfeitoria, 
aaigmento, utilidade, provei- 
to, fabrico, amanho. — Emo- 
lumento, donativo, luvas, in- 
teresse, ganho. — Trabalho, 
mortificação, angustia, afflic- 
çào , peiia 5 desvelo. — Alguma 
cousa. 



AL 



ib 



Algofar, Aljôfar, pedraria fma, 
ou grossa , ou miúda. 

Algiir ^ adv. Por alguma par- 
te. 

Alhafa. Medo, ou temor, qu« 
mette algum precipicio. 

Alhanse. Cobra , ou tortuoso a 
modo de cobra. 

Alhia. Um grande numero de 
benefícios. ^ 

Alhodra. Sequestro de terras , ou 
fazendas. 

Alhur , culv. Em outra qualquer 
parte, ou lugar. 

Alhus. O mesmo. 

Aliavas. Tributo , que se pagava 
para sustento das aves e cães , 
com que as Pessoas Reaes fa- 
zião as caçadas. 

Alifafe. Travesseiro , em qu€ dés* 
cansamos a face. 

Alifase e Aliphase. O m€6m«. 

Alima , as. Animal , como boi , 
vacca, besta, ovdha, carnei- 
ro, etc. — Cédula, escripto, 
obrigação , ou sentença , pela 
qual se deviâo pagar tantos, 
ou quantos destes animaes. E 
quando se dizia que todas e«tas 
Alimas forâo lançadas em Ur- 
ra ^ era dizer que todas esta* 
cédulas , ou bilhetes forâo ra- 
sgados -e calcados aos pés , e 
ficarão sem vigor algum. 

Alinhar. Conservar ©adquirido, 

Alivamento. Allivio, escoante, 
correnteza, desembaraço. «^^ 
Consolação e iefiigerio. 

Alivar. Alliviar, desembaraçar, 
tirar parte do peso. 

Aljama , as. Mourarias e syna- 
gogas , bairros , ou habitações 
dos Mouros , ou Judeos , eaj 
que vivião governados pelo^eu 
respectivo Jut% , Conml , j6u 
Alcaide. 



16 



AL 



AL 



Aljuha. Vestidura Moujrísca, de 
mangas e comprida, que íioje 
dizemos Jaqueta. 

A lios. Alhos. 

yAllacir. O rnesmo que ^/lla^ir. 

Alleijanii Menoscabo, pouca esti- 

; maçào e honra da pessoa. 

Alló^adv. AUi., lá, naquellelu- 

. gar. 

Almadraque. Cochim, almofada, 
alcatifa , ou cabeceira , que ser- 
ve de genuflexório. — Enxer- 
ga , enxergão , colchão , manta 
grossa , ou alcatilEa dobrada , 
em que alguém se deitava. 

^Imadraquexa. Travesseiro, ou 
cabeçal. 

Almafarúye Ylmofaris. Almoía- 
rís. 

A^^f^àffega. Burel branco e gros- 
seiro , de que os nossos Maiores 
faziâo o seu dó. 

Almafre. Morrião, elmo, capa- 
cete d'aço, ou ferro. 

Al^nafreioçe. Mala grande, ma- 
lotão, em que se leva a cama 
nas jornadas. 

Almaio^ Almalho^ os. Touro, 
novilho, bezerro, boi novo, e 
que ainda não trabalha. 

\Almandraque. O mesmo que Al- 

' .madraque. 

Almandra. Colcha, ou alcatifa 
de linho e lâa. 

Almarfaga. O mesmo que Al- 

Almarge. Prado , ou recio cheio 

d'herva e pasto para gados; 

hoje dizemos Almargcm. 
Alfnargia. Besta , que pasta no 

almargem. 
Almarraxa. Almotolia. 
Almas. Pessoas , ou Vidaa de um 

Prazo. 
'Almà^^m e Arma%em. Settas, 

dardos , quadrellos-, pelouros 



e tudo aquilloy que. podia ser 

. levado nas cartucheiras^ carca- 
zes , bolças, aljavas, ou patro- 
nas, e com que de longe se 
varejava o inimigo. 

Almea%ar, Ve'o, ou pala com 
franjas , de que usarão no or-. 
namento dos Altares. 

Almeitiga. Almoço , refeição leve 
e frugal , que se dava pelo La- 
vrador ao Mordomo , ou Pre- 
stameiro , que cobrava os Foros 
Reaes. 

Almei%ar. Panno de meza , que 
a cobria e ornava. Também 
se disse Ahne%ar. 

Almei%ares. Alamares. 

Almenáras. Fogos artificiaes e 
convencionados, com que desde 
os muros , torres , ou atalaias 
se avisavão os distantes do que 
se passava. O seu numero , du- 
ração, qualidade, etc. fozião 
as vezes dos nossos Te^egra* 
fos. 

Almexia. Camisa , que os Mouros 
erão obrigados a trazer como 
sinal para serem conhecidos, 
quando nãoandavâo com o seu 
próprio trage. 

Almejar. Misturar , confundir 
alguma cousa. 

Almirante. Era o Capitão Gene' 
ral do mar , com mero e mixto 
império, immediato ao Rei, qiae 
julgava sem appellação , ou re- 
curso a outra pessoa , repartia 
as presas marítimas, de que 
tinha a quinta parte, etc. Ho- 
je he a Pessoa im mediata ao 
General da Armada, 

Almoahedes , ou Almoraviães. 
Certas Familias Africanas , que 
ultimamente passarão a Hespa- 
nha, onde até a expulsão to- 
tal dos Mouros se conservarão. 



. Reconhecião um só Deos, e 
negavão a Trindade das Divi- 
nas Pessoas. 

Almocadém . O que encaminhava 
o Exercito, marchando á sua 
frente. 

Almoçaria^ Jllmoquaría^ ^^Imo- 
saravía. Officio de almocreve , 
recoveiro, que conduz cargas, 
ou aluga bestas. 

Alniocavar. Cemeterio de Mou- 
ros , ou Judeos fora das Povoa- 
ções. . 

Almoçahd, Almotacel, com in- 
specção sobre pesos , preços e 
medidas , etc. na forma do seu 
Regimento. 

^Imocella, Almozella ^ Almu- 

, %ella e Almo%ala. Cobertor, 
ou manta , mais , ou menos fina 
e preciosa , que servia nas ca- 
mas dos ricos e pobres, e sem- 
pre com o mesmo nome. 

AlmoceUeiro, O que fazia cober- 
tores , ou mantas para camas. 

^Almocovar, O mesmo que Al- 
mocavar. 

Almocouvar. O Pastor, ou Za- 
gal^ a quem pertence a guarda 
do rebanho: he o criado do 
Maior aL 

Almqfalla. Campo, ou arraial, 
em que por algum tempo se 
reside. 

Almofreixe. O mesmo <jue AU 
rnafreixe, 

Almogavar e Almugavar. Sol- 
dado escolhido pela sua animo- 
sidade, ligeireza, esforço e pe- 
rícia militar , soffredor da fome 
e sede, e de um armamento o 
mais simples e ligeiro. 

Almogavre. O mesmo que Al- 
mogavar. 

Almogavria. Expedição de Al- 
mogavares , entrada repentina 



AL 



17 



nas terras do inimigo , talando 
os campos , captivando e rou- 
bando tudo o que pôde ser 
útil. 

Almoinha , Ahnuinha , Almu- 
Ilha , Almoynha , Almuia , 
Almuya e Amuya, Não só 
se tomou esta palavra por hor* 
ta , ou pomar : mas também 
algumas vezes se tomou por um 
prédio urbano, que nào só he 
apto para dar fructas e horta- 
liças, mas também linho, mi- 
lho e toda a casta de fructos, 

- regado e tapado sobre si. 

Almoqueire, Almocreve, reco- 
veiro, o que trabalha com be- 
stas, ou as aluga. 

Almoqueves. O mesmo. 

Almoravides. O mesmo que AU 
moahcdes. 

Almoravidds, O mesmo que McP- 
ravidts. 

Almosarife e Almoxarife. Offi- 
cial, que cobra os Direitos 
Reaes, ou que dimanái'âo da 
Coroa ; Almoxarife. 

Almvde de pão. Constava de dous 
alqueires de pão: hoje corre- 
sponde a um só alqueire pela 
nova. 

Almudada. Dous alqueires de pão 
pela medida velha. 

Ahnuinheiro e Almoinheiro. O 
que seocçupa no serviço e cul- 
tura das Almuinhas , hortas e 
prédios urbanos. 

Almunia, O mesmo que yf/»io?- 
nha. 

Alna. Covado, medida^ de 'três 
palmos. '' ^ / 

Alodio. Herdade livre de todo o 
senhorio e pensão. 

Alongamento. Demora, duvida, 
opposiçãoj resistência, éinba» 
. raço. 



lá 



Ãh 



Áh 



Ahngàr. Afà&tiar , apartó , 
estender alguma cousa , deiiio- 
rar, dilatar. 

Almrava%^ es. Abas da éstèSra 
a rdda ão estrado , ^ahiiò , 6h 
rede, que dòs colchões pára 
baiíxo cobre o vão do leito. 

Jllpe. Travesseiro, ou cabeçal 
òàÚL a stíà frónhâ, ou almo- 
fada. 

Alpender. Alpendre , ^allile , 
espécie detecto sustentado so- 
bre columnàs , òu pilares. 

Alpendorada. O mesmo. 

Alpes é Alpe. Tomarão os nos- 
sos Antigos por qualquer iilòn:- 
iè , cbflihá , eminência , altura, 
— Pastos do g^ado , situados 



entre moíitcs 



oii lugares som- 



brios. 

Alpha. O A. dos Gregos, <jue 
còrh ò Ofnégà significava prin- 
cipio e fim. 

Alqiidria. .O iiíésm6»^iie Alché' 

^Iqíietfe. MèáMa àè sólidos : o 
antigo era meio ál^deirie do pre- 
sente. Depois se introduzirão 
vários alqiiéirês , v. g. Alqueire 
de Medida .) Rúsa, on Ràsão. 
Este levava muito mais , que 
b alqueire comnium , de qtie 
usamos. de 1:4, 15, òu 16 

álgiíeires. Era o quarteiro , òu 
a quartia parte <io Moio, que 
h*uÍTÍas partes era 56 , n*ôUtras 

60, ou 64 alqueires. áòra- 

gado. O que efa arrasado , 'fôs- 
ae com rasâo, ou tabo^, ou 
ícoíii aparte do braço , qUevái 
do cotovelo ate a mão» de 

traço curvado. O que se arra- 
sava com b cotovelo do braço , 
é. poriàsb ficava com liíehòs 

pão Ho que devia. de mão 

posta. Nem era bem ácúgvlla- 



dò , neift bera á¥rà^àdò. «*— 
sem bràçò posto èsérhMvòà. O 
que era acugulado. ■ •àkeio 
pegueniho. Levava um alqueire 
e mn çalamim do alqueire gran- 
de. raso. Levava três quar- 
tas do alqueire correitte , inehí» 
meio çalamim. 

Alqueire de tetra. A (Jue letàva 
um alqueire de |)ão de semear 
dura: constava de í)00 Vartis 
de craveira quadradas. 

Alqueirinho pequenino. Lcívíiva 
meio alqueire e um çalamim 
escasso. 1^ alqueirinho raso le- 
vava meio alqueire da medida 
corrente. 

Alquiar. Alugar, alqirílai*, dar 
de renda qualquer cousa mo- 
vei, se movente, onimmovel. 

Alquicé. Capa , de que usão os 
Mouros. 

Alqui6r. Aluguel. 

Alqíiiser. Pequeno enxergão 
Mourisco. 

A trotar. Pedir esmola com gráir* 
des vozes de piedade ebompai- 
xão , com clamores e alaridos , 
ou ainda cantando ao som de 
vários instrumentos. 

Alsar-se^ ou Alçar-sc/RebéllaT" 
'se , levantár-se , não reconhe- 
cer dependência , ou sujei- 
ção. ^ 

Altdfnia. Almofia , ou pequeno 
alguidar de barro vidrado. 

Alva%il , Alva%ir , Alvasir , Ai- 
vasil 5 Alvacir e Alvacil: Go- 
vernador, ou Cônsul de uma, 
óu mais Cidades , Presidente , 
òu Chefe de urna Província, 
ou Território.^- Juiz Ordiná- 
rio, e que decidia as Causas 
na primeira instanòia, ádmit- 
tindo appellaçãò eággraVo nos 
ca§o*&, (J^e a Lei o pe?mittía. 



AL 

—Vereador daCamera.— Ma- 
gistrado Supremo. 

Alvcid^ ou Síloeci. Certa seda 
branca e mui delgada í 

Alvçiro , os. Seixos brancos , com 
que se demarcavâo as fazendas. 

Alvende, Alvará, carta, rescri- 
pto, auctoridade, licença, ou 
Keal Decreto. 

Alverca. Terra apaiilada, ala- 
gadiça , pantanosa. 

Alvidradores. Os Louvados do 
Concelho, que também sedis- 
serão Yaliadores, Avaliadores, 
ou Estimadores. 

Alvidramento. A acção de aWi- 
drar, ou avaliar. 

Alvidrar. Fazer composição , 
escolher Juizes árbitros para 
terminar qualquer demanda, 
ou questão ; avaliar. 

Alvidro. Juiz Arbitro, escolhido 
a satisfação das partes, para 
decidir a fmal as suas conten- 
das. Também se chamou Ar- 
vidro , Avidor e Compoedor. 

Alvidroso , a. Castigo , ou pena 
arbitraria, a juizo de varão 
prudente. 

Alvoriçar e Alvor har. Retirar- 
se , fugir , ausentar-se com pas- 
so ligeiro , com indignação e a 
seu pezar. 

Alvor i%o. Turbação, desassoce- 
go , inquietação , distúrbio , tu- 
multo, revoltilho. 

Alugaçom. Arrendamento, alu- 
guer , e a mesma acção de alu- 
gar. 
Alugueiro, O que aluga alguma 
cousa. 

Ahimiamento. Luz, claridade. 

Alu%. Pelles mais fmas e pinta- 
das , de que houve grande uso 
nos frontaes, casulas e palas 
4os Altares. 



AM 



19 



AmaMgo, Lugar , povo, quinta , 
casal , ou herdade , que lograva 
os Privilégios de Honra. ^ por 
nelle se haver criado ao peito 
de alguma mulher casa.da o 
filho legitimo de um RicQ^Ho^ 
mem^ ou Fidalgo Honrado. 

Amadoiro. Amável, digno de 
estimação e amor. 

Amadu/rar. Moderar, reformar, 
benignamente interpretar. 

Amágo. Ameaço, comminação, 
terror , espanto , a fim de alcan- 
çar, ou extorquir alguma cou- 
sa. 

Amalhar. Demarcar , pOr bali- 
zas e marcos , que antigamente 
se charaavão malhoens. — Ter 
como certa alguma cousa, de- 
pois deter observado os meios 
de a conseguir : amalha/r a /c- 
hre : amalhar o inimigo. 

Amamentar. Dar de mammar, 
dar o leite , criar ao peito. 

Amantelado. Cercado de fortes 
e alterosos muros. 

Amas. Ajuntamento de muitas 
cousas postas em montão, ou 
em rimas. 

Amatar. Extinguir , extirpar., 
arrancar , tirar de uma vez , 
fazer cessar. — Pagar , satisfa- 
zer. 

Amamos. Sortilégios , filtros , 
encantos para excitar o amor 
lascivo e deshonesto. 

AmxwilmcnH. Desveladamente , 
com muita attençâo , amor e 
agrado. 

Ambiciar, Entregar-se a pensa- 
mentos, acções e cuidados de 
ambição. 

Amhroó , adv. Ao longo , ao CQm* 
prido. 

Ameaça, Vontade, desejo, ou 
tenção , ^e o Vassallo , ou 



20 



ÀM 



AM 



Colono mostrava de passar a 
outro Senhorio , deixando o 
primeiro. 

Ameaçamento . Ameaça , commi- 
naçâo. 

Amentar. Chamar os lobos por 
encantos , ou feitiços para de- 
struir o rebanho doseuvisinho. 

— Andarem os rebanhos ale- 
gres, saltando e retouçando. 

— Trazer á lembrança. Daqui 
ementar ^ ou Ementar: reza- 
rem os Pastores da Igreja pelos 
defuntos, 

Amenta , ou Emmenta. O sala- 

- rio, que seda ao Parocho por 
encommendar aDeos as almas 
de alguns particulares defuntos. 

Amentrc ^ adu. Em quanto. 

Amcrcemnento. Commutaçâoda 
multa , ou pena corporal , que 
sendo antigamente de certo nu- 
mero de animaes, pelo tempo 
foi reduzida a dinheiro. — Co- 
pia de graças , mercês e benefí- 
cios. 

Amerceár. Regular a pena, ou 
multa com menos rigor , do que 
pedia a qualidade do delicto. 

.Amercear-se. Compadecer-se , 
usar de misericórdia e huma- 
nidade com alguém, não o 
castigar segundo todo o mere- 
cimento do seu crime , tratal-o 
com piedade , graça e mercê. 

Amerger. Mergulhar, afundir, 
lançar ao fundo , suffocar nas 
agoas. 

Ameitai. Ametade de qualquer 
cousa. 

Amesinhavel. Tudo o que he sau- 
dável, ou para o corpo, ou 
para a alma. 

Amesquinhar-se. Humilhar-se , 
encolher-se, abaixando a voz 
com demasiada submissão. 



Amicidade. Boa correspondên- 
cia , amizade. 

Amo. Aio, mestre, conductor, 
que tem a seu cargo a boa edu- 
cação e instrucçâo de um me- 
nino nobre e honrado. — Os 
Fidalgos chamavão seus Amos 
aos que tinhão criado os seus 
filhos 

Amoestamento. Admoestação , 
impulso, persuasão. 

Amolar; Compor e reparar as 
vasilhas para recolher o vinho. 

Amolentar. Abrandar, enterne- 
cer. — Enfraquecer, relaxar. 

Amolhoar. Demarcar, pôr mar- 
cos , ou balizas em uma fazen- 
da , estremar , dividir. 

A montar. Caber, importar, a- 
contecer na sorte , herança, ou 
legitima. 

Amor. Beneficio, favor., graça, 
mercê. 

Amorado. Refugiado, ausente, 
escondido, retirado por. causa 
de algum crime. 

Amoorar e A morar. Espantar, 
atemorizar , fazer retirar ao 
longe. — Esconder , encobrir , 
sonegar; 

Amorete. Certo panno , que hoje 
desconhecemos. 

Amorio. Benevolência , amor, 
affecto, inclinação. 

Amortivigar um papel. Çafar , 
consumir, ou rompel-o, de sor- 
te , que se não possa ler sem 
difficuldade grande. 

Amortizar. Fazer livres e isentas 
algumas certas e demarcadas 
fazendas de todos os encargos 
e direitos, que antes pagavão. 
Estes bens assim amortizados , 
são os que se chamarão Cow- 
ios. Esta amx)i'ti%açãQ sempre 
foi e he privativa do Monar- 



cha , ou Imperante Summo no 
temporal. 

Amos. Nós amos: nós ambos, 

Amostraçâo. Admoestação Canó- 
nica, que de via preceder a sen- 
tença de excoramunhão. 

Amotar. Fazer motas , valias , ou 
tapumes, para resguardo de 
uma fazenda. 

Ampróm, adv. Adiante, em di- 
reitura, ao longo. 

Amunijar. Cobrir d'agoa , limar 
o prédio, o campo. 

Amuya. AÍtnoinha. 

Anackoreta. O que se apartou , 
fugio , ou se retirou do tumulto 
das gentes, para viver solitário 
nos lugares ermos e despovoa- 
dos, oecupado só com Deos, 
e com sigo mesmo. 

Anadallaria e Anadaria. Destri- 
cto , em que o Capitão dos 
Besteiros tinha jurisdicção e 
poder , em ordem aos da sua 
esquadra, ou companhia. — 
Cargo, officio, ou mimsterio 
do A nadei. 

A nadei , Annadem e AnliadeJ, 
Maioral , Chefe , Capitão dos 
Besteiros e outra gente de guer- 
ra. Havia também Anadel 
Mor: a este pertencia o alista- 
mento dos Besteiros do conto 
(isto he , do numero , que em 
cada Terra havia de haver sem 
falta) , e dos galioies , ou ho- 
mens do mar. 

Anaduva. O mesmo que Adúa. 

Anafado, Bruto, que tem o pêlo 
nédio e luzidio. 

Anafil, Trombeta ,de que os Mou- 
ros usão na guerra, para exci- 
tar os ânimos dos combatentes. 

Anafragar. Morrer , ou por qual- 
quer modo impossibilitar-se pa- 
ia seryir. 



AN 



^í 



Andaço, ^Idl contagioso, epide^ 
mico. 

Andada. Ida , viagem , passeio. 

Andado, O que tinha passado, 
ou decorrido, quando se fal- 
ia va do tempo, dias, mezes e 
annos. 

Andador. O que guardava os 
presos nas cadeias publicas , e 
os levava de uma para outta 
parte , e servia em outros mi-^ 
nisterios enfadonhos do Conce- 
lho. — O cobrador das rendas , 
ou foros do Concelho. 

Andadoria e Andaria. Officio, 
ou cargo de Andador. 

Andajem. Casa de um só andar. 

Andamos e Andhamos. Passa- 
gens , atravessadouros , carrei- 
ros, caminhos estreitos, e de 
pe, atalhos. 

Andança, Felicidade , dita , for- 
tuna. 

Andante (^Bem) . O feliz, ditoso, 
afortunado. 

Andar d espada. Matar, ou mor- 
rer ás estocadas , passar tudo 
a cutellò. 

Andar em paço. Estar , ou andar 
na Sala livre , que antigamente 
se chamava Casadaadovaj por- 
que nella andavão os presos por 
culpas leves em grilhões , ou al- 
gemas, á differença dos que 
tinhão grandes crimes, que erão 
postos nas enxovias , e ligados 
a cepos, ou cadêas de ferro. 

Andar a toda a roupa. Roubar 
a todo o panno, sem distinc- 
ção de cousas , ou pessoas. 

Andere , Andrel , ou Andreíi, 
André , nome próprio de ho- 
mem. 

Ajidurriaes, Lugares de pouco 
asseio, mas trilhados de muita 
gente. 



03 AN 

jinegia , Enegia e Aregia, Ci- 
dade , território , concelho ^ ou 
comarca dos Aregânses ^ que 
se incluia entre os rios Alar da 
€ Paiva j correndo desde as ser- 
ras de Arouca, até abranger 
algumas porções de terreno no 
Julgado de Penafiel , e á direi- 
ta do rio Douro ; e partindo 
com Bemviver q Alvarenga. 

Anfcsto ^ adv. Andando, ou cor- 
rendo para cima. 

Angariar. Obrigar, ou violentar 
alguém a qualquer serviço. 

Angarias e Ânguciras , ou Pa- 
r angarias. Alquile , ou aluguel 
de bestas, ou outros quaesquer 
animaes de carga e tiro. — 
Lugares , mudas , ou estações , 
em que estavão promptas as 
bestas de alquile. — O preço 

^ da conducção destes animaes. 
— ^ Quaesquer encargos , ou 
pensões , a que erão violenta- 
das as pessoas no^seus corpos, 
ou fazendas. — Toda e qual- 
quer violência, vexação, in- 
juria, tristeza. — ^ O dia certo 
e determinado , em que o Vas- 
sallo , ou Emfyteuta havia de 
pagar os Feudos , ou Tributos 
ao respectivo Senhorio. — Af- 
frontoso castigo , que se dava 
aos réos dos grandes crimes. 

Anhoto , a. Ronceiro , vagaroso. 

Anilhaçar. Prender com anilhos. 

Anima. Pelle de cordeiro , que 
se chamava Aninho^ e ainda 
hoje se diz Anho. 

Annal. Dia anniversario da mor- 
te de alguém. 

Annassia. Annata, Direito,. ou 
Imposto , que annualmente se 
pagava ao Senhorio da terra. 

Anneisam . União , incorporação , 
annexação. 



AN . 

Annicio , Anizio , Annvmcio , 
Agnicio, fíagnicio, Annun- 
ciâo^ Anmmciaçãoy Nuciâoy 
etc. Reconhecimento solemne 
da Justiça e Direito, que as- 
siste á Parte opposta, e ac- 
ceitação da sentença proferida. 
— Renunciação authentica de 
toda e qualquer acção, que o 
vencido podesse ter na cousa 
d' antes litigiosa, e que por fim 
judicial , ou amigavelmente 
foi decidida perante o Senhor 
da Terra e Homens bons, exa- 
minados os Títulos V, que as 
Partes aduzirão a beneficio da 
Causa. A estes Instrumentos 
se deu também o nome de Pri^ 
vilegios^ ou Placitos. 

Anniversaria. Commemoração 
em dia certo do anno , anni- 
versario. 

Aiinii->€rmrio. Uma Missa rezada 
naqueile dia, ou dias, que se 
mandava fazer, nao declaran- 
do outra cousa o Instituidor. 

Annomáo. Este foi por antono- 
másia o de 1124, pela terrível 
fome e peste, que em Portu- 
gal se experimentarão, mor- 
rendo gente sem conto , e su- 
bindo a excessivo preço os gé- 
neros da primeira necessida- 
de. 

Annos. O Agnus Dei da Missa, 

Annovamento. Nova determina- 
ção, ou contracto, que deve 
guardar-se, e não o antigo, ou 
que primeiramente se fez. 

Anor^nolo , a. O que não segue 
a regra commum , determinada 
e certa , anómalo. 

Anovèas. Nove vezes outro tanto. 
Também se disse Novèas , com 
que o ladrão do primeiro furto 
algumas vezes escapava da for- 



AN 

èn 5 pagiandò ao pe delia o furto 
anoveado. 
uih^prbom, ãdo.Aòlon^õ^ adiante. 
Anta^ as. Marcos glandes levan- 
tados ao alto 5 penedias , ter- 
ras 5 ou sítios , que ficavão na 
dianteira , e como á frente de* 
alguma povoação notável. — 
Penliasços elevados , em que 
os Antigos fazião sacrifícios, 
ou queimavào as primícias dos 
fVuctos da terra. 
Antanho. Atttâo , nome de lio- 

inem. 
Ante. Diante , peramte , na pre- 
sença. 
Antifaal. Livl-b das AntipTienas , 

Antifonal. 
Anlonhio e J^ntonho. Âtitonio , 

nome de homem. 
AntrecamhãTrtento . Chambro , tro- 
ca, alternativa. 
Ahfrcliado , a. Papel , ou Escri- 

ptura , que tem entrelinhas. 
AntYeliar. EscreVer alc:nma cou- 
sa entre linha e'li'iíhti , que pôde 
fezer alguma suspeita de falsi- 
dade. 
Antrelinhadnfa. Lugar , -em que 
se escreve entre regra e regra 
oquetíriha naturalmente esque- 
cido. 
Antreluirfdo ^ a. Escriptura com 

entrelinhfiS. 
Antrcpoimento. lnterposíf;ão , 
intervalto , tenípo , ou cousa , 
que se mette de permeio. 
Amiçar. Renunciar todo equal- ; 
quer Direito , que alguém te- ' 
nha, ou possa ter. i 

Antfdha. yid.JÍdúa. \ 

Aona. O mesmo que Meana. ; 
io sopé 5 adv. Para baixo , cor- 
rendo ao fundo. 
ipar entalado. Aparentado, da 
mesma geração, ou linhagem. 



ÂP m 

7Ípauco. O iwes-mo que Abril ^ 
ou Jíbrir^ nome príjprío de 
homem. 
Apartamento. Cerca , muro , tor- 
re , fortale^ , ^^astello e qual- 
quer outra ^ra defoTtáficaçuo, 
ou architcetura milil^r. — Di- 
vorcio , separação , <jue nm con- 
sorte faz do oatro , cora qttóm 
se tinha casado. 

Apartar dos bem , mi da "herança. 
Excluir inteiramente delles a 
todos os seus parentes e adhe- 
rentes (nào sendo herdeiros for- 
çados) com um insignificante 
legado , que não paseava de 5 
sdidos , e talvez eom um púcaro 
d'agua. 

Apascoamento. Pastagem , lugar 
destinado para pasto dos gados. 

Apasquamento . O mesmo. 

Apeçonhentar ^ ado^ os. Encher 
de peçonha , de peste , de mal- 
dade, fysica, ou moralmente 
fallando. 

A'}>€drado , a. Apedrejado , a. 

Apciro. Todos-e quaesquer instru- 
mentos de um caçadot , como 
redes , fios, 'laços , ar madilha-s , 
cães, furões , carcazes, í^pitos , 
etc. : tod^ffstetrem , -levadaao 
monte por um caçador , se cha- 
mou Apeiroj e com lélle lafeer 
s.suageira , ou soimra , detjue 
(passando de 3 noites, ouaraei" 
joadas) pagava certo foro. 

Apelhar. Appelkr do Juiz infe- 
rior para o supeiior. 

Apelido'. Convocação geral , .1^- 
pentina e clamorosa , qtre se 
faz de todo o povo, parasíTí- 
pellirem de mão armada os ini- 
migos , qu€ se lançarão a correr 
a terra, nratando, roubando, 
captivando, talando e destruin- 
do. —-Também algumas Yczes 



S4 



AP 



AP 



se apelidava a terra , para pren- 
der e castigar os malfeitores na- 
cionaes , que ainquietavão com 
os seus crimes e excessos. — 
Finalmente se fazia repelido 
para. alguma obra de fortifi- 
cação ; mas isto propriamente 
era jídúa. — Os visinhos de um 
Concelho algumas vezes se dis- 
ser ão apelido. 

Apellaçom. Appellação , recurso. 

uipenar. Condemcar, fulminar 
penas e castigos. 

Apenhamento. Obrigação rigoro- 
sa de satisfazer alguma divida. 
•—Empenho. 

Apenorar. Dar em penhor , liy- 
potliecar. 

. ipermamento. Coacção , con- 
strangimento, força, obrigação. 

Aperto^ adv. Junto, chegado, 
não longe. 

.^4plaso. A prazer , a contenta- 

. mento, 

jiples , ou ./Ipres. Junto , perto , 
na mão de alguém , em seu po- 

. der : he o mesmo que o Latino 
Apud. 

jipodar. Determinar o preço , 
avaliar, orçar. 

jípodrecÍ7nento. Corrupção, po- 
dridão. 

Apoimento. Posição, acção de 
pôr alguma cousa, postura. 

Apontado (Livro). O que tinha 
notas musicaes. 

'Aportalecer. Apparecer apenas , 
chegar de caminho. 

Aportellado. OfficiaLde Justiça , 
abaixo de Juiz. 

Aportilhar, Abrir entrada , por- 
ta, ou brecha. 

Aposentadoria. O Direito de pow- 
sada ^ hospedagem^ ou albergar 
gem , que os Senhores das Ter- 
ras e outras Personagens ti- 



nhão, para serem recebidos e 
aposentados á custa dos que 
não erâo isentos de concorre- 
rem para ella. 

Apostado^ a. Ornado , composto, 
asseado. 

•Aposta^nente , adv. Conveniente- 
mente , com ordem , com as- 
seio, com toda a gravidade. 

Apostar. Collocar , pôr uma cou- 
sa junto da outra. 

Apostila, Apostilia, Apostilha 
e Apostelia. Paixão desorde- 
nada , ódio , vingança , mal- 
querença , enredo , trapaça, 
intriga, cabala. 

Aposto, O mesmo que Aposta-* 
do. 

Apostolado, Juiz delegado pelo 
Principe a um certo negocio. 

Apostolar. Pregar com espirito 
verdadeiramente Apostólico. 

Apostólico , ou Apostolo. O Lir 
vro das Epistolas de S. Paulo. 

ApostoUgo , Qu Apostólico. O 
Summo Pontífice desde 1049 : 
antes era o titulo de qualquer 
Bispo. 

Apóstolos. Certos hereges , que 
affectando não possuir cousa 
alguma neste mundo , se en- 
trega vão a todos os vicios , com 
u m habito extravagante de fal- 
sos Frades. — Letras dimisso- 
rias, que os Bispos davão aos 
seus Diocesanos. — Certidão 
authentica de como se tinha 
appellado para Tribunal supe- 
rior , no qual se devia appre- 
sentar no tempo assignado. — 
Os Embaixadores , 05 Legados 
e Núncios. 

Apouquentar. Reduzir apouco, 
decair, humilhar, abater. 

Apousentamento. Aposento 5 ca- 
sa , morada. 



I 



AP 



AR 



j4ppellaçam. Nome, que faz di- 
stinguir uma cousa , ou pessoa 
da outra. Sem appellaçam : 
sem nome. 

jiprmmo. Vontade livre, mercê , 
favor, 

Ajyrcciadura. Afmta, ou coima 
certa e determinada. — Assen- 
to 5 eu Postura da Camera , ou 
do Juiz. 

Apres. O mesmo que Aples. 

Apressar alguém. Aftligir, an- 
gustiar , causar peso , oppri- 
mir, e tudo o contrario de 
Desapressar. 

Apresso. Sabido, estudado, ap- 
prendido. 

Aprestaçoens e Apr estamentos. 
Tudo o que pode ser útil e 
prestadío para ávida, regalo, 
ou conveniência do homem. 

Aprestamado, O que tem soldo, 
ou mantimento certo , consi- 
gnado em fructos, ou dinhei- 
ros. 

Aprestamo, ou Prestemo. Con- 
signação de certa quantia de 
fructos , ou dinheiros em cousa 
rendosa para sustento e ma- 
nutenção de alguma pessoa, 
ou obra pia. — Quinta, pro- 
priedade , ou casal , que está 
onerado com esta pensão. 

Apresuria. O mesmo que Pre- 
siiria, 

Aprhoar. Prender, tirar a li- 
berdade, metter em ferros. 

Aprodeiro, Apto , capaz, a pro- 
pósito , conveniente , provei- 
toso. 

Aprofeitar, Fazer bemfeitorias , 
aproveitar. 

Apuração. Acto de escolha e se- 
lecção. 
Apurador. O que alimpa as pau- 
tas j apura j escolhe e separa 



os mais dignos para algum em- 
prego, ou ministério. 

Apurar, Alistar, arrolar , per 
na lista, ou pauta. 

Aqó, adv. Aqui, cá, neste lu- 
gar. ,i 

Aquadrelamento, Rol , conta , 

- enumeração. 

A quadre lar. Arrolar , pôr em 
turmas, quadrilhas, ou vintcr 
nas. 

Aquaecer. Acontecer, caber, vir ^ 
ou pertencer na herança. 

Aquecer. Succeder alguma cou- 
sa , acontecer. 

Aquecimento. Successo , acontet 
cimento. 

Aquejar-se. Apressar-se, marchar 
sem demora. 

Aqueme. Governador, regente, 
maioral. Para coiii os Judeo* 
era o mesmo que o seu RabbL 

Aqueste. Este. 

A quisto y ou Aquesto. Isto. 

Aqujar. Perguntar com instan- 
cia : Cujo he isto , ou aquil' 
lo? .. 

Arabi. Senhor, mestre, ou sábio 
da Lei. — Houve entre nós 
Arahi Mór , a quem obedecião 
os Arabis menores de cada Co- 
marca , governando aquelle so- 
bre todas. 

Arabiado , ou Rabiado Mór dos 
Judeos. Mestrado, ou Ponti- 
ficado Summo das suas Syna- 
gogas. — Certo Direito , foro , 
ou tributo, que os Judeos pa- 
gavâo á Coroa. 

Ar adega. Veja-se Areatica. 

Aradoira. Um dia de lavoura , 
ou vessada. 

Aradoiro. Arado, charrua, ou 

vessadoiro. 
Arai. Terra nova e de pouco 
tempo roteada. 



$0 



AR 



Aramio. Arada , ou terra , que se 

lavra em um dia. 
Arauto. Interprete , internuncio, 
que leva recados , ou messagens 
de uma á outra parte. 
Aravor. Cidade junto a Marial- 
va , no tempo dos Romanos. 
Arhim. Vestido rústico , grossei- 
ro, camponez. 
Arca. O mesmo que marco , ou 

Mamo a. 
Arca da Piedade. Caixa , em que 
se recolhia o dinheiro applicado 
para a redempçâo dos capti- 
vos. 
Arcabouço e JÍrcaboiço. A arca 
do peito , em que se contém as 
partes vitaes. 
Arcer. Arder , queimar-se , abra- 

ííar-se. 
AWdego. Fogoso, ardente, de- 
masiadamente vivo e esperto. 
— Negocio árduo , pesado , dif- 
ficultoso, intrincado. 
Ardidc%a. Esperteza , valentia, 

intrepidez, fogosidade. 
Ardíngo. Desembargador do Pa- 
ço delRei, Ministro do seu 
Conselho. Alguns disserão ser 
o mesmo que Gardingo. 
Ateatica , Hcradíga , Hciradê- 
ga^ JSradéga^ Bradiga e Ei- 
r adego i Foro, ou pensão de 
. fructos soh'dos , ou líquidos , 
que 08 Colonos pagavão aos Se- 
nhorios das terras , que delles 
trazião. 
Aregenses. Vid. ^negia. 
Areny^adas. Certo numero de a- 

ren%os. 
Arengo , Arenço e Arien%o. Moe- 
da, que sendo de prata, valia 
40 reis, emendo de cobre, pou- 
co mais tinha de um ceitil, ou 
I^inkeiro Portuguez, a que cha- 
marão Denario, 



Arfece. Vil, baixo, zote. 
Argaam. Alforges, trouxas, ta- 

leigas, mochilas. 
Argel. Mofino , malvado , infe- 
liz, desgraçado. 
Argentaria. Vêas d'ouro e pra- 
ta, e outros quaesquer me- 
taes. 
Arguem. Alguém. 
Armasjuvassivas e Armas expo^ 
silvas. As primeiras para de- 
fender : as segundas para offen- 
der o inimigo. 
Armatoste. Certo engenho , com 
o qual mui facilmente se arma- 
vâo as bestas. 
Armentinhos e Armentios. São 4 
cabeças de gado vaceum ; ou 
4 bestas , ou 40 ovelhjas ; ou 40 
carneiros; ou40cDlmêas. 
Arneiro. Areal, terra, monte, 

ou praia , cheios de axeia. 
Arne%^ es. Coura, peito d^aço, 

gibão d'ilhós. 
Arnoso , ou *.4rnaldo. O mesmo 

que Arneiro, 
Aro. Arco , circuraferencia. Ter- 
mo de alguma Cidade , ou Vil- 
la. 
Arpente. Medida agraria, que 
tijiha 240 pés de comprido , e 
220 de largo. 
Arrabí. O mesmo que Arábi. 
Arrabil. Rabeca pastoril. 
Arracef. Recife , ou arrecife , pe- 
nha continuada. 
Arrais. Era a terceira Pessoa nas 

etnbar cações grandes. 
Arraia. Panno, peça, ou corte 
bordado, ou tecido com lavo- 
res. 
Arramalhar. Fazer diligencia 
para €9capar-se , badrafustax, 
procurar a liberdade. 
Arrampadoiro. Terra iíieuJta de 
brejo e matagal, <^ue se ^podia. 



AR 



AR 



27 



romper e cultivar. — Recosto , 
declivio , plano inclinado , ou 
descida de um monte. 

Arrancada. Expedição militar. 
— Acção de lançar os inimigos 
fora do campo. 

Arrancanes. Arrecadas, brincos 
e ornamentos das orelhas. 

Arrancoar e jirrencoar-se. Quei- 
xa r-se 5 aggravar-se perante o 
Magistrado. 

Arrandar. Espalhar , dividir , se- 
parar. 

Arrasto. Impedimento, tomadía, 
ou retenção violenta de alguma 
pessoa, ou suas cousas. 

Arrátel. Vid. Mourisco. 

Arravesar. Vomitar com Ímpeto. 

Arreai. A rraial , acampamento 
de um Exercito. 

Arrtar. Ornar, compor, assear. 

Arrear-se. Jactar-se , presumir de 
si, ensoberbecer-se. 

Arreçaga. Vid. Reçaga. 

Arreda. O mesmo que */íven- 
do. 

yjírreda/r dafa%tnda^ ou herança. 
Excluir, íançar fora, não ad- 
mittir alguém a ter parte nos 
bens, de que se trata. 

Arredar as vinhas. Dar-lhes a se- 
gtmda cava. 

Arredo , adv. Longe vá de nós , 
retire-se, airsente-se. 

Arrefcntar. A rrefecer , esfriar , 
diminuir o calor. 

Arreigado. O que está connatu- 
ralizado e estabelecido em al- 
guma terra. 

Arreiganenio. Fian^, ou abono 
ide pessoa, que estava arreiga- 
da na terra. 

Arrelde. Q^ratro arráteis do peso 
hoje corrente, 

Arremeção. Medida agraria de 
dezenove palmos e meio. 



Arremtdilho. Entremez, farça, 
comedia. 

Arrenhamento e ^rrunhameriio y 
ou Arruinhamento . Ruina , 
destruição, calamidade, que 
torne as propriedades menos 
rendosas. 

Arricaveiro. Soldado paisano , 
da ordenança , que só em tem- 
po de guerra era admittido ao 
serviço militar. 

Arriei {Ferro em). O que esta- 
va lavrado em varias peças , á 
differença do que ainda estava 
em maçuco^ ou em barra. 

Arrife. O mesmo que Ai^acef, 

Arrincar do campo. Desalojar o 
inimigo do posto. 

Arrincoar. Retirar, acantonar, 
recolher. Daqui Arrincoado. 
Retirado, etc. 

Arrinhos^ ou Arinhos. Areaes, 
enseadas, em que he mais fá- 
cil e copiosa a pescaria. 

Arrocova. O mesmo que */^m- 
caveiro. 

Arroinhamenfo. Destruição , rui- 
na. 

Arromper. Romper a terra , cul- 
tival-a. 

Arrompudo^ a. Roto , aproveita- 
do, reduzido a cultura. 

Arrunhar. Desfazer, destruir, 
arruinar. 

Arruniado , a. Destruído , arrui- 
nado. 

Arteirioe^ es. Sagacidade má, 
velhacada, maledicência, in- 
triga. 

Arteiro. Astuto, sagaz, destro, 
marhoso, atrevido. 

Arteiroso. Destro , fino , manho- 
so, enganador. 

Ar telharia. Toda a qualidade 
de írmas , petrechos e artifí- 
cios^ que «e usavâo na guerra 



S8 



AS 



arites da invenção da pólvo- 
ra. 

Artelharias. Trastes , moveis, 
utensílios , que se achavâo den- 
tro de uma casa , e que serviâo 
á precisão, ou ao luxo. 

Artice. Sagacidade , astúcia, de- 
streza. 

Artificio. Tudo o que he preciso 
para uma vivenda commoda e 
reparada das injurias do tempo. 

Artilheiro. O que era destro em 
manejar os engenhos , maqui- 
nas e artifícios militares , quan- 
do ainda não havia artelharias. 

Ar trevoso. O que está tenebro- 
so , encapotado. 

AWvido. Juiz arbitro , escolhido , 
ou acceitado pelas partes. 

Asciterio. Mosteiro , ou Recolhi- 
mento de mulheres religiosas , 
virgens, ou honestas. 

Ascondidamente , ou Asconduda" 
mente. A's escondidas. 

Ascondudo. O mesmo. 

Ascriticio 5 a. Homem , ou mu- 
lher, que era obrigado a morar 
pessoalmente em alguma terra , 
ou casal , como se fôra escravo 
da gleba. 

Ascçoó. Chão, terrado, assento. 

Aseitamentos. Embustes , enre- 
dos, ciladas, armadilhas , em- 
boscadas. 

Aseitanças. O mesmo. 

Asmar. Osmar, ter para si, jul- 
gar com fundamento. 

Asnil. O mesmo que Asnol: cou- 
sa de Asno; como Albarda^ 
Sell^a n Cilha ^ Cabeçada^ etc. : 
faliando-se principalmente de 
Luctiiosas, em que não devem 
entrar arreios de asnos , por 
mais preciosos que sejâo. 
^so6cr6ar. Tratar alguém com in- 
solência , soberba e arrogância. 



AS 

AsoUoçam. Absolvição , sentença 
a favor do reo. 

Aspeito. Aspecto, rosto, sem- 
blante. 

Asperidade. Rigor, aspereza. 

Assado. Magusto de castanhas. 
de porco. Pedaço de lom- 
bo de porco, que ainda se diz 
assadura. 

Asseitaçoens. O mesmo que Asei" 
t amentos. 

Assentamento: Postura, assento, 
ou acórdão. — Casas, ou Vi- 
venda com todos os edifícios , 
que são próprios de um lavra- 
dor, ou caseiro. — Assento, 
cadeira , ou lugar , em que al- 
guém se assenta. 

Assertordapaz. O que era desti- 
nado pelo Príncipe para termi- 
nar e decidir demandas e con- 
tendas. 

Assessegamento. Quietação , so- 
cego , tranquillidade , descanso. 

Assid^ua. Capella mór de uma 
Igreja. 

Assimar. Dar a ultima perfeição, 
concluir, acabar. 

Assinamcnto^ Escriptura de con- 
signação , nomeação, ou in- 
vestidura. . 

Assisios. Ministros da segunda 
ordem em uma Cathedral , que 
contínua e assiduarnente devem 
assistir ao Coro e mais Officios 
Divinos. 

Assoar. Ajuntar o povo, não só 
para algum máo fim , mas lam- 
bem para cousas de obrigação, 
honra e proveito. 

Assomada. Lugar alto , donde 
alguma cousa se vè. 

Assomado. O que he promptoa 
irar-se e tomar vingança com 
paixão e ira. 

Aasornamentos, Corrilhos, asspia* 



AS 

das , ajuntamentos , assem- 
bleas. 

Jlssomár, Chegar-se a um lugar, 
próprio para delle se ver algu- 
ma cousa. — - Sommar alguma 
quantia dç cousas, ou dinhei- 
ro. 

Asscrtjo. Catadupa , ou despe- 
nhadeiro de um rio, que com 
horrivel estrondo se precipi- 
ta. 

j4stil^ ou ^^stim. Medida agra- 
ria de £5 palmo? , e tambcm 
de 15, que hoje chamão^/^^ia- 
Ihadas. 

Asto^ svbsi. Inveja, astúcia, si- 
mulação , dolo , fraude. — Mal- 
vado , calumniador , fraudu- 
lento, e que guarda no cora- 
ção a intris^a , e máo anima o. 
-^^ odj. Puro , casto , li&o , 
sincero, cheio de ternura , des- 
interessado, e sem refolho, fal- 
lacia, ou dolo. 

Astrégo. Obrigação , respeito, 
ou parentesco. 

Astreiimento, Confiança, atre- 
vimento. 

jistrosias. Superstições, adivinhas 
e qualquer jogo da sorte, ou 
da fortuna . — As más manhas , 
inclinaçres e costumes. 

jlstrcso , a. Infeliz , desgraçado. 

jísuar, Ajuntar a gente em ran- 
chos e turmas para qualquer 
en preza, cu negocio publico, 
con. bom, ou n.áo fim. 

uisiídada. Asbudas continuadas, 
que fazem representação de 
uma só. 

uisunoda. Regimento, companhia 
de soldados, postes em mar- 
cha. 

jísuso. Nem sen pre significou 
acima j também se tomou al- 
gumas vezes por abaixo. 



AT 



ô» 



Asvondadamente, Debandada- 

mente , um depois d'outro. 
jitá^ adv. Ate. 

Atahucado. Enganado, fora de 
si com grandes esperanças , 
mas sem fundamento. 
Atalucar. Dementar alguém com 

enganosas promessas. 
Atado , suhst. Fio, fevrà , ou vin- 
cilho de linho em rama , que se 
ata no outro, para fazer uma 
atadura mais comprida. 
Ataens. Até. 

Atagantor. Castigar alguém com 
pena de açoutes. Affiigil-o , 
mortifical-o. 

Atalaya. Lugar alto, torre, gua- 
rita, reducto, posto em algu- 
ma eminência, donde as sen- 
tinellas descobrem o campo, 
e qualquer movimento do ini- 
migo. — Homem , que vigiava 
o campo , fortaleza , presidio , 
ou praça. — Embarcação mui 
ligeira , usada na índia. — An-* 
dar cm atalaya dealgucm: an- 
dar em busca delle , contando- 
'Ihe os passos e as voltas. 

Atalayar-sc. Acautelar-se com 
atalayas , pôr guardas avança- 
das, tomar todas as medidas 
de segurança e cautela. 

Atalhado. Confuso, embaraça- 
do, sem saber o que ha de 
obrar , dizer , ou responder. 

Atanças^ adv. Ate'. 

Atareça. O ferro da lança. — Tal- 
vez se tomou- por tudo o que 
os Antigos disserão Alma%em, 

Ataúde. Certa medida de grãos. 

Atcigar. Estimar , ou avaliar os 
fructos no campo, antes de 
amadurarem e se recolherem. 

Atém , adv. Ate'. 

Atcmaqui ^ adv. Ate' aqui. 

Atc7npar. Conceder tempo para 



30 



At/ 



AV. 



âs àppellaçôes se rétóéttèrem ao 
Juízo superíc^f. 

Atenda, Dilação, espera, mora- 
tória. 

.^íeíi^^^r.- Esperar , aguardar. 

Atente. O que cumpre, guarda, 
ou conserva. 

Atcrmar, Atempar , assignar tfer- 
mo para alguma cousa se fa- 
zer , ou cumprir. 

Atilale%a do corpo. A ceio, com- 
postura delle. 

Atimar. Concluir, levar ao cabo 
alguma empreza. 

Atoai\ Atemorizar, metter me- 
do e terror. 

Atoardas. Vozes vagas, fama, 
rumor. 

Atocho. Cunha, tarraxa, em- 
brulho, com que alguma cousa 
se aperta. 

Atondò , os. Synonymo de Apre- 
%tamo. — Direito de rotear 
algum terreno inculto. 

Atrãvèssadiço , a. Cousa , que se 
atravessa , e perturba a boa or- 
dem e harmonia. 

Atrenndo. Três vezes em dobro. 

Atrevimento. Confiança na pro* 
tecçâo de alguém , que serve 
de occasiao para impunemente 
commettcr algum delicto. 

Atuno e Aatu7io. Renovos , co- 
lheita de trigo , tjevada e cen- 
teio. 

Auçom e Auçam. Acçâõpostá 
em Juízo. 

Aufesfo , -adv. Acima. 

Augadeiro. Feixe de linho em 
rama , quando a primeira vez 
se mette ^'agua. 

Au^ouas. Aguas de regar. 

Alda. Igreja, capelta, ornais in- 
terior doSanctuario. 

Áureo. Moeda d'ouro, qae "se ao 
principit) yaiiaH3 reis , depoTs 



vaíeo 55 teis brancos , de que 
hoje usamos. 

Aussidua. Capella mór , chamada 
santa , como por antonomá- 
sia. 

Autivo ^ a. Activo, a. 

Avamhragos. Armadura, com que 
os braços se defendião dos gol- 
pes e lançadas. 

Avanía. Oppressâo , vexação, 
injuria, affronta. 

Avantar^ aão, ados. Rico, au- 
gmentado. 

Avantamento. Levantamento, al- 
voroço , revolta. 

Aoarcãs. Sandálias, alpargatas, 
ou alparcas , de que usào os 
Religiosos de S. Francisco. 

Avaria. Todo e qualquer damno 
de uma embarcação , ou da 3ua 
carga. 

Ave. Tem til : imperat.d{> verbo 
H-aver. 

Avéa. Espécie de trigo, ou ceva- 
da, que já entre nós scnãous» 
com frequência. 

Avenço. Pão de avea. 

Avedoiro. O que pôde ser tido e 
havido nos termos hábeis. 

Avedla. Caminho estreitt), azi- 
nhaga, cangosta, vietla. 

Avém. Eile tem: terceira ]yessoa 
do indicat. do verbo Haver.- 

Avertça e Aveença. Pacto , con- 
venção , assento entre partes , 
concórdia , união. —O mesmo 
que Ovença^ Oic^vença e Ou- 
cença. Arrecadação, ou co- 
brança dos bens Reaes. 

Avençai^ Aveençal^ Hovençal 
e OtDençal. Celleireiro , t> qtte 
tem inspecção sobre os manti- 
mentos deumaCommunrdade. 
— O que tinha cargo de cobrar 
as rendas da Coroa, ora suas, 
ora de arrendamentos. 



AV 



31 



jÍDençar. Fazer avença , practo , 
ou concerto com alguém. 

Avendar, Apartar dos bens , ou 
da herança. 

Avendiço. Estrangeiro, que veio 
de fora. 

A vendo. Apartamento , acção de 
. pôr fora e excluir da herança. 

Avenhir. Avir, compor, concer- 
tar com alguém. 

Avenida. Estrada, ou caminho. 

Aveniencia. Pacto, concerto. 

Aventado. Agitado com grandes 
ventanias, tempestades e tor- 
mentas. 

Aver , verh. O mesmo que Avir. 

Aver. Bens, riquezas, cabedal; 
o mesmo que Haver. 

Aver alguma mulher de virgin- 
dade. Corromper , deshonestar- 
se com uma donzella. 

Aves garridas. As que fallão o 
que lhes ensinão. 

Avessar. Dobrar , induair , sobor- 
nar, corromper. 

Ávidas. Andas, tumba , ou esqui- 
fe. 

Avidor , Avindor , Avindeiro , 
ou Concertador das demandas. 
Medianeiro da paz entrie os li- 

. tigantes, ou discordes. 

Avil. Máo, perverso, vil. 

Avinça. Composição amigável, 
concerto, avença. 

Avingar a herdade. Reduzil-a a 
cultura. — Estremal-a, repar- 
til-a, demarcal-a. 

Avir. Succeder, acontecer algu- 
ma cousa. 

Avir-se. Concordar-se , compôr- 
se, ou ajustar-se com alguém. 

Avititado. Prazo , ou arrenda- 
mento de vidas. 

Avito. Vestido , roupa , ou ha- 
bito da sua respectiva profis- 
são, ou estado. 



Amvefixtar. Avivar , florecer , des- 
pertar. 
Avi';:amento . Conselho , delibera- 
ção, juizo, assento, prudên- 
cia, moderação, sisudeza. 
Avi^ança. O mesmo. 

Avoamento. Yôo, elevação de 
espirito. 

Avoar. Fugir , desapparecer qua- 
si de repente. 

Avoenga. Direito de succeder no« 
bens de raiz, que forão já de 
seus avos e bisavôs, e com- 
pral-os em primeiro lugar, que 
outro qualquer, dando tanto 
portanto dentro dsani^oedia. 

Avoengo. Os costumes e acçòes 
dos nossos avôs , ou outros 
quaesquer ascendentes de uma 
fnmiJia. 

Avoengos. Avôs e outros ascen- 
dentes mais remotos, de quem 
descendemos. — A estirada se- 
rie e comprida arvore genealó- 
gica, donde alguém procede. 

Avoengueiro. O que succede na 
herança , casal , reguengo , etc. 
por linha recta de pai a filho. 

Avolcnga. O mesmo (\\xq Avoen- 
ga. 

Acoito. Revoltoso, suscitador de 
discórdias. 

Avolviynento. Alvoroto, revolta, 
gritaria , turbação, bulha , con- 
tenda. 

Avondamento. Abundância, co- 



pia, fartura. 



de Justiça. 



Era, quando se fazião mais 
diligencias , do que as Leis , ou 
estilo prescrevião. 

Avondança. Abundância , far- 
tura. 

Avondanças. Diligencias, caute- 
las, requisitos para alguma cou- 
sa se fazer com toda a razão e^ 
justiça. 



32 



Á'l 



4r 



Avondar, Satisfazer, dar com 

abundância e fartura. 
A OD /idosamente, aio. Com lar- 
gueza e sem faltas. 
Avorreccioiro, Abominável, di- 
gno de ser aborrecido e detesta- 
do. 
Avudo^ a. Tido, ouliavido: ti- 
da, ou havida. "^ 
Axente. Prata lavrada, ou cu- 
nhada. 
Axorar, Aferrar uma embarca- 
ção. 
Axorcas. Pulseiras de prata , á 

maneira de argolas. 
Ayrão , ens. Ramo de flores de 
pedras fmas. — Pennacho de 
grandes plumas de garça e ou- 
tras aves, agradáveis á vista. 
A':^ {Gente posta em). Em fileira , 

bem ordenada. 
A%áfama. Tumulto de cuidados 
e negócios, fervor, pressa, di- 
ligencia. 
A%aga. O mesmo que Adail. 
A%aquL A decima de todos os 
fructos das terras , que os Mou- 
ros de Lisboa e seus Termos 
pagavào á Coroa. 
A%aría. Serviço de cortar e con- 
duzir lenhas e madeiras, que 
com guarda militar e em tempo 
de guerra se fazia. 



A%sna, A%enia, JÍcônia^ ^^sc 
nha e Assania. Moinho d'agua , 
de qualquer artificio que fosse, 
destinado a moer pão , azenha. 
A%eqma. Preza, poça, tanque, 
em que se recolhem as aguas 
para regar as terras. 
Azervada. Palissada, reparo fei- 
to de ramas , troncos e páos , 
estacada. 
A^es. Corpos de um exercito bem 

ordenado. 
A%eúma. Azagaia, lança curta 

e arrojadiça. 
Azevam^ ou. A%avam. O mesmo. 
A%imela, Azemola , macho, cu- 
mula grande de carga. 
Aúnhoso. Lugar cheio de azinhei- 
ros, azinhal. 
A%intal. Occidental, que está, 
ou fica da parte do Occiden- 
te. 
Aziumar-se. Azedar-se, perder o 
gosto natural , que as fructas , 
ou qualquer cousa comestível 
tinhão d'antes. 
A%oreiras e A%toreiras. Matos , 
montas , ou devezas , destina- 
das principalmente para le- 
nhas. 
A%ude. Açude, ou açuda, pre- 
za, mota, dique, que faz ai-: 
tear as aguas para vários usos. 



^f*e<( 



33 



B 



B. 



BA 



BA 



• Como letra numeral, va- 
lia 300 : accrescentando-lUe um 
til, valia 3^000. Em quanto 
Nota Musical , significava mui- 
to. — B por f^^ Q V por B 
era muito frequente. — 5 por 
P, e Ppor B nâo he raro. — 
B por L , ou por «S" algumas 
vezes se usou. 

Bahilóm. Titulo de Familia, hoje 
extincto. 

Bacalar, Prédio rústico , que 
constava de 10 , ou 12 casaes , 
cada um com a sua junta de 
bois. Os seus colonos, ainda 
que sujeitos ao censo , erâo com 
tudo mais honrados , que os 
simplices lavradores ; porque 
estavâo livres e isentos dos en- 
cargos servis. 

Bachaler e Bacharel. O que , ha- 
vendo conseguido a Ordem Mi- 
litar , era ainda de pouca ida- 
de, ou nâo tinha bastante co- 
pia de riquezas para ter Peu' 
dão e Caldeira. — Beneficiado 
de uma Cathedral , assisio. 

Bacinete. Morrião , chapeo de 
ferro, ou aço para defender a 
cabeça das armas offensivas. 

Bacio. Prato grande, chato, co- 
vo, e espalmado a modo de 
bandeja. 

Bacirraòo. Caudatário do Bispo. 

Báculo. Vinha, bacello. 

Badalhouce^ Badalios. A Cidade 
de Badajoz. 

Bcdulaque. Guisado de carne, 
ou forçuras , bazulaque. 



j Bafagem de vento. Aragem pró- 
pria e accommodada para na- 
vegar, sopro de vento favorá- 
vel. 

Bafordar. Pelejar de cavallo , 
quebrando as lanças, e fingin- 
do pelejas, para divertir e ale- 
grar os espectadores. 

Bailêo. Estada, palanque, que 
se arma em lugar alto, e que 
de longe se avista. 

Bailheiro . Expedito , ligeiro . 

Bailia. Commenda principal , cu- 
jo Commendador he Balío. 

Bajancos e Enxalmodores. Char- 
latães e mezinheiros : os pri- 
meiros curavâo com hervas ; 
os segundos com palavras. 

Bajulia. Baliado, Commenda, 
ou terra do Balío. 

Balasião e Balenaçâo. Pescaria 
de balêas, ou azeite, que del- 
ias se tira. 

Balata. O Campo da Valada. 

Baldio. Escusado, supérfluo, inú- 
til , por demais. 

Baldoairo j os. Livro de Ladai- 
nhas, orações e preces, que se 
cantão nas Procissões e Clamo- 
res. — E também forão assim 
chamados os Livros , que con- 
tinhão sermões , admoestações , 
practicas , homilias e vidas de 
Santos, 

Baleaçâo. O mesmo que Balasião, 

Balegoens. Borzaguins. 

Balio, ou Bailio, O Commen- 
dador de uma primeira eprin«* 
cipal Commenda. 



u 



BA 



Balouçador, CavaJlo de^ioquíeto 
no andar, que anda de trote, 
saltando, e quasi bailando. 

Balouçamento. Sacudidura, so- 
lavanco, andar de trote. 

Balouçar. Andar desassocegada- 
mente e com solavancos. 

Balsa. O Estandarte , de que usa- 
vâo os Templários nas suas 
Expedições miUtares contra os 
Mouros. 

Bedsann. Estandarte, bandeira, 
pendão. 

Bcdúgas. Barzaguins. 

Bancai^ aes. Panno de cobrir 
mezas, (m bancos. 

Bandeira {Escrever em). Assim 
chamavãoás mui compridas fit- 
t-as de pergaminho, om que se 
escreviào de uma só face Fo- 
raes, Privilégios, etc. antes 
d-o iSeeulo Xtll. 

Bamdo. Bandeira, pendão, ou 
qitalqu-er insígnia para reunir 
os sediciosos. 

3amdoria. Dissensão, discórdia, 
partido, guerra, contenda. — 

í' Aggravo , injustiça , desor- 
dem. 

Bandourias. Redenho&dòs intesti- 
nos, partes inúteis dos animaes, 
qitefteão onde elles sematão, 
ou alimpão. 

Banduria. Pendência, dfescom- 
posição de paíisvras. 

Baptismo de fogaça. Banquete 
esplendido por oecasião de al- 
gum Bapti%ado^ para o qual 
se concorria com dinheiro , ou 
cousas come&tivei&. 

Baquear-se. Lançar-se por terra , 
prostrar-se em signal de revê* 
rencia.— Coser-se com a terra , 
para não ser visto^ de alguém. 

barafustar, Mover-se com Ímpe- 
to ^ uma e outra p^te j estra- 



BA 

buxar. — No sentido moral; 
contradizer , impugnar com pa- 
lavras soltas e livres as razoes 
e fundamentos da parte con- 
traria. 

Bar alar e Baraiiar. Altercar, 
ralhar, contender, não só de 
palavras , mas também poc 
obras. 

Baralas. Altercações, contendas, 
descomposições de palavras , 
que algumas ^eaes degeneravâo 
em feridas e pancadas, 

Baram. Sujeito illustre, encar- 
regado do governo do um ter- 
ritório, cidade, praça, viUa, 
ou castelioi. 

Barata. Troca , permmtaçao , 
contracto, escambo. 

Baratar. Destruir, desbaratar. 

Barato^ suhst. Engano, enredo, 
trapaça. — Metter a barato : 
Nàa fazer caso , desprezar. — 
Haver por seié barato ; Ter 
por bem. — Esperar um ba- 
rato- da fortuna : Esperar um 
favor, ou beneficio daforttfíia. 

Bara%a^ Braça, medida de dez 
palmos. 

Barba. Dia da benção da be^ba 
se chamava ac|ueUe, em que 
deisado inteiramente o mun- 
do, algum se alistava solemne- 
mente na vida monástica. 

Barbara. Disser ào ferra barba- 
ra SL que era inculta e bra- 
via. 

Barbarias . Os Povos , que habi- 
tavâo na serra da Arrábida e 
suas contiguidades , desde Se- 
tiibal ate' a margem esquerda 
do Tejo. 

Barbas-caans. Barbacans , mura* 
lhas baixas , que defendiâo' o 
fosso , e reforçarão os muros 
da praça, 



b 



BA 

Barhcda. Jactância de palavras, • 
proferidas coro arrogância, in- 
sultos e anieaços, 

JSarbato. Religioso Leigo. 

JBarheiro das espadas. Official, 
que se occupava em açacalar e 
guarnecer as espadas , adagas , 
terçados, etc. > 

Barbeito. Vallado, comaro, que 
divide uma propriedade da ou- 
tra, e igual mente a defende. — 
Circuito, divisão, termo, ou 
baliza, que inclue todas as fa- 
zendas de uma quinta , ou ca- 
sal. — Os limites e divisões dos , 
Concelhos , Bispados , etc. 

Barbuda. Moeda de prata , que 
dizem não valia mais que 36 
reis. — Soldado, que usava de 
barbuda^ cellada^ ou capacete ^ 
que tudo era o mesmo. 

Barca taverneira. Aquella, em 
que se vendia o vinho. 

Barcadiga. B arcada , carga , que 
uma barca pode levar de uma 
vez. 

Barcia. Náo pequena, galera, 
ou barca grande. 

Barga. Pequena casa, cardenha, 
palhoça. 

Bargueiro. O que faz redes de 
pescar, a que chamavâo bar- 
gas^ ou Vargas. 

Barim. Buril , instrumento de 
ourives. 

Baroil. Varonil. 

Barrachel. Official, a quem per- 
tence buscar e prender os sol- 
dados desertores e fugitivos. 

Barragan* Panno de lãa de ca- 
mello. 

Barragéo e Barragâa. Compa- 
nheiro, ou companheira, assim 
no bem, como no mal. 

Barrarias. Os que moravão den- 
tro da villa j ou cidade. 



BA 



%b 



Barraca e Bara%a» Armadilha 
de fios , ou laços , com que se 
ca-çavâo os aniraaes feros e 
montarazes. 

Bárregáa. A concubina, man- 
ceba. — Mulher moça, e que 
estava no vigor da sua idade. 

Bar regueiro. O que tem concu- 
bina , ou barregãa , a que dá 
vestido e mantimento. 

Barreguice. Amancebamento j 
concubinato. 

Barreiras. Fallando-se de liqui- 
dos, parece ser o mesmo que 
verfeduras. — Terreiro, ou cam- 
po devisado com estacada pa- 
ra exercicio dos Besteiros, 

Barro. Lugar pequeno, quinta, 
aldêa , casa de campo , ou de 
abegoaria. 

Barroco. Penhasco, ou penedo 
alto, sobranceiro ao valle, ou 
terra plana. 

Basilica. Palácio magnifico e 
sumptuoso , em que os Princi- 
pes e Magistrados davâo au- 
diência ás Partes , e lhes fazião 
justiça. — Qualquer Templo, 
ou Oratório , consagrado ao 
Divino Culto. — Nicho, Al- 
tar , ou Capella de uma Igre- 
ja, em que estivessem collooa- 
das algumas reliquias de San- 
tos. 

Basilicas. CoUecçâo das Consti- 
tuições Imperiaes. 

Bastia€ns. Certos lavores de fi- 
guras, levantadas em prata, 
ou outros metaes. 

Bastida. Torre de madeira, que 
igualava, ou excedia a àJtuta 
dos muros inimigos. — Toda 
a fortificação , reparo , barrei- 
ra , que servia para offender , 
ou defender uma praça, ou 
campo. — Balsa , ou jangada 



â6 



BE 



de muitos páos , presos e liga- 
dos entre si. 

Bastonário. Ministro inferior da 
Justiça, Official da Vara. 

Batalha. Todo o corpo de um 
Exercito. 

Bátega dagoa. Um grande e 
cerrado chuveiro. 

Batudo ( Malho). Campa tangi- 
da. 

Bauilia. Commenda. 

Baiiilio. Commendador. 

Bayanca.^aiírà.nQ,o ^ cova, que- 
brada de terra, como preza 
d' agua. 

Beber agoas. Isto era concedido 
ao criminoso, cujo delicto não 
merecia a pena de lhe serem 
interdictos a agoa e o fogo. 

Bechucarias. Quinquilharias, cou- 
sas varias e miúdas. 

Behetria. Povo hvre, que pôde 
escolher Senhor, todas as vezes 
que quizer. 

Beiçom. Benção. 

Beilhós. Castanhas assadas , e 

limpas já de toda a casca. 
. Beita. Benta , nome próprio de 
( mulher. 

. Beites. Patronymico de Beito , 
o mesmo que Bento, 

Beleza. Nome de mulher. 

Belitar. Habilitar para entrar na 
herança. Daqui : Belitaçâo c 
Belitado. * 

Bem dado. Bem nascido, deFa- 
milia honrada , nobre, distincta, 
e mesmo de bons costumes. 

Bemfeitor da terra. O que a cul- 
tiva, planta e semea, 

Bemfeitorios. O mesmo que Bem- 
feitor ias. 

Bemquerença, Af feição , amor , 

boa vontade. — O nome , que 

primeiramente se deu á J^illa 

,í,: 4c Bragança , que D, Sancho I 



fundou na quinta, ou lugar, 
que tinha o mesmo nome , no 
anno de 1187. 

Bejnsilho^ ou f^encilho. Ligadu- 
ra , vencelho , atilho. 

Bem vista. Obra , que está sujei- 
ra á bem vista : a que deve ser 
approvada por vistoria, exa- 
me, ou revista. 

Benaficio. Beneficio , prestimo- 
nio , mercê , tença , pensão 
certa e vitalicia. 

Bençoairo e Beiçoairo. Livro, 
ou Rol dos bens , por qualquer 
justo titulo adquiridos. 

Benefactorias. Bemfeitorias. -— 
Em alguns Documentos de He- 
spanha se toma por Behetrias. 

Benicio. O mesmo que Ab ini" 
tio : desde o principio. 

Beiíissimo. O mesmo. 

Bertholesa. Nome de mulher , 
que corresponde ao de Bertho- 
iomeu. 

Bescha , as. Toda a qualidade de 
bostas. 

Besta travada. O mesmo que 
peada , para que não faça da- 
mno nos fructos , ou searas 
alheias. 

Besta. Pequena maquina mili- 
tar, com que se arrojavão e 

despedião settas. degar- 

rucha : A cora que se atira vão 
garrochas , virotes , ou viro- 
tòes , já de ferro , já de páo , 
com farpas, ou semellas. — —de 
bodoque : A que servia para ati- 
rar com balas de barro. de 

pelouro^ ou escorpião: Com ella 
se atiravão balas de chumbo. 

Besteiros. Soldados armados de 
bestas, eque com ellas peleja- 
vâo. Estes erão os Sagittarios 
dos Antigos , cujas settas enve- 
nenadas , ordinariamente com 



o eleboro , derão occasiuo a que 
entre nós se lhe desse o nome 
de Herva Besteira. — Besteiros 
de polé : Os que usavão de be'- 
sta, que tinha uma roldana, 
a que antigamente chamavão 

polé. da Camera : Os que 

guardavão o quarto, ou ca- 
mera, onde ElRei dormia, 

do conto : Os que erão do nu- 
mero , que devia haver em todo 

o Reino. do monte : Os 

que andavão pelos montes ca- 
çando á be'sta, quando ElRei 

saía ácaça. pousados : Os 

que já esta vão aposentados. 
— de cavallo. Os que peleja- 
rão de cavallo com bestas. — — 
defraldiUia : Os que hoje dize- 
mos saiotesj porém com saias 
de malha mais compridas e ho- 
nestas. domar: Os da 

marinha , para guarnecer as 
esquadras. — — de lâa : Os car- 
dadores , que preparavão a làa 
para ser fiada. 

Bésteria. Spldados armados de 
bestas. 

Betar. Fazer sair. melhor uma 
cor a par de outra , ficar bem , 
frizar , concordar. 

Beverages. O vinho , que cada 
um tem para gastos de sua ca- 
sa, amanhos e culturas das suas 
propriedades e fazendas. 

Bezerro abelheiro. O que já não 
mamma , mas ainda não está 
sujeito ao jugo , novilho. 

Biéco^ Viade^ ou Bade{S.). O 
nome de «S*. Beato ^ Presbyte- 
ro, que íloreceo nas Astúrias 
pelos fins do VIII Século, e 
confutou a heresia dos Mono- 
thelitas em Hespanha. 

Biffa. Panno enfestado por am- 
Éas as faces. 



TBI 



87 



Biguinos e Beguinos. No anno de 
1302 se deu em Portugal este 
nome aos Religiosos Leigos , ou 
Conversos de S. Francisco e 
S. Domingos , que se occupa- 
vão nos peditórios. Depoi* se 
estendeo aos Eremitas da Serra 
d'Ossa e aos Padres Lóios, e 
era synonymo de Bons homens^ 
titulo de honra e santidade. 
Porém no Século XV já tinha 
passado a significar uns sujeitos 
hypocritas , sem Religião e sem 
realidade alguma de virtude. 

Birrento. Agastado, raivoso , en- 
fadado. 

Bispai. O que he, ou pertence 
ao Bispo. 

Bi&po. Também se acha por so- 
brenome, ou alcunha. Car- 
deal: 1." Bispo próprio, e resi- 
dente na sua Diocese com ove- 
lhas próprias e território sepa- 
rado. 2.° O que por especial 
privilegio era contado entre os 
Oardeaes da Igreja Romana. 
3." Aquelles , a quem foi conce- 
dido o Direito de elegerem o 
Pontifice Romano, no anno de 

IGòí). ■- Cothedral : O que 

residia na Cidade. dalgrc' 

ja Catholica: O Summo.Pon- 
tilice. dos Bispos : O me- 
smo. Comrnendatario : O 

que tinha um , ou mais Bispa- 
dos , em commenda , ou admi- 
nistração perpetua. — dos 
Fátuos , que também se disse 
Bispo dos Meninos^ ou Inno- 
centes : Representação propria- 
mente theatral das funcçòes de 
ura Bispo, feita por um me- 
nino , ou qualquer outro , no 
dia dos Santos Innocentes, e 
também nos dias da Circum- 
cjsão e da Epipbania. Esta 



88 



JW 



Hjaícamcla 9 qu^ principiou com 
uma piedade mal entendida , 
declinou lo^o para os maiores 
absurdos e desatinos , e a fmal 
foi sepultada no mais profundo 
esquecimento, quando mellio- 
res luzes fizerâo desapparecer o 
fanatismo. Isento : O que 
não reconhece outro Metropo- 
litano , fora do Romano Pon- 
tífice. Legal: O que lie 

eminente em letras e virtudes , 
legitima e canonicamente elei- 
to. das Ordens : O Coad- 
jutor , e sem território , que boje 

dizemos Bispo de annel. 

Palatino : O da Gapella Real , 
a que chamamos Capellâo Mór. 
— Portátil : O que não ti- 
nha Clero, nem povo, e estava 
prompto para o que oSummo 
Pontifice lhe mandasse . — — in 
partibus: O que tem o seu titulo 
em alguma cidade , que actual- 
mente está occupada por In- 
fiéis. Honorário : O que 

sem território algum residia em 
o Mosteiro , destinado só a fazer 
alli as Funcções Episcopaes. 
— — Regionario : O que não 
era consagrado para uma cer- 
ta e determinada Cathedral ; 
mas sim para pregar a Fe de 
J. C. , e exercer o seu poder 
Episcopal vagamente em uma 
Nação, Reino, ou Província, 
assim e daquelle modo , que os 
Successores de S. Pedro lho 
concedião. — Também se dis- 
se Bispo o que era Pontífice 
de qualquer Religião, ou Sei- 
ta. V. g. Pilatos, Bispo dosJu- 
deos. 
Bita/e. Titulo, rotulo, ouinscri- 

pçâo de um livro. 
Bitalha , ou BituaUia , as. Man- 



flO. 

timentog, viveres, muai^ocsde 
boca, aguadas, refrescos, 

Bloida, Excremento humano. 

Boa fé. Palavra de honra e de 
verdade , com que alguém se 
caracterizava de pessoa de bem: 
he o contrario de onáfé. 

Boas. Bens, assim moveis, co- 
mo de raiz. 

Boas manhas. Bons costumes. 

Bocicodio. O que não diz pala- 
vra por falta de juizo. 

Bocijo. Repetição importuna de 
se abrir a boca. 

Bodalha. Porca pequena, leitôa. 

Bodo, ou Fodo, Bodivq, ou f^o- 

. diboyos. Refeição, que sedava 
no adro dos Templos ; já por 
occasiâo de algum funeral ; já 
nas grandes solem nidades dos 
Martyres ; já para soccorro dos 
pobres ; já e finalmente para 
maior celebridade de alguma 
Festa, ou Mysterio da nossa 
Redempção. Os excessos destes 
])anquetes provocarão a sua ex- 
tincção; ficando só alguns ro- 
stos delles nos Bodos do JEspi- 
rito Santo. 

Boéta. Boceta, capsula, arqui- 
nha, gaveta, cofre. 

Boi. Está prohibido cobrir-se al- 
guém com o couro de um boi , 
a fim de caçar perdizes. 

Bolimcnto. Movimento de gente 
de guerra. 

Bolsa de vinho. Borracha. 

Bolseiro. Recebedor , depositá- 
rio ; o que tem a bolsa , ou 
cofre de uma Communidade, 
ou Concelho. 

Bomhachas. Calções largos e com- 
pridos , que se ata vão por bai- 
xo dos joelhos. 
Bona. Bens e fazendas, assim 
moveis, como de raiz. «• 






Bit 

Bordegâe. Vil , baixo , zote , 
rvLStico. 

Boroa icárolada, Pào de paiirço , 
tirada a côdea , e restando só 
o miolo. 

Bostal. Curral de bois. 

Bostello. Pequeno bosque , tapa- 
da , termo , ou destricto. 

Bóia de vinho. Vid. Emholhas. 
Algumas levavâo a 30 almu- 
dfes-. 

Boioen^ de ferra. Peqirenos e re- 
dcmdos combros de terra, que 
postos em ordem , servião de 
marcos e baKza» a quaesquer 
fazendas. 

B<mtiçar. Baptizar. 

Braçai. Armadura, com que se 
^efendiâo os braços. 

Braceiro. O que tinha muita for- 
ça nos braços. 

Braceloens. O mesmo <j«e Bra- 
çal, 

Brãgadiga. A estimação, ou pre- 
ce de Fim bragal. 

Bragal. Panno de tínfeo grosso. — 
Um bragal da medida antiga 
emo 8- varas : pela nova são 7. 
-—O Bragal nnr)ca foi moeda ; 
mas pela sua estirtiação se com- 
pravâo as cousas, de que cada 
um precisava. 

Eh-ageL O mesmo. 

Bragueiro. O mesmo. — Mante'o 
curto, ou pannos da honesti- 
dade , que não descem dos joe- 
lhos , nem passão acima da cin- 
tura. 

Branca. Maravidil de Castella , 
que correo neste Reino por 3 
ceitis. 

Brancagem. Em umas partes era 
o Dii-eito, que se pagava do 
pão cozido: em outras, das 
carnes, que no açougue secor- 



Brande%a. Suavidade, t>randuraf.- 

Branca, Bouça, brenha, tapa- 
da, t:)»"- 

Brégeiro. Lugar baixo, alagadi- 
ço, húmido, pantanoso, cheios 
de silvas e matagaes. 

Brejo. O mesmo. 

Braiseda. Multidão de brenhas > 



silvados 



brejos , 



paues. 

Brcsfamia. Palavra injuriosa , 
blasfemia. 

Brevemente. Em ôm , cm uma 
palavra. 

Brevertaro. Breviário, livro, que 
contém todo oOfficio Divino, 
que os Ecciesiasticos cada dia 
devem rezar. Também este 
Livro se chamou Comito, ou 
Companheiro , e Portiforioj 
porque sempre deve andar na 
companhia dos que a rezal-o são 
obrigados, ainda mesmo que 
vão de jornada, a quechama- 
vão Portafóra. 

Breviário de carreira. Pequeno, 
portátil , resumido , e que não 
tinha senão parte do anno.. 
Este propriamente era bem ac- 
commodado paia quem fosse 
de viagem. 

Breviário. Breviário grande, de 
todo o anno, e que continha 
tudo o que pertencia aos Offi- 
cios Divinos e administração 
dos Sacramentos. 

Briga. Ajuntamento de gentes , 
que constituião uma Cidade 
com suas leis particulares e 
costumes. 

Brio^ os. Brida , das. Freios de 
cavallos, com rédeas largas, 
que algumas vezes erâo de ouro. 

Bristol. Panno forte e grosseiro, 
que da Cidade de Bristol , em 
Inglaterra , vinha a Portvtgal. 



40 



BU 



Britamento, Força, fracção , ar- 
rombamento. 

Britar, Quebrar , romper , despe- 
daçar, arrombar. 

Britar camino. Entrar com vio- 
lência em alguma casa contra 
a vontade do que nella mora 
e.accende fogo. 

Britar aterra. Quebrar os Cou- 
tos , pastando os gados , e mon- 
tando nos outros Concellios , 
sem ter para isso licença , ou 
carta de visinhança. 

Brivia. A Sagrada Biblia. 

Bri%ar, Embalar um menino. 

Brocha. O que hoje dizemos Bro- 
che, ornato do peito. 

Brochasa. Peça do leito. 

Brugo. Lagarta, pulgão e toda 
a qualidade de insectos, que 
destroem as searas. 

Bucellario. Soldado forte , gene- 
roso e destemido , que tinha a 
seu cargo a guarda do Princi- 
pe, de quem tinha mantimen- 
,to e o senhorio de algumas 
terras. A estes succedêrão os 
yassallos , e hoje os Escudeiros. 

Buchote. Arquinha , ou baú pe- 
queno. 

Budel. Porteiro da maça, Juiz 
, da Igreja Rural. — Os Her- 
deiros e Defemores das Igre- 
jas também se disserào Bu- 
deis. 

Bufam. O mesmo que Buffom. 

Buffom eBufon, a. Bofarinhei- 
ro , homem , ou mulher , que 
andão com a sua tenda ás co- 
stas, e só vendem cousas miú- 
das e de pouco preço. — Far- 
cista , theatral , chocarreiro. — 
Daqni : 
Bufonerias, Chocarrices , graças , 
chistes, motes, que se achào 
em gente de theatro. 



BU 

Bufurdio, Cavalhadas, justas, 
torneos e todos os mais diver- 
timentos , que se faziâo por 
gente d® cavallo , a fim de se 
alegrarem a si e aos circum- 
stantes. 

Bulador. Burlão , trapaceiro , 
enganador. 

Bulhom^ ou Bulhão. Medalhão 
de ouro, ou prata, cunhado 
para memoria de algum notá- 
vel feito , ou acontecimento. 

Bulia. Assim chamamos hoje a 
qualquer Diploma de Letras 
Apostólicas, escripto em per- 
gaminho com sello pendente, 
em que estão as cabeças de S. 
Pedro e S. Paulo, e o nome 
do Pontífice reinante. — Tam- 
bém se disserào Bulias toda a 
qualidade de scllos , de cera , 
de chumbo , de prata e ouró^ 
— Nas Bulias , que se passarão 

s entre a Eleição do Papa e a 
sua Confirmação , ou quando 
não havia legitimo Papa, se 
não acha o nome deste. 

Burgale%. Moeda baixa, que en- 
tre nós correo : dizem que vaha 
4 Mealhas^ ou 2 Pipioens. 

Burgel, Burge% e Burgue%. O 
que mora no burgo. 

Burgo. Desde o principio desta 
Monarquia se deu este nome a 
um arrabalde , ou lugar peque- 
no , fundado junto de uma Ci- 
dade, Villa, Cathedral, ou 
Mosteiro , de que está penden- 
te, ainda que algumas vezes 
tivesse Leis próprias, por que 
se governava. 

Burla e Buíra. Engano, zom- 
baria, fraude, trapaça, que o 
Buirão, ou Illiçador faz na 
hypotheca, venda, ou dinhei- 
ro , que tomou emprestado^ 



CA 

'jBuspataro, Agacbiz, escondrijo 
mui estreito , curto e baixo. 

■Bustario. Curral de bois. 

Busto. O mesmo. — Tapada , 
bouça. 

But irada. Bica, bolo, ou faze- 
dura de manteiga. 

Buz. Beijo, osculo, sinal de re- 
verencia , amor honesto e cor- 
tezia. 



CA 



« 41 



Bu%cnOj ou Buzeo. Medida de 
sólidos, que constava de dous 
alqueires e meio , que hoje fa- 
zem justamente quatro da me- 
dida corrente. E daqui se mostra 
que o Bu%io antigo fazia cinco 
alqueires dos que então seusa- 
vào, cada um dos quaes só ti- 
nha meio alqueire dos que ago- 
ra se usão. 



c 



c. 



CA 



• Na Arithmetica dos Anti- 
gos valia 100 : accrescentando- 
Ihe um til, valia lOOcgOOO, e 
voltado para traz , valia 100 , 
V. g. 'j. — Como Nota Musical, 
denotava o apressado , ou bre- 
vidade do canto. — Mudado em 
G , e pelo contrario , era muito 
frequente. — Substituído por 
K se usava a cada passo. — 
Acha-se algumas vezes em lu- 
^ar àtquj v.g. Relinco , por 
Relinquo. — Escreveo-se por 
H} y. g. miei por mikij epor 
Tj V. g. Nuncius por A''^^- 
tiiis. — Acha-se substituído por 
%j V. g. Judizes por Judieis ; 
e por S ^ V. g. çoçobrar porso- 
sobrar j a cujo C nâo ajunta- 
vâo a cedilha , de que hoje 
usamos , e por isso pronuncia- 
vâo sosobrar. 

Cá^ adv. Porque. 

Cabaça de vinho. Levava 6 cana- 
das , que fazem um cântaro. 

Cabadura. Cabedal , fazenda , 

• mercadoria. 

Cabaes. Todo e qualquer. 

Cabaneros . Cabaceiros ^ homens , 



GA 

ou mulheres , que viviâo do seu 
traballio. 
■Cabdal^ ou Capdal. Direito Real, 
a que também chamarão D/- 
reito de cabeça , Censo fiscal , 
Jugada^ Fcssadeira^ ou. Her- 
dade^ o qual se pagava da- 
quella porção de terra , que ca- 
da um possuia e agricultava. 

Cahdel das ^alés , ou navios. O 
primeiro Chefe e Governador 
absoluto da Esquadra , que ho- 
je dizemos Almirante. 

Cabe ^ adv. Junto, perto, a par. 

Cabeça da mata. O que tinha a 
sua vivenda dentro de alguma 
mata, ou lugar coutado. 

Cabeçada^ as. Casal, ou casaes 
encabeçados. ^- - 

Cabeçal. O que tinha obrigação 
de responder ao Direito Senho- 
rio por todos os direitos e foros 
do casal , que andava repar- 
tido por muitos, ou alguns, 
dos quaes cobrava a respectiva 
porção. 

Cabeceira. Prim^ro motor , che- 
fe , capataz , a quem os outros 
seguem , ou pata bem , ou f^a 



mal. — Fa%er. cabeceira em alr 
gicem : pôr nelle a sua confian- 
ça. 
Cabecel. O meçmo que Cabeçal. 
Cabedal. O grosso dos Dízimos , 
' foros, ou pensões, v. g. puo, 
vinho, azeite, etc. ; ficando o 
nome de Direituras para tudo 
o mais, que erâo miunças e 
foragens. 
Cabedeleiro. O que no seu con- 
tracto, ou negocio trazia ca- 
bedal, ou fazenda alheia. — O 
que tinha recebido, e estava 
devendo bens, fructos, dinhei- 
ro , ou cabedaes alheios. 
Cabello. O solto e comprido era 
entre nós no Século XIII o 
distinctivo das não casadas ; 
pois as viuvas usava© de tou- 
cas , e as casadas o trazião 
atado. 
Caber. Cabedal, que se emprega 
nas bem feitorias de um prédio , 
ou casal. 
Caber j verbo. Accommodar-se 
com tudo , çeceber o que lhe 
derem. 
Cabere. Sorte , quinhão , legiti- 
ma. 
Cabidado^ ou Cavidado. Acau- 
telado, astuto, sagaz. 
Cabidar ^ ou Cavidar. Prever , 

acautelar. 
Cabido , os. Assim disserâo os 
Capitulos, ou Dietas dos Reli- 
giosos , em que os Prelados 
conferiâo o que mais importava 
ao bom regimen das suas Com- 
munidades , alem das Eleições , 
que nelles se faziâo. -— Os al- 
pendres e galilés das Igrejas 
também se chamarão Cabidos j 
porque nelles faziào os Parro- 
chianos as suas assembleas e 
conferencias. 



jC3i 

Cabidual e Cajbidoal. Caminho 
cabidual : Estrada larga, ca- 
minho de carro , principal , cor- 
rente. 

Ca6mas. Cabimento naCommen- 
da. 

Cabiscol. O Chantre, a quem 
pertence o Governo do Choro 
e mais Officios Divinos. 

Cabo , adv. O mesmo que Cabe. — 
Subsl. Fazenda , riquezas , ca- 
bedal. 1 — ^Fim , termo , limite, 
ou ultima baliza. — Lugar, 
que cada um occupa , como fa- 
zendo cabeça por si mesmo. — 
Fa%er cabo : tratar com respei- 
to , fazer honra e beneficio , 
estimar em muito a pessoa de 
alguém . — Como de cabo : com 
effeito, finalmente, em con- 
clusão. 

Cabrúmo. Corda , ou prisão , que 
se lança aos animaes da cabe- 
ça para a mão. 

Cobro. Cabrão , bode. 

Cabrúa. Toda apelletería de ca- 
bra, oíi bode. 

Cabruna. O mesmo. 

Cachado. Escondido , encoberto , 
occulto. 

Cacheira. Certa vestidura antiga. 

Cachonceira. Cabelleira de ca- 
chos, cabello comprido e for- 
mado em anneis. 

Cacifeiro. O Cónego, que admi- 
nistra a massa da Mesa Capi- 
tular. 

Cacifo. Cofre , em que se guarda 
o dinheiro de uma Communi- 
dade. — Medida de sólidos, 
mas irregular; pois em umas 
partes três cacifos faziâo um al- 
queire : em outras o cacifo era 
uma quarta : em algumas cinco 
cacifos , ou seis , ou sete fazião 
um alqueire. 



CA 



CA 



43 



Caçoaria. Todo e qualquer mar 
risco, ôu peixe miúdo e de bai- 
xo preço. 

Caçtirrento , a, as. Cujo, desho- 
nesto, ascoroso. 

Cadanho. Annualmente , cada 
um anno. 

Cada qtic , adv. Todas as vezes 
que. 

Cadea de monte. Os homens rú- 
sticos, ou montanliezes , que 
guardavão os presos , quando 
estes acompanhâvãô as correi- 
ções antigas. 

Cadeixo. Livro volho, alfarrá- 
bio. 

Cadexo. Meada , troço de seda , 
ou retroz, 

Cadieiro. Carcereiro , o que guai*- 
da os presos. 

Cadimo. O que era publico , pn.- 
tente, manifesto, e tamberti 
aquelle , ou aquella , que usa- 
va publicamente do seu offi- 
cio, ou que tielle era eminen- 
te. — Verdadeiro, legitimo , 
fino, amante. 

Caduu. Cada um. 

Caeiídas e Queendas. Commomo- 
ração , que se fazia por algum 
defunto, ou defuntos no pri- 
meiro de cada mez. 

Caer. Cair , vir , acontecer por 
herança , partilha , ou sorte. 

Cagom{De). Por caso fortuito, 
sem advertentia , nem vonta- 
de. 

Cahiddço , a. Que e^tá caindo , 
sem firmeza, ou segarança. 

Cafiimento. Ditninuição , falta , 
queda, desfalíetimento. 

Cahi%, cu Cafi%. Medida de grãos : 
o grande.) ou maior, constava 
de 16 alqueires (ou quarta par- 
te de um moio) : o pequeno , 
ou menor , éra de S alqTieires. 



Caibo , Cainho , ou Cambio. Ba- 
lança Real , em que se peôava 
toda a qualidade de moedas, 
com algum interesse das ren- 
das da Coroa. 
Caimho. O mesmo. — Commuta- 

ção , escambo, froca. 
Canto. Petição de misetia e po- 
breza, feita ao Principe, ou 
seus Ministros. 
Cai^-el. O cabeça, possoeiro, ou 
cabecel de um casal, ou coi- 
rella. 
Caixa da Penitencia. Era a arca , 
em que se lançava o dinheiro, 
que resultava das condem na- 
ções ecclesiasticas contra os re- 
beldes ás Leis da Igreja. 
Cajom. , Cojam e Cajon. Caso , 
motivo , occasião , aconteci- 
mento , successo. — Queda, 
perda , ruína. — Desastre , 
infelicidade , desgraça , infor- 
túnio. — Injuria , affronta , 
desar , insulto, ignominia , op- 
probrio , ludibrio , vitupério. 
Calaça. A costa, ou banda de 

um porco. 
Calamento da verdade.Qhrçrpqdcb, 
subtileza , com que a verdade 
se occulta, afim de conseguir 
alguma graça , ou mefcê. 
Calçada. Pancada, golpe , ou 
contusão , que se dá , oia faz 
com uma calça , ou meia , cheia 
de pedrinhas , ou arêa. 
Calçadura. Tudo o que pertence 
ao calçado do homem, ou mu- 
lher. . 
Calças. Meias , calçado das per- 
nas. 
Caldeira. O Pendão e a Caldeira 
erâo as Insígnias e. Distincti- 
vos dos Ricos-Homens. Pelo 1 .* 
mostravão o poder e auctori- 
dade, quetinhao, para alista* 



éé 



CA 



rem nas tropas os seus vassal- 
los: pela 2/ davâo a entender, 
que tinhâo muita^ munições de 
boca para os manter , e dinhei- 
ros para lhes pagar. 

Caldo amarelo. O que era feito 
de gemmas d'ovos. 

Callanâario. O mesmo que ^a- 
lendario , ou Calhndario. 

Calíahria, Cidade, que houve na 
comarca de Riba-Coa, e no 
termo de Almendra : no tem- 
po dos Godos foi Episcopal. 

Cálice. Nascente, ou rego d'a- 
goa. 

Calonha. O mesmo que 

Calumpnia. Direito Real, que 
consistia nas coimas , multas , 
ou condemnações dos que erão 
culpados, em certos crimes mais 
graves, segundo se continha 
nos respectivos Foraes. 

Calvário. Moeda d' ouro, que va- 
lia 400 reis. 

Carnal. Morriào , chapeo de fer- 
ro , ou aço. 

Camalho.. O mesmo. 

Camanho. Tanto, tamanho. 

Camará garrada. He o mesmo 
que Porta garrada , ou sarrada, 
Prometter Camará, ou Por- 
ta garrada , nada mais era , que 
deixar, dar, ou doar tudo o 
que se achasse das portas a 
dentro , sem exceptuar cousa 
alguma , por mais rica , ou pre- 
ciosa que fosse , e sem dar par- 
tilhas a outra qualquer pessoa , 
nem se poder contender sobre 
isto com a viuva , ou cabeça de 
casal, a quem se promettia, 
ou deixava. — Camará do 
Bispo , do Abhadt , do Prior , 
etc. Rendas de certas terras , 
que se pagavâo privativamente 
90 Bispo 9 i, Mesa Abbacial ^ 



etc. — Camará de ferro. Grtr 
Ihão, adobe, que se lança aos 
pés do captivo , prisioneiro , 
ou criminoso. — Camará doí 
cama do estado , ou Camará do 
estado. Quarto, onde estava a 
cama, em que ElRei dormia. 
— • Também Camará he Titulo 
de Nobreza em Portugal. 

Camaranchâo. Obra avançada de 
fortificação antiga^ que tam- 
bém diziào Cubelo. 

Camareiro^ Officio monástico. 
Vigário do Abbade. Era da 

, sua inspecção o vestir os Mort- 
ges. 

Camba. Moinho pequeno , moli- 
nheira, picarnel. 

Cambai. A farinha , que faz lábio 
na mó de baixo. 

Cambar. Trocar. 

Cambhea. Troca, escambo, com- 
mutação. 

Cambuú. O mesmo. 

Camisa de Altar. Alva , veste 
sacerdotal. 

Camisa mourisca. O mesmo. 

Camisio. O mesmo. 

Coinisate. Armadura antiga , que 
cobria todo o corpo. 

Campainha de sso telha. Sineta, 
ou campainha-, que se tocava 
dentro , ou á roda da Igreja. 

Campar e Campiar. Trocar , 
escambar. 

Campatura e Campiatura. O 
escambo , ou troca. 

Campeiro. O Chamador, ou Cam- 
painha de uma Ordem, Irman- 
dade, ou Confraria. 

Canada. Passagem, ou caminho 
estreito por entre paredes, ou 
lugares ermo? e escusos. 

Canadela. Medida de grãos , que 
fazia três quartas de alqueire , 
ou poucQ mais. 



CA 

Canalégas, Canneiros , caraboas , 
pesqueiras. 

Canamciro, Terra semeada de li- 
nho canimo. 

Canha, Troca , permutação , 
escambo. 

Canbases. Corpos, cotas , ou saias 

. de malha , guarnecidas com 
laminas d^aço, a que chama- 
vão solhas. 

Canbhar. Escambar, trocar. 

Candéa. Toda a luz, ou tocha, 
prescindindo da matéria, em 
<jue ardia. Depois se chamou 
assim o rolo de cera. 

Candeu. O mesmo. 

Candiciro. Official , que fazia ro- 
los de cera : era differente do 
Ciridro^ que fazia velas ^ to- 
chas e brandões de cera. 

Canhainaço. Estopa grossa de li- 
nho gallego , ou panno ordin a- 
riò de linho canimo. 

Canisíel. Pequena canastra , ou 
cesto de vimes, talas, ou jun- 
cos-. 

Canónica. Mosteiro, em que vi- 
viâo Cónegos. — Estipendio 
consignado aos Cónegos para 
a sua côngrua sustentação. — 
As casas da residência do Pa- 
rocho contiguas á Igreja. 

Cantadoi'{as. Todas as arvores , 
que se plantão de estaca , ou 
de raiz. 

Cântaro. No Minho era o mesmo, 
que Almude na Beira : levava 
dous alqueires, ou doze cana- 
das. 

Canteiro. Assento, ou malhai de 
pedra , ou páo , em que descan- 
são as cubas , pipas , ou toneis. 

Cantico-gráo . Os XV Psalmos 
graduaes. 

Cant idade. Qualidade j condição ; 
Aobreza. 



CA 



4& 



Canfo. Quanto. 

Capadciro. O que castiava os 
animaes. 

Capão afoncinhado , ou melhor 
afo ucinh ado. O que j iv n ão erã 
frango, mas gallo perfeito, e 
voltava as plumas da cauda , 
curvas a modo de fouce. 

Capdal. O mesmo que Cabdal. 

Capeço. Cabeço , pequeno outeiro. 

Capeirete. Pequena capa. 

Capeirom. Capa grande. 

Capella. Encargo pio-, queseim* 
punha nos bens adquiridos, e 
tinha um destino puramente 
ecclesiastico. — Ornamentos, 
peças do Altar, e tudo o que 
servia á Liturgia. 

Capellão dos Judeos. O Mini» 
stro , que servia nos Sacrifícios 
legaes e Cerimonias Judaicas. 

Capellina. Morrião, quç defen- 
dia a cabeça, guarnecido de 
plumas. 

Cappa de engrés. A que era feita 
de panno de Inglaterra. 

Cappa-pelle. A que era forrada 
de pelles. 

Cappa-saya. A que era fechada 
e redonda, a modo de batina. 

Captela. Refolho, demasiada cau- 
tela , dobles de animo , segun- 
da intenção, dolo, fraude, 
malícia. 

Captivo (Cahirem). Captiveiro. 

Caracter. Demarcação de terras , 
feita por marcos , ou balizas , 
umas vezes com letras, e ou- 
tras sem ellas. 

Carantulas. Imagens, linhas , ci- 
fras, ou caracteres mágicos. 

Carútules. Caracteres , letras , ou 
typos de metal , de que se usa 
nas impressões. 

Carcabear. Abrir fossos, yaila»^, 
ou cayas. 



40 



CA 



Carcavct^ ou Corcova, Fôsso , 
vàllâ 5 óu covâ. — Porta falsa, 
azinhaga, ou caminho encu- 
berto. 

Carceratica. Carceragem, mul- 
ta , que pagavâo os que entra- 
vâo na cadêa. 

Cardeo , a. De cor rouxa. 

Carear-se. Subtrahir-se, negar-se, 
vênder-se caro. 

Care%a. Despesa, gasto, dispên- 
dio. 

Carga. A maior , que era de besta 

muar, ou cavallar, tinha 10 

arrobas : a menor , que era de 

, asno , ou jumento , è arrobas : 

Çi &, de carro constava de 20. 

Caria. Villa , aldêa , povoação. 

Caristiosó, os. De grande falta, 
penúria, carestia. 

Caritel, Caritclo e Karritelo. O 
dar contra alguém vo% de cari'- 
tei ^ era chamar contra o ag- 
gressor : Aquid^ElRei^ quere- 
lando delle. — Meirinho , ou 
Official de vara ; porque a estes 
pertencia o prenderem aquelles, 
contra os quaes se querelava. 

Caritenho. Livro, que continha 
as Ladainhas e Orações , que 
se practicavâo nos Clamores , 
Ladarios , Preces , ou Rogati- 
vas. 

■Carneirús brancos. Ondas enca- 
pelladas, que marrão umas com 
outras. 

Caroavel. Amigo, fagueiro, a- 
mante e amado. 

Carpentária. Fogueira , ou casal , 
que devia pagar ao Senhorio 
certas carradas de mato « le- 
nhas, ou madeiras. 
Carque. Carqueija, acendalhas, 
matéria combustível. 

Carrega. Certa palha , hcrvanço, 
ou colmo palustre, que se Cria 



CA 

na Lagoa de Paramos , que hé 
na Terra da Feira. 

Carreira , ús. Ida , jornada , ca- 
minho , viagem , que o emfy- 
teuta , ou vassallo pagava , 
como de pensão annual, ao 
Senhorio, indo a pe, ou com 
a sua besta , ou carro a luga- 
res certos, ou incertos, e se- 
gundo era mandado. -— Pere- 
grinação, ou romaria. — O 
mesmo que Carril. — Linha, 
ou regra na escripta. 

Carriagem. Grande numero de 
carros para conduzir cousas , 
ou pessoas. 

Carril. Significando antes o ca- 
minho de carro , se tomou de»* 
pois por quelha , cangosta , 
azinhaga, carreiro, ou atalho. 

Carta dè hentfactis. Instrumen- 
to, pelo qual se davão, ou 
concedião alguns bens de raiz 
em beneficio , utihdade , ou 
prestimonio de alguém. Carta 
de Camera. Alvará, ou Licença 
Real para serem citados o5 
Grandes do Reino , quando se 
acharem fora da Corte. — — 
direita. Aquella , pela qual se 
manda fazer direito e justiça. 

de Ingenuidade^ oii Alfor- 

ria. Instrumento, pelo qual o 
Senhor do escravo o declarava 
forro e livre, com as condi- 
ções, que nelle se declaravão. 

de mal di%er. ^Qualquer 

Escriptura , que conte'm o cri- 
me , injuria , ou affronta de al- 
guém. de f((dinquimento , 

ou de 'Relinqniçào. I nstrumcn- 
to de desistência, ou renuncia. 
de Ahr enunciação. O me- 
smo. de Gadea, Carta de 

Testamento , fiança , ou pe- 
nhor. de marear. Carta 



CA 

geográfica , roteiro . de Fú 

Ikamento, Carta, pela qual se 
tomava posse de algum Couto , 
Honra , ou Behetria , com au- 
ctoridade Real e iia forma do 

estilo. de Tomamento. O 

mesmo. ^ de Incomunhão . 

Pela qual se dava ametade de 
alguma fazenda. 

Cartairo. Arcliivo, cartório. 

Cartarios e Chartarios. Livros . 
tombos, ou volumes, em que 
ge conservào as Doações , ou 
quaesquer outros Instrumen- 
tos , ou sejão originaes , ou em 
publica forma , ou em summa 
e compendio. 

Carúla. Vacca loura, insecto bem 
conhecido. 

Cas. Casa, residência, mosteiro. 

Caeado, Visinho , ou morador de 
algum povo, que nelle tinha 
casa, onde vivia. — O Emfy- 
teuta, ou Colono, que morava 
em casa do Senhorio. 

Casal encabeçado. O que era di- 
vidido por muitos ou alguns 
Colonos , dos quaes um só , a 
que chamavão Cabeceira , Ca- 
beça , ou Cabecel , era obrigado 
òi wluhim a responder ao Di- 
reito Senhorio pela pensão e 
foros , cobrando-os dos mais 
possueiros. 

Casamento. Pensão annual , que 
antigamente pagavão os Mo- 
steiros ás Ricas-Donas , que 
erao Naturaes, ou HerdeÍ7'as 
delles , já por descendentes dos 
Fundadores , já por compra do 
seu Padroado , ou parte delle. 

Casando ( Gado) . O que anda ar- 
rebanhado , como cabras , ove- 
lhas , porcos. 

Ca&ar , es. Casal , e casaes. 

Casarias, Direito Real j a que cha- 



CA 4» 

mavâo : Direito de Cabeça , 
Censo Fiscal , Jugada Fossa- 
deira, Herdade: era propria- 
mente o Jus hahitandi. Vid. 
Capdtíl. 

Castanhas picadas. As que erâo 
piladas , sêccas e limpas já de 
toda a casca. 

Castelhano. Moeda d'ouro, que 
fez lavrar D. Fernando o Ca- 
tholíco de Hespanha , com peso 
e valor de íi5 reales. 

Castellas. Moedas d'ouro, que 
corriâo neste Reino, quando 
ElRei D. João I empunhou o 
Sceptro. 

Castellatico. Direito Real de c«rta 
contribuição, que os vassallos 
annualmente pagavào para a 
fabrica , ou reparo do Castello , 
ou Castellos do respectivo ter- 
ritório. As Terças dos Conce- 
lhos e as das Igrejas , que ficâo 
na raia entre Portugal e Hespa- 
nha, forão substituídas áquelle 
Direito. 

Castcval. Alcaide , Governador 
do Castello. 

Castinheiro de madre. O que dava 
castanhas da còr de IVÍadre- 
perola. Havia na Beira Casta- 
nheiros L o ngaes , f^e r deães , 
Botelhacs , 3Iartainhos e de 
Madre. 

Castrello e Crestdlo. Pequeno 
Castello, ou lugar defensável. 

Catar. Inquirir, procurar, exa- 
minar com toda a diligencia 
e exacçâo alguma cousa. -— 
Respeitar , venerar , attender 
com urbanidade officiosa. 

Cathcdr adego. Catbedratico, di- 
reito , censo , ou pensão an- 
nual , que as Igrejas seculares 
devem pagar annualmente ao 
seu Bispo em reconhecimento 



4S 



CA 



CA 



da sujeição e honra , que lhe 
devem. A esta pensão derâo 
o nome de Cera , porque era 
destinada para arder nos Divi- 
nos Officios , e pesava cada 
uma 3 arráteis e quarta , ou 3 
arráteis e meio : hoje sâo 800 
reis em dinheiro. 
Cathedratico. Propinas, que o 
Bispo dava, quando era enthro- 
nizado. 
Cathenaticio . O mesmo que Car- 

cer atiça. 
Cautella. Sem nenhuma cautella: 
Com toda a liberdade , sem o 
mais leve embaraço ,. condição , 
ou resguardo. 
Cavadura. Gava de uma vinha. 
Cavalgada. Entrada , que se fazia 
de viva força e com mão ar- 
mada em terra de inimigos , 
tomando tudo o que podia ser- 
vir de utilidade e proveito para 
os que afazião, perda e ruina 
para os que a experimenta vâo. 
Cavallaria , ou Cahallaria. Certa 
porção de .mantimentos , fru- 
ctos , ou dinheiros. -— Quinta , 
fazenda, ou prédio, que estar 
va destinado á manutenção de 
gente militar, e que só para a 
milicia e com o intuito delia 
se concedia , ou talvez em re- 
compensa dos serviços , feitos 



na paz 



Pen- 



são annual , que os Herdeiros^ 
ou Natiiraes dos Mosteiros co- 
bravão destes , sendo varões ; 
porque sendo fêmeas , se dizia 
Casamento. — Conde ninação , 
que pagavão todos aquelles , 
que sendo obrigados a ter ca- 
vallo de marca ^ o não appre- 
sentavâo nas mostras geraes do 
mcz de Maio. — Terra , casai , 
quinta , herdade , Ou lugar , 



que se concedia , com obriga- 
ção expressa de fornecer certo 
numero decavallos para deter- 
minada expedição militar. — 
Propriedade de casas, que por 
consentimento livre de todos 
os lierdeiros ficavão imparti- 
veis , como se fossem morgado , 
ou vinculo. — Companhia de 
homens , duros , fortes, e esco- 
lhidos de mil um , para defen-, 
der as terrsis , e soffrerem gran- 
des medos, trabalhos elazeiras 
pelo bem commum. 

Cavalleírar. Ir, ou acompanhai 
em tom de Cavalleiro. 

Cavalleiro e Cabalaria. Havia 
CavaIleiro& e Escudeiros FidaU 
gos , que ordinariamente se 
intitulavâo Milites-^ sem mais 
distincção alguma : estes erâo 
Fidalgos de Linhagem. E ha- 
via Cavalleiros e Escudeiros 
Pillâos<f e sem nobreza, que 
se dizião Cabalani , ou Milites 
'í^illani. Os primeiros venciâo 
1^000 , ou 500 soldos , ehon- 
-ravão os seus solares, e nada 
disto tinhao os segundos. Uns 
e outros, em quanto se não 
armavão Cavalleiros^ servião 
na milicia com o nome de Escu- 
deiros^ por usarem de escudos 
brancos e sem erapreza. 

'Cavalleiros da espora dourada. 
Os que , supposto fossem peões 
e sem nobreza, erão ricos, e 
tinhão cavallo de servir, que 
appresentavâo nas mostras ge- 
raes. Estes não pagavão juga- 
da i e usavão de esporas dou- 
radas. 

Cavallo acontiado e arnesado, 
Vassallo, que servia a ElRei; 
com armas, cavallo e arnez, 
vencendo soldo certo e annual, 



ÇA 

— de Maio. Assim disserâo 
a pena , ou multa dos Cabeças 
de Familia, que no 1 .° de Maio 
não appresentavào cavallo de 
marca : consistia ella em paga- 
rem Jugada , ou Fossadeira , 
reduzida a umas tantas livras, 
ou soldos. ' Raudâo e Rou- 
dâa. O que tinha a cor verme- 
lha, com alguma mescla de 
branca. 

Cavam. O que nâo tem bois , nem 
vaccas , e só á enxada semêa 
o seu pâo. 

Caudilhamento. Officio, dignida- 
de, oudistincção de um Chefe 
militar. 

Caunho , Cunho e Conho. Pene- 
do mui grande , redondo e so- 
litário , que se acha no meio 
de um rio. 

davidado. Evitado , acautelado , 
resguardado. 

Cavidar. Prevenir, acautelar. 

Cavon. O mesmo que Cavam. 

Cay mento. Queda , falta , defei- 
to , culpa. 

Cayra , Qitaira , CLuira e Quiai- 
ra. Medida de sólidos e liqui- 
dos. A de pão , já era de 3 quar- 
tas , já de alqueire e meio, já 
de 3 alqueires e quarta da me- 
dida hoje corrente. A do vinho 
era de 3 almudes. A de sal era 
de alqueire e meio. 

Çafoens. Calças largas, feitas de 
pelles brandas e curtidas. 

Caga. A retaguarda do Exercito. 

Çcuaio , ou Çaloio. Tributo, que 
se paga do pâo cozido na Cor- 
te e Patriarchado de Lisboa. 

Çaloio. O que era da Seita dos 
Mouros, a qual chamavão Ça- 
lá. — Mouro , não de crença , 
mas de origem. 

Çaquiteiro, ou Saquiteiro. Gque 



CE 



49 



tem a seu cargo o pão cozido 
paraameza do Rei. Daqui *Sa- 
quetaria : o lugar , ou despen- 
sa , em que este pão se guar- 
dava. 

Çarr adam ente. Tudo em torno 
de um lugar. 

Çarr ar as ementas. Nao pôr al- 
guma pessoa mais na lista, ou 
rol. 

Céa. Jantar, banquete, refeição 
liberal e copiosa. — Um pão 
caseiro , que se dá aos traba- 
lhadores em lugar de cêa , e 
elles levão para suas casas, a 
beneficio seu e de suas famílias. 

Cear. Zelar , convidar , attrahir. 

Cebrados. Quebradas, ou cabou- 
cos junto dos rios , de que se 
recolhem alguns fructos. 

Ceeiro. O trabalhador , que se 
occupa na casa, ou fazenda 
alheia , a quem davão por cêa 
um pâo caseiro, fosse homem, 
ou mulher. 

Cedros de mesteres. Ofíiciaes me- 
chanicos e casados. 

Ceguidade. O mesmo que 

Ceguddam. Trevas , escuridade , 
que não permittem ver os obje- 
ctos. 

Ceita. Tributo para o serviço 
d JÍfrica : constava de 10 reis 
por Fo^o , ou Familia das Pro- 
víncias do Norte : foi extincto 
no anno de 1572 , pagando-se 
200 reis por uma só vez. 

Ceitil. Moeda de cobre , que va- 
lia a sexta parte do nosso real. 

Cella. Oratório , ou pequeno do- 
micilio de gente Religiosa , que 
alli vivia recollecta e com gran- 
de perfeição. 

Cellareiro. Assentista militar , 
provedor das munições de boca 
e forragens para a tropa. 



60 



CE 



€^ 



Cenóbios. Monge», que viviâo no 
Mosteiro , Cenobitas. 

Censo t Censura , ou Censuría. 
Direito , renda , pensão , ou co- 
lheita, que as Cathedraes de- 
viào receber annualmente das 
Igrejas e Mosteiros do Bispado. 

Cemõ Fiscal. O mesmo que Ca- 
bdal. 

Cepcerial. Lugar cheio, ou plan- 
tado de cinceiros. 

Cepelho. Armadilha de caçar : 
hoje dizemos Cepo. 

Cepo. Tronco , ou Chefe de uma 
Familia. 

Cera. O mesmo qneCathedr adego. 

Cereo. Cirio , yela , candèa , ou 
rolo de cera. 

Cerestial. Celestial, cousa do Ceo. 

Cernar. Fazer incisão em uma 
arvore , de modo que lhe che- 
gue ao cerne. 

Cerome e Curame. Capote, ou 
capa grande , e de mulher Se- 
nhora. 

C&rro7ne. O mesmo. 

Cerucado , a» Cercado , rodeado. 

Cerviçaria. Abegoaria , lavoura. 

Ctómeiro , ou Sesmcíro. O que 
media, repartia, ou demarca- 
va as terras incultas e desapro- 
veitadas. 

Cesteiro e ^Sesteiro , ou Sertario. 
Medida de sólidos e liquidos : 
a dos primeiros constava de 
um, ou dous alqueires de pão : 
a dos segundos de 3 cântaros 
de vinho. 

Cesto. Medida de alqueire e meio. 

Césio. Cinto , ou cingidouro pre- 
cioso, faxa nupcial, com que 
os maridos cingiâo as esposas 
no dia dos seus desposorios. 

Cetra. Broquel de ferro , ou de 
outro metal. 

Çcvadeira. Alforge, ou farnel. 



em que íekvavào proviiões de 
boca. 

Cevadeiro. O que tinha a inspec- 
ção das cevadas, que segasta- 
vâo nas Reaes Cavalhariças. 

Ceveíra. Toda a espécie de grão 
frumentaceo, de que se fazia 
pão. 

Cliá , adv. Porque. 

C/iaada. Planície, campo raso, 
esplanada. 

Chaairiente , adv. Sem duvida , 
com facilidade grande © sem 
embaraço algum. 

Chaâo. Estar chaâo ao serviço 
de alguém : servil-o com lizu- 
ra , simphcidade e lhaneza. 

Chacim. Porco, assim domesti- 
co , como montez. 

Chagas. Andar ás — com ai* 
guem : se disse no moral, por 
andar cora elle aosboleos, re- 
moques , trombadas , dicterios,. 
insultos. 

Chagom. Occaaiâo , motivo. 

Chamado. Covocação geral dos 
Estados do Reino, Cortei. — 
Appellido para lançar o» ini^ 
migos fóra da terra. 

Chamamento. Citação da Parte, 
aviso , ou noticia , para dizer 
da sua justiça. 

Chamáro. Chamarão .^terceira 
pessoa do pUir. do pret. do ver- 
bo Chamar. 

Charneira. A mulher , que leva 
e traz o pão do forno. 

Chãmente. Lisa, clara e simples- 
mente. 

Chafnôa , ou Chama. Nome de 
mulher , que em Latim se dizia 
Flammiila. 

Chamo7-ro. Tosquiado. 

Chanta. Estaca, ou vergontea, 
que se mettia na terra, para 
i^çar raízes e dar fructo. 



Cfí 



CH 



ML 



Chaniadortas. Toda a qualidade 
de arvores , que se plantão de 
estaca. 

Ckantar, Plantar de estaca. 

Chanto , os. Alaridos , prantos , 
intercortados com lagrimas , so- 
luços e gemidos. 

Chantoal de olival. Oliveiras po- 
stas de estaca. 

Chaô. Medida agraria, constan- 
te de 60 palmos de comprido, 
e 30 de largo. 

Chapado , os , mbst. O vestido , 
ou ornato , com chapas de ou- 
ro , ou prata. 

Chnpins da Rainha , ou Princc%a. 
Certa contribuição, applicada 
para o calçado destas Reaes 
Pessoas. 

Cluiracttr. Yid. Caracter e Ka- 
racteres. 

Chardes. Panno tosado, ainda 
que grosso. 

Chartdude. Amoroso tratamen- 
to , que os Santos Prelados da- 
vâo ás suas ovelhas, chaman- 
do-as por J^ossa Charidade . — 
Os banquetes , ou Bodos, a que 
os pobres erâo adniittidos. — 
Pitança , que se deixava e dava 
ás Communidades dos Monges, 
ou Cónegos. — Hospital, ou Al- 
bergaria , em que se exercitava 
a charidade com o próximo , 
já necessitado, já enfermo. — 
Monges reformados do Institu- 
to de Santa Maria da Chari- 
dade, que entre ncsforâo cha- 
mados Monges da Charidade. 
— Carta de Charidade foi cha- 
mado um Plano da reforma de 
Cister noannode 1108, e con- 
firmado pela Se' Apostólica. — 
Medida , ou ração de vinho, 
que aos Monges se dava nas 
extraordinárias Pitanças, — 



Tudo o que sedara com intui- 
to de piedade e sem obrigação 
alguma . — Revora , dom gra- 
tuito , ou luvas , que se davão 
para conseguir algum favor , ou 
doação. — Casa da Charidade 
diziào aquella , em que se gúar- 
davão com aceio, limpeza e 
cuidado as cousas, queperten- 
ciâo ao Divino Culto , serviço 
dos Altares e de toda a Igreja. 
— Anniversario , que se fazia 
pelas Ahnas do Purgatório. 

Charom. Acharoni , o mesmo que 
a Carom . 

Ckatar. Attender , respeitar. 

Chavadégo. Agradecimento, ou 
molhadura pelo conchavo e 
ajuste , que entre o Mosteiro e 
os novos emfyteutas se fazia : 
constava de um carneiro e uma 
fogaça , ou pão grande de tri- 
go. ^ 

Chavadigo. O mesmo que 

Chave. Cotovelo, ponta, ou 're- 
canto , que o terreno faz para 
algum dos lados. 

Chaveiro , a. Procurador , fei- 
tor, despenseiro, mordomo, e 
o que tem as chaves da casa , 
ou porta. 

Chaveiroso. Delgado , pequeno , 
magro. 

Chegador. Mordomo , ou feitor, 
que também fazia comparecer 
a certo dia os que não paga- 
víio , ou por qualquer modo 
impedião os devidos foros « 
rendas de seu amo. 

Chegamento. Citação coin dia 
de apparecer perante as Justi- 
ças. 

Chegança. O mesmo. 

Chegar á Igrna. Fazer tudo o 
que pôde suffragar ás almas dos 
fieis defuntos. á Justiça ^ 



02 



€1 



Cl 



Fazer que alguém seja castigado 
pela Justiça , e obrigado á pena 
da Lei. -^— as testemunhas. 
Presental-as ao Juiz , para se- 
rem legitimaniente pergunta- 
das. 
Ckentados e Chantados. Planta- 
ções de arvores , que pegão de 
estaca. 
Chimaço. Cabeçal, ou travessei- 
ro de pluma. 
Chinfram. Moeda Portugueza de 
, prata, que desde o anno de 1489 
iicou valendo 14 reis , sendo an- 
tes o seu valor de 12 reis. 
Chispo. Çapato de mulher mui 

polido e alto. 
Chorecer. O tempo, que em boa 

hora ha de vir , ou chegar. 
Chos , adv, O mesmo que Chus. 
Chousa. Fazendinha, ou pequeno 
espaço de terra, tapado entre 
si. 
Chousal. O mesmo. 
Chousura. Parede , vallo , tapu- 
me , que fecha , ou divide uma 
fazenda da outra. 
Chouvir. Tapar, fechar, encer- 
rar. 
Christodolinda. Nome de mulher , 
que corresponde aodeChristo- 
val , nome de homem. 
Chumaço, O mesmo que Chima- 
Chus , adv. Mais. 
Chusura. O mesmo que Chousu- 
ra, 
Cibraâo e Cihriâo. Nome de ho- 
mem, que hoje dizemos Cy- 
priano. 
Ciclatom, Ci^laton, Chigaton e 
Siglaton. ranno de seda for- 
te , fmo e precioso. 
Cidade. Assim chamarão os An- 
tigos a uma congregação de 
gente, que se governava de- I 



baixo da administração de um 
Magistrado : o que agora pro- 
priamente chamamos Conce- 
lho , ou Julgado , e no Eccle- 
siastico Diocese , ôu Metrópole. 
— No tempo dos Godos se dis- 
ser ão Cidades as collecções de 
muitos lugares abertos, queti- 
nhão o mesmo governo politico 
e militar ; ficando para os emi- 
nentes e deíensaveis por natu- 
reza e arte o nome de Castros , 
ou. Castellos. — Nos principios 
desta Monarchia se deu com 
frequência o nome de Cidade 
a um Concelho , ou Julgado , 
que tinha por cabeça alguma 

Villa acasteílada. de Santa 

Maria. O Concelho da Terra 
da Feira. 

Cif ar. Apromptar uma embarca- 
ção de tudo o preciso e neces* 
sario. 

Cima. Fim, termo , remate. 

Cingel e Singel. Uma junta de 
bois. 

Cinquinhos. Moeda de prata, que 
valia cinco reis. 

Cinta , o. O cordão , com que os 
Ministros do Altar apertavâo 
as alvas. 

Cintemente. Scientemente , com 
advertência e 'reflexão. 

Cinuna , Cinunha , Senoga e 
Esnoga. Synagoga , ou assem- 
blea dos Judeos. 

Cira. Mata, brenha, lugar cheio 
de silvados e matagaes. 

Circumdamento. Circuito, bar- 
reira , cerca , divisa , termo , 
limite de alguma fazenda. 

Cirita. O solitário , habitador dos 
ermos e charnecas , que abun- 
dão de silvados , matas e bre- 
nhas. 

Cirm. Cisne, ave. ^ 



CL 

Cirvilheira. Carapuça de re])u- 
ço , que cobria o pescoço e parte 
dos hombros. 

Ciscada . Qièco t ou immundicias , 
que das trovoadas , ou enchen- 
tes ficão nas margens dos rios. 

Citar por palha. Vid. Palha. 

Citárra. O mesmo que ^ator<7. 

Cives {Lugares). Os de gente ci- 
vilisada , caridosa , cortezãa. 

Clamar-se. Chamar-se, dizer-se. 

Clarom. Clarim , trombeta de 
som agudo e claro. 

Clasta e Crasta. Claustro , sa- 
guão, pateo interior de algum 
Templo, ou Casa Religiosa. 

Claustralt aes. Assim forão cha- 
mados já desde o Século XIII 
os Frades de S. Francisco , que 
não observavâo certos precei- 
tos da sua Regra , e que vivião 
era grandes Conventos , á dif- 
ferença dos que perfeitamente 
aguardavão nos Conventinhos, 
ou Eremitorios , cujas Igrejas , 
ou Oratórios se não podião cha- 
mar Conventuaes. 

Claifstralidade. A relaxação dos 
Claustraes , opposta á obser- 
vância dos Reformados. 

Claustro. Tapada , ou fazenda 
defendida e separada com pa- 
redes , ou outros quaesquer ta- 
pumes. 

C lavaria, Claveria e Cravaria. 
Officina , onde se guardavão 
os provimentos , preciosidades , 
dinheiros e depósitos de uma 
Communidade grande e Reli- 
giosa. — Casa, onde se fazem 
e ajustâo as contas. — Officio , 
Dignidade , ou Ministério do 
Craveiro. 

Clavario, Claveiro e Craveiro. 
Mordomo , Despenseiro , ou 
Porteiro Mor , a quemestayào 



CL 



bZ 



commettidas as chaves dasprm- 
cipaes officinas da Coraniuni- 
dade. — Na Ordem deChristo 
era a quarta Dignidade : agora 
só lhe pertence o ter uma chave 
do cofre dos votos. — Em al- 
gumas Religiões são os que tem 
as chaves do Archivo , onde se 
guardão os títulos e preciosida- 
des do Convento , e os livros das 
contas, que lhe pertencem. 
Clcar e Cliar. Criar , ou produ- 
zir alguma cousa fysica , ou mo- 
ralmente. 
Cle7'iga. A Religiosa , ou Monja 
Chorista, obrigada a rezar no 
Choro o Officio Divino. 
Clcrigo. Todo e qualquer Mi- 
nistro da Igreja , iniciado para 
algum dia poder ser Sacerdo- 
te. — Os meros Serventuários 
da Igreja também se disserão 
Clérigos t postoque o seu offi- 
cio não requeresse Sacramento 
da Ordem; aindaque algumas 
vezes fosse exercitado por aquel- 
les , que já estavâo tonsurados 
e addidos á Igreja. — Os Có- 
negos , que vivião em com-» 
mum até os fins do Século 
XII . — O Monge , ou Frade , 
que vive no Convento , ou Mo- 
steiro, destinado ao Choro ; ain-' 
da mesmo sem ter gráo de Or- 
dem alguma. — O Monge fora 
do seu Mosteiro , affixado pelo 
Bispo á sua Cathedral , ou a 
outro qualquer lugar Sagrado,' 
ou Religioso emprego. — O Pa- 
rocho deumaFreguezia. — O 
Sacristão de uma Igreja , que 
talvez pela sua pouca idade 
alguma vez foi chamado il^ioW- 
nho , Monginho , ou Scholar. 
— O mesmo que douto , ver- 
gado e instruido nas Divinas, 



%é 



CO 



ou Humanas Letras.— o Estu- 
■ dante de uma Universidade, — 
Todo e qualquer Ministro, Ser- 
ventuário, ou Ajudante (ainda 
dosOfficios mais humildes) na 

• Casa dos Reis de França foi 
' chamado Clérigo. — Nesta Mo- 

narchia d« Portugal se disserâo 
Clérigo d' El Rei ou da Rainha 
(e também Frade d El Rei e 
da Rainha) os Letrados muito 
graves , Religiosos , ou Cléri- 
gos , de quem os Soberanos se 
servião em Ministérios de muita 
ponderação e honra. 
Clérigos segres. Os Ecclesiasticos , , 
que vivem em suas casas , entre 

- o povo. — solteiros. Os de 

- Ordens Menores. casados. 

Os que não tendo Ordens Sa- 
cras , se casarão , e forão admit- 
mittidos ao serviço de alguma 

• Igreja , ou Santuário. 
Cliar. Crear. 
Cloquaircs. Colheres. 
Cobertal. Cobertor. 
Cobiçante. O que muito deseja , 

cobiça e appetece alguma cousa. 

Cobiçada de peixotas. Um par de 
pescadas. 

Cobro, os. Parece ser o mesmo 
que Calaça. 

Cocedra e Co%odra. Colchão, e 
o mesmo que AlTmicella. 

Coelheiro. O caçador de coelhos. 

Çofo , os. Espécie de eíscudo , ca- 
pacete , ou adarga. 

Cognoçudo , a. Conhecido. 

Co^noscer. Conhecer, saber, vir 
a noticia de alguém. 

Cogullo. Medida quadrada , que 
leva um alqueire acogulado. 

Coima. Satisfação , multa , ou 
pena , que se leva pela injusti- 
ça , injuria, ou afíronta com- 
mettida. 



CO 

Colmeiro. O que cobra as coi- 
mas. — Animal, que anda fa- 
zendo algum damno em a fa- 
zenda alheia.— O que quebran- 
ta a Postura , ou Lei , a cuja 
fracção está annexa alguma 
coima. — Terreno , sitio , ou 
casal, cujo uso he defeso e su- 
jeito á coima. 

Coirama. Toda a espécie de coi- 
ros , ou pelles. 

Coirama cabrmia. Pellitaria de 
cabras , ou bodes. 

Coireleiro , Quaireleiro e Caute- 
leiro, os. Os homens bons do 
Concelho , chãos e abonados , 
que devião repartir em Cam.es , 
ou Coirelas as terras novamen- 
te conquistadas , desertas , ou 
bravias , aos Povoadores , que 
de novo as ião romper e habitar. 

Coirella, Quairella, Quairelaría 
e Quadrela. Casal constante 
de algumas peças de terra , 
umas vezes juntas , e outras se- 
paradas. 

Coita. Necessidade , pobreza , la- 
zeira , dor , pena e afflicção. 

Coitelho. Conchouso , pequeno 
recinto , fechado sobre si , que 
serve de horta , pomar , jar- 
dim , ou logradouro das casas. 

Coito, adj. Cozido. — O mesmo 
que Couto: Certa porção de 
terreno , demarcado por aucto- 
ridadc suprema , com certas 
isenções e privilégios ; penas a 
quem o quebrantar , a que cha- 
mãYao Encoutosj e com deter- 
minados foros e pensões para 
o Direito Senhorio. 

Colckeiro. Official , que fazia col- 
chas. 

Coleiça. Colheita , acção de co- 
lher , ou recolher os fructos, 
que produz a terra. 



CO 



CO 



Colheiceiro . Rendeiro, que co- 
brava as Colheitas dEiRei, 

Colheita. Certo Foro , ou Peasào, 
que os Vassallos pagavão ao 
Príncipe, ou Senhorio , quando 
este vinha á terra uma vez no 
anno , e nâo vindo , lha nào 
pagavâo. Mas dejx)is se foi 
introduzindo o pagaren\-Iha , 
posto que não viesse. Colhei- 
ta , Conredura , Procuração , 
Visitação , Jantar e Parada , 
sào quasi syoonymos. A Co- 
lheita ^ que os Bispos leva vão 
de algumas Igrejas isentas , se 
diz hoje Visitação. — A Preca- 
ção , ou Prestação precária , 
que as Igrejas e Mosteiros pa- 
gavào aos Principos e aos Bis- 
pos na occasiào da sua hoa 
vinda, passou com o tempo a 
ser um rigoroso Direito de Co- 
lheita , sendo antes uma con- 
tribuição muito livre e espon- 
tânea. 

Colherei e Colhares. Direitos 
Reaes , que diversamente se 
pagavào, segundo os uso8 e 
Foraes das terras. Estas Co- 
lheres em alguns lugares se 
chamarão Fan^as. O meio ^a- 
lamim era uma CoMcr^* por- 
que 16 delles faziao um alquei- 
re. — Também as Colheres 
se ciiamárào Ochavas. — Na 
Cidade do Porto se pagavão 
Colheres de iodo o pão , fari- 
nha , no%es , castanhas e legu- 
mes , que adita Cidade vinhâo 
por terra, ou por agua (40 das 
quaes Colheres fazião um al- 
queire). 

Colher-se. Acolher-se , amparar- 
se , refugiar-se, valer-se. 

Colhetano. Livro , em que estão 
dispostíis por sua ordem as Ora- 



ções da Miása , que chamâo 
Collcctai. 

Collaçao. Parrochia, freguezia.*— 
Communidade Religiosa. 

Collacia. Familiaridade, união, 
respeito e amizade entre os Col" 
laços, que forão alimentados 
aos peitos da mesma mulher, 
que he mài de um e ama do 
outro. — Celleiro , armazém , 
tulha , adega , ou qualquer 
outro edifício , em que os tru- 
ctos se depositão a bom reca- 
do. 

Collecta. O mesmo que Colheita^ 

Coller. Arrecadar, colher. 

Cóllo. Hombro, cabeça , costa*. 

Collonha. Toda e qualquer car- 
ga , ou feixe , que homem , ou 
mulher leva ao hombro , ás 
costas, ou á cabeça, 

CoUonho. O mesmo. 

CoVmetiro, O que trata de col- 
mèas. 

Colmeiro. Pavêa , braçado , mo- 
lho jde qualquer palha , que ser- 
via para colmar. 

Colmelo , Collunullo , Cumeilò 
e Culmello. Instrumento pu- 
blico , escripto por columnas , 
ou fosse no corpo , ou nas as- 
sign aturas dos conftrm antes e 
testemunhas. 

Colmeneiros. Sociedade de ho- 
mens fortes e armados , cujo 
destino era perseguir e exter- 
minar os vandoleiros e saltea- 
dores do termo e montes de 
Toledo. 

Colodra. Cabaça, que levava um 
alqueire, ou seis canadas de 
vinho. 

Colo?iha (Marco de). Foi dito as- 
sim da Cidade de Colónia , onde 
foi inventado : por elle se pesa- 
ya o ouro e a prata. 



55 



CO 



CO 



Co)nbo:ias. Artifícios de pescar o 
peixe, que sobe na maré, a 

• que hoje chamào Camhoas, 
Coinborça. Manceba de homem 

casado. 

Come, adv. Como. 

Comedias. Certas porções defru- 
, ctos, que os Reis davão. , como 
Benefícios vitalicios , aos Mili- 
tares beneméritos. 

Comedimento. Modéstia , decen- 

• cia, respeito, cautela. 
Comedor ia. Não difíeria da Co- 
lheita ^ ou Jantar. Era uma 
.Pensão, que os Emfyteutas , 

ou Colonos , Diocesanos e Vas- 
sallos pagavão : ao Rei, quan- 
do vinha pela terra a fazer 
justiça : aos Bispos , quando 
.visitavâo a sua Diocese : e a 
qualquer Senhorio de algumas 
terras, ou casaes. 

Comedouro. Capaz de se comer. 

Comedura. O mesmo que Come- 
dor ia. 

Comendador. Ao Provedor dos 
Hospitaes , que alguns Mostei- 
ros e Corporações Ecclesiasticas 
conservavão junto a si , com 
bens e rendas separadas , se deu 
o nome de Comendador. — O 
mesmo nome se deu (e também 
o de Defensor , ou Comendei- 
,ro) ao que tinha obrigação de 
/ defender as muitas herd-ades 
. dos grandes Mosteiros e Cathe- 
draes, que lhas encommenda- 
yão para as conservarem , e não 
para as destruirem. — Procu- 
rador , ou Feitor de um Mostei- 
ro de Religiosas., ou qualquer 
outra Corporação, cujos bens 
e rendas lhe estào commetti- 
das para o melhoramento e 
. cobrança. 
ComesinJiQ, Cousa de comer. 



Cometimento. Empenho, acção j? 
empreza , determinação resolu- 
ta de fazer alguma cousa gran- 
de. 

Comeyos. Meio tempo, entretan- 
to. 

Comha. Como. 

Cómico. O mesmo que Breviá- 
rio. 

Comitato , o\i Condado. Todos os 
Ministros , que acompanhavão 
o Principe e fazião a sua Cor- 
te. — G Exercito, em que o 
Principe pessoalmente se acha- 
va. 

Commeos.O mesmo que Comeyos. 

Commissorio. Carta de Couto, 
ou prohibiçâo penal e rigorosa, j 
para que ninguém quebrante 
os Privilégios e Isenções de uma 
terra. 

Como quer que. Posto que , ain- 
da que, sem embargo, não ob- 
stante. 

Compadradégo e Compadradígo. 
Compadrio, ser compadre de 
alguém. 

Companheiro , a. Amigo de com- 
panhia. Daqui : Vida^ ou Nor' 
ture^:^ companheira. 

Companhia dos Cónegos Secular 
res. Assim disserão a Congre- 
gação, que hoje dizemos dos 
Padres Lóios. 

Companhom. Sócio, companhei- 
ro , camarada. 

Companom. O mesmo. 

Comparar. Comprar. 

Comj)erendinaçâo. Suspensão da 
pronuncia da sen tença , por não 
estar ainda bem averiguada a 
causa. 

Complanar. Inteirar, repor , sa- 
tisfazer , encher inteiramente. 

Compleyite. Jlgua complentt : 
Maré' cheia, praia-mar. 



CO 

Compòéidor. O que faz as pazes 
entre os discordes. 

Compoer. Compor, satisfazer. 

Componer. O mesmo. 

Composição. As terras, ou her- 
dades , que tinhão sido dadas, 
ou cedidas por composição ami- 
gável. 
^Compra do corpo. Era um Dona- 
tivo, meramente gracioso^ de 
certos bens de raiz, ou dinhei- 
ros, que o marido fazia á sua 
consorte, ou pouco antes, ou 
no dia seguinte ás suas bodas : 
este Sinal de affccto era mui 
diíTerente das Arras , ou Dote. 

Compradea. Bens adquiridos por 
titulo de compra. 

Compradia. O mesmo. 

Comprido. Perfeito, completo, 
sem lhe faltar cousa alguma. 

Compridoiro. Conveniente, aza- 
do, a propósito. 

Comudaçâo. Com mu tacão , acção 
de substituir uma cousa por 
outra. 

Comuna. Synagoga , assemblea 
dos J^deos. — Mouraria , em 
que vivião os Mouros segundo 
as suas próprias Leis , que tam- 
bém se disse Commuum , e no 
plural Commuuns. — Também 
se disse Commum um Julgado , 
ou Concelho. 

Comunal. Commum , cffdinario. 

Conceição. JVIoeda d'ouro , que 
valia 12/000 reis. Também se 
lavrarão de prata, com o va- 
lor de 450 reis. 

Concelheiramente. Com plena 
advertência , a sangue frio , 
com socegado, maduro e deli- 
berado conselho. 

Concelho. Concilio , Synodo , As- 
semblea Ecclesiastica. 

Concelho Foral, Junta da Ca- 



€D 



§7 



8 



'' mera , ou Senado , para faze- 
rem, ou deUberarem sobre o 
que se determina no seu respe- 
ctivo Foral. 
Conchas de espelhos. As que erâo y 
ou se faziáo artificiosamente lu- 
zidias. ' ^ ' i 
Concilio. Destricto , Jurisdicção , 
ou Território separado de uma 
Diocese , ou Bispado. 
Concubina. Mulher casada , mas 
não dotada, nem recebida em 
face da Igreja , e cujos filhos 
erào reputados por naturacsj 
e não legitimas. As Leis, que 
toleravão estes matrimónios , 
não reputavào estas esposas, 
senão como concubinas. 

Condado. Certo Tributo, ou de 
peixe do rio , ou de caça do 
monte , que o Emfyteuta , ou 
Vassallo pagava ao Direito Se- 
nhorio : este era um dos Direi- 
tos Reaes. — Julgado, ou De- 
stricto , em que um Conde , 
Rico-Homem , Infanção, ou 
Ministro, posto por ElRei, 
goverjiava o Civil e Militar. — 
Uma grande extensão de terras. 

Condão. Prerogativa , excellen- 
cia, privilegio. 

Condapnarticnto . Conderanação, 
censura , desapprovaçào de al- 
guma cousa. 

Conde. Os Godos, depois dos Im- 
peradores do Baixo Império, 
chamarão Condes a todos oe 
que tinhão OíTicios principaes 
em Palácio. No tempo dos Reis 
das Astúrias, Oviedo, Leão, 
e ainda depois , deo-se este ti- 
tulo aos Ricos-llomens, que 
erão Governadores das Armas 
c Regedores das Justiças. 

Conde Palatino. Deo-se em Por- 
tugal este titulo a certos Letra- 



%n 



CO 



4os eminentes em ambos os Di- 
reitos , que em Palácio faziâo o 
Senado Privativo da Magesta- 
de , com quem julgavão e de- 
cidião a final as Causas , que 
a elle subiào. 

Conde dos Sacrários. O Thesou- 
reiro Mór da Capella Real. 

Conde-Stable. Hoje Estribeiro 
Mór : em outro tempo Officio 
Militar, assim na Campanha, 
como na Marinha. 

Condecilho ^ ou Condessilho. Se- 
gurança, caução. 

Condessar. Guardar, pôr em de- 
posito. 

Condiçoar. Metter , ou pôr algu- 
ma condição. 

Conditaria , ou Conduitaria. To- 
dos os manjares e iguarias 5 que 
se comem com pão. — Officina , 
onde se repartia aos individues 
de uma Comm unidade Religio- 
sa a porção diária de carne e 
peixe. 

Cond(^ito. Conduto, carne, ou 
peii^e , e q^ualquer outro man- 
jar , que se come com pão, 

Conduckir. Dar jáe comer larga- 
mente , não só pão , mas tam- 
bém carnes e outras cousas, 
que com elle se comão. 

Condiictôiro. Criado , serviçal , 
que está alugado com alguém , 
por certo preço, ou soldada. 

Conducttreiro. O mesmo. 

fjGndiicto, O mesmo que Condoí- 
to. Na Cidade do Porto era 
um peixe fresco , que o Patrão 
da lancha, barca, navio, ou 
caravella tirava para si, e ou- 
tros tantos, quantos erão os 
pescadores, que na embarca- 
ção vinhão, sem que destes 
pagassem Dizima , nem Direito 
algum. O Comíitcío^do&pesca- 



dores de Lisboa he mui difíe- 
rente segundo o seu Foral de 
1500. 

Conducturia. O mesmo que Con* 
ditaria. 

Conecer ^ Conhocer ^ Cotiocer e 
Cunecer. Conhecer , saber , 
estar certo, não duvidar. 

Confessa. A Monja , ou Religio- 
sa, que vive no Mosteiro, 

Confessador. O Confessor, Mi- 
nistro do Sacramento da Peni- 
tencia. 

Confessar ao Leigo. Até os prin- 
cipies do Século XV também 
se vio em Portugal confessa» 
rem^se os que se acbavão em 
perigo evidente de vida (e fal- 
tando absolutamente o Sacer- 
dote) a pessoas leigas, ainda 
mulheres ; mas isto não era Con- 
fissão Sacramental; era sim uma 
manifestação do desejo, humil- 
dade , vergonlia e arrependi- 
mento, que acompanhado de 
uma verdadeira dôr , lhes podia 
alcançar de Deos o perdão dos 
peccados , que assim confessa- 
vão. 

Confesse. O Monge, que vive na 
Mosteiro. 

Confessora. Uma Santa Martyr» 
— Uma Religiosa , ou Monja , 
que no Claustro serve a Deos. 

Confessor. Antigamente se tomou 
em vários sentidos : já por um. 
Justo , que levando até o fim 
uma vida irreprebensivel, me- 
receo ser escripto o seu nome 
no Catalogo dos Santos — 
já por um Martyr — já por 
aquelie, que padeceo tormen- 
tos graves pela Fé deChristo^ 
supposto que ficando com vida , 
acabasse em paz a carreira 
de seus dias — já pelo que na 



CO 



CO 



19 



' Igreja tinha o Ofjicio dó Can' 
tor —já pelo Monge pr(rf<2siO. 

Confissão. Mansoléo, cénótafid-y^^ 
tumulo , ou sepultura de algum 
Martyr. — Aliar , Baâilica , ou 
Oratório , consagrado ao Divi- 
no Culto. — O lugar , casa , ou 
peça separada , em que se ad- 
ministrava o Sacramento da 
Penitencia. — O mesmo que 
profissão , occupaçào , ou mo- 
do de vida. — A Profissão Re- 
ligiosa, ou Mònachal. 

Confissoens. Todos e quaesqwer 
emolumentos , offertas , ou dons 
gratuitos , que os Sacerdotes 
recebiâo por ouvirem as Con- 
fissões secretas dos Penitentes ; 
ou pelos reconciliarem com a 
Igreja , quando a Penitencia 
publica , ou a Exomologesi ti- 
nha precedido na forma dos 
Sagrados Cânones. — Fa^cr 
confisáo : confessar na presença 
do Juiz, que se tinha recebido 
algum dinheiro^ — Citrnprir 
confissoens: satisfazer o herdei- 
ro, ou testamenteiro o que o 
defunto , ou ausente por escri- 
pto, ou de palavra havia con- 
fessado. — Dar confissoens : ou- 
vir de confissão e absolver sa- 
oramentalmente os peccadores 
arrependidos. E também á con- 
fissão reciproca , que no Choro 
e no Altar se faz, disserâo : 
dar confissoens. — Confissoens 
J^píscopaes : as dos peccados , 
que erão reservados aos Bispos. 

Conceito. Faculdade , licença , 
consentimento. — Mostras, si- 
naes , palavras , interjeições , 
ou movimentos do corpo , que 
àao a entender no exterior os 
sentimentos d' alma. 

Qonhçecdor, O que entende bem 



da qualidade , oa estado de una) 
rebanho, vatícada, etc. 

Conhecentc , es. O quo trata ou- 
tro com particular amizade , 
como seu conhecido. 

Conlio. O mesmo que Caiinho, 

Coniei/ta, Auçtoridade, permift» 
são tacita , licença* 

Confecção. Condição, clatísulãik 

Connomrado ^ a. Aeima dito. 

ConoGsnça^ Il«conhcciií\ei>to , oU 
confissão. 

Conprida. Cumprimento, nume- 
ro, conta certa e determinada. 

Conprido . O rnesm o qíie Compri* 
do. 

Conqttôiro. O qaé fazia tigelas, 
ou cuncas e outro» vasos de 
páo. 

Conquerer. Corn^uistar. 

Conrearta. Celleiraria, ou Ofíi- 
cina , em que se guardava tudo 
o que pertencia á meza de uma 
Com mu n idade Religioso. 

Conreario. O que tinha a seu car- 
go a Conrearta. 

Conreeiro. O mesmo. 

Consagraniento. Juramento feito 
pela Hóstia consagrada, que 
se tinha recebido, de morrer 
um quando o outro. 

Consagrar. Jurar pela Hóstia , ou 
Corpo do Senhor , que se tinha 
commungado, de morrer ao 
mesmo tempo. 

Consciência estenduda. A que he 
kirga, libertina e mui pouco 
escrupulosa. 

Conseeria. O mesmo que Conrea* 
ria. 

Camela. Caucela , pixide, boce- 
ta, on pequeno cofre. 

Consero.O mesmo que Conreario. 

Consiguidoiro. O que consegue, 
ou pôde conseguir alguma cotí- 
sa. 



$0 



CO 



Conm torto cancellado. Tribunal \ 
composto do mesmo Rei , e 
de um Gram Kanccller ^ lle- 
frendario dos sellos da Puri- 
dade, e de um Conde Palati- 
no, 

Consolação, Collaçâo, consoada 
nos dias de jejum. 

Consolar, Aconselhar, influir com 
o seu conselho. 

Consta^ Constâa e Costãa, La- 
deira, costa, subida. 

Consuúm. Vid. Deconsuúm, Des- 
stiú e Desum. 

Conteenças, Trastes , moveis , 
utensilios de pouco preço , mas 
indispensáveis para os usos do- 
mésticos. 

Conteniptor. Vid. Contentor. 

Contemtamcnto. Indifferença , 
desprezo , vilipendio. — Satis- 
fação da injuria , ou malfeito- 
ria, de que a parte se dá por 
contente. 

Contenença. Cortezia , modera- 
ção e continência de palavras 
e acções. — Boa disposição do 
corpo e rosto , tom de voz , 
modos e gestos. 

Contenente, Instante, que não 
admitte alguma mediação de 
tempo. 

Contentor. O que faz aparte- de 



reo, contendor. 



Conter. Sustentar, manter^ dar 
o preeiso para os usos da vida , 
segundo o estado e condição 
das pessoas. 

Contia. Certa porção de dinhei- 
ros, com que os nossos Reis 
antigos honravão os seus No- 
bres e Fieis Vassallos. A esta 
Contia chamarão Maravidí&no 
seu pripxipio. 

Continência. Alimentos, submi- 
nistração de todo o preciso e • 



CO 

necessário , ou daquillo, qnc 
entre as partes se ajusta. 

Contra. Em frente e na mesma 
direitura , posto que se não veja 
o lugar , ou pessoa , nem fysi- 
camente se possa ver. 

Contra alguém. Para com algu- 
ma pessoa. V. g. sempre foi 
hom e leal contra mim. 

Contra cima. Para cima. 

Contra fundo. Para baixo , ao 
sopé. 

Contradiúmento. Coatradicção , 
repugnância. 

ContraÍ7'o. Contradicção, ou cou- 
sa alguma , que se opponha ao 
que se estipulou no ajuste. 

Contramudaçâo . Escambo, troca. 

Contrauto. Contracto, negocia- 
ção. 

Convença. Acção , que se põem , 
ou pôde pôr em Juizo. — Con- 
córdia, composição amigável, 
pacto, ajuste. 

Convenção. O mesmo. 

Convenente., es. Contrahente , 
estipulante , o que faz contra- 
cto , ou convenção com alguém. 

Convento de Frades. Assim dis- 
serão a Mesa, ou Assemblea 
de uma Irmandade, ou Con- 
fraria Secular. 

Convertimento. Mudança de vi- 
da para melhor, ou da Seita 
errada para a Religião Catho- 
lica. 

Convinhavilm ente . Ord in ari a- 
ment© , pelo commum. 

Coomha. Coima, multa, ou pe- 
na , que pertencia ao Fisco 
Real. 

Coóna de manteiga. Bica , ou pão 
de manteiga, que hoje dizem 
60/0, oufa%edura de mantei^ 
ga. 

Cope. Rede de tralhas ,. ou malliag 



CO 



CO 



€1 



jnuito miúdas , que extinguem 
o peixe , que se vai criando. 
Copegar. Cair , tropeçar , cegar- 
se . do amor , deixar-se colher 
nas redes do affecto , ou paixão. 
Ccr. Vontade, graça, bom ter- 
mo , humanidade. 
Coragioso , a. Respeitável, lar- 
go , magnifico , espaçoso. 
Corazil , Gora%il , Goara%el , 
Guú%elyO\i Cohra%il. N ao era 
uniforme esta Pensão nos Pra- 
zos e Foraes antigos : em uns 
se declarava , que devia ter duas 
costas , da pá do porco até a 
cabeça, epezar 14 arráteis: em 
outros, que devia serumaspa- 
doa de porco , a saber , todo o 
quarto dianteiro com 12 costas , 
e nâo pezar menos que 20 ar- 
ráteis , nem mais que 27 ; de 
sorte que se não pôde affirmar 
com certeza um pezo e figura 
delle , que fosse geral em todo 
o Reino. 
Corbo, O mesmo que Cobro, 
Cor do , os. Cordato , discreto , 

moderado , sisudo , prudente. 
Cordoajamcnio . Cordame e todo 
o fio , que se emprega em cor- 
das e enxárcias de um navio, 
ou qualquer outra embarcação . 
Cordura, Siso, discernimento, 

juizo. 
Cornaria. Era o que hoje dizemos 
Jtigada^ e se pagava de cada 
junta , ou jugo de bois. — Fo- 
ro, que se pagava dos açou- 
gues, onde havia copia desta 
madeira. 
Corno de vinho. Vasilha desta 
matéria , que leva mais , ou me- 
nos quantidade de vinho. 
Cornu. A escrivaninha, ou tin- 
teiro, que regularmente se fa- 
biicavào de corno, p daqui yeio 



eh amar-se Cornu a Carta Re- 
gia , Instrumento e Alvará, 
que era mandada fazer , e as- 
sign ada pelo Imperante , ou 
Gov ernador da Terra. 

Coroa. Moeda d' ouro, que ya- 
lendo antes 216 reis, e depois 
115, ultimamente foi reduzida 
a 120 reis. 

Coroca^ Corona^ Croça ^Oroça, 
O Báculo Episcopal. — Capa 
de Asperges, Pluvial. — Pa- 
lhoça , capa vil de junco , ou 
palha. E daqui — Beneficio 
Encoroçado , em Corossa , em 
Croça j ou Oroça : aquelle, que 
se alcançava , ou possuia , co- 
berto vilmente com algum pre- 
texto , enredo , ou contracto de 
Simonia , que as Leis Divinas 
e Humanas detestâo e abomi- 
não. 

Coronha. O mesmo que Colonho^ 

Corosil. Espécie de hervanço , ta* 
búa, etc. 

Corporal da Igreja. O Corpo , ou 
Is ave do Templo. — O Ceme- 
terio, em que se sepultavão os 
corpos dos Fieis. 

Corporavil. Corporal. V. g. Re* 
feição corporavil. 

Corredores da terra. Soldados, ou 
paisanos inimigos, que em tem- 
po de guerra se lançâo a fazer 
presas nos bens dos seus contrá- 
rios , e mesmo a destruir as suas 
searas e lavouras , e fazer outros 
dam nos. 

Corrcdouro^ ç. Desta palavra 
usa aOrd. 1.68.41. 

Corvcgedoiro , a. Digno de ser 
corregido e emendado. 

Correger por paus. Pagar e sa- 
tisfazer o crime commettido á 
força de pauladas, em aquelle 
numero, que mandava aLci^ 



et 



CO 



Córreger por varas, O mesmo ; 
só com a differença, que os 
pdos erâo inílexiveis , e as miras 
se cin^ião ao corpo. 

dorregido. Governado, reparado. 

Gíyrregimento ^ &s. Restauração, 
concerto, reparo, emenda. — 
Vestidos mais ricos e preciosos. 

Correição. Todo o exereicio da 

, Jurisdicçâo , que as Leis pre- 
screvem a um Corregedor. — 
Bxtensâo do Termo , que a ca- 
da Corregedor se concede. — O 
mesmo que Devassa. 

Correr com alguém. Perseguir, 
vexar, seguir alguém para o 
espancar , ofiender , ferir , ou 
maltratar. 

Correr por suas alegrias até o 
cabo. Não sentir jamais os re- 
vezes da fortuna. 

Corretagem. Ajuste e obrigação 
de um contracto , que faz o 
Corretor. 

Corretor. Medianeiro., Commis- 
sario, Procurador. 

Cúrrompudo.. Viciado, corrom- 
pido. 

Cor rume. Estilo , costume , curso 
ordinário das cousas. 

Corte j Curte j es. Casal, quin- 
ta , abegoaria , prédio rústico , 
com todo o necessário para a 
lavoura. — O alpendre , pórti- 
co , galile' , pateo coberto e de- 
fendido das chuvas. — Edifícios 
« rústicos 5 quintaes , hortas , po- 
mares. 

Cortinha^ os. Belga dé terra , ou 
parte do campo repartido em 
leiras, mas divididas entre si 
com paredes , sebes , ou valla- 
dos. — A cortina do Altar , ou 
leito. 

ÇortinhaL Terra lavradia e apro- 
veitada, mas poujcot extensg, 



CO 

que também disserâo Carte e 
Almuinha, 

Coseito. Cosido. 

Cosmade , Cosmado^ Cosmate , 
Cosmóde. O mesmo que Cosme^ 
nome próprio de homem. 

Costãl , que um homem Icvavtí ás 
costas. Erão três arrobas. 

Costeira. Costa domar. — Sitio 
domar, em que se pesca. 

Costeiro. Ficar costeiro: O mesmo 
que ficar profundamenie incli- 
nado por temor e respeito. 

Cote {De). Com muita frequên- 
cia, continuadamente e sem 
interrupção. — Roupa ^ ou ve* 
stido de cote : O que diariamen- 
te se traz. 

Coteira. Parece ser pipa carreira 
de 15 almudes pela medida, 
de que hoje usamos. 

Cotrim. Moeda de ouro e prata, 
que fez lavrar D. Affcnso V : 
ignoramos o seu cunho e valor. 
Também pelo mesmo tempo 
os hoiTve de cobre , e valia cada 
um cinco ceitis. 

Couce. Polilha, caruncho, tra- 
ça. 

Coudel das pioadas . Ai m oeadem , 
Capitão, ou Guia da gente de 
pé nas expedições militares. 

Cougeito. O mesmo que Congei^ 
to. 

Couirelheiro. Homem destinado 
por auctoridade publica para 
dar terras de Sesmaria , e re- 
partir as Coirélas, que lambem 
se disse Sesmeiro^ ou Co ire" 
leiro. 

Caiipsa. Cousa. 

Courama em cabello. Couros ain- 
da não cortidos. 

Courir. Cobrir, reparar de qual- 
quer perda, ou damno. 

CousimmtOk Vontade, gosto, 



JÕD 

prazer, despotismo, ou liber- í 
dade. 

Coutamentos. Prohibiçoes , defe- 
sas , isenções. 

Couiciro dos Fogos e Maçadas. 
O que tinha inspecção para 
que se não queimassem os mon- 
tes , que não distavão mais de 
uma legoa do Rio Mondego , e 
para que neste se não lanças- 
sem feixes de mato para caçar 
lamprèas ; porque tudo isto era 
causa de as arêas o entupirem. 

Couto. Medida de três palmos. — 
Coto , ou toco de vela , que he 
a sua extremidade , ou re?to , 
que fica sem ser queimado. — 
Marco , ou baliza , ou pedrão , 
com que se demarcavão os lu- 
gares, herdades , ou porções de 
terreno por auctoridade do So- 
berano em beneficio de al^tna 
Communidade, Senhorio, ou 
Lugar Sagrado. — O mesmo 
lugar , ou terreno assim demar- 
cado. — Lugar destinado para 
residência de um criminoso. 

Cova. Celleiro subterrâneo , a 
modo de cisterna 5 a que os an- 
tigos Hespanhoes chauiárâc -^S"/- 
íos, e os Mouros (que ainda 
usâo delias para conservarem 
o trigo) Matamorras. 

Cova sem medida. Occasião am- 
plissima, immensa, imponde- 
rável , V. g. de quedas , depec- 
cados. 

Covádo. Cucufate , nome próprio 
de homem. 

Coytello. Cutelo , faca , instru- 
mento cortante. 

Cozinha. A ao comer cotinha . 
não comer cousa , que seja feita 
ao fogo, cozida, assada, etc. 

Çowichas^ Semichas e Somichas. 
Verteduras do vinho molle á 



àh 



«3 



bica do lagar , quê erSo uma 
canada em almude. 

Çoramc. O mesmo que CtrOme. 

Cramol e Cramor. Procissão de 
Preces, ou Ladainhas. 

Crasta. O mesmo que Clasia. — 
Escalão, friso, ou caracol, pôr 
onde se subia ao mais alto de 
uma pyramide , ou columna. 

Cravadiira. Todo o género de fer- 
ragem e pregagem para a fa- 
brica das náos. 

Crehrantado. Privado da sua li- 
berdade , captivo , sujeito ao 
dominio de alguém. 

Crcdença. Crença, Fe', Religião. 

Cr elegias fico. Lcclesiastico , pes- 
soa addida á Igreja. 

Crcliga e Crerigç,, Religiosa , 
Freira, Monja. 

Creligo. Clérigo. 

Crem^ncia. Clemência, huhiani- 
dáHe, Compaixão. 

Crementínat. O livf o scptitóó das 
Decretaes. 

Crerias. Todo ô Clero , àsíifíi Se- 
cular, como Regular. 

Creri%da. Clero, grande nutoéró 
de- Clérigos. 

Creúdo. Crido, firme, eítatéíno 
conceito de quem ouve. 

Criação. Assim disserãò nâó só 
os rebanhos e fructos , mãs tam- 
bém os escravos^ que se repui 
favão , como animáes e fazen- 
das de seus senhores. 

Criado^ a. O que foi criado na 
casa , ou companhia de alguém, 
sem salário , nem obrigação de 
servir, senão conforme aos dá 
sua condição. Os lavradores 
chama vão Criados aos filhos dos 
Nobres, que suas mulheres cria- 
vão a seus peitos. 

Criamentos. -Âffagos, doçuraá, 
meiguices , attr activos. 



64 



CU 



CU 



Criança, Criação, ensino, dou- 
trina, educação. — Principio, 
instituição, origem , nascimen- 
to, erecção. 

Criar, Regalar, affagar, amei- 
gar. 

Crimcnço. Clemente, nome pró- 
prio de homem. 

Crocificio. Crucifixo, Imagem do 
Redemptor na Cruz. 

Crocijigar, Crucificar. 

Croyo. Cláudio, nome próprio de 
homem. 

Cruc. Qruz. 

Crue%a. Atrocidade, crueldade, 
deshumanidade. 

Cru% de Limoges. A que era feita 
e esmaltada nesta Cidade de 
França. 

Cruzamento da cara. Gilvaz , gol- 
pe grande na face , de qualquer 
modo atravessado. 

Cru%ilada, Encruzilhada de ca- 
minhos, que reciprocamente se 
cruzâo. 

Cubiçante. Q^ue tem desejo e 
vontade de alguma cousa. 

Cuhilheira. Mulher de idade e 
nobreza , que tratava da lim- 
peza e aceio dos leitos e vesti- 
dos das Pessoas Reaes. 

Cubo. O mesmo que Cuhello ^ 
obra da Fortificação antiga. 

Cuculla. Cogula, vestidura Mo- 
nachal. — Casula , de que os 
Sacerdotes usão no Sacrifício 
,da Missa. 

Cueza. Medida de grãos , menor 
que o ataúde. 

Cuidaçdo. Desvelo, cuidado, pen- 
samento. 

Cuigo. Cujo. 

Cuirmão. Primo, filh« do irmão 
de seu pai. 

Cumello. O mesmo que Cohnello, 

Cumuna$, Sinagoga (ií>s Judcos, 



Cunca. Tigela. 

Cuncha, Concha, marisco de con- 
cha. 

Cunho. O mesmo que Caunho. 

Cuntas. Contas para rezar , ou 
para ornato. 

Cunugudo , a. Conhecido , pu- 
bHco, sabido, notório. 

Cura. Vigilância, cuidado, at* 
teu ção. 

Curral^ ais. Casa , ou residência 

. honrada, com todas as peças 

e quartos precisos e necessários. 

CursaveJ. Que corre, e chega a 
muitas partes. 

Curtello. Parece ser a, poda das 
vinhas , que se faz com o cu- 
telo. 

Curugeira. Pardieiro, povoação 
vil, sitio penhascoso, e só pró- 
prio para criar curujas. 

Cu^a , as. Cousa , as. 

Cusina. Sobrinha. 

Cusiagem. Custo, gasto, dcspen^ 
dio. 

Custodio. Assim disserão o Pfo- 
visor de um Bispado. 

Custumagem. Direitos , foros , 
pensões , que não tinhão outra 
origem , que o costume de se 
pagarem. 

Custume afortelc^do. O que se 
funda em Direito, razão e con- 
sentimento geral do Povo. 

Custume louvado. O mesmo. 

Cutilada. Golpe de cutelo , ou 
de qualquer outro instrumento 
cortante, ou agudo, cutilada. 

Cutelo. Senhor de Baraço e Cu- 
telo : O que tinha ein alg"uni 
território toda a Jurisdicçâo Ci- 
vil e Crime , a que chaniavâo 
Mero e Mixto Itj/perio. 

Cuvilheira. O mesmo que Cubi-* 
Ih eira. 

Cuyta, O mesmo que Coita, 



DA 

Cuytetlo. Canivete, navalha de 
algibeira. 

Cúytoso. Coitado , mesquinho , 
miserável. 

Çumichas. O mesmo qúe Comi- 
chas, 



DE 65 

Çurame. O mesmo que CcrO'» 



ine. 



Cyoado , os. Porco domestico 9 
cevado , que se engordava para 
ser posto de salmoura. 



•^•wvww^^w^^-wwvs^^^-vv^ivwww^/w»-» 



n. 



DA 



J? 



• Como letra numeral, va- 
lia 500 : plicada , tinha Valor 
de 5/000. — Na Musica, era 
signal para se deprimir a voz. 
— Por B, P, T e Z se acha 
cx>m frequência . — A ntigamen- 
te se escrevia com três estrelli- 
nhas, postas em triangulo.-^ 
Voltado com o meio circulo 
para a esquerda, se tomou al- 
gumas vezes por E. E nesta 
mesma figura , atravessado por 
cima cora uma linha recta , era 
abbreviatura Romana de De- 
positus , ou Deposita, 

Dadivas. O mesmo que Jantares , 
Colheitas , ou Paradas , que 
principiando em generosa libe- 
ralidade , degeneráião em rigo- 
roso tributo. 

Dados. Munição de chumbo, fei- 
ta em quartos , e não redonda. 

Daganhas^ Deganhas ^ Deganas 
c Decaneas. Terras incultas e 
bravias, reduzidas a cultura, 
e nasquaes se fundava alguma 
Capella^ ou Igreja Rural. 

Daoiii. Panno de seda, verde, 
branco, ou de outra cor, e 
algumas vezes tecido com ouro. 

Damolhy. Damos-lhe. 

Danado. Maltratado, perdido, 

. .arruinado.. _ 



DE 



d 



Danar. Causar damno, fazer de* 
trimento. 

Dante. Dado , ou dada. 

D^antre. Tirado do meio delles , 
d' entre os mais. 

Daptiado. O mesmo que Danado, 

Dapnador. O malfeitor, o que 
por si, ou com os seus animaes 
faz damno nos bens do seu pró- 
ximo. 

Dar de avesso com alguém. Ar- 
ruinal-o, perdel-o, destruil-o. 

Dar lugar aos bens. Fazer cessão 
delles , na forma da Lei , para 
serem repartidos , ou rateados 
pelos acredores. 

Davandito. Antedito, sobredito. 

Davante. Por diante, pela proa. 

De. Acha-se por Et, 

Deceduras. Partos , que descera 
do ventre materno , pariduras. 

Decente , es. Que vai descendo 
ate' o mais profundo. 

Decima Saladina, Esta devião. 
pagar os que se não alistavão 
para irem á conquista da Terríl 
■ Santa. ; • , 

Decimas. Assim chamarão aos Dí- 
zimos. ^ 

Decimento. Descendi mento. — 
Descrédito , falta , menoscabo, 
abatimento na reputação e hou* 



iê 



ím 



toE 



•De conmum , àdv\ Juntamente , 
de companhia. 

jDecuria. Colmêá , ou cortiço de 
abelhas. — A figura de um X , 
que he uma cruz em aspa. 

Dedes. Deis 5 tenhaes obrigação 
de dar. 

£)ef€miim€nto. Prohibição , de- 
fesa , encouto , embargo. 

Defensor. O que ampara , patro- 
cina, defende. Foi Officio e 
Dignidade , que teve uso na 
Igreja e no Império. — Para 
com os Godos era o Ministro, 
a quem pertencia a cobrança 
c arrecadação d a Fazenda Real. 
"— Chamárâo-se Defensores os 
Militares honrados e fortes , que 
defendiâo a Nação e a Pátria. 

D efinçâo. Axioma ^ principio cer^ 
to e indubitável. 

Dcfumaduras. Cheiros , perfu- 
mes , pastilhas. 

Deganhas, Priorados, ou Igrejas 
Ruraes, que também se disse- 
rào Decanías^ ou Decanhas. 

Degolador. O magarefe, que de- 
golava as rezes entre os Judeos. 

Degredo. O mesmo que Decre- 
to ^ nome que se deo a tudo o 
que fora julgado pelo Príncipe. 
— O Decreto de Graciano , que 
faz a Primeira Parte do Corpo 
do Direito Canónico. — Alva- 
rá, Carta, Ordenação, Decre- 
to Real . 

Degretaes. As Decretaesdos Sum- 
mos Pontifices. 

Dehonestar. Descompor alguém 
com palavras, injurial-o, affr on- 
tál-o. ' 

Deitada do leito. Tudo o que per- 
tence á decen<;ia e composição 
deite. 

Deitar. Enterrai-, sepultar. 

Deitar para mal. Entregar •ge a 



uiria vida licenciosa , foípe e 
deshonesta. 

Deleixar. Dar, conceder, outor- 
gar, 

Deliz. O mesmo que Drni%^ nome 
próprio de homem. 

Delonga. Dilação, detença, de- 
mora. 

Delongamento. O mesmo. 

Demandador. O que pede esmo- 
la para alguma obra pia. 

Demandar. Pedir esmola com 
licença , e para honesto fim. 

Demandas. Peditórios , que se 
faziâo com intuito de piedade. 

Dementre^ adv. Em quanto não. 

Demostrar. Mostrar, fazer certo 
e patente. — Baldear, mudar 
a carga para outra parte , des- 
carregar. 

Demover. Persuadir, ou mover 
alguém a que siga a opinião 
contraria. 

Dende. Delles. 

Dcnificamentô. Damno, perda, 
acção de destruir e fazer mal. 

Demficar. Fazer damno. 

Denodado. Atrevido, resoluto, 
confiado. 

Denodo. Ousadia, resolução, con- 
stância, atrevimento. 

Denóstos. O mesmo que Deóstos. 

Deos : que hem ! inter jeiç. Muito 
embora , seja , está feito , lá se 
avenhâo , não haverá contenda. 

Deostar. O mesmo que Dehone* 
st ar. 

Deóstos. Palavras de contumelia , 
injuria e affronta. 

Deo- Vota , Deo- Foda e Deo-De* 
vota. Nem sempre se deo este 
nome a uma Religiosa professa : 
o mais com mu m foi odar-se a 
uma mulher temente a Deos , 
entregue á piedade , e que vi-^ 
yia com particular cuidado da 



sua salvação , ou fosse solteira^ : 
ou casada, ou viuva. ! 

Departição. Conversação , pra- 
ctica familiar. — Ausência, re- 
tirada. 

Departidamente. Com muita cla- 
reza e sem confusão alguma. 

Departimento. Divisão, estrema, 
baliza. — No sentido moral : 
Separação , parcialidade , ran- 
cho , ou estremamento. 

Departir. Repartir, distribuir, 
dividir. — Practicar, ou con- 
versar familiarmente. 

J)epQrtir-se. Ausentar-se, retirar- 
se, apartar-se. 

Deppst. Depois. 

De praga. Publicamente, avista 
de todos. 

Depus. Depois. 

Derrabar. Apanhar por detraz , 
pela rabada. 

Derradeiras. Fim, termo, re- 
mate. 

Derrama. Lançamento de Wg\x- 
ma contribuição igualmente 
por todos. 

Derrthamento. Acção de lançar 
por terra. 

Desacoomhadamente. Livre e des- 
embaraçadamente , sem coima, 
nem defesa alguma. 

Desacordar ^ ado. Estar como fo- 
ra de si por causa do susto , 
pavor e medo. 

Desafiaçom. Desafio. 

Desafiar. Despir, tirar a alguém 
o seu fato, ou roupa. 

Desaforado. Contrato desafora- 
do : aquelle , em que se renun- 
cia o foro do domicilio , ou pri- 
vilegio , ou em que um dos 
conlrahentes promette dar , ou 
fazer alguma cousa em certo 
lugar e tempo, sob certa pena. 

Desaforamento, Assim disserâo 



DE 







tudooqueseoppunha ásLels^ 
Foros e Regalias de algum Con- 
celho , ou Monarchia. ■. 

Desaguisado , adj. Mal intencio 
nado.— Subst. Semrazão, ia- 
juria , affronta , violência. 

Desalealdar. Dar ao manifesto. 

Desalhar. Alienar al^nç^-bens^. 

Desamão. Cousa, que nâo faz 
conveniência. 

Desapossado. Abatido , falho , 
desfallecido. 

Desapressar. Alliviar, tirar o p«^ 
so, ou alguma obrigação. 

Desarro. Pobreza, falta, penú- 
ria do necessário para passar a 
vida. 

Desbaratar. Repartir, fazer. em 
sortes com grande economia e 
igualdade. 

Descadamente. Occultamente e 
sem alguém o saber. 

Descaminhar. Incorrer na pena 
de perdimento de alguma cou^ 
3a , por não pagar os Direitos 
da Lei, ou Regimento. 

Descangar a casa. Tirar-lhe a 
canga , ou artificio de páos atra- 
vessados , que segurava o col- 
mo, com que ella se cobria. 

Descasndamente. Socegada , ou 
descansadamente , sem obriga- 
ção alguma. 

Descender. Descer.' 

Deschamho. Escanibo , ^troca, 
com mutação. 

Descompensar. Descontar, aba- 
ter , levar em conta. — > Dispen- 
sar com alguém. 

Desconto. Diminuição da conta, 
compensação. — Labeo , nota^ 
infâmia. 

Descontos. Discórdias, desavea* 
ças. 

Descorrer. Correr 5 passar avaiv» 
te, descaú-j 



e^ 



DE 



JOescõrrer-se» Livrar-se do pejo e 
**' vergonha. 

Descomunale%a, Acção , que ex- 

* orbita do comiRivm e regular, 

desordem ,' confusuor .obpn 

Descomunalmente. Contraí' cfique 
coniaium mente se practíca. ' 

Descrer, iArrenegar da Fe, affron- 
tal-a, proferir blasfémias con- 
tra Deos , ou seus Santos. 

JDesemalhear. Recobrar o que an- 
dava alienado. 

'Desembargar, Despachar. - 

dinheiro. Dar cédula, ou despa- 
;-» cho para elle se cobrar. 

Desembargo. Alvará , ou cédula , 
por que se mandava pagar al- 
guma som ma. 

Desembestado. Desenfreado , de- 
vasso 5 perdido , de niáos costu- 
mes. 

Desencerrar as antiçruidades. Re- 
stituil-as , aclaral-as. 

Desende^ adv. Dalh, daquelle 
lugar. 

Desenfadadiço , a. Que causa pra- 
zer , gosto e desenfado. 

Desenpeço. Descarga , allivio , 
desembaraço. 

Desensinado. Néscio^ ignorante, 
sem instrucção alguma. 

Dcsfacelha. Desfazel-a. 

Desfacer. Desfazer. 

Desfalcamento. Diminuição. 

Desfalcar. Cercear , diminuir , 
reduzir a menos. 

J)esfaldado, Defraudado, dimji- 

- nuto , roto , quebrado. 

Desfalecer. Acabar-se , extinguir- 
se, désapparecer. 

Desfalecimento, Falta, engano, 
inconveniente, falha. 

Desfaleçudo, a. Minguado, po- 
bre, falho do preciso. 

Desfeita. Dissimulação. — Arte , 
destreza, desculpa. 



~^ 



DE 

-Desfrolado, O mesmo que Derfal- 

dado..^^ Çapatos desfrolados : 

Os que erão lavrados de varias 

formas e figuras na flor docou- 

^ ro. — Esflorado se disse o cal- 

•çado, quando a flor do cabe- 

. dal ficava para dentro, e o 

carnaz para fora. 

Deshi. Desde então, dalli. 

Desiguallança. Desigualdade , 
differença. 

Desinviolar. Fazer santa e ho- 
nesta uma cousa , que antes era 
tida por abominável epolluta. 

Desistiçâo. Desistência , deixa- 
ção, renuncia. 

Deslegamento. Desunião , sepa- 
ração , morte corporal. 

Desmemoriado. Parvo , louco, 
desasisado. . ■ 

Desmesmado, a. Excessivo, ex- 
orbitante, desmarcado. 

D esne ficado. Damnificado, roto, 
destruído. 

Deshembrar. Desmembrar , se- 
parar, dividir. 

Desoy. Desde hoje. 

jDíso/íameníc. Desbragadamente, 
com demasiada soltura. 

Despear. Mancar, tolher-se dós 
pes. 

Despeitam.enfo. Desprezo, affron- 
ta , injuria. — Ira , paixão , má 
vontade , renitência , pezar. 

Despeitar. Obrar alguma cousa 
apezar e contra a vontade de 
alguém. — Injuriar, affrontar , 
tractar alguém com desprezo, 
deshonra e vilipendio. — Ve- 
xar, opprimir. 

Desperçadoiro. Vil, bahxo, des- 
prezível. 

Desperçar, Desprezar , ter em 
pouco. 

Desperecer.FahdLr , morrer, per- 
der, acabar. 



DE 



Dl 



69 



T)esperescer. O mesmo. 

Despergar.O mesmo queDe5p<;r- 
çar. 

Despego. Despendido, emprega- 
do. 

£)espo7itar. Nascer , brotar , su- 

» bir de poato. 

Desporto. Solidão, retiro, lugar 
pouco frequentado. — Entrete- 
nimento, recreação, allivio , 
desenfado justo e honesto. 

Dcsposayas. Desposorios. 

Desposiçoom. Exposição de al- 
gum texto, ou passagem me- 

• nos clara. 

JDespreçamenfo. Vilipendio, des- 
prezo, afíronta. 

Despre%adoiro. Abominável, di- 
gno de desprezo. 

Desprcicr-se. Descontentar-se. 

Dessegar. Cortar, dividir, sepa- 
rar. 

Dessessorio (Juho). O que diri- 
me , decide e acaba toda a 
contenda. 

Dessjiar. Desafiar , provocar a 
duello. 

Desstííi. Todos juntamente, cea- 
da um pro rafa. 

Destalhar-se a Justiça. P^altar 
com ella a quem a tem , não 
se lhe dar o que he seu. 

Dcstalho. Pannode cobrir oban- 

. CO,: ou qualquer outro assen- 
to. 

Destingvyr. Extinguir , fallecer , 
acabar. 

Dcstinto. Oinstincto dos brutos. 

Destranger. Repartir, dividir, 
distribuir. 

Destrenger. Ser vontade de al- 
guém , querer,, ordenar , ou per- 
ra ittir. 

Desum. O mesmo. 

Dcsusodito. Sobredito, já decla- 

• lado acima, 



Desuiim. Um depois de outro, 
e não simultaneamente. 

Desvairado , a. Desordenado , 
discordante , vario , extrava- 
gante , alheio do que commum- 
mente se usa. 

Descairança , as. Differença , di- 
versidade.— Loucura, desva- 
rio. 

Desvairar. Não concordar. 

Desvairo. Discrepância nos pa- 
receres , opinião contraria , 
desunião. 

Desy. O mesmo que Deshi. — De- 
pois disto, alem destas cousas. 

Detardonça. Demora, vagar. 

Detcédor. O que detém , occupa , 
ou possue alguma cousa. 

Determinação. Divisão , partilha, 
ou demarcação. 

Determinança. Determinação , 
sentença, decisão. 

Detenvinar. Demarcar, dividir. 

Devanéo. Desvanecimento , arro- 
gância , fofice. 

Devassar. Descoutar, deitarem 
devasso , fazer publico o quf 
antes era particular. 

Devedro. De tempos antigos. 

Devida. Divida , obrigação de 
pagar alguma cousa. 

Deviginar. Reduzir a cultura as 
terras incultas e bravias. 

Dextio. O mesmo que Dextros, 

Dextrario, O mesmo (\vieAdeX' 
trado. 

Dextros. Passaes , ou logradou- 
ros de uma Igreja , ou Mostei- 
ro. 

De%âo. A duodécima parte de 
qualquer conta, ou medida. 

Dezenvestir. Desapossar , tirar , 
ou largar a posse. 

De%oiitanos. Dezoito annos. 

Dhuc. Duque. 

Dia de Foral. Aquelle , enj que s« 



TO 



W 



fazia Audiência ás Partes na 
Casa da Camera. 

jyia do Gallo. Parece , que seria 
o da Sexta feira Santa. 

Dia^noute, O dia do anno de 
1220 , era que um pasmoso 
Eclipse transformou toda a cla- 
ridade era noite escura. 

Dia do Sermom. O da Primeira 
Oitava da Paschoa. 

Dieiro , Dinheiro . 

Dieta de terra. A que se pôde 
lavrar em um dia com uma 
junta de bois , uma geira. 

Diffir. Diffmirj julgar por sen- 
tença. 

Difindor. O que decide, resolve, 
determina alguma contenda , 
ou negocio duvidoso ; hoje di- 
zemos Diffinidor. 
) f)imite. Limite, termo, demar- 
cação. Dimitado^ Dímitaçâo ^ 
etc. 

Dimitiçom, Dimissâo, desistên- 
cia, dcixaçâo, renuncia. 

Dimunarem. Diz-me uma cousa. 

Dinheirada , as^ O que se com- 
prava , ou valia tantos , ou 
quantos dinheiros, ou talvez 

í* um só. 

Dinheiro. Moeda, que entre os 

f Romanos valia dez Asses (40 
reis dos nossos) , e por isso era 
marcada com um X. Em Por- 
tugal correo com o valor de dez 
Pretos , que faz ião um Real 

"i branco. E por fim forão redu- 
zidos a um Ceitil , que he a 
sexta parte do dito Real. 

Dinheiro de S. Pedro. Assim dis- 
serão o que varias Nações da- 

çTxâo, por devoção annual, á 
Se' Apostólica. 

Dinheiros secos e molhados. Os 
primeiros erào os que se joga- 
rão a moeda corrente ; o$ se- 



Dl 

gundos a cousas comestíveis^ 
ou potáveis. 

Dioso. Antigo , velho , de muitos 
dias. 

Diptagos. TahellaiS de 3 columnas, 
em que se escrevião os nomeg 
de certas pessoas , beneméritas 
da Santa Igreja, como Bisposi 
e Bem feitores, ou fossem vi- 
vos , ou defuntos. 

Direiteza. Direito, justiça, re* 
ctidâo. 

Direito da vela da Igreja. Parece 
ser o direito de receber, como 
Padroeiro , a vela , que na obla- 
içâo da Missa se offerecia. 

Direituras. Pensões miúdas, fo- 
ragens , ou miunças , que o Ém- 
fyteuta pagava, alem do Foro 
principal e sabido. 

Direitureiro. Inteiro, recto, im» 
parcial , amigo de fazer justiça 
e dar o seu a seu dono. 

Dknemhrança. Separação , apar- 
tamento, divisão. 

Distinto. Extincto , acabado, 
findo. 

Ditagos. O mesmo que DiptOf 
gos. 

Divedo e Devúdo. Oraesmo que 
Divido. 

Divido. Parentela, razão de pa- 
rentesco. 

Divisaçcnn. Separação , divisa , 
termo, limite, partilha. 

Diviseiro. O que compunha , de^ 
partia e julgava a final todas 
as causas entre os moradores 
das Behetrias. 

Dizer aos ditos e ás pessoas. Por 
contraditas ás testemunhas , 
contradital-as. 

Dizer-se. Ser, chamar-se, inti- 
tular-se. 

Di%ima. Havia Dizima Ecclesia* 
ética ^ o\x Spiritual ^ que sepa» 



DO 

gava á Igreja: ^ Dirima Secu- 
lar ao Senhorio, que deo prin- 
cipio á que agora chamamos 
Jugada. 

Dhimadas. Libras dhimadas se 
disser ao aquellas , das quaes dei 
fazião uma das antigas. 

Dízimos capitais^. O grosso do pâo 
e do vinho , que se chamava Ca- 
bedal em 1474. 

Doairo. Semblante carregado , 
desdém, enfado. 

Doas. Peças , jóias e outras cou- 
sas de ornato e limpeza ^ que 
fazião o enxoval de uma Se- 
nhora. 

Dobra. Moeda d'ouro, que cor- 
reo em Portugal. Houve Do^ 
bras Portuguesas .f ou Ctniza- 
das , quevalião 370 reis, e de- 
pois 147 reis : Dobras Castelha- 
nas, da Banda e de D. Bran- 
ca, ou Sevilhanas, chamadas 
valedias, por correrem neste 
Reino por 200, ou 230 reis. 
Também corrêrâoX)o6rú« Mou- 
riscas , ou Barbariscas , com o 
valor das Portu gue%as ,àe Pra- 
%ida , Sagilmença , Marrocos , 

. etc. Na Chron. dElRei D. 
Fernando se diz , que 4 libras 
fazião uma Z)oòra. E nad'EI- 
Rei D. João I. Cap. 49. uma 
Dobra tinha cem libras. 

Dobrado de cera. Rolo , ou pavio 
de cera , que também disserâo 
Candea. 

Dobrai de coiro. Rolo de perga- 
minho, bolsa, ou carteira de 
coiro. 

Doctra. De outra. 

Doens, Don^ Dons, Donarios , 
ou Dominicaes. Ltictuosas , ou 
Donativos, que os Cavalleiros 
e Nobres deixa vâo ás Igrejas 
por sua morte , e que de uma 



DO 



n 



piedosa devoção pasâárâa  
obrigação rigorosa. 

Doestadoiro ,a. Affrontoso, abòi» 
minavel , que causa vergonha , 
injuria , confusão. 

Doesto. O mesmo que Deósto. 
Palavra injuriosa , picante, a5» 
frontosa. 

Dógano. Deste anno. 

Doiromão. Assim chamarão a 
foz do Rio Douro. 

Doma. Semana. 

Domairo. Hebdomadario , o que 
serve por semana nos Divino* 
Officios. 

Domicilio. Tudo o que pertencia 
á casa, ou vivenda de um la- 
vrador , ou colono. 

Dominicarias. O mesmo que 
Dosns. 

Domoça. Casal , prédio , posses- 
são , em que habitava o emfy* 
teuta, ou caseiro. 

Dona. Mulher viuva. — de 
Prol. Dama do Paço , de An- 
tiga Nobreza , que hoje dizemos 
Dama de honm\ 

Donadio. Donativo, dadiva. 

Donarios. O mesmo c^xíeDocm, 

Donas. O mesmo que Doas. 

Donoso. O mesmo que Danairo* 
so : galante, divertido, engra- 
çado. 

Dóos. Dous. 

Dor. Doença, enfermidade, acha- 
que. 

Dormidoiro , os. Dormitório de 
gente Religiosa. 

Dormir. Também se tomou por 
passar a noite em vigília; por 
ser aquelle tempo o mais pró- 
prio para o somno. 

Dorneira. A moenga do moinho , 
em que se deita o grão. 

Dotamento. Dote de casamen- 
to* 



7i 



EC 



Douradoiro. Firme, estável , per- 
manente. 

Do%ão. O mesmo que Dezão. 
Também se chamou Do%âo a 
canada de vinho, por ser a 
parte 12.* de um almude. 

Du. Principe , chefe , capitão. 

Dua, O mesmo que Adua, 

Dublo. O dobro de alguma cou^ 
sa, 

Dubrar. Dar em dobro. 

Ducatâo. Moeda d' ouro , que va- 
lia já 30 , já 40/000 reis. 

X)uéo. Duello , desafio , combate 
(Je duas pessoas , pactado por 



EG 

auctoridade própria, e desi- 
gnado o tempo e lugar. 

Dalca. Duvida. 

Dulce. O mesmo que Aldonga^ 
nome de mulher. 

Dulterio. Adultério , infracção 
da fe' conjugal. 

Dum. O mesmo que Dom ^ abr 
breviatura de Dominus. 

Duradoiro. O mesmo que Dou* 
radoiro. 

Dussia. A Capella Mór de um 
Templo. 

Duum. De um. 

Duvhida. Duvida. 

Du%ão. O mesmo que Do%ao, 



%%vwvvv«/«^/vvvvvvv«.vw>vvvvv\^vvv%vvvvv^vvvv^.vvvvw«^%».v>vw%%v«vvvvvv>vvvvvvvvvvvvvvvvvv^ 



E 



E. 



EG 



'm Gomo letra numeral, va- 
lia 250. — Como Nota Musi- 
cal , notava igualdade no can- 
to. — Acha-se com frequência 
por /e por A. Epelo contra- 
rio se acha, vi por E. — Em 
lugar do diphthongo de Ae , foi 

• o mais frequente ate' os fms do 
Século XII. — Também se 
acha com a figura de F. — 
Escripto com dous //, temos 
nas Inscripçôes , quenosrestão 
do tempo dos Romanos. — Do- 
brado , acha-se com frequência 
em os nomes contractos, que 
da Lingua Latina passarão á 
Portugueza , e sempre que o 
pronunciavào longo e aber- 
to : o que hoje supprimos com 
accento grave, ou agudo. — - 
Também seescreveo com dous 
XX, 

Hchacorvos, Enganadores, em- 



EG 

busteiros , impostores. V. Icha* 
corvos. 
Edificamento. Edifícios , casas , 
vivenda de uma quinta, gran- 



ja 



ou casal. 



Edulo. Cabritinho tenro. 

Eferventamento. Effervescencia , 
fervor. 

Efusal de linho. Afusal , que tem 
de peso dous arráteis , e consta- 
va de 12 estrigas , e era a 4.* 
parte de uma pedra^ que são 
8 arráteis. 

Egira. Epocha, ou Era dos ilicr- 
hometanos^ que principiou no 
dia, mezeanno, queMafoma 
fugio de Medina para Meca, 
que foi no anno de Christo 622 , 
e a lô de Julho (em que foi Lua 
nova) em uma quinta feira ; 
mas hoje os seus - Discípulos 
contâo a Hégira do dia 16 de 
Jullio j que foi sexta feira. 



El 



EM 



7S 



Egoa apolar ada. A que actual- 
mente está criando o seu pol- 
dro, ou poldra. f cr rolha- 
da. A que anda com pca, ou 

ferros nos pes. decavalla- 

gem. A que he de marca, ou 
de Rei. infantil. O mesmo. 

Egrejairo. Tudo o que pertence 
a um certo numero de Igrejas. 
— Uma pequena Igreja , Ca- 
pella, ou Oratório. 

Ei. Eu. 

Eibitrar , Eibifrario^ Eihitrio. 
Arbitrar, arbitratorio , arbi- 
trio, com os seus derivados. 

Eichâo ^ Ichâo e Uchâo. O que 
tinha á sua conta a Ucharia 
Real. 

Eidaya. Idanha, antigamente Ci- 
dade , hoje Villa. 

Eigo. Unicamente , excepto, tâo 
somente. 

Eiradéga^ Eiradiga e Hciradé' 
ga. Certa pensão de fructos, 
que alem da principal , paga- 
vâo os Emfyteutas, ou Colo- 
nos ao Direito Senhorio , cuja 
quota pendia do reciproco con- 
tracto. Parece que algumas 
vezes se tomava a Eiradêga 
por certa medida dos liquidos , 
e a Eiradiga dos sólidos ; mas 
ordinariamente se confundião. 

Eirel. Herdeiro. 

Eiveger» Rotear , esmoutar, agri- 
cultar o que d' antes estava in- 
culto. 

Eixecutor. O que pôe por obra 
e executa alguma cousa. 

Eixeiçâo. Excepção. 

Eixer queira , o a Enxer queira. 
Mulher, que anda vendendo 
a carne, que sobejou no açou- 
gue, ou a de salmoura, eque 
já não he fresca. 

Eixcrrutamente. Despoticamen- 



10 



te , sem causa , nem razão , ex 
abrupto, repentinamente. 

Eixete, adv. Excepto, tirando, 
resalvíindo. 

Eixídas. Saídas. 

Eixido , Enxido , ou Ixudo. Fa- 
zendinha, ou quintalejo, que 
ficava junto, ou contíguo ás 
casas de morada. 

Eixuquetar. Executar. 

Elau. Damno, perda, detrimen- 
to, multa, ou coima. 

Eleiso. Elle mesmo. 

Elisar. Aleijar , lesar , ferir , 
espancar. 

Ello de liidio. Meia mão, ou 
seis estrigas de linho. 

Emavessar. Dar com alguém de 
avesso, transtornar os seus pro- 
jectos, perdel-o, dcrrotal-o. 

Elmo. Veo, ou panno precioso , 
com que secobrião os Altares. 

Emader. Accrescentar alguma 
cousa mais ao que já estava 
dito. 

Embair. Enganar, illudir. 

Emballo. Agitação, movimento 
das aguas, 

Emharbascar. Endoudar , tirar 
alguém do seu siso. 

Embargamento. Embargo, im- 
pedimento, embaraço. 

Embolhas. Botas, ou pelles de 
extraordinária grandeza para 
ter , ou conduzir vinho em 
bestas, ou carros. .; 

Embrolamento. Qualquer borda- 
do de ouro , prata , ou seda , 
que também se disse ^ros/ac?o. 

Embuizar. Atochar , embutir. 

Emcanipaçom. Renuncia do Pra- 
zo, que faz o Emfytèuta nas 
mãos do Senhorio. 

Emcomissado. O que tinha caído 
em commisso. 

Emçomissar. Cair em commisso. 



n 



M 



Emenda. Castigo, ou péha por 
algutíi erro , ou delicto. — Sa- 
tisfação de alguma injuria. 

JEmentario. Inventario, ou rol 
de tudo o que pertence a uma 
herança. 

Em faga 'porfia, Nâo faça du- 
vida. 

Emina. Medida de líquidos, que 
talvez levava um quartilho, ou 
quartilho e meio ; pois não era 
uniforme em todos os paizes. — 
Medida de sólidos com a mesma 
variedade ; pois em umas par- 
tes era quarta e meia , em ou- 
tras um çalamim. 

Emliçoorn e Inlliçom. Eleição, 
escolha. 

Ernmagrentar . Emmàgrecer. 

Emmenicer. Tornar-se ao esta- 
do, ou acções de menino. 

Ernmenta^ ou Ementa. Mertio- 
rial, ou Livro, em que se apon- 
ta tudo o que se gasta , ou 
despende. — Livro da Ementa: 
aquelle , em que se escrevião 
os summariòs das Cartas Re- 
gias, Doações, Graças, Mer- 
cês , para andarem sempre em 
lembrança. 

Emmentar. Dizer eni summa , 
recapitular as acções todas , 
boas e más , de algum sujeito. 

Emmentres. Em quanto, entre- 
tanto. 

Emneixamentò. Ann-eXaç^o, obri- 
gação perpetua. 

Emneixar. Annexar, unir pára 
sempre. 

Emno^ a. O mesmo que em-o, 
efn-a^ OM no e na. 

Empachar. Embaraçar , escru- 
pulizar 5 não proseguir no seu 
destino. 

Empacho, Embarco, impedimen- | 
to. « 



1^ 

Èfnpãláâà^ ás. Ari*òcháida , paíi- 
cada, bastonada. 

Emparamento . Ampatò ^ sòcóor- 
ro, protecção. 

Ermyaredada , Emparedãada , 
Emparedenada , ou Êmpardea- 
da. Mulher varonil, que desen- 
ganada do mundo, èe fechava 
ate a morte entre quatro pare- 
des , fazendo rigorosa peniten- 



cia, e nâo fallando mais 



que 



o necessário a sua consciência. 

Empecimento. Damno , perda , 
detrimento. 

EmpecivcL Que faz mal, causa 
detrimento. 

Empecivo. O mesmo. 

Empeço. Embaraço , duvida , 
contradicção. — Começo, prin* 
cipio de alguma cousa. 

Empenhoramento. Acção de dar, 
ou tomar em penhor. 

Empenhorar. Dar em penhor. 

Empenoso , a. Alto , soberbo , 
grande, levantado. 

Empessoamento. Acção de metter 
de posse , empossoar. 

Empicotar. Expor alguém á Ver- 
gonha, preso ás argolas do pe- 
lourinho , por algum crime não 
muito grave. 

Emplazar. Emprazar alguma 
propriedade , ou bens de raiz. 

— Citar alguém , para que em 
certo dia e lugar compareça 
perante a Justiça de maior al- 
çada. 

Emplumado. Coberto de penna. 

— Nascer emplumado : he na- 
scer já com discernimento, jui- 
zo e discrição. 

Empolos^ as. Depois dos, de- 
pois das, outros, outras. 

Emprazamento. Todo e qualquer 
contracto. Differia o Empraza^ 
mento do Aforamento^ em que 



I 



por aquelle recebia o Senhorio 
certa renda annual , mas trans- 
feria o Domínio directo no Co- 
lono , ou Em fy teu ta : neste pe- 
lo contrario reservava o Se- 
nhorio o Dorainio directo , e 
dava a cultivar por um , ou 
mais annos , com o foro de 
terço , quarto , ou quinto. — O 
mesmo que Chainamento . 

Emprazar-se. Entregar-se vil e 
fracamente á disposição livre 
de seus inimigos. 

JEmprestor. O que empresta al- 
guma cousa. 

Ernprir. Encher, completar. 

Emquirimcnto. Inquirição, de- 
poimento de testemunhas. 

Emsejas. Matar por emsejas : á 
traição, por aleivosia. á falsa 
fe. 

Emsemhra. Juntamente , de com- 
mum acordo , consentimento 
e vontade. 

Emtruviscada , Introviscada e 
Troviscada. Direito, ou Pen- 
são de um jantar , ou meren- 
da, que o Emfyteuta, Colo- 
no , ou Vassallo pagava ao Se- 
nhorio , quando vinha fazer al- 
guma pescaria , que ordinaria- 
mente se fazia com trovisco 
pisado em grande quantidade , 
e lançado no rio. 

Enwailhas e Emvasilhas. Vasi- 
lhas de toda a qualidade para 
recollier os vinhos. 

Emxára, as. Matagal, mata, 
charneca despovoada e incul- 
ta. 

Emcoercar j ou Exercar, Andar 
pelos povos vendendo carnes 
de salmoura, ou chacina. 

En. Preposição, que correspon- 
de á Latina in. 

Enader, O mesnao que Emader, 



«N 



75 



Enallenar^ Alhear, fazer passar 
a cousa a outro Senhorio. 

Enhollas. Ambulas dos Santos 
Óleos. 

Encadarroado. Severo e de ce- 
nho caído. 

Encalçar. Alcançar , proseguir 
no alcance , haver ás mãos. 

Encalço. Seguimento , alcance. 
— Pe'gada do que anda. 

Encaminhamento. Dote , estado 9 
comportamento honrado e ho- 
nesto. — Industria, persuasão, 
conselho. 

Encaminhar. Ordenar, estabele- 
cer, consignar. — Querer, ou 
permittir. 

Encajit eirado^ a. Arrimado, as- 
sente ao canto da adega. 

Encarar. Pôr á vista. 

Encaretitar .Fazer as cousas caras. 

Enca/rtar. Proscrever , banir , 
desnaturalizar . 

Encastcllar as Igrejas. Cercal-as 
com mão armada, e não per- 
mittir, que alguém entre, ou 
saia delias. 

Encavalgadura. Cavalgadura. 

Encavalgar. Pôr-se sobranceirp, 
e ficar superior de alguma cou- 
sa. — Cavalgar. 

Ençarrar. Fazer um processo 
concluso. 

Encengicentar . Cegar, offuscar, 
confundir , entorpecer. 

Encenso. O mesmo que Censo, 

Encenisoria e Encençoria, O me- 
smo que Censo. 

Encensuriar-se . Obrigar-se a. pa- 
gar certa pensão , ou Censo, 

Encerrado, Acabado, perfeito, 
completo. 

Encerramento. Lugar apartado, 
cella, Mosteiro. 

Enchouvir. Encerrar, fechar, Ie« 
-var ao curral do Concelho. 



76 



EN 



■Bncientes, adv. PouCo ante?;. 

EnGomendamento. Encomrnetida- 
ção, recommendação. — In- 
cumbência , officio 5 ministé- 
rio, occupaçâo. 

Encomunhas. Foros e pensões , 
que os Senhorios recebi ão das 
terras , quetinhão emprazadas. 

Enconchousado. Tapado e fecha- 
do por todas as partes. 

Encornelhar. Desprezar , deshon- 
rar , abater , infamar. 

Encoroçado ^ a. Exposto á ver- 
gonha em lugar publico, com 
carocha na cabeça , em justa 
pena de seus enormes delictos. 

Encouteiro. O Rendeiro, ou Sa- 
cador, que cobrava os EncoU' 
tos^ que pagavão á Coroa os 
que temerariamente quebran- 
tavão os Coutos , que elia ha- 
via posto, dado, ou concedido. 

Encréo. Incrédulo, oquenàoestá 
pelo que se lhe diz. — O que 
arrenegou , ou nâo dá credito 
á Lei de J. C. 

Encuherto , suhst. Cilada occul- 
ta , dolo , fraude. 

Eiiçujentar. Infeccionar , man- 
char, encher de nódoas. 

Ende^ adv. Dahi. 

EndovcMco, O Deos do amor, 
Cupido. 

Endurentar . Callejar , endurecer, 
costumar-se á dor , ao traba- 

. lho. 

EndiL%er. Appropriar, dar, en- 
vestir. 

Enfengimentus. Ficções , appa- 
rencias sem realidade. 

Enfesto^ adv. Acima, ou para 
cima. 

Enfiar em tantos , ou quantos 
moios. Remetter alguém á pre- 
sença do Juiz condenado no 
valor dos ditos moios. 



EN 

Enfiar para o Juiz. Obrig-ar al- 
guém a comparecer na presen- 
ça do Juiz. 

Engafecer. Tornar-se gafo, en- 
cher-se de ronha, ou lepra. 

Enganir, ido. Tolher-se com frio , 
friorento. 

Engeira^ as. Serviço, que o Co- 
lono prestava ao Direito Senho- 
rio, cavando, segando, ma- 
lhando^ etc. 

Engeitamento. Aborrecimento , 
abjecção, desprezo. 

Engenho. Ingénuo, livre de toda 
a escravidão, honrado, nobre. 

Engenhoso. Moeda d' ouro de 500 
reis. 

Engrosentar-se. Fazer-se deleito- 
so, pingue, fértil. 

Engueira, as. O mesmo queí^n- 
geÍ7'a. 

EnjuxtCy adv. Injustamente , 
contra a razào e justiça. 

Enle. Nelle, ou em elle. 

Enlhes. Nelles , ou em elks. 

Enliçom. Escolha , eleição. 

Ennadar. Determinar. 

Enocomenos. Entre tanto. 

Enpenhorar. O mesmo quej^m- 
penhorar. 

Enprimo , adv. Primeiro que to- 
do , antes de mais nada. 

Enquisa e Esquisa. Inquirição , 
devassa , informação. — A te- 
stemunha, que depunha na In- 
quirição. — O mesmo Enquc- 
redor. 

Enriquentar. Encher de rique- 
zas, fysica , ou moralmente. 

Enroladamente. A' surdina, pela 
calada , ás escondidas , sem ru- 
mor. 

Ensaes. Sentina , ou porão da 
náo. 

Ensanhar. Encher-se de sanha e 
cólera; enojar-se. 



EN 

Ensegas. Alcovitices , alliciamen- 
tos e todas aá más obras. e pa- 
lavras, que conduziào á tor- 
peza. 

Ensejo. Occasiâo , motivo , for- 
ça, impulso. 

Entejar. Aborrecer, ter aversão. 

Entejo. Aversão, ódio , desaffei- 
ção. 

Entença. Demanda , ou causa , 
que se deve terminar por Sen- 
tença, do Juiz. 

Entençar. Mover pleitos, con- 
testar demandas. 

Entendimento. íntelligencia pas- 
siva, o verdadeiro espirito de 
uma Lei. 

Entendudo. Sábio , entendido , 
discreto , experimentado. 

Entenssom. O mfsmo que En- 
tença. 

Enterramento. Jazigo , carneiro , 
sepultura. 

Entojos. Appetites, desordens. 

Entorpar. Entorpecer, equivo- 
car, enganar, encobrir. 

EntradanhcLS. Entranhas, ornais 
interior do nosso coração. 

Entradas. Limitadas pensões, que 
pagavãoalguns.Casaes, em cu- 
jas rendas entravào alguns ou- 
tros Senhorios. 

Entramen. Entretanto, pelo tem- 
po que , em quanto. 

Entramento . Entrada, porta, por 
onde &e entra. 

Entrar. Obrigar-se , compromet- 
tcr-se. — Entrar a alguém: fi- 
car por seu fiador. 

Entrega^ ou Entreguemente. O 
mesmo que 

Entregadamente. Inteira e fiel- 
mente , sem falhas , nem dimi- 
nuição alguma. 

■ Entregue, adj. Inteiro, inteira, 
sem quebras , ou falhas» 



:ÍEN 



77 



Entremente ^ es. O mesmo que 
Entramen. 

Entroydo. Entrudo, tempo do 
carnaval. 

Entunas. O mesmo que Bandou* 
nas. 

Enuno. O mesmo que Emsem- 
br a, 

Envereamenfo. Vereação, Offi- 
cio de Vereador. 

Enverear. Exercitar o Cargo de 
Vereador. 

Envestidoiro. A camisa. 

Envestir. Vestir , revestir , for- 
rar. 

Envezamento. Transtorno, desor- 
dem , avegso , contradicção. 

Enmanientos. Tentações e pensa- 
mentos máos , que o demónio 
envia «ás almas dps Fieis. 

Enxalçado. Exaltado, engrande- 
cido. 

Enxano. Cada um anno. 

Enxaravia. Beatilha de seda ver- 
melha , que por opprobrio tra- 
ziâo as alcoviteiras na cabeça. 

Enxavégos. Redes, com que se 
pescavào solhas e outro peixe 
miúdo. 

Enxavégua. Pesca de solhas e 
outros mariscos do baixo pre- 

Enxeco , Eixeco e Eixequo. Dis- 
senção , reixa , guerra , conten- 
da. — Pena, ou multa, que 
alguém pagava por ser citado 
perante o Juiz. 

Enxemprado. Dado , ou reduzido 
a Escriptura publica, copiado 
em publica forma. 

Enxerca. Carne de enxerca : a 
que se vende a olho fora do 
açougue, de chacina, ou sal- 
moura. 

Enxerga e Enxerqua. O mesmo. 

Enxido, O mesmo que Ewido» 



7» 



ER. 



JEnxovar, O mesmo que Enchou- 



vir. 



Ènxugat, Ordenhar, mungir , 
tirar o leite. 

Enxúndia de 'porco. Unto de por- 
co. 

Enxurdreiro. Estrumeira, lugar 
de immundicias 5 lodaçal. 

Emolú. Anzol. 

Epistoleiro. Livro das Epistolas. 

Epitògió, Capa comprida, que 
cobria os mais vestidos. 

Er ^ onfíer. Pronome pessoal e 
indeclinável , que no singular 
correspondia a, eu, a, elle , e no 
plural a nós , vós e elles. — 
Agora, logo. 

lEra. O mesmo que Epocha, ou 
pohto fixo na Historia , desde 
o qual se começâo a contar 
chronologicamente todos os suc- 
cessos delia. A Era Hispânica 
teve principio 4 annos justos , 
depois que Júlio César foi mor- 
to no Senado , quando na Re- 
partição Triumviral couberao 
as Hespanhas a Octaviano Cé- 
sar : o que foi 38 annos com- 
pletos antes do Nascimento de 
Christo. Em Portugal alguns 
Documentos há datados pelo 
anno do Nascimento ; mas nem 
tim só legitimo se achará , no 
qual pondo-se simplesmente a 
Era 5 náo correspondào as nu- 
meraes á Era de César. 

Era%ége. Herança. 

Br dador. O que succede na he- 
rança. 

Eredoro. O homem Nobre, que 
vinha na classe dos Herdei- 
ros , ou Naturaes das Igrejas á 
differença dos Herdadores Vi- 
lãos. 

^réo, O herdeiro. 

'^res. EUes. 



ES 

Ergo. Excepto. — Mas. — Pois. 
— Por tanto. 

Erguer força. Alliviar , desop- 
primir , pôr em paz e socego . 

Eriudo. Levantado , erguido , 
posto a prumo. 

Ermar , ou Hermar. Despovoar 
um Casal, tornar uma fazenda 
inculta e de pouzío. 

Ermeynnhos. Acordes, de um 
mesmo animo , vontade e pa- 
recer. 

Ermigidade. Irmandade , paren- 
tesco mui chegado. 

Er o. Campo, herdade, que por 
marcos se divide. 

Errada^ subst. Errata, erro. 

Erva. Tirar com erva : atirar, 
ou ferir com arma , ou pelouro 
envenenado com cicuta. 

Esbalho. Espolio, esbulho , despo- 
jo- 

Esbulado , a. Esbulhado , despo- 
jado, desapossado. 

Escadam, ens. Turma , ou esqua- 
drão de gente posta em duas 
alas, ou fdeiras, a modo de 
procissão. 

Escaecer. Esquecer , não fazer 
lembrança,. nem apreço. 

Escaldo , a. Esquecido. 

Escambador. O que faz algum 
escambo , ou troca. 

Escanbo. O mesmo. 

Escançado. Bem afortunado, fe- 
liz , ditoso. — Bem reputado , 
visto com bons olhos e sem 
desagrado. 

Escanção. O Fidalgo, que dei- 
tava o vinho na copa e a of- 
ferecia ao Rei. 

Escançaria. A casa, ou lugar., 
em que se distribuia o vinho 
na casa de um Príncipe. 

Escanho, Escano, banco, assen- 
to. 



I 



£sc(íiU). Tumba, el<|uiíe pMk Con- 
duzir os defuntos á sepultura. 

Escapar. Encampar, rescindir o 
contracto , ou arrendamento 
de alguma cousa , dimittil-a na 
mâo do que primeiro a possuia. 

Escapula. Astuciosa desculpa , 
com que alguém salva a sua 
palavra. — Modo e artificio , 
com que alguém punha a salvo 
a sua pessoa. 

Escarnecimcnto. Mofa , escarneo, 
zombaria. 

Escarnho. O mesmo. — Affron- 
ta , força , violência. 

Escarnido, a. Injuriado , affron- 
tado , logrado , exposto á irri- 
são e contumelia. 

Escatíma , as. Apartamento, par- 
tilhas , separação. 

Escatimado. Partido, limpo , di- 
vidido, separado. 

Escatimar. Apartar , separar, di- 
vidir. 

Esctavagêm. Adoreço, a modo 
de cadèa , que as mulheres tra- 
ziào ao pescoço, com duas. 
ou mais voltas , ornado de pe- 
dras, mais, ou menos precio- 
sas. 

Escol. A flor, o mais precioso e 
escolhido de alguma cousa. 

Escoldrinhar. Esquadrinhar, pro- 
curar com diligencia e exacçâo. 

Escolhcitn, subst. EscoUia, que 
se faz de alguma cousa. 

Escol heito, os, adj. Escolhido, 
escolhidos. 

Escomiinhom. Também esta pena 

' teve lu^ar entre os Kebreos , 
quíindo pelos seus crimes erâo 
privados do trato familiar e 
civil dos que seguiao a mesma 
Lei, e excluidos de entrar na 
tSynagoga , em quanto nâo erão 
absolvidos. 



ES 



79 



Estmdedalhas. SuMerfugios , 
escapatórias, invenções e mo- 
dos de esconder, 

Escoiidim^nto. Lugar escuâo ^ 
escondrigio. 

Esccndiidamentc . Occultamente , 
ás escondidas. 

Esco7isa. F aliar á esconsa : era 
fallar por signaes , gesticula- 
ções , acenos , interjeições , e 
sem movimento algum de bei- 
ços e lingua. 

Escarchar. Esbulhar, despejar, 
inteiramente roubar. 

Escorregamento. Queda, culpa, 
desgraça , acçào de escorregar. 

Esconsar. Escusar. 

Escrepvaninha. Officio de Escri- 
vão. 

Escrepver. Escrever. 

Escudo. Moeda d'ouro : valia 90 
reis. 

Esculcas. Escutas , guardas para 
de noite, atalaias. 

Esctirentar. Offuscar, escurecer, 
denegrir. 

Escuro de tmlio. Tristonho , car- 
regado , negro de rosto. 

Escurrilidades. Chacorrices, pií- 
lavras soltas, immodestas. 

Escusaça. Escusa, desculpa. 

Escttsúdos. O mesmo que ^ta» 
layas. 

Escusamente. A'sesGOndidâí, em 
segredo, á parte. 

Escusos. Lugares, em que se po- 
Btavào os Atalayas. 

Esfemcnça. Attenção, d^esvêlo, 
reflexão, cuidado. 

Erfera. Moeda d 'ou rd, que fez 
lavrar ElRei D, Mahôel. 

Esgravhar. Poder contar por 
miúdo, ou mais bem, afOigir- 
se, dcsconsolar-se. 

Esguardamenio, Consideração 
attenta. 



to 



ES 



Esguardar, Considerar com a 
reflexão mais attenta. 

Bsleer. Eleger. 

Esliido. Escolhido, eleito. 

Esmola ordenada. A que era per- 
petua, certa e ordinária. 

Esmaecer. Desmaiar, esmorecer, 
entregar-se á preguiça e desma- 
zelo. 

Esnoga. Synagoga , assemblèa 
dos Judeos. 

Espaçar. Dar tempo , dilatar , 
conceder moratória. — Espigar 
a casa : conceder ferias , ou 
vacatura, fazer cessar do atu- 
rado exer cicio de. algum Mi- 
nistério , para ao depois ser 
continuado com mais activi- 
dade e fervor. 

Espadaleiro. O mesmo que Spa- 
daleiro. 

Espadim. Moeda de ouro , pra- 
ta e cobre. Al.^^valeo 300, e 
depois ÔOO reis: a 2.* 24 reis: 
a 3.* 4 reis. Esta era de cobre 
prateado. 

Espaldudo , a. Largo dos hom- 
bros e costas. 

.Espandidura. Espaço, extensão 
de alguma cousa, ou lugar. 

Espandudo. Estendido. 

Esparavel. Grande chapeo de 
sol , com rendas , ou cortinas 
pendentes , que não só fazem 
sombra , mas aiada encobrem 
a pessoa. 

Espar gelado. Derramado , espar- 
zido. 
Espargelar. Espalhar, derramar, 

esparzir. 
Espassar. O mesmo que Espaçar. 
Espeitamento. Oppressão, vexa- 
me , que a alguém se faz , por 
occasião de se terem espiado, 
ou maliciosamente inquirido as 
suas particulares acções. 



ES 

Espeitar. Vexar alguém , esprei- 
tando para este fim as suas 
acções. 

Espera. O mesmo que Esfera. 

Esper lamento, os. Occasião , cau- 
sa, motivo, que despertão , 
para se fazer alguma cousa. 

Espicho , os. Galheta , ou peque- 
no vaso, que tinha bico. 

Espiga do monte. O mais alto e 
empinado delle. 

Esplandecimento. Resplendor , 
participação de luzes. 

Esposoiro. Casamento, ou ajuda 
de custo para elíe. 

Espreguntar. Inquirir, pergun- 
tar. 

Espreitas. Ardis, ciladas, em- 
bustes. 

Esquadrilhado , os. Miserável , 
pobre , coitado , falto de tudo. 

Esguença. Dita, sorte^ andança, 
fortuna. 

Esquiro. Campainha. 

Esquisa. O mesmo que Enquisa, 
— Testemunha, as. 

Esqui tar. Abater , descontar do 
capital , que se deve. 

Esquivar. Apartar de si , não dar 
entrada, cortar a familiarida- 
de, que uma pessoa poderia 
ter com outra. 

Essomedes. Isso mesmo, da mesma 
sorte, também. 

Estado , âos. Estalagem , hospi- 
cio, residência, hospedaria» 

Estaheleçudo ^ a. Estabelecido. 

Estabele%a, Estabelecimento, fun- 
dação. 

Estada. Cavalhariça , lugar desti- 
nado para estancia dos cavai- 
los. 

Estadella, Cadeira de braços , al- 
ta, nobre. 

Estanca, Reputação , nome , cre- 
dito , ou bom , ou máo* 



Es 

Estado. Informação, conta , quei- 
xa , accusaçãò , memoria , 
apontamento. — Officio de De- 
funtos. 

Estado de cera. Aquelle Officio 
de Deítintos^ ou Vigília, em 
que se dava aos Padres certo 
numero de velas. 

Estado , ou Stado da terra. Po- 
stura daCaraeru sobre o preço 
das cousas. 

Estanho. O subpedaneo do Altar. 

Estaos. Dar estaos : accusar al- 
guém de algum crime. 

Estar. Estado , vida , profissão. 

Estatuadoy a^ Collocado, posto, 
que jaz, fiea, ou está. 

Estendudo , a. Largo , estendi- 
do , desafogado. 'a 

Estere^ Ester el. Estéril, iflíVu- 
ctifero, náo rendoso. 

Ester cr e. O mesmo. 

Esteva. O mesmo que Estiva. 

Estillo. Penna de ferro, ou de 
outro metal. 

Estim. O mesmo que Astil. 

Estimo. Estimação, juizo pru- 
dencial do que poderia render 
um campo , se fora semeado : 
ou o que renderá uma seara, 
que ainda está em pe'. 

Estiva. Medida de linho, que 
variava segundo as terras ; re- 
gularmente era um manipulo ^ 
ou estriga , quanto bem se po- 
dia abranger entre os dedos 
poUice e Índice. 

Estivadomente. Certa e determi- 
nadamente , pela estiva , ou 
medida commua eapprovada. 

Esto. Isto. 

Estocha. Nome de mulher, que 
em Latim se dizia Eustochium. 

Estomagar. Impedir, transtor- 
nar. 

Estonce, Então, 



ES 



3Í 



Estorcer. Conseguir por força, 
ou com importunos rogos. 

Estornar. Impedir, transtornar. 

Estorva. Embaraço, estorvo. 

Estoupero. Escopro, sizeL 

Estrada Mourisca. A que vai de 
Coimbra ao Porto , e passa a 
ponte do Vouga. 

Estrado. Tribunal. 

Estragadamente. Com a maior 
dissolução , e sem freio algum 
de vergonha , temor , ou respei- 
to. 

Estraio. Estranho, que não per- 
tence á mesma família. 

Estralar. Estalar, quebrar. 

E st r amento. Tudo o que erão 
roupas e peças de um leito. 

Estranhamento. Acção de estra- 
nhar alguma cousa, admira^ 
ção , pasmo , assombro. 

Estranheiro. Estrangeiro, de ou- 
tra Terra , ou Nação. 

Estrecer. Estreitar , diminuir , 
reduzir a menos. 

Estremaça. Divisão, demarcação, 
partilha. 

Esfremança. O mesmo. 

Estreme. Parte, monte , quinhão. 

Estremo. Raia, bahza, extremi- 
dade da Terra . Lugar , ou jMo- 
narchia. 

Estrenger. Conceder , querer , 
permittir. 

Estrevimento. Atrevimento, ou- 
sadia, confiança. 

Estroso. O mesmo que Astroso. 

Estromnhado. Desattento, estou- 
vado. 

Estrugar. Apressar-se. 

Estrumento. Instrumento, Escri- 
ptura authentica , feita , ou da- 
da em publica forma. 

Estrumento defé e creMo. Cer- 
tidão authentica , dada em pu- 
blica forma» 
II 



EX 



EY 



JEstrupo. Barulho, rumor, estron- 
do, arruido, tumulto. 

JEstucia. Conselho, astúcia para 
se livrar de seus inimigos. 

JUsverdados e Verdaduras, Fru- 
ctos , que se recolhiào das hor- 
tas , pomares , ou quintaes. 
Destes em algumas partes se 
paga vão Dhimos , que chama- 
rão Sacramentaes , ou Verdes , 
ou Prediaes. -— Legumes. 

JEsverdaduros. O mesmo. 

Evar. Olhar, ver com attenção , 
reflectir. 

JBva%om» Desculpa , escapatória , 
cor, ou pretexto, com que se 
cobre , ou pretende disfarçar 
alguma cousa. 

JExamí. O mesmo que Dami. 

JSxaveaduras. O mesmo que £s» 
verdados. 

JExecudor, O mesmo que Eixe- 
cutor, 

Exendre, Burro, cria, ou filho 
da jumenta. 

Exercito de Maio, Compunha-se 
de todos aquelles , que tinhão 
obrigação de se appresentarem 
montados em cavallos de marca 
no 1." de Maio. Vid. Cavallo, 



Exertado. Lugar cheio de arvores 
enxertadas e fructiferas. 

Exido. Vid. Eixido. 

Exouvtdo. Inteira e finalmente 
ouvido. 

Exprovado. Purificado, refina- 
do, fiel, puro, legitimo. 

Exquisa. O mesmo que Enqui- 
sa. 

Extimar. Prover , tomar , ou dar 
providencia. 

Ext imo. Vid. Estimo. 

Exudrio. O mesmo que Eixi- 
do. 

Ey , ou F. Ahi , nesse lugar. 

Eycliâo. Vid. Eichdo. 

Eymçom e Ibiçom. Macho, ju- 
mento , besta de carga. 

Ey vigar. Romper de novo e pela 
primeira vez os montes mani- 
nhos , virgens e incultos , e fa- 
zel-os rendosos e frugiferos. 

Eyvigiiar. O mesmo. 

Eyxarvias. Jóias, pedras precio- 
sas, louçainhas. 

Eyxeco. Vid. Enxeco. 

Eyxecutor. O que executa e põem 
por obra algunia cousa. 

Eyxhentios. Privilégios , isen- 
ções. 



>»««^ 



'#♦•< 



1 



8S 



F 



F. 



FA 



• Como letra numeral , valia 
40: com uma risca por cima, 
40|f000. — Como Nota Musi- 
cal, indicavaa valentia (la voz. 
— Acha-se escripto em lugar 
de £ e de V ^ e também de 
H. — Na Jurisprudência se al- 
legâo os Textos do Digesto com 
dous^. — Em os nossos antigos 
Documentos era frequente do- 
brar o i^ no principio da dic- 
ção , que com elle se escrevia. 

Facané, és. Cavalgadura maior 
que faca, ou cavallo pequeno , 
e menor que cavallo de mar- 
ca. 

Façanha , os. Juizo , ou Assento , 
que se tomava sobre algum feito 
notável e duvidoso, para ser 
lido por Lei , quando outra vez 
acontecesse. Ou melhor : Are- 
sto, Exemplo, Sentença, ou 
Caso julgado ; sendo certo , que 
se deve julgar pelas Leis, enào 
por Exemplos ^ ou Façanhas. 

Face-bona. N orne de mulher , que 
hoje diriamos Boa Cara. 

Faceiro e Fac€%eiro. O mesmo. 

Faceiróa. Pequena almofada , 
traveceiro , ou cabeçal, em que 
a íace se reclina. 

Facer. Fazer. 

Fácergenes. Tapete , ou genufle- 
xório diante do Altar , ou tal- 
vez galhetas de agua e vinho 
para o Sacrifício da Missa. 

Facha. Vid. Tea. 

F adenda. Todo e qualquer ser- 
viço , que se haja de fazer. 



FA 

Façam, Cumprimento, feitio , 
execução. 

Fada. Mulher fanática, que su- 
persticiosamente prognosticava 
já trabalhos, já felicidades. 

Faldras. Terras chãs, villas, ou 
povoações pequenas, 

Falifa. PelUca , ôu pelle curtida 
e delicada. 

Folimento. Oraiàsâo, falta. — 
Morte, fallecimento. — Pec- 
cado, culpa. 

Fal lamento. Conversa familiar, 
dialogo. 

F aliança. O mesmo. 

Fallar á salva fé. Com toda a 
segurança, e guardando cada 
uma das partes a fé, que deve 
a seu Príncipe. 

Fallar com o Confessor. Recon- 
ciliar-se com Deos mediante o 
Sacramento da Penitencia , 
confessar-se. 

Fallar-se. Aconselhar-se, infor- 
mar-se, conferir com alguém. 

Falias. Faltas , ou falhas , que se 
haveriâo commettido na solu- 
ção dos Dizimoá, assim gros- 
sos, como miunças. 

Falsar. Falsificar. — Mentir , fal- 
tar ao promettido. — Amol- 
gar, torcer, traspassar. — 
Frustrar , baldar : no sentido 
moral. 
Fakura^as. Traição, falsidade, 
aleivosia , cilada , engano , tra- 
paça. 
Fameliaios. Serviçaes, criados, 
moços, familiares. 



84. 



FA 



FA 



Familia^ as. Assim disserâo os 
Servos Adscripticios , Colonos , 
oa Fiscaes , que corri suas mu- 
lheres e filhos mor a V ao nas her- 
dades dos seus Senhorios (ou 
fossem Seculares , ou Eccle- 
siasticoá) , occupados sempre na 
lavoura. 

Família Regia. Assim disserão 
os Servos Fiscaes , que perten- 
ciâo ao Rei , o qual muitas 
vezes os doava ás Igrejas , ou 
Mosteiros , a quem unicamente 

de vi ao servir. — do Fisco. 

Os Servos das Igrejas, que 
esta vão debaixo da protecção 
Real. 

FamiUairia. Mulher familiar , e 
reputada , como se fosse da me- 
sma Congregação , ou família. 

Familiairo. Familiar, commen- 
• sal , que habita na mesma casa. 

Familiares. Não erão Monges, 
nem Leigos , ou Conversos ; 
mas sim uns Contimios Com- 
mensaesy se vivião dentro dos 
Mosteiros (aosquaes davão to- 
dos , ou grande parte de seus 

= bens) , onfaiiâo parte da Fami- 
lia Religiosa , ainda mesmo 
quando vivião em suas casas, 
debaixo da obediência dos seus 
Prelados. 

Fâmulo .fG^de Deos , ou de Ckri- 
sto. Não erão estes títulos indi- 
cio sempre de Profissão Religio- 
sa , sendo certo , que frequen- 
temente se derão a solteiros, 
casados , viúvos , Sacerdotes 
Seculares , Bispos , e a meninos 
e meninas de 4 , ou menos an- 
nos : denotavâo só uma vida 
Christãa, ou mais reformada. 
Pelo contrario Ancilla de CJiri- 

> Bio se dizia aquella , que a Deos 
se consagrava, deppis de 40 



annos de idade , com voto de 
continência e reUgiosa condu- 
cta. 
Fanal. Farol, brandão, arclrote. 
Fanam. O mesmo. — ^ Moeda de 
ouro tão baixa, que só valia 
um vintém. 
Fangas, Praça, ou lugar publi- 
co, em que o pão se vendia 
pela medida Fanga , que le- 
vava 6 alqueires , e que hoje 
dizemos Fanéga , e consta de 
4 pela medida corrente. 
Fantasioso^ a. Presumido, arro- 
gante , soberbo. 
F arauto. Interprete. 
Farfanes. EsLe nome derão os 
Mouros aos Christãos, que desde 
a primeira conquista de Hespa- 
rrha passarão á Africa, e alli 
moravão. 
Farinha cernida. A que he pe- 
neirada e limpa de todo o fa- 
reílo. 
Farropo. Carneiro grande e ca-» 

strado. 
Fasces. Feixes , magotes , ' tur- 
mas , peiotóes. — Insígnia dos 
antigos Magistrados Romanos: 
constava de um pequeno feixe 
de varas , por entre as quaes se 
via sair um machado. 
Fasta ^ adv. Até. 
Favaceiro. O que tem obrigaçãa 
de trazer o peixe dos portos do 
mar. Em aJgumas partes lhe 
chamão Picadeiro. 
Favciro. O mesmo. 
Favor e%a. Favor, beneficio, mer- 
cê. 
Favoritas. Canudos de cabellos , 

que caíão sobre a testa. 
Favorimdor. O que dá favor, 

conselho, ajuda. 
Favor izar. Dar favor, ajudar, as- 
sim para bem , como para mal. 



FA 

Foyngas, O mesmo que Fangas , 
ou Fwicgas, 

Fazecloiro, O que he justo que 
se faça. 

Fazedor. O que faz e executa 
qualquer cousa. — O Feitor , ou 
Procurador. 

Fa%edura, Bica , ou pâo de man- 
teiga. 

Fazenda. Peleja, duelío, expe- 
dição: e também aquillo, que 
se faz, tem feito, ou está para 
se fazer em qualquer negocio , 

ou empreza. Real. Todo 

e qualquer tributo, direito, fo- 
ro , ou pensão , que a ElRei se 
pagava. — Acção, procedimen- 
to. — Honra e credito de uma 
mulher honesta, — Letra fa- 
zenda : a de que os nossos Ta- 
belliòes usavâo pelos annos de 
1500. 

Fa%€ndeira, Foro, ou pensão , 
que ao Senhor o paga o fabri- 
cador de uma herdade, ou fa- 
zenda. 

Fazenróo^O mesmo que Faceirôa. 

Fa%€r amor e prcstàfiça. Fazer 

presente e mercê. de si 

comprimento de Direito, Estar 
prompto para responder a qual- 
quer libello, ou artigos, que 
contra alguém se offereção. 
Honra» -Assistir ao Fune- 
ral, acompanhar o defunto a 
sepultura. maridança. Fa- 
zer vida marital. mostra. 

Mostrar alguma cousa. 

Outeiro. Fazer montaria» 

rf/e//or20. Dar de comer. 

rogo. Faltar á justiça por cau- 
sa de particulares respeitos , ou 

rogos, verdade. Provar em 

Juízo o que no Libello , ou Pe- 
tição se allegava. Foral, 

Dar alguma fazenda de foro , 



FE 



S5 



aforar. — iermo. Expirar, 
morrer , acabar. 

Faz&r-se mouta. Fazer que não 
entende, disíarçar-se, encobrir- 
se , como se com folhas , ra- 
mos , ou moutas se occultasse. 

Fa-ÁÍmento, O mesmo que Afa- 
%i mento. 

Fa%on%aL Lenço de alimpar o 
rosto. 

Febre , adj. Fraco , débil. Moe- 
da febre : a que tinha diminui- 
ção grave no peso , e por con- 
seguinte no valor. 

Fedegoso, a. Ascoroso, immun- 
do , mal cheiroso. 

Fedelho, i\psim chamarão ao 
Thuribulo . 

Feira, Commutação, ou troca 
de alguma cousa. — O campo , 
praça , ou rocio , em que se faz 

a feira. franqueada. Feira 

franca, qu« goza de certos pri- 
vilégios, liberdades , isenções e 
franquezas por mer<;ê e aucto- 
ridade do Príncipe. 

Feirar. Trocar , commutar. 

Feitio. Toda a bem.feitoria , com 
que o F]mfyteuta, ou Colono 
augmentavão uma herdade , 
ou fazenda. 

Feitura de alguém, O que era 
provido, ou promovido em al- 
gum lugar honroso por valia, 
ou rogos de alguém, 

Femença. O mesmo que Effemerir 
ça, — Desconfiança , suspeita. 

Feno, Agulhas de pinheiro, que 
agora dizemos moliço ^ ou ca- 
ruma, 

Fé-perjiiro. O quebrantador do 
.juramento, que de'ra. 

Feridas chans, Contusões lívidas 
e cardenas, de que não corria 
sangue , que nellas ficava pi- 
zado e negro, "-•^f^ negras, O 



S6 



TI 



PI 



xnesmoii — concelhadas, oii 
conciliadas» As que erâo feitas 
acinte , de reixa velha e caso 
pensado ; procurando mesmo 
favor , ajuda e conselho para 
as fazer. — '— consuladasm O 

mesmo. divisadas. Claras , 

patentes , e das quaes separada- 
mente correo sangue. san- 

goentas, O mesmo. 
Ferraduras, Certa pensão de um 
tanto de ferro , ou o seu justo 
valor, queosEmfyteutas, Co- 
lonos , ou Vassallos pagavão an- 
nualmente ao Senhorio , para 
elle mandar fazer as que pre- 
cisasse para as suas cavalga- 
duras. 
Ferragem, Ferrâa, pasto de be- 
stas. 
Ferragial , ou Ferraginal, Terra 

semeada de ferrãa. 
Ferrapeia. Peia de ferro , gri- 
lhões e qualquer outra prisão, 
que se lança aos pés, assim do 
racional, como do irracional. 
Ferra%as, O mesmo que Ferra- 
duras, 
Ferro maçuco, O que ainda está 

em barra. moido , moludot 

ou mudo : o que já está la- 
vrado em ferramenta , ou instru- 
mento cortante , ou aguçado e 
afiado, ou aguçado na mó. 
Ferros, O mesmo que Ferradu- 
ras, 
Fetor» Feitor : dizia-se do homem 

e da mulher. 
Festa d Apariço, Dia de Reis, 

ou da Epifania. 
Fetto, Feito , negocio , contracto, 
Feu, Tributo, pensão, feudo, 

foro. 
Feirir, Ferir , maltratar. 
Fiâa , Fia , Sfiáa e Fiada, Vaso 
de barro, chato e redondo. 



que hoje chamamos almofia: 
levava meioçalamim: por elle 
se pagava não só a manteiga , 
mas também os grãos. 

Fiada, Medida , que levava a 16.* 
parte de um alqueire. 

Fiador ia , ou Fiaduria, O mesmo 
que 

Fiadura, Fiança, obrigação, que 
alguém se impóe de responder 
por outro, quando este o não 
faça. 

Ficada. O contrario de partida. 

Ficar. Segurar , fincar , v. g. as 
mãos , os pe's , os joelhos sobre 
alguma cousa. 

Ficy, Fique : do Verbo Ficar : 
remanescer , restar. 

Fieis, Louvados , Juizes árbitros, 
de Deos. Os montes de pe- 
dra miúda , que junto dos ca- 
minhos lançavão ámão os pas- 
sageiros. Também forão cha- 
mados Montes - G áudios estes 
montões de pedras, 

Fieldade, Fidelidade, 

Fieldades, Partilhas eavaluaçôes 
feitas por Louvados. 

Figueiredo, Lugar cheio de fi- 
gueiras, 

Figueiró, Pequena figueira. 

Fiho, Filho. 

Fiir, Finar , acabar , morrer* 

Filar, O mesmo que Filhar. 

Filha ^ Filhada c Filiada. To- 
madía de terras do Concelho , 
maninhas, ou incultas.^ 

Filhodoiro» Capaz de ser tomado 
e recebido. 

Filhamento, Acção de tomar , 
receber, conquistar. Ainda hoje 
se diz Carta de Filhamento , 
pela qual o Principe , ou So- 
berano toma algum Vassallo 
no Foro de Moço Fidalgo, 
Escudeiro Fidalgo , etc. 



I 



n 



vo 



$7 



Filhar, Tomar , receber , con- 
quistar. pannos de segu- 
rança, Fazer-se Religiosa uma 
donzella. 

Filhar as vergas das cousas, To- 
mar quaesquor fructos , ou hor- 
taliças em verde , e antes de 
estarem sazonados. 

Filio , ou Filo. Filho. 

Fimento,0 mesmo que Affimento. 

Finamento, Fallecimento, morte. 

Finco. Escrito de obrigação de 
divida. 

Fingidiçamente. Com fingimen- 
to, dolo, ou fraude. 

Fingidiço , adj. Ficticio , falso , 
fingido. 

Finto. Maço, ou Rol dos Titu- 
los, que pertencem a um Po- 
vo , fazenda , ou território. 

Firma. Juramento decalumnia. 

— O nome, ou signal de al- 
guém , escripto de seu próprio 
punho , ou por outro a seu ro- 
go. — Testemunha e toda a 
pessoa , que dava firmeza a 
qualquer Instrumento , ou 
Escriptura. — O mesmo que 
Arrendamento . 

Firmai. Relicário de pe' largo, 
com figura de custodia. — Por- 
ta-paz pequeno , que se trazia 
ao pescoço, ovado e sem pe'. 

— Sello. 

Firmar. Prestar juramento de 
calumnia. — Provar o que se 
allega. 

Firmideu. Firmeza, valor de um 
Instrumento publico. 

Firmidoem. O mesmo. 

Fisco. Ainda hoje ha varias Pen- 
sões , chamadas do Fisco , por- 
que antigamente sepagavão á 
Keal Coroa , que delias fez 
m^rcè ás Corporações , ou Pes- 
soas do seu agrado» 



Fistco. O Medico , ou Cirurgião-. 

Fisqueiro. O que arrecada a pen- 
são , ou renda do Fisco. 

Fito. Marco levantado. 

Fiu%a. Satisfação , confidencia 
no affecto e bons serviços d« 
alguém. 

Flagelantes. Os que se açoutavão, 
ate derramar o sangue, em sa- 
tisfação de suas culpas. 

Florim. Moeda d'ouro, e tambenx 
de prata ; o seu valor não foi 
uniforme: ode Amsterdão va- 
lia 300 reis Portuguezes ; ode 
Aragão 20 soldos , ou 70 reis ; 
odeCastella 400 reis, e depois 
valeo muito menos. — No tem- 
po d'ElRei D. Fernando cor- 
riào por 340 reis. 

Fodidincul. Sodomita paciente. 

Fogaça , Fogacia , ou Fogar^a. 
Serviço , ou foro , que o Casei- 
ro, ou Colono pagava ao Di- 
reito Senhorio : era um pão , 
ou bolo grande de trigo , talvez 
de um, ou dous alqueires. 

Fogar , es. Casa habitada , em 
queseaccendefogo: differiado 
Casal y ou Fogueira ^ em que 
não era cercada de fazendas 
de raiz. 

Fogo. Tributo, que pagão os da 
Terra de Chaves , que tem de 
seu em fazenda , movei, ou de 
raiz 910 reis; chamâo-lhe Ma- 
ravidi : Paga dos Fogos , ou 
das Pessoas , ou da Visinhança ^ 
e também Martiniega. 

Fogo morto. Casal de Fogo mor- . 
to : o que estava deshabitado , 
reduzido a matos , e sem cul- 
tura. — Direito de Fogo mor- 
to : assiste ao Colono , que ha- 
vendo roteado a terra brava e 
inculta, não pode ser lançado 
fora delia pelo Direito Seahorio. 



83 



fO 



Fogueira^ as. Casaes, ou Re^uen- 

• gos , que annuaimente pagavâo 
á Coroa certos foros e pensões. 
Em algumas partes se disserâo 
Fogos ^ ou Fumadégos. 

Fogueiras de S, Miguel. As que 
pagavão o Real foro por dia 
de S. Miguel. 

Folám. Uma tal pessoa , nomea- 
da por seu nome próprio. 

Foles xomaçwes. Pergaminhos, ou 
meíabranas, preparadas para 
nellas se escrever , segundo o 
mais provável. 

Folgança. Folguedo, bemaven- 
turança, descanso, gosto, ale- 
gria. 

Folie. Moeda de baixo preço. 

Fonsadol. O mesmo que Fossa- 
deÃi^a. — Tributo para alguma 
Expedição Militar. 

For. Uso , forma , estilo , foro , 
costume. 

Foragem^ ens. Foros miúdos: o 
mesmo que Direituras. 

Foral. O Códice, que continha 
as Leis Municipaes de uma Ci- 
dade, Villa, Concelho, quin- 
ta , ou herdade , dadas pelo Di- 
reito Senhorio , ou Imperante. 
— Lugar estabelecido para nel- 
> le se fazerem as Audiências e 
Juntas de um Concelho. — 
Foraes : se disserâo aquellas 
propriedades , que pagavão 
foro. 

Foramontâos. Assim chamarão 
os Caseiros, ou Colonos, que 
pagavão o for o de caça do mon- 
te , ou condado do monte : e 
mesmo os que só tinhão obri- 
gação de acompanhar com ar- 

- mas e cães ao Senhorio , quan- 
do ia á «aça. 

F orarias, O mesmo qu3 Fora- 
, gens. 



FO 

Forçado he. Sem duvida alguma , 
certamente , assim ha de ser. 

Forçador. O que por força e sem 
auctoridade de Justiça se apos- 
sava da cousa , ou fazenda 
alheia, que se àizio. Forçada^ 
e o dono Forçado. 

Forjamenios, Os Autos de uma 
demanda. 

Forhj. O mesmo que Florim. 

Formal. Residência, ouvW^nda 
de uma quinta, ou Casal, que 
andava emprazado. 

Formaníe. Vestido, peça, ou 
cousa, que pela primeira vez 
se vai a metter em uso. 

Fornaça. Casa , onde se lavrava í 
a moeda. I 

Forna%inho. Espúrio, bastardo, 
illegitimo. 

Forne%inho. O mesmo. 

Fornido. Concubinato, fornica- \ 
ção , mancebia , vida torpe e 
deshonesta. 

Fornizio. O mesmo. 

Foro. O mesmo que Pra%o. 

Foro Cabaneiro. O que pagavão 
os homens, ou as mulheres de 
trabalho, que vivião solteiros, 
de per si esem familia. — Ca- 
sal de foro morto : assim cba- 
mavão o que estava amortiza- 
do, livre e isento de qualquer 
foro, ou pensão. 

Forrejar. Furtar , roubar , andar 
á pilhagem. 

Forte. Assim chamavão á moe- 
da , que se oppunha á Febre : 
esta tinha de menos, aquella 
de mais. — Moeda de prata 
com o valor de 40 reis , que 
depois veio a valer 32 reis. 

Forte cousa. Muito duro e áspero. 

For.telcgar. Dar valor, firmeza, 
ou força a um coíitracto, ou 
Escriptura» 



FO 



FR 



r^ 



jFortele%a. Força, valor, firmeza 
de um Instrumento. — Castel- 
lo, muro, cerca. Praça. 

Fort elevar. O mesmo que A for- 
t elevar. 

Fortili%a. Fortaleza , vigor , fir- 
meza. 

Fortuna, Contratempo, perigo, 
desgosto , perda , afflicção , as- 
sim no mar, como na terra. 

Fossada, o. Expedição Militar , 
que consistia em sair com mão 
armada a talar, ou colher as 
novidades efructos, que os ini- 
migos havião agricultado. 

Fossadeira. Tributo Real, que 
pagavào aquelles, que tendo 
obrigação da irem ao Fossado , 
faltavâo aella, applicadopara 
as despesas , que no dito Fossa- 
do se tazião. — Terra , quinta , 
ou casal, obrigado a pagar o- 
Tributo da Fossadeira , de que 
o Principe havia feito doação , 
ou talvez havia vendido , a uma 
Corporação, ou Vassallo. — 
Herdade , que pagava para o 
Fossado. 

Fossado. O mesmo que Fossada. 

Fosso. Campo, terreiro, rocio, 
paul , que ficava em frente do 
Mosteiro, ou Igreja. 

Foste. Vara de Ministro , ouOf- 
ficial de Justiça : ou melhor : 
Cano, canhão, ou pedaço de 
palha , que alguns Magistrados 
entregavâo aos Porteiros do seu 
Auditório , para com elle faze- 
rem algumas citações, darem 
posses, etc. , chamado por isso 
Sinal do Jui%. 

Foto. Estar, oupór-se em foto : 
Ficar boiante , livre de baixos , 
ou cachopos , e poder navegar 
sem perigo. 

Foyo. Fojo, cova funda e redon- 



da, em que se tomão lobos e 
outras feras. 

Fraciado. France, livre. 

Frade e Frey. Este nome (que 
nada mais significa, ç{\xe Irmão 
Espiritual) deo-se antigamente 
a todos os que compunhâo uma 
Familia Religiosa, Irmanda- 
de, Confraria , Hospital ; quer 
fossem solteiros , quer casados , 
ou viúvos ; com tanto que no 
exterior mostrassem algum si- 
gnal de piedade, vida penitente 
e reformada. ^i 

Frades Maiores e Frades Meo- 
res. Os primeiros erâo os de S. 
Domingos : os segundos os de 
S. Francisco. 

Fragicia. Ruptura, ou quebra- 
dura, hérnia. 

Fragueyro. Official , que se em- 
pregava na construcção das 
náos, ou fragatas. — O que 
apromptava madeiras para as 
construcções navaes. — O que 
tem paixão de andar á caça 
pelas fraguras e montes. 

Fraine%a. Pobreza , mingua , pe- 
núria. 

Fraisseo, Freixo. 

Fraixel. O mesmo que Froixel, 

Fralda levantada. Cauda de um 
vestido roçagante , que para 
não arrastar, vai soberguida. 

Frama. Presunto de porcd : ou 
melhor : Leitão , ou leitôa pe- 
quena, que dizião de espeto. 

Francisco, adj. Francez, ou cousa 
de França. — Nome próprio de 
homem , já usado no Século XI. 

Franco douro. Moeda Portu- 
gueza, que valia 120 reis. 

Frangâo de souto. O que já tem 
cristas e esporões, e procura o 
seu sustento pelos matos e sou- 
tos. 



1^ 



^^ 



Pr 



Etr 



Franqitido^a^ os, Herdamento, 
ou terra, que reduzida a cul- 
tura, de estéril se fez rendosa. 

Franxal. O mesmo que Froiãíel. 

Fraqaentar, Enfraquecer. 

Frasca, Tre'm , movilia , fato. 

Frasearia. Homem dado a mu- 
lheres. 

Fravégas. Fragoas , nome pró- 
prio de Terra. 

Fr cama, O mesmo que Fr ama. 

Frecheiro , os. Fre'slas , ou setei- 
ras , de que ainda se usa nos 
muros e portas das Praças , 
para incommodar ossitiadores. 

Frei, O mesmo que Frade, 

Frcirar-se. Tomar o Habito em 
alguma Religião approvada : 
dizia-se dos homens e das mu- 
lheres. 

Freiria. Congregação, Confraria 
de varias Ordens Militares. — 
Condição, ou qualidade de ser 
Freire em alguma das Ordens 
Militares. — Lugar, sitio, rua , 
ou bairro, em que alguns Frei- 
res residirão. 

Freitar, F^azer fructifero , afrui- 
tar, rotear, cultivar. 

Fri%ante, Moeda, cujo valor e 
feitio se ignorão : talvez seria 
o mesmo que Pemnte. 

Froijcel. Pluma rniuda das aves, 
de que se enchião colchões , 
cabeçaes, ou fronhas. 

Frolenças. O mesmo que Florins. 

Frolys, O mesmo. 

Fr onça. Lenha miúda , rama , 
desfalca . 

Fronta. Requerimento. 

Frontar, Requerer , pedir com 
instancia, protestar. 

Frontaria, Raia, fronteira, di- 
visão entre dous Reinos , Po- 
vos, Cidades, etc. 

Fronteira, Expedição Militar , 



sem mais destino , que conter- 
se na defensiva , impedindo 
que o inimigo se adiantasse fora 
das suas terras , e passando as 
raias , viesse fazer nas alheias 
alguma conquista, roubo, ou 
damno. 

Frores. Flores , nome próprio de 
mulher. 

Frutar. Desfructar, recolher, ou 
apanhar alguns fructos. j 

FuerO'Jn%go . O Código , que | 
continha as Leis dos Godos, 
Civis e Criminaes , que em 
Portugal vogarão ate o Século 
XII , depois do qual paulati- 
namente se forão esquecendo , 
ou reformando ate os principies 
do Século XIII , e sobre cujas 
ruínas se foi levantando o Cor- 
po da nossa Ordenação presen- 
te. 

Fugidiço. Inconstante, ligeiro, 
fugitivo. 

Fulgura. O mesmo que Folganr 
ca. 

Fumadégo. Tributo , ou Direito 
de Cabeça , Cabeção , que se 
pagava de cada casa de fami- 
lia, segundo o respectivo Foral , 
ou Aforamento. — O Direito de 
habitar. — Fogo , Fogaça, 

Fumagem. O mesmo. 

Fumaredas Grossas nuvens de 
fumo. 

Fumigar. Fazer fogo, accend^ 
lume, viver de continuo. 

Fmidiar. Pôr , metter , baldear , 
esconder. 

Furtele%a. O mesmo que Forte- 
le%a. 

Furtivelmente. Oceultamente , 
as escondidas. 

Fuims. Foraes dos Concelhos, 



Cartas 
Terras. 



ou Regimentos 



das 



GA 

Fusta. Castigo, que por aucto- 
ridade publica se dava, açou- 
tando com varas aos crimino- 
sos. 



GA 



^l 



Pustánt. O mesmo. 
Fuste. O mesmo que Foste, 
Fuy. Foi , na terceira pessoa do 
Pretérito do Verbo Ir. 



k^%-%WV%W«.'V\<V%'V%%VV%5 



G 



G 



GA 

• Na Arithmetica dos An- 
tigos , valia 400 : plicado , 
40/000.— Na Musica, d^ínota- 
va que se devia trinar a voz. — 
Por Che mui frequente nos An- 
tigos, V. g, Gavea\ior Cavea. — 
Por/ acha-se a cada passo no 
Século Xtll e XIV, v. g. Sega 
por Seja. — Usou-se muito G 
por N , quando a este se seguia 
outro G, V. g. Agguilla por 
Anguilla. — Igualmente se 
usou G por N , quando a este 
se seguia outro iV , v. g. Sta- 
gneus por Stanneus. — Quando 
já a Lingua Latina havia decaí- 
do da sua pureza , o G , ou 
singelo, ou dobrado, ou tripli- 
cado depois de Au, indicava 
o numero dos Augustos, que 
actualmente governavão em al- 
guma parte do Império. E o 
mesmo era nas Letras P, aS*, 
D e A' . 

Gaaçar. Ganhar , adquirir. 

Gauçom. Ganhão, trabalhador, 
jornaleiro. 

Gaainharia. O mesmo que Gan- 
ça. 

Gabamentos, Palavras em abono 
de quem as profere. 

Gadea. Carta de Gadea : Testa- 
mento nuncupativo. 

Gado do vento. O que vaga sem 
dono , ou pastor, casando. 



GA 



O que he miúdo , e anda arre- 
banhado. folgado. O que 

havendo nascido para o jugo, 
ou cargas , actualmente não 
he empregado no respectivo 
trabalho. 

Gafaria, as. Hospital de Lepro- 
sos , Lazareto. 

Gafos. Não só se disser ao assim o» 
infeccionados de lepra, ; mas 
também os Hospitaes, LeprO' 
sorios, ou Lazaretos , em que 
elles se curavào, ou residiào. 

Gainharía. O mesmo que Ganga. 

Gaiola, Prisão estreita. 

Galalim. Galarim , termo deA- 
rithmetica. 

Gala%. Gelasio, nome próprio 
de homem. 

Galiote, es. O que servia de ma- 
rinheiro nas Armadas Reaes. 

Gallinario. Menino, ou mance- 
bo , que se criava em Palácio , 
synonymo de Infançâo. — Pro- 
curador , ou Mordomo , a quem 
pertencia a cobrança , ou com- 
pra das gallinhas para a Ucha- 
ria Real, e aquém chamavâo 
May or dom o- Galineiro . 

Gallinha do Açor , ou A%or. Esta 
pagavão alguns casaes a ElRei 
por commutação do açor , que 
d'antes erâo obrigados a pagar. 
— — — de canteyro. Nesta foi com- 
mutada a obrigação , que ai- 



«2 



OA 



(SE 



guns casaes tinhão de dar cari' 
teyros , ou malhaes , para assen- 
tar as pipas , cabas , ou toneis 
dos respectivos senliorios. 

GaUi%a. No Século X estendia-se 
até o Mondego. 

Gallo. Avela Maria no QdJiáiei' 
ro das trevas. 

Gamar. Chamar. 

Gamar-se. Cbamar-se. 

Ganapé. Assim disserâo antiga- 
mente o cabeçal da cama. 

Ganar ^ ado. Adquirir, ganhar. 

Ganga e Guança. Interesse, lu- 
cro, ganho, emolumento, ou 
torpe , ou honesto. — Filho , a 
de Gança : o que era filho de 
uma mulher torpe e deshone- 
sta. 

Gangar. Ganhar , obter , alcan- 
çar , conseguir. 

G anela. Gamei la grande do feitio 
de bandeja. 

Ganhadéa. O mesmo que Ganga. 

Ganhadia. O mesmo. 

Ganhadinheiro O mesmo que 
Gaagom. 

Gargom.. Moço , mancebo lascivo 
e deshonesto. 

Garda. Este era o nome do Bispa- 
do e Cidade da Guarda nos 
princípios do Século XIII. 

Garda-Cós. Vestia, ou casaca. 

Gardante. O que guarda , obser- 
va , cumpre. 

Gardingo , os. Os filhos da pri- 
meira Nobreza , que se criavão 
em Palácio. — Guarda Mor. — 
Ou melhor : Rico-homem , in- 
ferior ao Duque e ao Conde , e 
superior ao Tyufado. 

Gardunha. O teixugo. 

Gardunia. O mesmo. 

Garganton. O que he excessivo 
em comer , voraz , ou seja ra- 
cioiíal, ou irracional. 



Gargantmce. Gula, extraordi- 
nário appetite de comer. ' 

Gamtciro. O que dá casa de jogo. 

Garito. A mesma casa. 

Garnimento. Guarnição. 

Gor?'2o?«ce. Desgarro, im modéstia, 
deshoneslidade , chocaíhice. 

Garrido^ a. Lascivo , deshonesto. 

Gasmlado. Unido, junto, assa- 
ciado. 

Gata. Maquina militar de grossos 
madeiros , a coberto da qual 
picavão os gastadores os muros 
e torres. 

Gatenho. Infructuoso, estéril , 
em pousio. 

Gatos meitnoens. Os dealgalia. 

Gatúm. Forrado depelles de ga- 
to. 

Gayola. Andar, charola, que ia 
na Procissão. 

Ga%ú. Carnagem , matança. 

Ga%úa. Ajuntamento da Tropa 
para defender a Religião. 

Ge. Se. 

Gegelado. O mesmo que Agege* 
lado. 

Geira. Havia geira de caynpo e 
geira de vinha : esta constava 
de 50 homens de cava ; aquelia 
devia levar 4 alqueires de cen- 
teio em semeadura. Devia ter 
12 varas, ouaguilhadas (cada 
huma de 12 palmos e meio) de 
largo, e 60 de comprido. — 
Porção de terra, que uma jun- 
ta de bois pode lavrar em um j 
dia. — Peita, que se dava ao ! 
Ministro de Justiça , ou que elle j 
extorquia. j 

Geiróm. O que paga geiras. j 

Geitar. Lançar , enterrar, se- i 
pultar. 

Geitar-se, Lançar-se, aposentar- 
tar-se, fazer assento, ou resi» 
dencia. 



Gl 



GR 



^3 



Gémea de talhos de marinha. 
Consta uma gémea de 64 ta- 
lhos. 

Gener. Abundar, crescer, tras- 
bordar. 

Genesím. A Cadeira, ou Aula, 
em que os Rabinos explicavão 
os cinco Livros de Moysés. 

Gentil. Moeda d'ouro muito mia- 
da, que fez lavrar ElRei D. 
Fernando. A de um ponto va- 
lia 1G2 reis: a de dous. pontos 
144 reis: outra valia 126 reis ; 
e a quarta valia 116 reis. 

Georaal. Talvez o mesmo que 
Gorjal , ornamento de prata , 
que as Senhoras traziào ao pe- 
scoço. — Gomil , jarro. 

Geração (De). De qualidade, 
casta , ou natureza. 

Geraçoens. Invenções, descobri- 
mentos novos de varias cousas , 
assim no fysico, como no mo- 
ral. 

Germaho. Filho dos mesmos pais, 
irmão. 

Germaia. Irmâa, filha dos me- 
smos pais. 

Germay vilmente. Irmâamente. 

Germeidade. Irmandade, socie- 
dade. 

Gcrmeymente. Irmâamente, em 
boa sociedade. 

Gcrmidade, Parentela , irmanda- 
de. 

Ghurgo. Jorge, nome de ho- 
mem. 

Giane. João. 

Gibanete. Pequeno gibão d'aço , 
ou ferro. 

Gihiteiro. Official, que fazia gi- 
banetes. 

Gillonario. Alcaide dos donzeis. 
Vid. alcaide. 

Girão de terra. Pedaço d.e ter- 
ra , a modo de girào. 



Girom e Jirom^ oens. Aba, ou 
roda do vestido. 

Gisado. Occasião^ tempo, vagar. 

Goara%el. O mesmo que Cora%iL 

Goivo. Contentamento, prazer, 
alegria. 

Goliardo. O que come, ou bebe 
na taverna por vicio , seja Se- 
cular, ou Ecclesiastico. 

Gora%il. O mesmo que Cora%il, 

Gorgilim. Peça d'armas bran- 
cas , com que se defendia o 
pescoço. 

Gouvecer. Gozar , aproveitar-se, 
usar. 

Gouver. Jazer, estar, residir. 

Gouvir. Gozar, desfructar, uti- 
lizar-se de alguma cousa» 

Govenco ^ a. Bezerro, novilho. 

Governado. Apaniguado , cria- 
do , da mesma familia. 

Governador de hiima Igi^eja. O 
Padroeiro e todo o Freguez, 
que tinha voto no governo 
delia. 

Governalho. O leme da embarca» 
ção. — O governo. 

Governança. Tudo o que he ne- 
cessário para sustentar ávida. 

Governar. Manter , prover , sus- 
tentar. 

Governêllo. Alan timento, susten- 
to , mantença. 

Gracir. Agradecer o beneficio, 
favor, ajuda recebidos. 

Grado ^ subst. Satisfação, pra- 
zer, agradecimento. — Premio, 
ou galardão. — j4dj. Agradeci- 
do a todo e qualquer beneficio , 
que se tenha recebido. 

Gramaidade. O mesmo que Ger- 
meidade. 

Gramatego. Grammatico. 

Grancha. Prédio rústico, com 
sua casa de abegoaria e celleiro 
para recolher os fructos. 



^4 



CU 



GU 



Granja. O mesmo. 

Gramolla. Gralhada, susurro, 
fallatorio. 

Gratir, O mesmo que Gracir, 

Grave, Moeda de prata, pouco 
menor que um meio tostão : 
valia 21 reis. 

Grecisco . Bordad ura preciosa . — 
Panno de cor gris. 

Gremeymente e Greymeimentc. 
O mesmo que Germeymente. 

Grida. Gritaria, clamor. 

Gridar, Gritar , clamar , dar vo- 
zes de alarido. 

Grijó^ on Igrijó. Pequena Igre- 
ja, insignificante Hermida. 

Gri%isGO. O mesmo que Grecisco, 

Grós. p^etider agros: por junto, 
em grosso, e nâo a retalho. 

Grossado, a. Raspado, ou com 
entrelinhas. 

Grossamento. Glosa, ou qualquer 
addiçâo , ou alteração na escri- 
pta , que possa fazer duvida , 
ou suspeita. 

Grosso. Moeda de prata fma e 
pura , com o valor de 33 reis , 
que era o mesmo do Real de 
prata. 

Gruador. Adivinho , supersticio- 
so. 

Gruaría. Casal , que pagava foro 
de gruim. 

Gruim. Tromba, ou focinho de 
porco. — Grão, que se verte, 
ou derrama, e que ordinaria- 
mente comem os porcos. 

Guaanhadéa. O mesmo que Garf 
ça. 

Gualteira. Carapuça. 

Guança. O mesmo que Ganga. 

Giiarda-Cós. O mesmo que Gar» 
da- Cós. 

Guarda- Reposta. O que tinha a 
seu cargo os doees e postereS) 
para a Mesa Real. 



Guarecer. Convalecer , sarar , 
refazer-se de algum damno. — 
Escapar, refugiar-se, amparar- 
se , defender-se. 

Guarescer. Viver n'uma fazenda , 
da qual se consigão as cousas 
necessárias para a vida. — Con- 
viver, ou ter amizade e com- 
municação com alguém. 

Guarida e Goarida. Far^er gua- 
rida : conviver , estar na com- 
panhia de alguém. Manter goci" 
rida : conseguir o preciso e ne- 
cessário para os usos da vida. 

Guays e Giiay. Ai ! interjeição 
de dôr e sentimento. 

Gua%el. O mesmo que CoraziL 

Guça. Actividade, fervor, pres- 
sa, diligeficia. 

Guerra guerreada. Difteria da 
Batalha campal, em que esta 
decidia por uma vez : aquella 
porem repetia as hostilidades 
por muitos choques e escara- 
muças, mortes, roubos e cà- 
ptiveiros. 

Guete. Instrumento publico , pe- 
lo qual o Judeo se desquitava 
de sua mulher 5 se esta por um 
anno permanecia no Judaismo , 
sem querer abraçar ,, como seu 
marido, a Lei de Jesu Christo, 

Guiamento. Sermr a alguém de 
guiamento : he fazer-se Guia , 
Mestre, Director de alguém. 

Guidimtesta. Era o nome antigo 
do território , em que se fundou 
o Castello de Belver. 

Guinada. Salto, investida, fre- 
nesi, fúria. j 

Guinde. Taça , copo , ou vaso de j 
aro , quasi da figura das nossas 
caldeirinhas de agoa benta , fei- 
ta de couro , metal , páo , etc. 

Guisa. Modo, forma, maneira. 
•— Ordem , ou qualidade de Ca- 






HE 



HE 



05 



valleiros , a que chamavâo Gui- 
sados , ou Aguúados , por esta- 
rem a toda a hora promptos 
para a guerra. 

Gtí/sado. Posses, modo, maneira 
para fazer alguma cousa. 

Gtiisarnento. Aviamiento, ou pre- 
paro para alguma cousa se fa- 
xer. 



Guisar. Apromptaf, preparar ^ 

compor, aqear. 
Gur. O mesmo que /wr ; Direito 

para fazer, ter, ou possuir ai- 

guma cousa. 
Gurgu%. Dardo , virotão , qua- 

drello , armas de arremeço, que 

se desparavào com grandes 

bestub. 



k^^^^V^V^^WV»^ 



H 



H. 



HE 



• Letra numeral , valia 200: 
sendo plicadaSOU^JOOO. — Na 
Musica , assim como na escri- 
pta , nada mais era , que uma 
nota de aspiração. — Em mui- 
tas dicções Latinas e Portugue- 
zas se omittia , y. g. oc , onra 
por hoc , honra. — Algumas ve- 
zes se acha substituido por G. 
— Antes dos artigos a , o, as, 
os , e antes da conjuncçào e, 
foi muito usado até o Século 
XVI. — Supprido por F ^ e 
pelo contrario , acha-se com 
frequência. — Delle se usou an- 
tigamente sem precisão algu- 
ma. 

Hahenencia. Concerto , composi- 
ção, ajuste. 

Haver alguma moça de virgiu' 
dade. Forçal-a , corrompel-a. 

Ha%. Exercito posto em campo. 

Hégira. O mesmo que Egira. 

Heir adega. O mesmo que Eira- 
dega. 

Henriques. O mesmo que Anri- 
ques. 

Her. O mesmo que Er. 

^ Herdade. Até o Século XV se 
Uyaaava poí quaegquer bens de 



HE 

raiz, casal, quinta, herdamen- 
to , prédio rústico , villa , gran- 
ja , celleiro , propriedade , al- 
deã, alquaria, e toda aquella 
fazenda, que rendia, ou po- 
dia render algum fructo , ainda 
que fosse bem limitada , e as 
suas peças, ou belgas não esti- 
vessem unidas. 

Herdade de hermar cpovoar. A 
que andava por Prazo de Vi- 
das , e que extincta a ultima , 
ficava devoluta ao Direito Se- 
nhorio, para delia fazer o que 
muito quizesse. 

Her dança. Herança. — Direito 
de succeder em alguns bens 
temporaes. — Ração, comedo- 
ria , ou alimentos , que alguém 
recebia de algum Mosteiro , 
ou Igreja , por ser Descenden- 
te , ou Herdeiro dos respectivos 
Fundadores. 

Herdeiro de mais preço. O mais 
nobre, distincto e principal. 

Herdeiros. Os Filhos e Descen- 
dentes dos Padroeiros e Fun- 
dadores das Igrejas e Mostei- 
ros , de que annualraente per* 
cebião certas pensões. 



^ 



no 



HO 



Hereé, Herdeira. 

Hereés. Herdeiros. 

Hcreo 5 ou Éreo. Herdeiro. 

Hermar. Despovoar, tornar in- 
culto um casal, herdade, ou 
fazenda. 

Hermcnho e Hermínio. Áspero , 
duro , intratável. 

Hermitagio. Hermida, ou Ca- 
pella, fundada no ermo. 

Hervoeyra. Prostituta , marafo- 
na, mulher torpe e solteira. 

Hestromento. Instrumento, Es- 
criptura publica e judicial. 

Hicham^ ou Eixam das bestas. 
O Cevadeiro das Cavalhariças 
Reaes. 

Higualdaçom , ou Igualdaçâo. 
Acção de repartir os criados e 
criadas pelas Corporações e 
Pessoas , que delles precisa- 
vâo. 

Higualdar. Dar e distribuir os 
ditos criados. 

Hir , ou Sahir sobre alguém. Era 
appresentar-se com cruz e agua 
benta sobre a sepultura de al- 
guém , para dizer , ou cantar 
algumas Preces , ou Responso- 
rio. 

Hirivar. Derribar , arrasar , de- 
molir. 

Ho. He o artigo o aspirado. — O 
mesmo que d, ou ós: meren- 
da , convite , refeição. 

Hoge. Hoje. 

Homaxem. Imagem , vulto , re- 
trato. 

Homem. Criado, moço, serven- 
tuário , feitor. — O mesmo que 
eu , alguém , ou cada qual, 
— — de Rua. O que vive na 
Cidade, ou Terra grande , on- 
de as casas estão arruadas. 
— de feição. O que era no- 
bre , distincto j honrado, — 



geral. O que be plebeo , ou 

paisano. especial. O que 

he distincto, nobre , fidalgo. 
— — de rellacâo. Quadrilhei- 
ro, Juiz da Vintena, ajura- 
mentado , que servia de olheiro 
e relator das cousas , que per- 
tencião ao bom governo de to- 
do o Concelho. 

Homicidio. Tributo, ou Pena, 
que devião pagar os Povos, 
quando não querião entregar 
para a morte o homicida , que 
entre elles se refugiara. — Qual- 
quer delicto , de que se devia 
pagar coima. 

Homiciero .> Homiseiro ^ Home- 
%iam^ Homiziai^ Homicidana 
e Homicida. O que despotica- 
mente mata alguma pessoa. — 
O culpado em algum grave 
crime , ainda que não fosse o 
de matador. 

Honestidade. Modéstia , decên- 
cia, gravidade. 

Honesto^ a. Accommodado, con- 
veniente, grave, decente. 

Honra , as. Consistia a Honra , 
ou Honras funeraes nos Offi- 
cios , Missas , ou Preces , que 
os vivos faziâo pelos defuntos. 
— Fa%er honra : acompanhar 
o cadáver do defunto, assistir- 
Ihe , em quanto o não sepulta- 
vão, rogar aDeos por elle. — 
Mercê , que o Rei fazia das ren- 
das de alguma Cidade , Villa , 
ou Casteílo, sem obrigação aU 
guma de serviço ^ e só para hon- 
rar a quem a recebia. — Cha- 
marão-se Honras certas por- 
ções de terreno demarcadas por 
auctoridade Real, em que os 
Grandes do Reino tinlião seus 
Palácios, com Jurisdicção sobre 
05 respectivos Vassalios, que 



97 



ficavâo isentos de toda a Im- 
posição, ou Tributo para a 
Coroa. Bastava que um La- 
vrador criasse ao peito de sua 
mulher o_fillio de um Fidalgo , 
ainda que não fosse delegitimo 
matrimonio , para que ficasse 
honrado aquelle casal , quinta , 
ou lugar : abuso , que extermi- 
nou o Senhor D. Diniz no an- 
no de 12ÍK). 

Hordim. Ordem , Estado Reli- 
gioso. 

Hordinhairo. Ordinário. 

Hospeda. Esposa, mulher legi- 
tima e recebida em face da 
Igreja. 

Hospede .f a. Estalajadeiro, eira. 

Hoste. Exercito posto em campo , 
recrutamento e qualquer expe- 
dição militar. 

Housia. A Capei la Mor , ou prin- 
cipal de um Templo, na qual 

\\. 



estava o Santíssimo Sacramen- 
to. 

Huóha. Arca, cofre, armário. 

Huchote. Arquinha- pequeno co- 
fre, ou armário. 

Hugucio. Proposição irónica , 
contraria ao verdadeiro enten- 
dimento de quem a profere, 
levantando um pouco a voz. — 
Figura de interrogação , de que 
usão os Oradores. 

Hum. Onde. 

Hum só gerado de D eos. O Filh« 
de Deos JESUS Christo. 

Humagem. Retrato, imagem. 

Humildosamente. Com muita hu- 
mildade, veneração e respeito. 

Humizía. Parece ser fouce roça- 
doura. 

Hundrado, ou Hondrado. Hon- 
rado, illustre, distincto. 

Hycharia. Ucharia Real. 



.^«VVWWV^^WW^-V^Vk-^ 



WVVWVk^V^íV» 



L • Na Arithmetica dos Anti- 
gos, valia 100: para com os 
bons Latinos, 1; para com os 
nossos maiores , valia ] ^000 , 
sendo coberto com uma linha 
4^cta , que depois se mudou em 
curva. — Como Nota Musical , 
denotava a depressão da voz. 
— Mudado em F^ he frequente 
nos monumentos do antigo La- 
cio. — Maiúsculo no fim das 
dicções , fazia as vezes de dous 
ii : no meio delias , era signal 
de se pronunciar longa. — Sin- 
gelo , significava Primus , Pri- 
mum : á proporção que se do- 



13 



brava, crescia mais um nume- 
ro; v.g. iiv^^r, iiiiii v/r , etc. 

— Dous // fazendo as vezes de 
E , se acha nas Inscripções Ro- 
manas. — As nossas palavras, 
que no singular acabavão em z/, 
ou «m, ate' os fins do Século 
XVI se escreverão no plural 
com dous w; y. ^.coviis^ bar^ 
riis , €ítc. — Consoante , substi- 
tuidopor 6r ; v. g. Gout?er por 
Jouver , a cada passo se usava. 

— O dos Latinos mudado em 
Y dos Gregos , e também pelo 
contrario , he frequentíssimo em 
os nossos antigos Documentos» 



98 



IH 



IM 



lòiciom, Tòiçom , ocns. O mesmo 

que Eyuiçom. 
Icha-corvos. Impostor, cngana- 

. dor, ocioso, comilão. Deo-se 
€Ste nome aos Demandadores , 

. ouQuestores, que ultimamen- 
te forãoextinctos nas Cortes de 
Santarém de 1427. 

Icolimo, Ecónomo, ou Substitu- 
to do Beneficiado no Choro e 
mais Officios Divinos. 

Idos, A' differença dos me&cs Ka- 

f lendares (que se contavâo se- 
guidamente desde o 1 .*' dia ate o 
ultimo) se introduzirão no Se- 
Gulo XI os me%es Iduados , que 
consta vâo de duas partes : a 
1.* desde as Kalendas ate os 
Idos : a 2.* desde os Idos ate 
ofimdomez; incluindo o me- 
smo dia dos Idos (ou fossem a 
13 5 PU a 15) , e contando setn 
interrupção até as Kalendas 
do mez seguinte. 

Igreja. Também se áeo este no- 
me a qualquer Oratório, Her- 
mida , ou Capella , de insigni- 
ficante fabrica e sem cura d'al- 
mas , quer estivesse em Povoa- 
ção , quer no deserto* — Dar 
lugar á Igreja : fazer lugar 
iios Ecclesiasticos. 

Igrejairo. O mesmo que Mgr e- 

. jairo. 
^ Tg^^^jà. O mesmo qufi Egrejó. 

Igualdação, O mesmo qvj^ Hi- 
gualdação. , 

ígualdança. Igualdade. 

Jgualdar. O mesmo que Higiml- 

, dar. — Igualar, não excluir 
algum , noedir a todos pela 
mesma rasa.. 

Igiiale%a. Igualdade, 

Jguariço. Vaqueiro, pastor de 
vaccas , egcvas . cavallos. 

Ihom^ o\x Jom. João. 



I Ilanira. Panno de linho fino , que 
vem deHoUanda. 

Ilhamcnto. Burla, trapaça, en- 
gano, que be próprio delíliça- 
dor. 

lUiçador. O que obriga a mesma 
cousa a mais do que um , não 
chegando ella para todos. — - O 
que vende d'ante mão pão , 
vinho, azeite, etc, recebendo 
o dinheiro, que promette pagar 
logo com estes fructos, das suas 
herdades, não tendo elle taes 
herdades, ou fructos. — O que 
pede dinheiro emprestado de 
muitas partes , promettendo 
pagar em breve tempo, e ao 
depois diz, que não tem por 
onde pague, e que o obri- 
guem. 

Illigar e Illiciar. Hypothecar , 

-I vender, ou pedir emprestado 
com fraude, engano, ou dolo, 

Imgido. O mesmo que Enxido. 

Impeirado. Obrigado por força, 
constrangido. 

Imperador. Não só aos Reis, 
Summos Imperantes e Chefes 
das Nações se deo este Titulo : 
também se estendeo aos me- 
smos Senhores das Terras , Con- 
des, Duques, Potestades, Go- 

, vernadores , Presidentes , ou 
Magistrados Supremos , que 
governavão as Armas e a Justi- 
ça no Território da suajurisdic- 
çâo, sem mais dependência, 
que a do Monarcha. 

Imperatrh . Deo-se este nome al- 
gumas vezes ás Filhas dos Reis , 
quando tinhâo o governo e ad- 
ministração de alguma Provin- 
cia. 

Impidoso, a. Terra, ou Lugar 
aptfstado. — Caminho emper- 
rado, escabroso. 



IN 



IN 



Í9 



Jmprtmeiramentc . A ntes de mais 
nada, primeiro que ttido. 

Jnhricio. Cavallo de Hespanba : 
ou melbor : a carga , que elle 
ordinariamente costumava le- 
var, -i — Certa moeda. . ^ v, 

Tncensoriarse. Obri^r-se a^j^** 
gar certa pensão , ou censo 
annual. 

Inchaço. Arrogância, presum* 
pção, orgulho, no sentido me- 
tafórico. 

Inchar freamã. Encher de vento 
os animaes, ou aves, que se 
expunhâo á venda , parecendo 
gordura' esta inchação artifi- 
ciosa. 

■incorr imanto , os. Encontro, in- 
curso, attaque. 

Indicias, ou Indí%ias. Sendo pri- 
meiramente o mesmo que J^o- 
%es e Coimas, depois forâo to- 
madas por Pena de Sangue^ 
Maçaduras, ou Pena cf Arma, 

índicios . Para com os G odos erâo 
provas evidentes do crime. 

índio. Moeda de prata, com o 
valor de 33 reis. 

Liducias. Tempo certo e deter- 
minado sobre o fazer , ou dei- 
xar de fazer alguma cousa. — 
Espaço , que se concede ao 
devedor, para pagar sem tanto 
detrimento. — Suspensão do 
litigio por algum tempo , a 
qual se não concede ao Autor. 

Infançom e lnfan%om . O filho de 
Fidalgo CavaUeiro, nâo tido 
em conta de Grande , com al- 
gum limitado Senhorio, que o 
Rei lhe dava, e muito inferior 
ao Rico-Homem. 

Infantadígo. Terra , ou cousa de 
Infançoeiu. 

Infante. O Monge de poucos an- 
ãos, na Religião de S. Bento. 



Infurçâo. Aluguer, que se paga- 
va ao Senhorio pelos que vi- 
viâo nas suas casas. 

Infusa. Vaso de barro , sem de- 
terminada grandeza , e com 
igual disposição para servir á 
agua e ao vinho. 

Inha. Minha. 

Inhate%a. Incapacidade , desma* 
zelo, cobardia. 

Injustado, a. Injuriado, a. 

Intliçonv, O mesmo que Em li* 
çoom. 

IfUkidir . Incluir , metter dentro, 
encerrar. 

Inmisiâo e Immissâo. Dolo, frau- 
de , acção injusta , maquina- 
ção, violência, intriga. 

Inn ocGncio . A Col lecçâo d as Car- 
tas , Actas e Respostas do Papsí 
Innocencio III , arranjadas em 
19 Livros. Ou melhor: 6 Livro 
intitulado Paratitias, que são 
Explicações Summarias sobre 
os 5 Livros das Decretaes , com- 
postas por Innocencio Ciron^ 
Chanceller da Universidade de 
Tolosa. 

Inretar. Irritar, annullar, tornar 
sem força e vigor. 

Insabidade. Ignorância, esqueci» 
mento, falta de saber. 

Insidies. Insignias , ou qualquer 
cousa, ou instrumento, com 
que se dava a posse de algum 
Beneficio , Prazo, Casal , etc. , 
como paramentos , pão , vinho, 
ramos , chaves , etc. 

Insignios. O mesmo que Insidias. 

Instituir. Orderiar, conferir , esta- 
belecer. 

Instrumento. Todo o movei pre- 
cioso , alfaias , baixelas , jóias , 
peças, thesouros, vestidos , etc. 

Introdir. Introduzir, metterpof 
ft>rça € com violência. 



100 



JA 



lU 



Introviscada. Q mesmo que Em» 
truviscada. 

Invencionado^ a. Disposto e pre- 
parado com arte, primor e ga- 
lantaria. 

Irmão per vinco. Primo, filho do 
irmão do pai. 

Irmeilmente. Irmãamente. 

Issecutor. Executor. 

Istorial. Historiador , Cijronista , 
Escriptor. 

Ixudo e Ixudeo <f os. O mesmo 
que Eixido, 

I%entamente. Desafogada , livre 
e desembaraçadamente. 

I%entidão. Isenção, retiro. 

Jalne. Amarelio. 

Jain. João. 

Jamar. Chamar , nomear por seu 
nome. 

Janeta. Fuinha, ou gineta. 

Jantar, O mesmo que Parada: 
certa contribuição de manti- 
mentos e forragens, que as Ci- 
dades, Villas, Mosteiros, Ca- 
bidos e Ordens MiUtares devião 
apromptar para os gastos do 
Soberano e sua comiti va , quan- 
do vinha pelo Reino. Os Prela- 
dos Diocesanos, quando visi- 
tavâo, e os Senhores das Ter- 
ras , quando a ellas ião , tam- 
bém recchiiiQ Jantares. As Igre- 
jas e Mosteiros uma só vez no 
anno erão obrigados ao Jantar 
do Bispo. 

Jaqueta. Pequena casaca , que se 
vestia sobre a saia de malha. 

J arrear. Beber com excesso e re- 
petidas vezes. 

Ja^iiêda. Estancia, ou ancoragem 
dos navios na enseada. 

Ja''^edores, Os que sepultavão por 
eleição em certo lugar, ou ce- 
meterio. 

Ja%cr, Estar posto , ou situado.^ — 



Estar sepultado. — Jtm a hc' 
rança , em quanto os herdeiros 
não fazem partilhas. 

Jibanete. O mesmo que Gibanete. 

Jibiteiro, O mesmo que Gibiteiro, 

Joa. Jóia, prenda, brinco, laço. 

Joachino. Joaquim. 

Joanne, João. — O que despre- 
zando o mundo , fazia em al- 
guma solidão vida penitente. 

Job a job. De jqb a job : de 
popa á proa. 

Jogral. O que por preço tocava 
instrumentos músicos em Festas 
profanas .^ 

Jogundo ÇíJugundo, Vid. Teiget 
e Medida. 

Joigadigo, Concelho, ou Julga- 
do , que tem Foral e Justiça 
com poder ordinário. 

Jorro. Pão de jorro: madeiro 
grosso e corpulento, que só em 
carro, ou a tombos pode ser 
conduzido. 

Jouvar. Estar , ou conservar-se 
era algum lugar. 

Jouver . O mesmo . — Jazer , dor- 
mir, descansar, estar sepulta- 
do. — Tratar deshonestamente 
com alguma mulher. 

Jubeteiro. Alfaiate , que fazia Gí- 
banetes. — O que remendava , 
ou compunha roupas velhas , 
ou rotas. 

Judenga. Figura da Santa Ju- 
dith , degolando Holofernes. — 
Siza Judenga : a que pagavão 
os Judeos. — Tributo de 30 
dinheiros, que estes pagavão 
por cabeça, por haverem ven- 
dido a Christo por outros tan- 
tos. 

Juderéga. Se disse este mesmo 
Tributo. 

Jugada. Direito Real e próprio 
da Soberania. HkJugadas.dc 



JU 



JU 



101 



pao^ vinho ^ linho: Jugadas 
inteiras : meias Jugadas : Ju- 
gadas novas ^ velhas, etc. , o 
que tudo he bem sabido. 

Jugadar. Medir o pão , vinho, 
ou linho da Jugada. 

Jugadciro. O que paga Jugada. 

Jugario e Jugueiro. O mesmo. 

Jugueiro do Casal. Caseiro. 

Julgado. Julgado, ou Concelho, 
que tem particular Foral. 

Juigar. Julgar. 

Juiz do Livro e do Foro. O que 
julgava segundo as Leis do Li- 
vro intitulado Fuero-Juzgo, 
e as do respectivo Foral. 

JuiiQ. Assim chamarão as provas 
do ferro em bra%a , ogoa fer- 
vendo , etc. , quando, o facto se 
nâo podia averiguar por teste- 
munhas. 

Julgado. Concelho, Terra, ou 
1 ermo , que tinha Juiz , ou 
Alva%il com Jurisdicçâo mais, 
ou menos ampla. do Ven- 
to. Officio do Juiz, que tomava 
conta e decidia sobre os gados , 
que se achavâo perdidos esem 
dono. 

Julgajul. O Ministro de Justiça , 
Corregedor da Cidade. 



Juntadamcnte. Juntamente , e 
sem divisão. 

Jur. O Direito. 

Juradia. O Officio de Jurado, 

Jurgio, ou Jurgo. Jorge, nome 
próprio de homem. 

Jurio. Jeronymo. 

Jussãa. Debaixo: he o contrario 
de Susâa : de cima. Antiga- 
mente se disse Juso^ abaixo: 
e Suso , acima. 

Justa , as. Vaso, ou copo de 
vidro , ouro, ou prata , em 
que se lançava o vinho para 
cada um dos que esta v ao á 
mesa. 

Justiça de Monte Mór. A que 
mandava , fosse o criminoso 
precipitado de um despenha- 
deiro, em que morria. 

Justo. Moeda d'ouro, cora ava- 
lor de 800 reis. Alguns dizem 
valiâo 600 reis. 

Ju%go. Justiça , perfeita obser- 
vância das Leis, igualdade, 
socego , paz. — Sentença, ou 
Aresto, que o Juiz pronuncia. 
— Foral, ou Código das Leis 
Municipaes. — Livro , que con- 
tinha as Leis do6 Godos. \id« 
Fucro-Jmgo. 



in 



K 



K. 



KA 



• Letra numeral , valia 150 , 
QU 151 : com um til por cima , 
150^000, ©u 151 j:000. — . INo- 
ta Musical , indicava clamor , 
ou elevação da voz. -—Regular- 
mente SC escrevia, seguindo-se 
A ; mas seguindo«se w , se escre- 
via q. Com tildo em os nossos 
mais antigos Documentos acha- 
mos escripto o ^ em lugar do 
«í, V. g. Ihila por Tquila. — 
ror C, ou CA, he frequentis- 

' simo. 

Kalendario. O Synodo Diocesa- 
no, — O mesmo que Synodati* 
CO : pensão de 800 reis , que 
cada Pia pagava , quando ha- 
^ia Synodo. 



KE 

Kalenda&. Os Direitos de Porta- 
gem, que se pagavâo nas feiras 
do primeiro dia de cada mez. 

Karacter , cr es. Toda a qualidad© 
deferidas, ou contusões. Vid. 
Feridas. 

Karritello. O mesmo que Cari- 
tel. 

Kartade Benefactis. Vid. Carta. 

Karta de Gadea. Vid. Carta. 

Kaya^ ou Camba ^ as. Moenga, 
ou moinho demâo, em que se 
preparava o trigo, ou cevada 
para se fazer a cerveja. 

Kazimo. Puro, limpo, de Lei, 
sem fezes, ou liga. 

Ka%mi. O mesmo. 

Kemiso. Camisa, camisote. 



Como letra numeral (e 
ainda com esta figura 2), sem- 
pre valeo 50, eplicada 50/000. 
— Substituído pelo A Grego 
se acha em Monumentos anti- 
gos. — Na Musica denotava 
voz alta e alegre. — Faaendo 
íis vezes de «S*, quando a este 
se seguião os articulos os ^ ou 
iis, V. g. Todolos homens por 
Todos os homens^ foi cousa 
trivial. — Dobrado no princi- 
pio e fim das dicções , foi moda 
até o Século XVI , v. g. LLou- 
renço , andl. — Dobrado por 



LA 

Ih^ teve uso, v. g. véllo ^ íícl» 
lice por velho , velhice. — Nas 
dicções , que se deverião escre- 
ver com / dobrado , usou-se 
nvci h em lugar do segundo / ; 
Eu Ihi por Eu li^ elhe^ da- 
gmlhoj Tarouquelha pore//e, 
daquillo , Tarouquella. 

Lahílidade. Fraqueza, inconstân- 
cia de memoria , esquecimento. 

Laborar. Lavrar, romper a ter- 
ra. 

Lacera. Guarda. 

Lada, as. Caminho, ou entrada 
por agoa. 



LA 

Ladairo. Rogativa , supplica , 
clamor, Ladainhas. — Quinta 
feira do Ladairo. O dia da 
Ascensão do Senhor. 

Ladéra. Assim se chamava o Ra- 
baçal. 

Ladinho, a. Legitimo, puro, 
sem mistura. 

Lado, os. Lombo de porco. 

Ladrão. O mesmo que Bucella- 
rio. 

Ladrar. A troar os ouvidos, fazer 
ostentação dos seus merecimen- 
tos , ou verdadeiros , ou falsos. 
— Apupar alguém. 

Lagaradiga, O mesmo que Eira- 
déga. 

Lagar pedrinha. Lagar , feito de 
pedra. 

Lagar tisas. Lagartixas , insectos 
bem conhecidos. 

Laida. Ferida laida : a que he 
própria a causar lesão, defor- 
midade, ou tolbimento no que 
a recebeo. 

Laidamento. Ferida , chaga , con- 
tusão. 

Laidar. Ferir, espancar, fazer 
ferida, ou contusão. 

Laidido. Deshonrado. 

Laidir. O mesmo que Laidar. 

Laido. Rústico, torpe, affron- 
tado. 

Laira. Leira, belga, pedaço de 
terra, 

Laiscar. Deixar. 

Lameira virgem. Prado , cuja 
herva ainda naquelle anno não 
foi comida, ou calcada pelos 
animaes. 

Lâmpada^ os. Relâmpago. 

Lança. Medida agraria : consta- 

. va de ^2ó palmos craveiros. 

Lançadiço ^ os. Destro, manho- 
. 8o , astuto , bem capaz de im- 
por e enganar. 



LA 



'ItíS 



Lançante^ es. Lançando, espar- 
gindo, derramando. 

Lançar varas. Usar da P^ara Di* 
vinatoria para descobrir os pre- 
ciosos metaes e outras cousas. 

Landas. Homens d'armas , ou de 
pe , ou de cavallo. 

Lanceada. Golpe de lança, lan- 
çada. 

Lançooes. Toalhas , ou cortinas ; 
fallando-se em alfaias da Igreja. 

Lanio. Cobertor , vestido , ou ca- 
pa delâa. 

Lapedo. Terreno penhascoso, ou 
cheio de pedras. 

Laquecas. Contas, brincos, ten- 
tos e outras quinquilharias , 
que se fazião de umas pedri- 
nhas alaranjadas , que se achão 
na Peninsula do Indo. 

Larveças. Contribuições , encar- 
gos , ou serviços do Concelho. 

Lataneo. Posto ao lado, junto, 
a refilo. 

Laudel. Espécie de saia de malha , 
com laminas d'aço, ou ferro 
coado, que cobria o tronco do 
corpo. 

Laudo. Sentença, ou Decisão do 
Juiz Arbitro, ou Louvado. 

Laudomanes. Os Naturaes da 
Normandia , que também se 
disserão Normandos , Lorma» 
nos, Leodo manos, Nor manos 
e Lotkomanos. 

Lavor. Qualquer obra , em que 
os homens trabalhavão. — Ter- 
ra cultivada, em que o Lavra- 
dor tem posto a sua industria , 
suor e trabalho. — O mesmo 
que fructo , v. g. trigo , cen- 
teio, linho, nabos, etc. 

Lavor ar. O mesmo que Labo- 
rar. 

Lavrador inteiro . O que pagava 
Jugada inteira. - 



104 



LE 



Lavrar o foro. Cultivar os bens 
emprazados. 

Lavras. Leiras, terras lavradias, 
lavouras. 

La%arar. Pagar , satisfazer* 

Laieira. Pobreza, desgraça, mi- 
séria. 

Latêr. Opportunidade , conjun- 
ctura, occasião. 

Lastrar. Causar detrimento , ou 
perda, lesar, ofiender. — La- 
cerar , quebrar , despedaçar , 
romper. — O mesmo que La- 
zarar, 

Leal. Moeda de prata, que valia 
10 reis, e depois 12 reis. 

Lealdado, ^í cucar lealdade : o 
que he limpo e bem purgado. 

Lcaldamento. O mesmo que 
Alealdamento . 

Ltaldar. O mesmoque ^/da/c?ar. 
, — Habilitar-se alguém para 
lograr os Privilégios de Cida- 
dão de Lisboa. 

Lcbedoiro. Lenteiro, panasco, 
lugar próprio a criar herva. 

Lecco. Homem de pe, lacaio, 
moço , servo , criado. 

Lcdicc. Contentamento , alegria:, 
prazer. 

Ledo. Alegre. 

Legamen. O Legado deixado em 
Testamento. 

Legar. Ligar, atar, prender, 
empar a vinha. — Constran- 
iger, obrigar , fallando da Lei , 
•ou Estatuto. 

Leguamento. Prisão, vinculo, 
attractivo , ligadura . 

Lcgumhas. Legumes. 

Leidemo. Legitimo. 

Leigal. Secular, laical, o con- 
trario de Ecclesiastico. 

Leilamento. Leilão. 

Leirâo, Hilariao , nome próprio 
de homem. 



LH 

L cisar e Leissar^ Deixar. 

Leitaria. O mesmo que Litario, 

Leite escurrudo. Coalhada , nata , 
a parte mais crassa do leite. 

Leitiga. Lei toa, ou um equiva- 
lente por ella. 

Leitigua. O mesmo. 

Leito de liteira. O que constava 
de todas as suas roupas, peças 
e ornatos. 

Leituario. Código, Tombo, ou 
Censual , em que estão descri- 
ptos os bens , ou rendas , que 
pertencem a uma Corporação. 

Leixa. Deixa, legado, esmola. 

Leixar. Deixar , permittir. 

Lementagão. Alimentos, neces- 
sidades da vida, sustento. 

Lençoes. O mesmo que Lonçooes, 

Leoniz. Nome de homem , o 
mesmo que Dionysio. 

Leprosarias. Vid. Gafarias. 

Letara. Letra. 

Letra cahidoall. Letra grande , 

ou cabidola. Christenga: 

a de que usão os Ciiristãos deste 

Reino, Portugueza. /a- 

%enda. Vid. Fa%enda. fer^ 

ral : a que era grossa e redon- 
da. 

Letradura. Literatura. 

Leva. Raça, casta, qualidade. 

Levada. Leva de presos. — A 
veia , ou corrente de uma fonte. 

Levadzgas. Tumores fungosos e 
apestados , que nascião nos 
subácos e outras partes do 
corpo. 

Levador. O que leva , ou conduz 
os presos de uma para outra 
parte. 

Leydimo e Lidimo. Legitimo. 

Le%er. Bonança , prosperidade , 
boa fortuna. 

Lhe-lo , Lhi'lo e Lhi-la. O m«- 
smo que lho , ou lha. 



LI 

Lia, LinKa de geração. 

Liagein. Linhagem. 

Libra. O mesmo que Livra. 

Libradiga. O mesmo. 

Ligeirices. Palavras vâas , ocio- 
sas, sem peso. 

Ligio, Homem ligio , f^assallo 
ligio : o que tinha recebido da 
mão do Soberano algumas Ter- 
ras , Castello , ou Jurisdicçâo , 

; por cuja Mercê lhe ficava mais 
obrigado a servil-o, assim na 
paz, como na guerra. 

Ligoma. Legumes, hortaliças. 

Limitadora. Declarado, estabe- 
lecido, ordenado. 

Limnar, Umbral, ou soleira da 
porta. 

Limpidooem, Ornato, aceio, lim- 
peza, compostura. 

Litida^ as. Tenda, ou loja de 
Mercador. 

Linde. Marco, baliza. 

Lindo. Puro , limpo e mui per- 
feito. 

Lingoara%. Fallador importuno 
e sem discrição. 

Linguainça. Linguiça, cheia de 
, linguas de porco , ou de outros 
animaes. 

Linhada. Ninhada. 

Lipcra. O mesmo que Livra, 

Lis. O mesmo que Lhes. 

Liiiado. Lesado , ferido , oíhn* 
dido, mutilado. 

Litario eLeitario. Pequeno leito 
com a sua competente roupa. 

Liteira. As roupas e ornatos de 
um leito. 

Liverdoem, Liberdade. 

Livra. Moeda de prata, que co- 
meçou com este Reino , e com 
o valor de 36 reis. Depois se 
lavrarão de cobre, chamadas 
Livrinhas , 700 das quaes fa- 
zião uma das primeiras depra- 



14 



LO ^ 

. ta : depois 500 das segundas fa* 
ziâo uma das primeiras. Vid. 
Ord.Manuel. da Ediç. de 1539. 
Liv.IV. Tit.L, em quê se acha 
a Declaração das Livras e doU" 
trás moedas r de que já hoje não 
usamos. — A Li ura de grossos , 
que correo em Portugal, valia 
1^200 reis. — Livra de cera ^ 
ou litiho : constava de 3 arrá- 
teis. 

Livra, as. Também as houve de 
ouro, com o valor cada uma de 
180 reis. ^ 

Livrada. O mesmo que f^ivrg. 

Livradíga. O mesmo. 

Livramento. Decisão , despacho , 
acordào, resolução, resposta, 
desembargo , sentença. 

Lzyrar. A-cordar , decidir,, ,despu- 
char. V ^ r 

Livras de borda. PágáTao-se 
destas 700 por uma gelra. 

Livridooem. Liberdade. 

Livrinha. Moeda tão miúda , que 
20, 25 , ou 36 fazião una real 
de 6 ceitis. 

Livro dos Juizes, O Fuerç-Jui^ 

Livros Santos. A Sagrada Biblia. 

Livruocada. Multidão de livras, 
que fizessem o valor de outra 
moeda mais grossa. 

Livry. Livre, solto, desembara- 
çado e muito senhor de si. 

Lixo. Cousa vil, immunda, e 
que não merece estimação. 

Lixo en boca. Injuria atrocíssi- 
ma, qual era a do esterco hu- 
mano, mettido realmente na 
boca de alguém. 

LU. Lhe. 

Llioô, Linho. 

Lo. Lho. 

Lobos. Obrigação de ir á monta- 
ria delles. 



íU 



LO 



Locrwa, Lucrécia, nome dè mu- 
lher. 

Lóctõâa, Luctuoísa. 

Logo ^ os. Lugar 5 lu Teares, — Mo- 
fada, ou residência. — Repu- 
tação, honra, estima. -—Ten- 
ção, espirito, vontade. 

jLograr. Utilizar-se , ou servir-se 
de algilma cousa. 

liOgféca , Logreta e Logrica. O 
mesmo que Locríca. 

lioito Lucto , tristeza, dó. 

Loitosa^ Liitosa e Luytosa. A 
melhor peça movei , ou se mo- 
vente , que se pagava por mor- 
te de quem por Direito , ou 
Costume a devia. Nâo só no 
Ecclesiastico , também no Se- 
cular havia LwcÍMOsas. Nâo se 
achando ao defunto cousa de 
preço , era Luctuosa um matco 
de prata. — Nos Prazos era ou- 
tío tanto , como o foro , e se 
pagava de cada Fida , que 
toorria. 

JLómbeirò. Parte do cotiro, que 
cobre o lombo do boi , òu vacca. 

ILomèdr. Nomear. 

Lominado. Illuminado, 

'Ziòndos, Os foros das terras , que 
'sendo antes maninhas, se lia- 
vião reduzido a cultura. 

Longadamefíte. Por muito e lon- 
go tempo. 

Lohgáriça. 'O mèStllO íjue X/n- 
gúámça% 

Lohgue%a, Ò liresmo qUe Lon- 
gúra, 

LonguraJCóvúptitíientú , longor , 
extensão. 

Loriga eiwnca, Cfs. Saiadetna- 



LV 

lha, com escamas de aço, o» 
ferro ^ de que usárào os nossos 
guerreiros. 

Lorigom. Saia de malha mais 
larga e reforçada. 

Loudel. O mesmo que Laudel. 

Louvaminha. Gabo, ou louvc«r 
affectado e de pouca importân- 
cia , lisonja. 

Louvaminhar. Lisongear com pa- 
lavrinhas de affectaçâo e sem 
peso. 

Louvar. Escolher , deputar, no- 
mear , pedir , tomar. — A ppro- 
var , conceder e mui livremen- 
te consentir. 

Lovkaria. Rua, ou bairro dos 
Ourives. 

Luario. Lunario , em que todo& 
os dias se «ieclara , quantos sâo 
de Lua. 

JLuhriga e Lobriga. O mesmo que 
Loriga. 

Lucelo. Pequeno sepulcro, rst* 
so, humilde. 

Lucríca^ ou Liigrica. O mesmo 
que Logréca. 

Luctosa. Luctuosa. 

Lugoreham. Concelho , Couto , 
ou Povo de poucos visinhos» 

Lumicira. Pequena fresta, por 
onde entra a luz. 

Lura, Parece ser toalha de mesa. 

Luria. Poderia ser o calabre do 
guindaste. 

Luscar. Brincar , jogar , divertir- 
se. 

Lutuosa. O mesmo que Loèíosa. 

Lu%ença. Luz, claridade , resplen» 
dor. 



IW 



%%»»»»%M^%iV»f»M^»V\»%V»»<Wt V VVt\l»»VV» % »»».^ V »i | AA»>t%*»»» * »ML » ^<^ 



M 



MA 



-ZfjL • Letra numeral , valeo 
sempre lá'000, e sendo pUca- 
da , lO^ÓOO. — Na Musica dos 
Antigos denotava moderação 
da voz. — Escreveo-se no fim 
das dicções com uma pequena 
risca, e em cima delia um 
ponto , deste modo -^. — Escri- 
pto com a figura de um 8 do 
algarismo , posto horizontal- 
mente, V. g. cc , he frequente. 
— Ate' o Século XVI termi- 
navão em am e am as dicções , 
que deveriào acabar em ao, 
V. g. Aniarom^ Capitam por 
Amarão^ Capitão. 

Maáho, Mão , ou mam. De 
maáho de alguém : posto por 
elle. Fa%er dano com maáho : 
fazel-o advertidamente, de pro- 
pósito e acinte. 

Macio - parcmiento . Malfeitoria , 
dam no, perda. 

Maçaduras. O mesmo que Tndi' 
ciasy p})%es, Coimas y ou Li- 
vares. 

Maçam. Nome de homem , o 
mesmo que Marçal. 

Maçaroca. Milho de maçaroca : 
milho grosso. 

Mackar. Abocanhar , nâo comer 
de todo , mas pouco menos. 

Machatim^ ms. Enamascarado , 
farçante. 

Machieiro. Arvore nova de car- 
valho, sobreiro, ou ensinho. 

Mochomharia. Obra de gosto 
Mourisco. 

Maçueo, Yid. Ferro maçucq. 



MA 

Madeira. Toda e qualquer lenha 
para fornos, ou fogões. 

Madeiro. Certa armadilha para 
caçar porcos nion tezes. 

Madiosoy a. Mavioso, enterne- 
cido. 

Magacia, Arte magica, feitiça- 
ria. 

Magestade, Maiestade, es. Ima- 
gens de Santos, e particular- 
mente as do Crucifixo e Maria. 

Magnho. Maninho. 

Magniffesto. Manifesto. 

Magoar. Macular, çujai", encher 
de nódoas e ferretes , fazer con- 
tusão ^ causar dor , affligir. — 
Vilipendiar, taxar, reprehen- 
der. 

Magom. Manha, defeito, me- 
noscabo, deslustre. 

Magrém. Magreira. 

Maguer, adv. Posto que, n§o 
obstante. 

Maha, as. Minha, as. 

MaJiom. Mão. 

Maioral. O Prelado de qualquer 
Corporação Religiosa. 

Maior ino. Juiz Supremo, posto 
por ElRei : o seu poder era 
absoluto.Havia Maiorinos Mò^ 
res e Menores : estes erao postos 
por aquelles para certas e de- 
terminadas causas. Os iliaw- 
rinos, ou Meirinhos Mores , 
também forão chamados Te- 
n^ntes das Provincias , ou De- 
partamentos, em que o Rei os 
punha , e delles só para a Co- 
roa . se . appcllaya : succedéraQ 



m 



MA 



MA" 



i^ sea lugar os Corregedores ^ 
mas com Jurisdicção menos 
ampla. Também os Príncipes 
das Províncias tiverão seus Mei- 
rinhos Mores ^ que ira mediata- 
mente lhes erâo sujeitos. 
Malada^ o. Kscrava , críada , 

moça de serVir. 
Maladía. Serviço , que o Colono , 
ou^ Emfyteuta devia prestar a 
seu Senhorio , que tinha obri- 
gação de o amparar e defender 
com certos Privilégios e Isen- 
ções. ■^- A Terra, ou Prazo, 
de que estes serviços se paga- 
vâo. — Qualquer pensão, ainda 
mui limitada , que o Nobre re- 
cebia de algum seu inferior. 
Malado. O que vivia em Terra 
de Senhorio , sujeita a Mala- 
dta. — O filho , que ainda vive 
nà companhia de seu pai. — O 
criado , que servia por soldada. 
MalamenteM.s\ eindevidamente. 
Malastancia. Defraudo , perda , 

damno, detrímento. 
Malatosia. O mesmo que Mal- 

tosta. 
Maldiçoens. Se escrevião para ter- 
ror em os Documentos antigos. 
Maleficio. Cousa mal feita , cri- 
me, desordem. 
Malentrada. Multa, que o preso 
pagava, quando entrava na 
cadêa. 
Male%a. Fraude , malicia , trapa- 
ça, conloio. 
Malfairo. Adultério, traição , 
que a mulher faz a seu marido. 
Malfario. O mesmo. 
Malfetria. Malfeitoria, delicto, 

acção má. 
Malhom. Baliza, marco, ter- 



mo, limite. 



Malho. Matraca , instrumento 
para convocar a gente. 



Maliolo, Bacello, vinha nova e 

de poucos annos. 
Mallatosta. O mesmo que MaU 

tosta, 
Malléva e Maleva. Fiança. 
Mallevar. Pedir, ou dar fiança. 
Mal peccado ! Por desgraça , por 
nossos peccados. — interjeição 
de quem nega e juntamente 
deseja alguma cousa. 
Malsentido. Enfermo , doente , 

molestado. 
Maltosta. Direito , que pagavão 
os que embarcavâo vinhos na 
Cidade do Porto. 
Malvesado , a. O que deshonesta- 

mente vivia. 
Mam de linho , atado com três 
fevras. Molho delle., atado com 
um vencilho , feito de três fe- 
vras , ou pes do mesmo linho , 
ou fosse curto , ou comprido. 
Mam siestra. Mão esquerda. 
Mamôa. Monte de terra artifi- 
cial , com que algumas vezes se 
dividirão os territórios í erão 
de forma redonda e acuminada, 
e também se chamarão Arcas. 
Mamparar, Defender , aniparar , 

metter a seguro. 
Mamúa, O mesmo que Mamôa, 
' Manamano. Logo, e no mesmo 

ponto. 
Mancai^ es. Vid. Manqual. . 
Manceba. Barregãa, concubina. 
— Moça de servir , criada de 
soldada. — Mulher nova, mo- 
ça de poucos annos. — — mun- 
danaria , ou do inundo. Mulher 
prostituída , meretriz , ramei- 
ra . — — solteira. O mesmo que 
Mundanaria. 
Mancebia, Multidão, ou ajunta- 
mento de moços solteiros. — 
Deshonestidade das mulheres 
publicas e impudicas. — Beco , 



MA 

ou rua, em que viviâo as desgra- 
çadas victimas da publica des- 
honestidade. — Idade de man- 
cebo , florida , contente e alegre. 

Mancebo. O que não chegava a 

40annos deidade. desoU 

dada. Criado, que servia por 
salário. dapousada. Guar- 
da , ou pastor dos porcos. 

Manda. O mesmo que Testamen- 
to. 

Mandadciro. Mensageiro,, saca- 
dor, enviado, procurador. 

Mandado. Deixa, legado, esmola. 

Mandamento. Território separa- 
do , Honra , Concelho , Couto , 
com seu particular Magistrado 
e Foral. 

Mandar. Deixar algum legado 
em Testamento. 

Manefesto, Confissão sacramen- 
tal. 

Maneira. Em qual maneira quer: 
em qualquer maneira. 

Maneiro. O que morria sem fi- 
lhos, posto que algum dia os 
tivesse. 

Manería. O mesmo que Mani- 
nhadego. 

Manerio. Ofíicina Monástica , a 
que chamarão Obediência ^ ou 
Qvença^ e hoje Celleraría. 

Mangra. O orvalho da névoa, 
que tolhe, e nào deixa medrar 
as searas. 

Mangramella. O mesmo. 

Manhas. Os costumes de alguém , 
ou bons, ou máos. 

Manho. Maninho. 

Manifestar e Macfesfar, Confes- 
sar-se sacramcntahnente. 

Maninhadégo. Tributo péssimo, 
e danado costume de levar o 
Senhorio a terça parte de to- 
dos cg bens dos que , sendo 
casados , morrião sem íUhos, 



MA 



109 



ainda que algum dia os tives- 
sem , se ao tempo da morte dos 
pais erão fallecidos. As nossas 
Leis exterminarão similhantes 
abusos. 

ManinJiadêgos. Foros, Pensões, 
Laudemios , e quaesquer outras 
rendas, ou serviços, que dos 
Prazos, feitos das terras ma- 
ninhas, pagavão os respecti- 
vos Caseiros. 

Maninhados. O mesmo. 

Maninho. O mesmo que Manei^ 
ro. — Campo, ou terreno de- 
serto, inculto, baldio, sem do- 
no , e que nada mais produz , 
que lenhas , estrumes , hervas « 
matagaes. 

Maninhos. Os bens, que fica vão 
por morte do homem , ou mu- 
lher casados , que morrião sem 
filhos, nem parente até ao de- 
cimo gráo , e sem fazer Testa- 
mento. 

Manío. O mesmo que 3Ianeiro, 

Manipolo de L inh o . Meio feixe , 
ou meia mão de linho. 

Maniquete. Vid, Regaço. 

Mangual (Jogo de). O da bóia, 
ou fito. 

Mansessor. O Testamenteiro. 

Mansidade. Mansidão, brandura. 

Mansilha. Flagello, açoute, azor- 
rague. — Desgraça. 

Mantées. Lançoes, toalhas. 

Mantenha Dcos ! Exclamação 
benévola, interjeição affectiva, 
vehemente desejo de que o Ceo 
prospere o nosso alliado , ami- 
go, ou bemfeitor. 

Manténs. O mesmo que Mantées, 

Manter ospitalidade. Agasalhar 
os hospedes ^ e despender com 

elles. Profissão. Professar 

em alguma Religião approYa- 
da. 



tto 



MA 



Manther , udo , os, Eticher , cum- 



prir 



satisfazer. 



Mantieyro» O mesmo que Repo- 
sitario, 

Mantinente, O mesmo que Ma- 
namano. 

Manto. Vestimenta, casula. 

Lohéno. Capa , que cobria todo 
o corpo. 

Manto com seú cor regimento. 
Uma casula cora todas as mais 
peças , para se revestir o Sa- 
cerdote para a Missa. 

Máo ladrado. Palavras affron- 
tosas , discursos insensatos de 
gente ignorante, louca e va- 
dia. 

Maquieira^ as. Maquia, que era 
meio çalamim. 

Maravediadas, Uns tantos di- 
nheiros 5 que faziâo um mara- 
Vidil. — O que se comprava 
com um maravidil. 

Maravedinada. Medida de grãos , 
que valiâo um maravidil. 

Maravidiadigas. O mesmo. 

Maravidil , ou Maravidim , Ma- 
rabitino e Morahitino. Moeda 
de ouro, e também de prata: 
a l.^valeo 500 reis, ou pouco 
mais: a Q.* 27 reis, desde o 
tempo do Senhor Rei D. Ma- 
noel. Os de ouro se chamarão 
Maravidis Alfonsins , e hoje se 
. pagão a 880 reis, 

''Marcas. Nome de mulher , que 
corresponde ao de Marcos. 

Marcaria. Loja de mercearia. 

Marceiras, Retidas, ou pensões, 
que se pagavão no raez de Mar- 
Ço. . 

'^archa de prata , ou ouro. Mar- 
co destes metaes. 
Marco j Ou Mar^iío." Capacida- 
de ^ -graça , peso, talento. ' 
de Colonha.Yiá. Colonha.-^^-'^ 



Ml 

velho, O mesmo que Maratnl 
velho de prata. 
Maré. Mâi. 
Marejada, Fúria, ou ímpeto do 

mar. 
Maridanga. Fa%er maridança : 
cumprir exactamente as obri- 
gações todas , que ao Matrimo- 
nio estão annexas. 

Maridar-se. Portarem -se os côn- 
juges como casados. 

Marido conuçudo. O que era ca- 
sado com consentimento e ap- 
provação dos pais, parentes e 
adherentes delle e de sua mu- 
lher , não recebido pore'm na 
face da Igreja. 

Mamei. Campo alagadiço , paul , 
que só em bateiras se pôde va- 
dear. 

Marnoceyro. Sitio apaulado , e 
cuja pouca profundidade não 
permitte barcas de maior bojo. 

Marquo. O mesmo que Marco , 
ou Talento de ouro , ou prata. 

Marra, Margem , ou vallado jun* 
to do caminho. 

Marrãa. Leitôa , que ainda não 
tinha parido, mas que já não 
era Freama , ou de espeto : o 
seu peso não era uniforme , mas 
nunca passava de 40 arráteis. 

Marrafio. O Judeo , que nega ter 
vindo o Messias. 

Martíneguas. Foros, ou Pensões , 
que se pagavão pelo S.Marti- 
nho. 

Martiniegas. O mesmo. 

Masa de ferro. Barra deste metal. 

3Iasaldeminos y adv. Mais, ou 
menos. 

Masores, Testamenteiros. 

Massia, A tearia, ou casa rústi- 
ca para a gente da lavoura. 

Massúa de linho. Maçadura das 
que hoje mesmo se praeticão. 



M3S 

Masmea, O mesmo, ■ defèr' 
ro. Pequeoa jbarra de ferro 
grosseiro, não purificado, em 
bruto , a,qae.chamayâo Mctçu" 
quo ^ Maçouquo^ ou Maçuco. 

Matacão. Pensão sabida e perpe- 
tua. 

Matamingo. Continhas de vidro 
muito miúdas , missanga. 

Mater 'du%^ Mater-dulce , ou Ma- 
dre-du%. Nome próprio de mu- 
lher. 

Maturo , a. Maduro , cordato , 
prudente. 

Mauros. Maravidís Mouriscos. 

Ma%anarias. Pomar , em que há 
muitas -ma^eeiras. 

Ma&ar. Madre-perola. 

Mazcabo. Falha, detrimento ,.pe- 
na, injuria. 

Ma%ella. Paixão d'airaa , .senti- 
mento implacável. 

Ma%elUw-s€. Aflligir-se , 'deixar- 
se possuir deumaigrande pena 
-e sentimento. 

Mea. Medida. deí6 ;quartilhos , e 
-também S. 

Mca Comessea. Meia Prebenda. 

Meaga, Comminaçào, ameaça, 
terror , espanlo. 

Meadade. Metade. 

M-ôodo. ^am meado : metade tri- 
go, metade centeio. ~. ter- 
çado : parte trigo , parte cen- 
teio 9 e parte cevada. quar- 
içado : o que tem partes iguaes 
•de trigo, centeio, cevada, mi- 
lho. 

Mealha. Metade de um Dinheiro 

partido. íi faca. de ouro. 

Moeda grossa deste metal , me- 
dalha, 

Meana , Miuna e Miona. ' O me- 
smo que Muna , .Madama e 
Madona: tratamento, que se 
dava á&íSenhofas^de mais ida- 



ME 



m. 



d^ , e ás ViuYíis da primeirít 
Nobreza. 

Mecedura, Medidagem , acção de 
medir. 

Medalha. O mesmo que Mealha . 

Medes. Mesmo. 

Medeses. Mesmos. 

Medidagem. Foro, que se paga 
ao que mede o pão , ou vinho. 

Medida Velha. Ordinariamente 
levava menos que a nova ; po- 
rém n'al^umas Terras »3 alquei- 
res da f^elha fazião 4 da Nova, 

Medida Jugunda^ Jagunda, ou 
Jogunda. Constava de 12 al- 
queires o seu Moio ; 4 dos quaes 
fazião um da terra de Lamego, 
A Teiga por esta medida erão 
^ alqueires. 

Mecfóíícw.Confessar-fsesacramen- 
tal mente. 

Me ff Cito. Confissão sacramental. 

Meemf estar. iO mesmo que ilíee- 
f estar. 

Mecsteiral. /Official mechanico* 

Mehcu. Meu. 

Meiadéiro. O que tem metade «m 
alguma cousa. 

Meiagoó. Moiodealgumacousa. 

Meiaído. Raia , fronteira , divi- 
são do termo. 

Meias vagas. ;Gs fructos, que se 
vencião na ametade, do tempo , 
que as Igrejas estavão sem 
Pastor. 

Meiatade. Metade. 

Mcidado , a. Dividido , de meias y 
partido ao meio. 

•Meihos. Metade. 

Meio. O.jnesmo. 

Meior^ ou Meor. Menor. 

tMeirinJiado. Território, â que se 
estendia a J uri sdicçâo dos Mei- 
rinhos d'ElRei. 

Meirinho. Juiz Real , executor 
das.sentenças.— ^ jior. Alem 



iiâ 



ME 



dos que havia nas Cidades , 
Villas e Comarcas , havia Mei- 
rinho Mór de todo o Reino , 
a quem pertenciâo as Causas 

> maiores, como prender alguns 
Fidalgos, alçar forças, etc. 

Meisorn, Casa, habitação, mo- 

• rada, 

Meitega. O mesmo que :^/ma- 
íega, 

Melhohorar. Melhorar. 

Melhur. O mesmo. 

Melor, Melhor. 

Membro. Talvez MaravidiL 

Memoria. Também foi synonymo 
de Entendimento. 

Memoria comprida, Juizo per- 
feito. 

Mempastor e Mampastor. Juiz 

• Delegado, que civilmente to- 
mava conhecimento , e decidia 
as Causas. 

Menef estar alguém. Ouvir sua 
Confissão sacramental. 

Menencorea ^ reo. Tristeza, en- 
fado , melancolia , indignação. 

Menesterial. Obreiro , criado , 
servente. 

Menfesto. O mesmo que Meefesto, 

Mengoa. Mingoa, falta, lazeira. 

Mengoádo , a. Falho, desprovido. 

Mengoar, Diminuir , mingoar , 
faltar, abater. 

Meni. Baeta, ou panno baixo e 
ordinário. 

Meninho. Menino. 

Menoretas. Religiosas de Santa 
Clara , ou Menores. 

Mensorio. Tudo o que eraappa- 
relho de uma mesa. 

Mensura. Medida. . 

Mentario. Inventario, divisão, 
partilhas. 

Mente. Lembrança, memoria. 

Mentes. Cuidado, pensamento, 
lembrança. — Adv.Em quanto. 



ME 

Mentiro9o (Livro). O que tem 
muitos erros , que dizião wcn- 
tiras. 

Mentres, Em quanto, pelo tem- 
po que. 

Meo branco. Meio real. 

Meogo. O meio de alguma cousa. 

Meono. O Senhor, titulo de honra. 

Meos. Metade. 

Mercado. Lugar, em que se fazia 
a feira. 

Mercador. De mercador, a mer- 
cador : género , ou mercadoria 
boa e capaz de com ella se com- 
merciar. 

Mercar. Fazer contracto licito ,^ 

trocar , ajustar, mui mal. 

Obrar sem prudência, saír-se 
mal da empresa. 

Merckandias. Todo o género de 
mercadorias. 

Merenda. Foragem , que o Casei- 
ro pagava ao Senhorio , quan* 
do entrava para o Prazo. 

Merendai, Certo panno baixo. — > 
O mesmo que Merenda. -— Me^ 
tade de um bragal, que erão 
três varas e meia. 

Mero e mia: to Império, Vid. Ciir 
tello. 

Mesa. Vara da vide. 

Mescâo. Lascivo, deslionesto. ^ 

Mescar. Misturar. 

Mêskino, os. O Servo, que tra- 
balhava nas herdades de seu Se- 
nhor. 

Mesniamente, Da mesma sorte. — 
Em própria pessoa , ou cousa , 
e não outra. 

Mcsnada, Companhia. 

Mesores. Salmões. 

Mesquindade. Infelicidade, des- 
graça, infortúnio. 

Messagem ^ens. Recado, manda- 
. do , o que se manda fazer por 
interyeftção de alguém. 



ME 

Messar. Injuriar alguém, piixan- 
dolhe pelas barbas. 

Messe. O centeio. 

Messejaria. O mesmo que Messa- 
gem. 

Mesmada. O mesmo que Mesúa. 

Mesteiral. O mesmo que Meeúei- 
ral. 

Mesteiroso. Miserável , pobre, 
necessitado. 

Mester, es. Vid. Meesteiral. — 
Officio , occupação. 

Mestre. Confessor, Padre Espi- 
ritual. 

Mestres de forma. Impressores , 
febricantes de letras e de tudo 
o que pertence áarte typogra- 
fica. 

Mesúa. Escolta, comitiva, acom- 
panhamento. 

Mesura. Urbanidade, honra , cor- 
tezia. — Medida, termo, con- 
ta , razão. — Generosidade , 
primor , grandeza de animo. 

Mesurar. Medir , regular. 

Mesurar-se alguém. Vir ao que 
lie de razão. 

Metal em madre. O que ainda 
não está purificado da escoria, 
com que saio do vieiro. 

Metermentes. Advertir, pensar, 
ter lembrança. 

31etheaes. Moedas grossas de ou- 
ro, usadas na Ásia, que hoje 
valem cada uma 640; e se diz 
Meticalj antigamente valiâo 
440 , ou 240 , com alguma dif- 
ferença. 

Metkaes. O mesmo. 

Meiudo, a, Mettido. 

Meya. O mesmo que Mea, 

Mcyadude, Metade. 

Meyar. Levar ao meio. 

Meyas. Metade. 

Meye. Medico. 

Meyo. Cântaro j meio almude, 



MI 



413 



15 



Meyos. Menos. — -Metade. 

Mé%inliadoiro e My%ynhadoiro, 
Foragem , que se pagava para 
a enfermaria, ou para se dará 
botica. 

Me^quindade. O mesmo que Mçsi* 
quíndade. 

Mha^ as. ]\Iinha, as. 

Mheu. Meu. 

Mhua. Mula. • 

Mia. Minha. 

Migalla. JMigalha. Nimigala * 
nada. 

Migencias. Emergências. 

Milhão. Assim chamavão a um 
conto déreis^ que são dez cen- 
tos mil reis ; mas quando dizião 
conto douro , erão dez centos 
mil cruzados. 

Milheu. Panno , que vinha de fora 
do Reino. 

Milho negro. Milho miúdo intei- 
ramente preto. 

Milhom. O milho branco, ou mija- 
do, até o Século XVI. 

Milhoria , adv. E mais, ainda 
mais alguma cousa. 

Milites. Vid. Cavalleiro. 

Mina , ou Modio. Medida agra- 
ria , que tinha 120 pe's de com- 
prido e outro tanto de largo : 
levava um alqueire de pão de 
semeadura. 

Mincio. O mesmo que Luctuosa, 

Ministreis. Debaixo deste nome 
seincluião os Músicos^ os Tro- 

• vistas j Bufoens , Scdtimban* 
quês , Charlataens , Homens de 
Corte, Virtuosos, Histrioens^ 
Comediantes, e todos os que 
formavão ostheatros, grandes 
festas esaráos daquelle tempo, 
quecorreo desde o Século XII, 
ate' os nossos dias , em que ou- 
tros nomes succedêtívo aos aa*» 
tigos, 



Il4 



MI 



Miona. Vid. Meana. 

Mirlcu c Milireu. Estrangeiro, 
ou Francez. 

Misquindade. O mesmo que Mes- 
quindade. 

Missa. Não s5 se deo o nome de 
31ma a tudo o que pertencia 
ao OíYicio Divino ; mas ainda 
á Festividade de algum Santo , 
em que houvesse concurso do 
Povo, e á mesma Feira ^ ou 
Mercado , que por occasião do 
mesmo concurso se fazia. Entre 
nós se disse Missa dos pobres 
a esmola, que nos adros das 
Igrejas entre elles se repartia. 
de Psalte^-io. Certo nume- 
ro de Psalmos , Preces e Ora- 
ções , cora que no tempo do 
Interdicto se satisfazia pela 

Missa de Sacrijicio. deso- 

hrc Altar, O mesmo que Missa 
de Sacrificio , na qual se consa- 
gra o Corpo e Sangue do Filho 

de Deos. calada^ ou baixa. 

A que se dizia em voz submissa 
e sem nota alguma musical. 
— alta. A que se celebrava 
com delicado e vagaroso canto. 
— — ^ cantada. A particular e 
rezada, na qual o Sacerdote 
levantava algum tanto a voz. 
châa. O mesmo qaere%í7- 
da. — ofjiciada. A que era 

cantada e solemne, ojfi- 

%eada. O mesmo. official. 

O mesmo. de Pater No- 

ster. Certo numero de Padre 
Nossos , que devião rezar os 
Leigos. 
Missal mystico. O que trazia as 
Missas de per annum ^ á dif- 
ferença de outros, que traziâo 
só Orações, Officios e CoUectas. 
— i;o/zwo. O que continha as 
Missas votivas. — cantado. 



MO 

O que tinha a solfa nos lugare? 
competentes. 

Missam. Homem , ou mulher , que 
servia de correio , ou de levar 
recados. 

Missar alguém. Dizer Missas pela 
alma de algum defuncto. 

Missas dos Hospitaes. Esmolas 
dadas aos Hospitaes pela alma 
de algum , ou alguns defunctos. 

publicas. As que os Bispos 

podiào celebrar nos Mosteiros 
com toda a solemnidade : e 
também as que erão cantadas 
por muitos e na presença de to- 
do o Povo. dos Diáconos , 

Subdiaconos e Acólitos. Certo 
numero de Psalmos e Orações , 
que estes devião rezar por algum 
defuncto. — ^— dos Sabbados. 
As que se diziâo no dia septi- 
mo , quando se faziâo exéquias 
por algum defuncto. 

Misteiroso. Official mecbanico , 
trabalhador , obreiro. 

Mister. Necessidade, precisão. 

Misteres. Servos , ou escravos da 
gleba. 

Misterioso. Vreciio^ necessário. 

Mitro. Manipulo , uma das vestes 
sacerdotaes. ^ 

Mixto. Pequena refeição de pão 
e vinho. 

Moabitas. Assim disserâo os Mou- 
ros , que residião na Africa , 
á differença dos que erão já 
oriundos , ou connaturahzados 
nallespanha, a que chamarão 
Ismaelitas. 

Moça cham07'ra. A que anda 
tosquiada. 

Moçar. Pardieiro, outeirinhode 
pedras. 

Moço. Menino. 

Moçoco. Menino, que serve a 
Igreja, 



MO 

Moços amostradiços. Os appren- 
dizes dos pescadores. 

Moços noviços e ensiiiadiços. O 
mesmo. 

Modio» O mesmo que Mina. — 
Meio alnuide, alqueire. — Sol- 
do , ou moeda equivalente 'a 
um alqueire de pão, de que 
usavão nas compras e vendas. 

Modorra. Monte de pedras miú- 
das , cascalho. 

Moeda. Direito de a bater , ou 
cunhar. — Emolumentos, ou 
pensões , que ao Senhor da moe' 

da se pagavâo. branca. A 

que tinlva demasiada liga de 

estanho. de couro ^ ou sola. 

Nunca em Portugal se fabri- 
cou. 

Moelha. Moeda. 

Mogarabil. Negociante , merca- 
dor. 

Mogo. Marco, baliza. 

Moimento. Tum.ulo, sepultura. 

Moinheira. Moinho de moer pão. 

Moio de pão , ou de vinho. Me- 
dida de sólidos e líquidos , quasi 
tão varia , como os lugares , 
em que se usava. Nâo só constou 
de 60 alqueires , houve-o de 64 , 
í>6, 40, 20, 16, etc. Pelo 
com m um , o Moio dos sólidos 
era de 64 alqueires : o dos liqui- 
dos de 32 almudes. de ter- 
ra. A que levava 90 alqueires 

de semeadura. dasJuga- 

das. Era de 56 alqueires pela 
medida velha, que faziâo no 
tempo do Senhor Rei D. Ma- 
noel 36 alqueires, quando se 
não mostrasse o contrario. 

Moiom. O mesmo que Mogo. 

Moisem. Mandado Judicial, ci- 
tação com dia de apparecer. 
Molachino, os. Menino do Coro , 
Sacristão da Igreja. 



MO 



11& 



Molhamento. Acção de molhar. 

Molho de linho. Erão 17 estrigas 
delle , maçadas e espadeladas. 

Molinheira. Moinho de moer 
pão 5 azenha , atafona. 

Molleira. O mesmo. 

Móllo. Molho 5 pequeno feixe* 

Mólo. O mesmo. 

Molura. Orvalho copioso. 

Monachino. O mesmo que Mo* 
coco. 

Monda , os. Micba , pão pequeno 
e de toda a peneira. 

Monesteirol. Mosteiro pequeno. 

Monge nas Cathedraes. O que sem 
mudar de Habito , nem de Pro- 
pósito , e com a Benção do seu 
Abbade, a requerimento do 
Bispo, ou Cabido, servia, co- 
mo Cónego, em os ministérios 
de uma Se. 

Mongy. Sobretudo, de que usa- 
vão as Senhoras , capa larga e 
comprida. 

Monja. Mónica, nome de mulher. 

Mon leiro . M ole iro . 

Monograma. Uma só letra , ou 
simples , ou artificial , com que 
se escrevia um , ou mais nomes. 
— Ligadura de duas, ou mais 
letras em uma só figura, para 
abbreviar a escriptu ração. 

Monta. Quinhão, sorte. — Lan- 
ço , que se dá na Praça sobre 
alguma cousa , que anda a 
leilão. 

Montadego. O que se paga por 
pastar os gados no& montes de 
algum Concelho , ou Senhorio , 
Direito de Montado. 

Montadigo , Montatico e Monta^ 
do. O mesmo. 

Montar. Dar lanço na Praça. — 
Servir-se dos montes communs 
para pastos , madeiras , knhas , 
caças. 



ir^ 



MO 



Moolo. O mesmo que Mólo, 

Moor. Maior. 

Moordomar. Governar , feitori- 
zar , dispor a economia da casa. 

3I0ÓS de braço. As que serviào 
para moar o pão á mão, ou 
para amolar as ferramentas. 

Mooúnfio. O mesmo que Mola- 
chino, 

Moque. Tributo, qtie os Mouros 
pagavâo aos Reis de Portugal : 
era de 40 um; e por isso cha- 
mado Quarentena. 

Morabitinada e Marvideada. Um 
maravidim. — 

Moradéa. Moradia, residência, 
casaria. 

Mordomo da Cúria. O Mordomo 
Mór da Gasa Real. Também 

.. havia Mordomo Menor : este 

sempre era de serventia e effe- 

ctivo ; á differença daquelle , 

^que algumas vezes era só de 

Tiiulo e Honorário. 

Morêa. O mesmo que Móstea. 

Moreiredo. Lugar cheio de rno- 

• reiras. 

Mormulha. Memoria. 

Mortalhas. Bens moveis , que se 
herdavão por morte de alguém. 

Mortalha. Officio do Corpo pre- 
sente. — Enterro. — Cadáver. 
— Sepultura. 

Mortalhas. Um Direito Ecclesia- 
sticOç que se chamou Porção 
Canónica^ ou Quarta Funeral, 
que ordinariamente consistia 
na quarta , terça , ou metade 
dos bens do defuncto. 

Mortalia. O mesmo que Luttiio- 
sa. 

Morteydade. Mortandade. 
Morteyro. Toda a especiaria , que 

se pisa e moe no almofariz. 
Horticidade. Grande peste, em 
que morria gente sem conto. 



MO 

Mortindade. Mortandade, ma- 
tança, carnagem. 

Mortorio. Vid. Fogo morto. 

Mortuárias ^ Mortulhas, Mur- 
tuarios , Mòrtuorios e Mor-* 
turas, O mesmo que Morta- 
lhas. 

Mosegado. Tudo o que tinha já 
alguma falta nas extremidades. 

Moscquim, Borzeguins» 

Móstea, Carrada , ou feixe de 
palha. 

Mosteiro, A cella de qualquer 
Monge solitário , e mesmo a ca- 
bana de um Ermitão. — A 
Igreja Cathedral. — A Igreja 



Parochial e Matriz, 



de 



Herdeiros, Aquelle, em que 
os Descendentes do seu Fun- 
dador tinhão partes e rações. 

Mosteiro, Mosteirinho. 

Mosteiros, Arcos , ou pequenas 
capellas pela parte ext^írior das 
Igrejas , em que sepulta vão os 

defunctos. Capitães, Os 

que tinhão outros debai^ da 

sua obediência. Canoni- 

caeSt Em que vivião Cónegos 

Regrantes. Dúplices, ílm 

que vivião Monges e Monjas, 
separados por grossas e altas 

paredes. Livres, ou iseu' 

tos. Os que não estão sujeitos 
ás Leis Diocesanas , nem á 

Jurisdicção Episcopal. 

JjJpíscopaes. Cuios Abbades erão 
ao mesmo tem])o Bispos con- 
sagrados. Reaes, Os que 

só pendiâo do Principe, ou 
Monarcha. 

MostiL Official mechanico. 

Mostranças, Exterioridades , co- 
stumes, conducta do respectivo 
sujeito. 

Mostrar, Explicar alguma cousa, 
— Ensiijar , instruir j amestrar. 



KA 



ÍVX 



:117 



Mota. Muro ^ torre, ou fosso, 
que defendia uma casa de cam- 
po. 

Mouçar. O mesmo que Moçar, 

Mouimento» O mesmo que Moi- 
mento, 

Mourisco (Arrátel), Constava 
de 33 onças. 

Mouriscos» Soldados de cavallo, 
bem fornecidos d' armas e exer- 
citados na guerra contra os 
Mouros, 

Movilj Movis. Movei, moveis. 

Moi/açom, Medição , acçuo de 
medir. 

Moyador. O que mede , medidor, 

JMoi/cr, Mullier, 

MoT^modis, Marayidís menores , 
ou meios maravidís, 

Mo%om, Moitom , guindaste pa- 
ra levantar grandes pesos. 

Mu^ ou.Múit. Mulo, macho. 

Mudamcnto, Alteração, troca, 
mudança. 

Mula do corpo de alguém, Aquel- 
la , em que anda a cavallo. 



Mulas, Só no anno de 1581 forâo 
permittidas geralm^ente neste 
Reino. 

Mulato. Macho asneiro , filho dê 
cavallo e burra. 

Mulharigo, Fraco, delicado, tí- 
mido , cobarde, . 

Multipricaçonu Multiplicação , 
copia, multidão. 

Mundavel. Mundano , lascivo , 
deshonesto. 

Munga, Monja , Religiosa , Frei- 
ra. 

Muradouro, Tapígo , muro , vai- 
lo, comaro. 

Murceiro, Official , que fazia 
murças. 

Mures, Ratos. 

Musaria. Tudo o que pertencia 
a Bens d'Alma. 

Musgo. Musculo, 

Musitoçom, Voz baixa , confusa , 
por entre dentes, 

Mu%lemo, Rústico , bárbaro j in- 
civil. 



i ■v«.v».v*,*A.%w».v»,w w www www w**^VW^**%*Vt*»**-**S 



N 



N. 



NA 



Letra numeral, valia 90, 
ou melhor, 900-; e sendo pli- 
cada , 9/000. — Na Musica 
era signal de attenção e repa- 
ro. — Junto com um L dizia 
Non Liquet, com que o Ma- 
gistrado julgava não estar pro- 
vado odelicto. — Tantas vezes 
se repetia, quantas erâo as pes- 
soas, que por elle se denota- 
vão. — Também se acha figu- 
rado como um H. — Em lugar 
do nome próprio da pessoa. 
Nabam, Direito, que paga vão os 



NA 

pescadores : era um peixe de 

cada embarcação. 
Nabo e Nahulo. O mesrqo. 
Nacenças. Nascidos , alporcas , 

leicenços, tumores, etc, que 

nascião pelo corpo humano. 
Naçoens de legumes. Toda a casta 

delles. — De aves. — Defrw 

tas^ etc. 
Nadivo , a. Nativo , natural, alíi 

mesmo criado. 
Namorado. Affavel, engraçado^ 
. que attrahe os corações. 
Nmwrados, Ah dos Namorado^ 



118 



NE 



Companhia, ou Sociedade de 
Fidalgos Portuguezes, que na 
Batalha de Aljubarrota se le- 
vantou , e que com elles se ex- 
tinguia. 

Nar achar ia. Laranjal , pomar de 
larangeiras. 

Nascer, Vir nascer : apparecer , 
sair, appresentar-se quasi de 
repente sobre uma collina , ou 
eminência. 

Nascer hida. Sobrevir precisão 
de ir a alguma parte. 

Natura. O Direito de ser Natu- 
ral, ou Herdeiro em alguma 
Igreja , Mosteiro , ou Lugar 
Pio . — Ração de alimentos , ou 
dinheiro , que por este mesmo 
Direito se cobrava. — As partes 
genitaes de qualquer vivente. 

Natural. O Descendente dos Pa- 
droeiros das Igrejas, ou Mostei- 
ros, que como tal se aprovei- 
tava dos bens , que seus ante- 
passados lhes haviâo deixado. 

Naturança» O mesmo que Natu- 
ra. 

hature%a. O mesmo. — Terra , 
onde alguém nasceo, pátria. 

Naumam. A Villa de Nemâo, 
que antigamente se disse JVfow- 
forte. 

iNatagem. O frete, ou salário, 
que se dá na barca de passa- 
gem. 

Navas. Campos rasos , cercados 
de bosques. 

Navegajem. O mesmo que iVava- 
gem. 

Negamento. Negação. 

Neguum. Nenhum, ninguém. 

Nehua. Nenhúa. 

N deidade. Falta de conhecimen- 
tos, ignorância. 

N cicio. Ignorante do que tem 
obrigação de saber. 



Na 

Neíxença. Producções, fructose 
renovos , assim das terras , co- 
mo dosanimaes, 

Nello. Nisso , no tal negocio. 

Nembrar. Recordar, lembrar, 
trazer á memoria. 

Nemhro. Membro. 

Nemigalha e Nemigalla. Abso- 
lutamente nada. 

Nem pela ventura. Para que não 
succeda. 

Nemú e Niú. Nenhum. 

Neves. Nome de mulher. 

Noane. João. 

Nodum , Notum , Noctum e No- 
to. Assimdenotavãoodia, em 
que o Instrumento era dado 
em publica forma. 

Nojo. Damno, perda, embara- 
ço, detrimento. 

Nomeada. Moeda de prata do 
tamanho demeiotostãor Igno- 
ra-se o seu justo valor. 

Nonca. Nunca. 

Nós ElReifa%emos saber. No an- 
no de 1534 se mudou este For- 
mulário no de Eu El Rei faço 
saber. 

Nosco. Comnosco. 

Noticia* Conhecença , ou reco* 
nhecença dos Prazos. 

Noticias. Cartas , ou Instrumen- 
tos , que principiavão pela re- 
lação de factos , que havião 
precedido. 

Nóvea. A nona parte , ou de nove 
partes uma. t> aqui Pani anno- 
veado : quando de nove alquei- 
res se pagava um. 

Novelleiro. Ramo verde , vergon- 
tea , que nasce do pé , ou tronco 
da arvore. 

Novena. O mesmo que Nóvea. 
Daqui Pra%Oj terra ^ ou Casal 
de Novéa , ou Novena , as : o 
que pagava de nove um, 



OB 

T^òvenai. As nonas partes, 

Noiyos. Renovos, fructos, novi- 
dades. 

Nuçâo. Vontade , arbítrio , bene- 
plácito , consentimento. 

Niicio. O mesmo que Núncio. 

Nucion. Renuncia de todo e qual- 
quer direito. 



.CB 



'11^ 



-Ntiduva , Nudova e Nodova. O 

mesmo que jidiia. 
Nuidade. Nudez , falta de vestido. 
Numatas. O mesmo que Z)?>í/í6<- 

radas, 
Nuncas, adv. Nunca. 
Núncio e Nucio. O mesmo que 

Luctuosa. 



o 



o. 



OB 



Como letra numeral, valia 
11 : plicada, 11/000. — Na 
Musica era signal de se abrir 
inteiramente a boca. — í)m lu- 
gar de vi, ou de ^m, de J5, 
deJeF^ se acha com frequên- 
cia nos Antigos. — Também se 
escreveo deste modo XXXX , 
ou deste XL. 
0\ Beberete , convite, merenda , 
que se dava nos 7 dias antes 
do Natal. 
Oane e Oanes. João 
Ob. O mesmo que Ou. 
Oba^ as. O' pa, sobrepeliz, vesti- 
dura solta e comprida. — Tal- 
vez galhetas, ou outros vasos 
para o serviço dos Altares. E 
isto parecef ser o mais certo. 
Ohed^nça. Obediência. 
Obediência. Yid. O vença. 
Obediencial. O que tinha a seu 
cargo alguma officina entre os 
Monges , ou Cónegos. V. g. 
' Procuração , Enfermaria , etc. 
— O que repartia as Distribui- 
ções entre os Cónegos , que as- 
sistiào ás Horas Canónicas. — 
O Cónego Regrante , que esta- 
. va fera do Mosteiro com licen- 
ça do seu Prelado. 



OB 

Obediências. Os Mosteirinhos , 
Granjas, ou pequenos Priora- 
dos. 

Obidente. Obediente. 

Objecçoens» Tudo o que erâo per- 
tenças , ou dependências de 
uma herdade. 

Obladagens. Offertas, que os Fieis 
levavâo á Igreja. 

Oblatos. O mesmo que Familiares, 

Oblidar e Obligar. Obrigar. 

Obligaçom e Obligamento, Obri- 
gação. ' 

Obra. Perto, ate', pouco mais, 
ou menos. 

Obraçom. Oblação, Missa, Sa- 
crifício do Altar. — Offerte de 
alguma cousa profana. 

Obradaçâo. Offerta , ou Obrada , 
que se faz pela alma de algum 
defuncto. 

Obradar algum defunto, Offere- 
cer ao Altar , ou aos Ministros 
do Senhor alguma cousa para 
que roguem a Deos pela sua 
alma. 

Obradeiras, Os ferros de fazer 
hóstias. 

Obrante, es. Oque he occasião, 
causa, ou motivo de alguma 
cousa se fazer. 



120 



OL 



Ohridaçâo e Obrigãmenfo, Obri- 
gação. 

Ohridar, Obrigar. 

Obsta, A Capella Mór de um 
Templo. — Qualquer Capella , 
ou Altar. 

Obtro, Outro. 

Obturgar, Outorgar, conceder, 
convir. 

Obydinte e Obinte, Obediente. 

Oc/ia, O mesmo que Ochava, 

Ochava, A oitava parte de qual- 
quer cousa . peso , ou medida. 

Ocliavilla, O mesmo. 

Ociente, A parte Occidental , 
Poente. 

Ocres , Odes , ou XJcles. Conven- 
to celebre da Ordem Militar de 
Santiago da Espada. 

Octuridade» Auctoridade. 

Offerçom, Peitas , luvas , rega- 
los, etc, que para remir al- 
gum vexame , se offereciâo ao 
Senhor da Terra , ou seus Of- 
ficiaes. 

Ojfrendar, Obradar , dar offertas 

. .. pela alma de algum defuncto. 

Ofreçom» O mesmo que Offer- 
çom, 

Ogãno, Este anno. 

Oitava de cevada. Dous alqueires 
delia : era a 8.* parte de um 
Quarteiro do Moio, Porém on- 
de o Moio antigo constava de 
32 alqueires (como em Terra 
de Bragança) era a Oitava de 
4 alqueires ; porque era a 8/ 
parte delle. 

Oitaveiros, Os que pagão de oito 
um. 

Oitnhro, Nome de homem, 

Olcdha,, Eulália , nome de mulher. 

Olfortúm, Mui desagradável e 
. forte, que offende o olfato e 
provoca a náusea , v.g. bafo, 
cheiro, etc. 



ON 

Olga, Belga , de terra, que n'uiít 
dia se cultivava. 

Olhalha. O mesmo que Olalha^ 

Olivas, Azeitonas , fructo de oli- 
veiras. 

Olivelar. Aplanar , por a nivel, 

Olmafí, Marfim, 

Omaxem, Imagem, 

Omezio, Homicidio, rancor. 

Omicw. O mesmo. 

Omiziám, O matador , que ficava 
por inimigo dos parentes do 
morto. 

Omi%iero, Homiciero , Home- 
%idm , Homiúal , Homicidana 
e Homicida. O mesmo, — 
Também se derâo estes nomes 
aos que havião commettido cri- 
mes, que erão castigados com 
desterro. 

Omi%io, Malefício, que merecia 
morte, ou outra grave pena. — 
O péssimo costume que havia 
de cada um acoimar morte e 
deshonra de seus parentes^ de 
que se seguião chagas , mortes 
e deshonras aos que nos taes 
Omi%ios viviâo. — Ódio, ini- 

' mizade. 

Omnia» Todas as cousas. — Her- 
dade, ou fazenda capaz de pro- 
duzir toda a qualidade de fru- 
ctos, 

Onco, Lugar escuso e retirado. — 
Angra , cercada c defendida 
com altos montes. 

Onestidade, Gravidade , q^ode- 
stia, 

Oniâo, Vid. União. 

Onjudo, Ungido, o que foi ba* 
ptizado, o Christão, 

Onrra. Yid,Honra^ onde se acha- 
rá o que he Casal honrado, 

On%enar, Commerciar com de- 
masiados e prohibidos lucros, 

Ooyte, Hontem. 



OR 

Oraçoeiro. Livro, que só contem 
Orações. 

Oráculo. Oratório , Capella , pe- 
quena Igreja. 

Oral. Fumo , ou volante , com 
que as mulheres honradas e si- 
sudas cobri ao o rosto. 

Ordem. O Senado da Terra, a 
Junta , ou Sociedade de qual- 
quer officio, emprego, ou pro- 
fissão. 

Ordenado^ a. Ornado, compo- 
sto, asseado. 

Ordenamento. Mandado , ordem, 
preceito, estatuto, lei. 

Ordenança. O mesmo. 

Ordenar. Pôr em ordem , viver 
com decência, conseguir o pre- 
ciso e necessário para os usos 
da vida , segundo o respectivo 
estado. 

Ordiayro e Hordinhayro. Ordi- 
nário. 

Ordim e Hordim, Ordem , Reli- 
gião approvada. 

Ordinhado. Ordenado de Ordens 
Menores , ou Sacras. 

Ordinhar. Determinar, dispor, 
ordenar. 

Ordo. Cevada. 

Orge e Orgo. O mesmo. 

Origenario. Escravo, ou servo, 
e de condição não livre. 

Orio. O mesmo que Ordo. 

Orises e Orices. Praieiros, ou 
ourives. 

Orival. Olival. 

O roça , ou Coroca. Beneficio em 
Oroça , ou em Coroca. — JEn' 
coroçado se dizia aquelle, cuja 
renda ficava comendo o que o 
appresentava. Vid. Coroca. 

Orra. Hora. 

Orreta, Valle profundo entre 
montes e de mui estreita mar- 



OU 



121 



I Oríar. Cultivar com diligencia, 
methodo e ordem. 

0's^ 0\ O mesmo quedos, Ao. 

Osar. Usar. 

Osmar. Sommar , calcular , or- 
çar. — Julgar, ter para si. — 
Suspeitar com algum funda- 
mento. — Persuadir-se. > 

Ossas ^ Osas e Ocas. Donativo, 
que o marido dava á sua esposa 
no outro dia das bodas : ordi- 
nariamente consistia em al- 
guma espécie de calçado. As 
viuvas pelo contrario as paga- 
vão aos seus novos maridos. — 
Dinheiro , ou cousa, que se 
dava ao Senhorio da Terra para 
conseguir delle a licença para 
a^ bodas. 

Ospaía. O mesmo que Hospeda. 
— Mulher Viuva : e também 
Casada. 

Ospitaçom. Obrigação de dar pou- 
sada , ou aposentadoria. 

Ou. O mesmo que Ao.'—^ Adv. 
Onde. 

Oucidente e Ouciente. Occiden- 
te. 

Ourela do rio. A sua margem, 

Ouriente. Oriente. 

Ourivy%eiro. Ourives. 

Ourolo e Hourolo. Aro, ou cir- 
cuito de uma demarcação , ci- 
dade, villa , quinta , povo , etc. 

Ous. Aos. 

Ousam. Atrevimento, insolência, 
desaforo. 

Ousamento . Ousadia , confiança , 
atrevimento. 

Ousança. O mesmo. 

Ousía. O mesmo que Obsta, 

Outaás. Oitavas. 

Outãa. A parte , que fica a prumo 
sobre a perna do animal. 

Outorgadamente. Com consentir 
mento e outorga. 
16 



n^ 



TA 



PA 



Qutorgamento , Tomou-se por 
aiictorizar alguém para succe- 
der na herança. — Deixar era 
testamento alguma cousa. — A 
jiiesma cousa deixada. — Jura- 
mento , inquirição , prova ju- 
dicial e authentica. 

Outrega. Paixão violenta e re- 
pentina , que offusca o juizo. 

Ouvo ^ os. Ovo, ovos. 



Ove. Pret. áoYevho Haver. JEti 

ove : Eu tive. 
Ovelhum (Gado). Rebanho de 

ovelhas. 
Ovença. Officina destinada para 

os particulares usos de uma 

Casa Religiosa. 
O vença l. O que tem a seu cargo 

alguma Officina Religiosa. 
Oi/te, Hontem. 



PA 



? 



PA 



Na Arithmetica dos An- 
tigos , valia 400 : plicado , 
400/000. — - No Canto , deno- 
tava pressão , ou precisão da 
voz. — ¥au lugar de _B, foi 
trivial. — Redundante antes de 
T, ou f^, sf) acha a cada passo. 

. — Substituído por B e pelo 
contrario , usarão os nosso.^ 

- maiores , que davâo quasi a 
mesma pronuncia a ambas 
estas letras. 

Pacato. Aplacado , sem ira , bran- 
do , pacifico. 

Páceiro Mór. O Intendente das 
Obras Reaes, que depois foi 

. chamado Feador Mor das 
Obras, e hoje Provedor das 
Obras. 

Pac ido (Campo). O que já está 
pastado, comido e pelada. 

Pacígo, ow. Pacigóó. Lugar, em 
que pastão os animaes. 

Padinhamente. Clara e manifesta- 
mente. 

Páieira. Padeira. 

Páteiro. O bodegueiro , taver- 

1-. neiro^ que vende co£isas co- 
mestíveis. - 



Paço. Carneiro grande e de boa 
raça. — Pago , lugar. 

Paço. Cartório de um Tabellião 
publico. 

Padccítnentp. Afflicção, dor , an- 
gustia , injuria, affronta. 

PadcUças. 1 Algares destinados á 
pastagem dos animaes. — Pes- 
queiras. 

Padroeiro. O Patrono, que liber- 
tava o seu escravo, ou servo. 

Padrorn. O que appresentava um 



ieneíicio, Padroeiro. 



Padronadíga. Dote, ou herança, 
que vinha da parte do pai. 

Padroom , oens. Marco de pedra 
alta e corpulenta. 

Pafo. Paragrafo. 

Paga dos Fogos. — • — das Pessoas. 
— — ■ da Fisinhança. Vid. Fo- 
go. 

Pagado, a. Pacifico, socegado, 
sem duvida, ou eontradicção 
alguma. 

Pagadoiro. Que se ha de pagar. 

Pagar-sc de alguma cousa. Agra- 
dar-se delia. 

Pcdacio. Casa daCamera, quando 
não havia Senhorio na Terra ; 



PA 



PA 



153 



porque havendo-o , a sua Casa, 
ou residência se dizia Palácio , 
a quem a Real Coroa tiniia 
feito mercê das multas , coimas , 
etc. — Mosteiro, Convento, 
Casa Religiosa. — Casa de um 
Fidalgo nobre e honrado. — 
Qualquer casa de uma grande- 
za 5 pouco mais que ordinária. 

dos Navios. Almazem, em 

que se punhào os armamentos 
navaes ; casa , ou coberto na 
borda d'agua , em que se reco- 
Ihiâo escaleres e outras embar- 
cações da Coroa. 

Paladinamente. Claramente , em 
publico. 

Paladino ^ adj . Familiar , usado , 
claro, com m um. — Palácio. 

Palame. Officina deçurrar, pre- 
parar e curtir couros. 

Palanque. Estacada, ou palissa- 
da , com que se cingia o campo 
da batalha. — Aproxe , reduto , 
donde se batia uma Praça. 

Palha. Vid. F(kte e Sigillar^ 

Pal/i adiça. Palha. 

Palhatorio, Locutório, casa, em 
que fallavâo com os Seculares 
as pessoas Religiosas. 

Pallatorio.^ O mesmo. 

Palmeirim. Peregrino , estran- 
geiro. 

Patm,eiro. O mesmo. — O Ro- 
meiro , que vinha da Terra San • 
ta. 

Pam meado. Era segundo se aju- 
stava. Vid. Meado. de rua. 

Pâo alvo e de trigo , de que usão 
os ricos e delicados. Cadi- 
mo. O que se vendia publica- 
mente na feira , ou praça. 

boco. O que era de broa, ou 
rala. 

Panarias. Celleiros, tulhas, em 
que se recolhe o pâo. 



Panascaes. Campos cheios de her^ 
va, e íjue se nâo lavrâo. 

Panho. Panno. 

Pannos ordinhados. Vestido , ou 
Habito próprio do Estado Ec- 
clesiastico, Clerical, ou Regu- 
lar. 

Papilío. Papel de linho , ou far- 
rapos. 

Para-bem-mentes. Attende beni 
e repara. 

Parada. O rn^smo que Jantar . 

Paradeiro. Paragem , sitio , ou 
lugar. 

Paramentes ^ e no plur. Parade- 
mentes. O mesmo que Para- 
bem-mentes. 

Paramento. Obra , acção , com- 
portamento , ou bom, ou máo. 

Par amo. Vid. Par anho. 

Parança. Protecção , amparo, 
defensão, ajuda. — Situação, 
termo, estado. 

Paranho. Honra , Couto ,- Isen- 
to , em que algum filho de Fi- 
dalgo se criava. — Campo ra- 
so. — Fazenda , ou quinta de 
um Lugar Pio. 

Parar. Pagar. 

Parar-mentes. Reflectir, conside- 
rar , attender. 

Par aviso. Paraiso. Fa%er o Pa* 
r aviso : cantar o ç/. /w Para* 
disum. 

Paravoa. Palavra. 

Parceiro. O que dfiva , ou recebia 
alguma herdade de meias, ter- 
ço, quarto , etç. 

Parcioneiro. ^Complico, que tem 
parte em alguma cousa, oiè 
acção. 

Pardo. Coutada, parque. 

Parede Francês. Taipa de ripas , 
palhas , ou tijolos. 

Paredeiro. Pardieiro, casa der- 
ribada e sem habitador. 



1S4 



PA 



Parelhamente, Com igualdade e 
sem differença. 

Parimentos, Criações , partos , 
crias. 

Pario. Pena, ou multa estipulada 
de parte a parte. — Parelha. 

Particimciro. Participante, só- 
cio, companheiro. 

Partiçom. Partilha. 

Partija. Partida, numero, mul- 
tidão. 

Partir. Separar , remover , apar- 
tar. 

Partir-se. Separar-se, fysica, ou 
moralmente. — Deixar-se, le- 
vantar mâo , ceder da causa. 

Passada. Permissão tacita, vista 
grossa, disfarce. — Passo, ou 
passal, que constava de 4 pal- 
mos largos. -^ Licença , ou per- 
missão, para passar' por alguma 
parte. 

Passaes. Terras contiguas ás Igre- 
jas Parochiaes, para logradou- 
ros , hortas e pomares dos Mi- 
nistros do Templo. Estas cercas 
erâo antigamente mais estrei- 
tas, e se chamavão Dtxtros. 

Passagem. Pensão , que os Em- 
fyteutas pagavão ao Senhorio , 
quando ElRei , ou o Principe , 
uma só vez noanno, passavão 
pelas suas Terras. — O Direito, 
que pagavâo os que passavão 
por alguma Terra, a quem o 
Monarcha o concedera . — Cha- 
marão Saiúa Passagem a Expe- 
dição para recuperar o% Luga- 
res Santos. 

Passal. Passo, que na& medições 
antigas já tinha 3 , já 5, já 9 , 
ou 12 palmos, ou quantos que- 
riâo as partes. 

Passamente. Mansamente, em voz 

baixa. 
Passamçn ^o. Fallecimento, morte , 



PíT 

Passar. Morrer, sair desta vida. 
— Fazer o contrario, contra- 
vir, desobedecer á Lei, que- 
brantal-a. 

Pássara. Perdiz. 

Passar eiró. Caçador de perdizeí. 

Passo ^ adv. Baixo, em voz sub- 
missa. — Subst. Vid. Passal. 

Pastura. Pasto , pastagem. 

Patina. Patena. 

Pausa. O mesmo que Pausa. 

Paxoeiro. Livro , que contem as 
Paixões dos 4 Evangelistas. 

Pay dos meninos. Ofíicial, que 
tinha o cuidado dos engeitados. 

dos velhacos. Magistrado , 

que tinha inspecção sobre os 
moços vadios, a quem devia 
prover de amos, ou officios. 

Pea. Pena. 

Peado. Condemnado á pena. 

Peadoiro. Digno depena e casti- 
go. 

Pear. Castigar, obrigar á pena 
da Lei . 

Peça. Muito de alguma cousa. 

Pczcar. Pagar, satisfazer. 

Peccno , a. Pequeno. 

Peckoso. Sujeito a grandes tribu- 
tos. — O rabujento, imperti- 
nente, e que a tudo põem pe- 
cha. 

Pectar. Pagar. 

Pediçâo. Acção de pedir , petição. 

Pedida. Tributo, ou Finta ^ que 
os Senhorios lança vão por ca- 
beça ao seus Vassallos , Emfy- 

teutas, ou Colonos. do 

Mordomo. A refeição frugal , 
que se dava ao Cobrador dos 
foros. — Limitada pensão , que 
oEmfyteuta, ou Colono dava 
ao Senhorio , ou seu Mordomo, 
por lhe dar licença para fazer 
algum serviço, v. g. segar, 
vindimax, etc. 



Pedra de hirullo. Pedra preciosa , 

chamada Berílio, 
Pedrinho^ o. Feito de pedra. 
Pegar sentença, Proferil-a, ou 

pol-a contra alguém. 
Pegeadouro, O artificio , com que 

se tira a agua do moinho. 
Pegorar, Peiorar, pôr-seem peior 

estado. 
Peguiah Pastor , que guardava 

ovelhas. 
Pegulhal, O mesmo. E também 

o rebanho. 
Peia, O mesmo que Pea. 
Peiouga, Pé de porco. 
Peita, Tudo o que se dá para 
corromper a justiça , a virtu- 
de , ou a boa fé de alguém. 
Peitar , Pectar , Preitar e Pei- 
tar, Satisfazer, pagar. 
Peitoril, Obra de fortificação , 

que saía fora dos muros. 
Peitu, Foro, pensão, divida. 
Peixe escolar m Espécie de pesca- 
da , ou Caçoaria, 
Peixotas, Pescadas. 
Pélago, Qualquer ribeiro, rio, 
lagoa , poço , tanque , ou rêgo 
d'agua , que depois do Século 
XIII se chamou Pego no me- 
smo sentido. 
Pelejador, Desinquieto, revolto- 
so, espancador. 
Pclhos, O mesmo que Pelos ^ ou 

Por-os, 
Peliceiro, O que curtia, prepa- 
rava, ou vendia pelles. 
Pelitarto, Toda a qualidade de 

pelles, 
Peliteiro , ou Pelitcrio, O mesmo. 
Pellacil, Vid. Alacir, 
Pelle de vinho, Erão três almudes, 
Pelliôa, Mulher rixosa, e que fa- 
cilmente desinquieta as outras , 
arranhando-lhe a cara , e ar- 
rançaado-Uie os cabelios, 



PE 



1S5 



Pelote, Capa forrada de pelles. 
Peltre, Arame, latão. 
Pena de sangue , ou Pena d'ar^ 
ma (chamarão-lhe antigamente 
Indicias^ Po%es e Coimas), hc" 
vava-se esta multa dos que 
espancavão , ferião , ou mata- 
vão alguma pessoa, ainda que 
sangue não corresse da ferida, 
ou contusão ; e também dos que 
dizião palavras injuriosas ao seu 
próximo. 

Penado, Multado, sujeito á pe- 
na. 

Penadoiro, O mesmo que Pea" 
doiro. 

Penar, O mesmo que Pear, 

Penavel, Digno de pena , ou ca- 
stigo. — Lei penavel : a que 
impõem alguma pena , ou mul- 
ta. 

Pendença, Penitencia , traballio , 
castigo. 

Pendençal, Penitenciário , que 
absolve dos peccados mais gra- 
ves. 

Pendenças, Multas ecclesiasticas, 
em que se commutavão as pe- 
nitencias , que se de v ião pelo» 
peccados. 

Pendesse^ Penitencia, satisfação 
pela culpa, 

Pendoenças, Signaes de um yéi» 
dadeiro arrependimento das 
culpas, penitencias. 

Penégo, Travesseiro , cheio de 
frouxel , ou pluma branca das 
aves. 

Peneira d ante mão, A que era 
fina , ou de seda. 

Penella, Uma pequena Penha ^ 
ou Castello, fundiadò nella, 

Penificar, Pôr penas, castigar,. 

Pensamentos, Arrecadas com fi- 
lagrana d'ouro,. 

Pensar dospçbtch Tratar delles ^^ 



iâ« 



PE 



vestil-03 5 sustental-os , sòccor- 
rel-os. 

Pensoi Pensamento. 

JPensoso» Taciturno , carregado , 
pensativo. ^ 

Pentes Lares, Talvez Pendentes 
Meaes para enfeite das orelhas : 
ou Pentes de preço para orna- 
mento da cabeça. 

Pequenine%a» Pequenhez, abati- 

. mento , cobardia, 

Perabola» O mesmo que Paravoa, 

Perangarias» Vid. Ãngueiras^ 

Perava, Palavra, 

Percalçar. Alcançar alguém em 
contas. — Conseguir algum 

emolumento, Direito ^Con- 

seguir que se lhe faça justiça. 

Percalço* Emolumento, ou ga- 
ges , que. ^e^tjrâo de alg,um 
Emprego. ' 

Perciçoeiro, Livro, que contém 
o que se diz , ou canta nas Pro- 
cissões, 

Percudir, Ferir , censurar , taxar, 
rebater. 

Perder sanha de alguém» Per- 
doar-lhe, reconciliar-se com el- 

Perdidoso, O que ficava lesado , 
ou com perda. 

Perdoança, Perdão. 

Perdudo, a. Perdido , dissipado , 
' consumido. 

Perecimento, Falta-, extincçãPj 
ausência. 

Peregrin^ ins» Peregrino; 

Perencia. Nome quederàoa Va- 
lença do Douro ^ CUJOS mora-» 
dores haviâo perecido todos de 
uma horriyel epidemja, 

Perfectar. Aproveitar , ser útil e 
prestadío, 

Perf citação. Melhoria, , utilidade, 
proveito. 

Perfia^ as, Tud^^,o<j\tô, podia ser 



PE 

de proveito para alguém. -^ 
Profia, teima, contenda. 

Pergamilheiro, Offieial , que pre- 
parava , ou vendia pergami- 
nhos. 

Periguado , o. Posto a perigo de 
padecer algum damno, 

Perleúão , a» Acabado de ler. 

Perlonga, Maliciosa e fraudulen- 
ta demora. 

Perlongança, O mesmo. 

Per longar, Dilaiar , differir, de- 
morar, 

Permcdida, O primeiro sável , ou 
lamprêa, que sáe no rio. 

Permidiva e Perniviva, O mesmo. 

Permudaçâo, Escambo , troca. 

Perna, Pé, ou tronco da arvore. 

Pernada, Couce de besta. 

Peró, Posto que, ainda que, 

Peróm, O mesmo que JÍmprom» 

Perpunto, Capa MiUtar. 

Persemelhante , adv'. Igualmen- 
te , da mesma forma, ou ma- 
neira. 

Persigal, Encerradouro de por- 
cos, ou manada deJles, 

Persolver, Pagar até o ultimo 
real. 

Pcrsonaría, Procuração bastante. 

Persotcrrar, Metter debaixo da 
terra , acabar os officios da se-^ 
pultura, 

Pertécimentos% Pertenças. 

Pertenza , as. Pertença : tudo o 
que pertence a um casal. 

Pertigueiro, Alferes , Justiça , 
Defensor. 

Per uu. Por onde. 

Pervencer, Quebxar , destruir , 
subverter. 

Pervinco e Provinco, O peirente 
mais chegado. 

Pés, Peixe, 

Pesa» Peso, 

Pcsante ysubst. Moeda antiga , de 



w 

que ignoramos o metal, feitio, 
peso e valor, — ^dj. Pezaroso , 
triste , pouco satisfeito. 
Pescado ReaL O solho. 
Pescotas^ Pessoías e Piscescanes, 

Pescadas, 

Pessoa. O que tinha Dignidade , 

ou Prebenda em uma Cathe- 

dral. — O Parocho primitivo, 

que comia o grosso dos Dizi- 

mos sem obrigação de Cura. 

Pcssoadégo, Direito de ser Pes- 

soeiro^ ou Cabeceí de um Prazo. 

Pessoadígo, O mesmo. — A posse 

de qualquer cousa. 

Pessoa hei mente. Pessoa velmente. 

Pessoaría. Todas as acções , que 

faz o Cabeça de um casal por 

força do Direito útil , que nelle 

tem, 

Pessocira. A pessoa , que está em 

uma vida das de um Prazo. 
Pessoeiro. O mesmo que Cabecel, 
Pesieknça, Peste , epidemia , 

mortandade. 
Pestencia e Pestenença, O mesmo» 
Pestrumeiro^ ou Pres-Pros-Pu- 

stumeiro, O ultimo. 
Pestuleiro, O Livro , que contem 

as Epistolas do Missal, 
Pesume, Peso , carga, 
Pefegar. Cortar de rijo com um 

machado. 
Pé-terra. Moeda d*ouro, que va- 
lia 216 reis. 
Pttmtal. Fabricador de todo o 

género de embarcações. 
Peitar. O mesmo que Peitar . 
Pevide da candca» Murrào. 
Pcyouga. Pe de porco, chispo. 
Picota, Pelourinho, onde os cri- 
minosos erão expostos á ver- 
gonha. 
Pilarte , Pilhastre e Pillastre, 
Moeda, que correo em Portu- 
gal. Era de prata ; valeo pri- 



PL 



127 



ineiramente. 13 reis é ^ ceitis: 

depois 7 Dinheiros , ou ceitis, 

Pinaça, Embarcação pequena , 

mas ligeira , de vela e remo. 
Pijidra» Penhor. 
Pindrar, Penhorar, 
Pingos, Paredes , feitas de pedra 

miúda e em sosso. 
Pinta, Medida , de sólidos , uma 
4,* ; de liquidos , 5 quartilhos. 
Pipa de moiação. Levava 27 al- 

mudes. 
Pi'pi, Voz da gallinha , que ainda 

he franga. 
Pipiam, Moeda tão miúda , que 

só valia duas mealhas. 
Pissofas, Pescadas, 
Pitanga, Um prato mais , além 
da ração ordinária, nasGom- 
m unidades Religiosas. 
Pitanceiro, O que recebe e distri- 

bue as rendas do Convento» 
Pingas, Çapatos. 
Pingos, O mesmo qiie Pingos, 
Piacença» Beneplácito , approva- 

çào, vontade. 
Plocirnento, O mesmo. 
Placito, Prazo, ou qualquer ou- 
tro Instrumento publico, — 
Pacto , condição , ou promessa; 
— Tribunal da Justiça. — O 
que se decidia em Juizo, — 
Protesto de viver bem e casta* 
mente. 
Placitos, Os A phorismos dos Mé- 
dicos e as sentenças dos Filó- 
sofos, 
Plazo, Doação , ou contracto, 
a prazer das partes. — Escri- 
pto, ou obrigação de divida. 
Pleito, No Fiiero-Ju%go se toma 

por concórdia. 
Ploeiro, Arraes, 
Piorno, Chumbo» 
Plouver, Agradar-se de alguma 
cousa. 



IS» 



PO 



Plumaw, Travesseiro cheio de 
pluma. 

Pobla, Povoação pequena , que 
talvez constava de uma só casa. 

Pobladores. Os Povoadores de um 
lugar , presentes e futuros. 

Poblança, ou Povoança» O me- 
smo que Pobla, 

Poboaçom, Direito Real , que pa- 
gava cada Fogo» 

Pobra , subst, O mesmo que Po- 
bla , que também alguma vez 
constava de muitos moradores, 
— Adject. Própria. 

Pobradar, Povoar. 

Pobrador d'ElRei, Ministro e 
Procurador Real, que tinha 
inspecção sobre o reparo dos 
lugares fortes , e sobre a po- 
pulação das terras, para que 
se não hermassem. 

Pobradores, O mesmo que Pobla- 
dores, 

Pobramento» Carta, ou Foral, 
que se deo para povoar uma 
Terra. 

Pobrar e Despobrar com os seus 
derivados. Povoar, etc. 

Poçah Vid. PuçaL 

Pocima, Finalmente , por fim. 

Podeidoiro* Bom e capaz de po- 
dar as videiras. 

Poderio. Poder , Jurisdicção , 
auctoridade, licença. 

Poderoso (Ser). Poder fazer al- 
guma cousa. 

Podestades, Ricos-Homens com 
auctoridade suprema , assim no 
Militar, como no Civil, em algu- 
mas Comarcas , ou Provincias. 

Poer. Pôr. E no Pretérito Pugy : 

Eu puz. contra alguém. 

Dar libello , requerer contra 
elle. — em estado. Formar 
accusação, queixa, ousumma- 
rio contra alguém. 



PO 

Pogeya. O mesmo que Mealha. 

Poimento de pé%. Acção de pôr 
os pe's, andar, passear uma 
fazenda : frase usada nos Autos 
de posse judicial. 

Poix. Depois, para o futuro. 

Pola. Augmento, sublimidade, 
grandeza. Daqui Empolado. 

Polaina. O mesmo que JEnxara- 
via. 

Polgamio de papillo. O papel , 
de que hoje usamos , que tam- 
bém se disse Pergaminho. 

Polha. Gallinha. 

Poner. Pôr. 

Pontaria. Ódio , trapaça , enredo 
para derribar o seu contrario. 

Póo. Arêa fma , que se lança so- 
bre a escripta. 

Póos. Especiarias, adubos, tem- 
peros. 

Pôr. Consentir, ajustar, decla- 
rar, dizer, allegar, requerer. 
' em pés. Mostrar ser ver- 
dade, ou pretender mostral-a. 

testagoens.VAZQi sequestro. 

— — Coutadas. Era quando um 
proprietário fazia qualquer la- 
voura, ou plantava alguma vi- 
nha , ou arvores na sua herda- 
de , a qual devia ser guardada 
e defendida dos gados, para 
que a não damnificassem. 

Porá. Para que, ou Por a. 

Por calho. Leitão, 

Por cantu. Adv. Por quanto. 

Porcariço. O pastor de porcos. 

Pôr cima. Acabar, pôr fim , ter- 
mo, ou remate. 

Porco de de% covados. O que va- 
lia dez covados de bragal, ou 

seis alqueires de trigo. de 

tre% sesteiros. O mesmo. — ^ 
í/e hum lenço. O que valia um 
bragal , que constava de 7 va- 
ras. 



vo 



PO 



129 



Porem , gcIv. Por isto , por esta 
causa , ou motivo. 

Porende. O mesmo. — Por tan- 
to, á vista do que, por esta 
razão, por isto. 

Por lias. Pelas, ou por as. 

Por qual guisa se quer que. Por 
qualquer maneira que seja. 

Porque. Razão , causa , motivo. 

Porra. Nos Documentos da Sé de 
Lamego e de S. Bartholomeo 
de Coimbra nada tinha de 
obscena esta palavra, que»si- 
gnificava o Sceptro , Maça , 
ou Insígnia^ que ainda hoje 
servem de ornato nas Procis- 
sões dos Mosteiros e Cathed raes . 
Vid. Tromba, 

Porrada. Guisado , em que en- 
travâo alhos porros. 

Porreger. Ofíereceu appresentar. 

Porretas. Alhos porros. 

Porrína. Clava , ou maça de pe' 
curto € cabeça de ferro, ou 
páo. 

Porta garrada. Vid. Canieraçar' 
rada. 

Por^ta de traição. Porta falsa, de 
que se usa nas Praças defensá- 
veis. 

Portoàígo. Portagem, que se pa- 
gava das fazendas e viveres , 
que se vendiâo nos Lugares, 
quetinhão Jurisdicção sobre si. 
— O mesmo que Laudemio. 

Por tal. Para que. 

Portalecer. Apparecer no mais 
alto da portella: apparecer de 
repente. 

Portar. Conduzir por agua a um 
determinado porto. 

Portatico. O mesmo que Porta- 
digo. 

Portagem. Portagem. 

porteiro. O Cobrador dos Direi- 
to^ Reaes. 



17 



Poriella. Passagem mais estreita 
de um Lugar para outro. 

Portelo. O mesmo que 

Porto. O lugar , por onde se en* 
tra , ou passa. 

Portuguez. Moeda d'ouro fmissí- 
mo, com valor de 4 j|í 000 reis. 
Portugue%es de prata : valiâo 

400 reis. velhos : parece 

valerem 160 reis , e serem de 
prata. — D. João II fez lavrar 
Portugueses ^ que valião cada 
um 7 Castelhanos: que faziâo 
7^^000 reis de dinheiro de Por* 
tugal. 

Posição. Postura , acção de pôr. 

Posiçoens. Artigos , ou Provarás , 
que a Parte se offerece a pro- 
var. 

Possança. Possibilidade , forças, 
poder. — Posse , acto de pos- 
suir alguma cousa. 

Possar, Entrar aposse, apossar» 
se. 

Posta. Aposentadoria. 

Postar. Compor, fabricar, repa* 
rar. 

Posto. Ponto, mira. 

Postreiro. Ultimo , derradeiro. 

Postura. Assento, Contracto, 
Lei, Ordenação. — Ornato, 
concerto, limpeza, compostu- 
ra. — O mesmo que Pra%o. 

Posy. Eu puz: he Pretérito do 
Verbo Pôr. 

Poura. Pura, sincera. 

Poma. Aposentadoria , residen» 
cia. Daqui Pousar : ter apo- 
sentadoria. 

Pousada e Pousadéa. O mesmo. 

Pousadeiro. Assentista, o que pre- 
parava a pousada. — O Zagal , 
que tinha a seu cargo prever 
o lugar mais commodopara as 

-jarneijoadas do rebanho. 

Pousadtas, Vid. aposentadoria^ 



130 



PR 



Pousadouro. Lugar, 'que ficava 
no termo de alguma subida. — 
O tumulo, ou sepultura, em 
que o mortal repousa. 

Pousentador. Aposentador. 

Pousentar. Pôr, repor, depor, 
collocar. 

Povorar^ Despovorar e seusderi- 
'vados . Povoar , despovoar , etc . 

Povramcnto . Acção de povoar , 
ou tempo , em que se povoou . 

Povrar, Povoar , rotear , culti- 

• var. 

Poyar, Fazer poio, ou escalão 
de alguma cousa, para subir 
a um posto, ou lugar mais 
eminente. 

Poipnento, Posição , acção de por 
alguma cousa. 

Pcyo. Monte, ou coUina mais 
alta e acuminada. — Casa do 
Poyo. A do Ante-Refeitorio. 

Praga. Depraça^ adv. Publica- 
mente, avista. — Dar praça. 
Acceitar o combate , ou desa- 
fio. — Pôr a praça a alguém. 
Pelejar, combater comelle. — 
Ter praça. Dar campo para 
duello. — Em praça. O mesmo 
que De praça. 

Pracébo. Officio de Defuntos. 

Praga. Chaga perigosa. 

Pra^aens. Chagas incuráveis , se- 
melhantes a uzazere , ou u sa- 
gre , e que vão roendo as carnes. 

Pragamyo. Pergaminho. 

Prasmar. Vituperar , abominar , 
reprehender, censurar. 

Pras-me.) subst. Beneplácito, des- 
pacho, portaria. 

Prasmo. Nota, culpa, defeito.-— 
Desprezo. —Reprehensão. 

Prazenteiro. Festivo , engraçado, 
alegre. 

Prazentim, E-straíigmrOj o\i Mou- 



Prazzda, Dobras de Provida í 
Mouriscas. 

Pra%o. Toda e qualquer Escriptu- 
ra entre partes. 

Precária, as. Doação, ou antes 
Carta de venda de certos bi?n» 
d« raiz a um Lugar Pio ; con» 
condição , in scriptis , de que 
o Doaiite , ou seus Descenden- 

. tes os ficariãó desfructando por 
certo tempo, pagando uma li- 
mitada pensão annual , o qual 
fmdo, consolidava o Direito Se- 
nhorio ambos os Dominios, e 
espirava a Precária. — Servi- 
ços , rogos , geiras. 

Prereptor. Deo-se este nome , não 
só £LO Gr ao 'Mestre, mas ainda 
aos Mestres e Commendadore» 
das Ordens Militares. 

Precto. Litigio, pleito. 

Precudir. Castigar , ferir, desba- 
ratar. 

Pregallas. Pregações feitas ao 
povo. 

Pregar. Rogar, pedir com gran- 
de empenho. 

Pregar etas. Religiosas de S. Do-^ 
mingos. 

Pr citar. Pagar, satisfazer. 

Prcitegar. Fazer ajuste, pacto ^^ 
ou concerto. 

Pr eitej amento. Capitulação , aju- 
ste , concerto. 

Preiiejar. O mesmo. 

Preitesia., ou Preite%ia. O mesmo. 

Preito. Pleito, demanda, con- 
tenda. — Ajuste, convenção, 
amigável composição. — Prei'* 
to Q Homenagem. Este fazia o 
Vassallo (que devia servir ao 
seu Senhor, assim na paz, co- 
mo na guerra), a que chamavâo 
Ligio. 

Prema, Vexame, angusti^jdôrj 
trabalho , pena. 



PR 

Prômithnento. Permissão, facul- 
dade, licença. 

Preposito. O Primeiro Prelado de 

um Mosteiro. 
. Preregalhas. Orações , supplicas , 
requerimeatos , instancias. 

Presar. Apossar-se das Torras dos 
Mouros pelo Direito da Guerra. 

Presores, Os que assim se apossa- 
vâo das taes terras. 

Prestameiro. O que tinha alguns 
bens da Coroa, consignados pa- 
ra a sua côngrua sustentação. 
— Mordomo, ou líendeiro , que 
cobrava os foros , ou pensões 
dos aprestamos, 

Prestamento. yíprestamo. 

Prestamo. O mesmo. 

Prestaiiça. Ferver pr estanca :com- 
municar of&ciosamente os seus 
bens e préstimo em beneúcio 
de alguém. 

Prestaria. O que tinha Apresto 

Preste , a. Sacerdote , Presby- 
tero. 

Prestemo. O mesmo que Presta^ 
mo. 

Préstimo. O mesmo que Pr esta" 
moj pensão , que acaba com a 
vida de quem a desfructava. 

Prestimonio. Pensão diária, ou 
annual , mas vitaUcia , assim 
na Igreja, como no Século. 

Prestumeiro, Ultimo , derradei- 
ro. 

Preturia, Conquista, ou reÍTÍn- 
dicação de alguma terra , ou 
herdade , ou posse , que delia 
se tomava. — Preza d'agua, 
açude, levada. 

pretor. Alcaide Mór e Senhor 

' absoluto das terras, que lhe 
erão commettidas, 

Pré%. Preço, ou estimação de 
alguma cousa. — Agilidade , 



PR 



131 



presteza , capacidade , pre^tw 
mo. 

Prigom de Deos. Doença gravís- 
sima , com que Deos prendia 
alguém no leito da sua dòr, 
prisão de Deos. 

Pritnariças. As primeiras lam- 
prêas , que se pescavão. 

Primeira Feria. Domingo. 

Primicerio. O Chantre, o pri- 
meiro no Choro. 

Principe. O mesmo que Rei, ou 
Imperante Summo e Indepen- 
dente. — O Rico-Homem , Po- 
testade^ Maiorino j o\i Tenente 
de algum Território , Comarca , 

ou Lugar. da Curta, O 

Mordomo Mór. 

Priul. Prior. 

Privido^ a. Particular, que per- 
tence a uma particular pessoa. 

Procuração. O mesmo que Co- 
Iheita. — Casa da Dispensa, 
ou Cellararia entre gente Reli- 
giosa. 

Procurador. Dizia-se do homem 
e da mulher. 

Procuraiorio. Livro da Procura- 
doria. * 

Proe. Utilidade, conveniência, 
proveito. 

Proeiro. Arraes, mestre da em- 
barcação. ^ 

Profeitamento, Interesse, utifi- 
dade, proveito. 

Profeitança e Pr of eito. O mesnaJk, 

Prohe. O mesmo que Proe. 

Prol. O mesmo. 

Prol faça. Parabém de alguma 
felicidade, ou ventura. — Nas 
Bodas sediz!aPro//<7fa como 
copo na mão, desejando, que 
a Noiva fosse fecunda. 

Promessa. Luvas, queoColoHOj 
ou Em fy teuta promettia ao 
Mordomo. 



im 



PS 



• Prometimento, Promessa de fazer 

alguma cousa. 
^'JPr omissa ^ Premi%ia e Promicia. 
Primícia , que se paga á Igreja. 
Promovedor. Promotor da Justi- 
ça. 

• Próprios. Rendas, que perten- 

cem á Real Coroa. 

Prmtimcira. Fim , remate desta 
- vida mortal. 

Prostumeiro. O mesmo que Pr e- 
stumeiro. 

Prouguer. Ter por bem, ser con- 
tente, agradar-se de alguma 
cousa. 

Prova. Purgação Canónica, ou 
Vulgar , temerária e afílictiva , 
que devia fazer o indiciado de 
algum crime occulto. 

Provença. Provincia, região , cli- 
ma, Diocese. — Providencia. 

Provenda. Ancoragem, onde os 
navios se reparâo e provêm. 

Proveza. Pobreza. 

Provicar. Publicar. 

Próvico. Publico, manifesto, á 
vista de todos. 

J^rovincia . Território de u m a Ci- 
dade, Villa, Julgado, Correi- 
ção. — Hermida , Oratório , 
Hospício , em que vivião algu- 
ma, ou algumas pessoas, que 
fazião voto de Profissão. 

J^rovinco. Parentela , geração , 
linhagem. 

Proviso. Mofmo , perverso , mal- 
' dito. 

Pruvico , a. Publico, notório , sa- 
bido. 

Psalterio Gallego. Um livro pe- 
queno e manual, que continha 
os Psalmos de David. — Igreja , 
lugar de oração , onde os Pa- 
rochos devião antigamente re- 
^ar as Hora^ Canónicas . 



' PU 

Puhrego^ a. Publico. 

Píiçal. Medida de vinho , que or- 
dinariamente constava de cinco 
almudes. 

Pucilgâo. Grande posilga, cur- 
ral de porcos e outros animaes , 
feito de sebes, estacadas j ou 
paredes. 

Padadeijra. Podão , cutello de 

podar as videiras. 
. Pugnar. Castigar. 

Pulgaminho. Pergaminho. 

Púlgeco ^ a. Publico. 

Pulvego^ a. O mesmo. 

Pulvigo.f a. O mesmo. 

Panar e Punhar. Fazer toda a 
diligencia para conseguir algu- 
ma cousa. 

Pungimento. Compuncção , dor , 
arrependimento do peccado. 

Pangir. Penetrar, afíligir, mo* 
ver , incitar. 

Puplicho. Publico. 

Purgamilheiro. O que seoccupa 
em compor, ou vender perga- 
minhos. 

Puridade, Segredo intimo de al- 
guma pessoa. — Escrivão da 
Puridade : era o principal No- 
tário da Casa Real , e o Depo- 
sitário do3 segredos do Gabi- 
nete do Monarcha : punha as 
Fistas nos Alvarás, e tinha da 
sua mão o Molde ^ ou Chan-* 
cella da Firma do Soberano , 
para não pararem os Despachos 
no tempo da sua doença : foi 
este Officio da maior impor- 
tância. 

Purvica forma. Publica forma. 

Pusança, O mesmo que Possan- 

ça. 
Pustumciro. O mesmo que Pestru-^ 

meiro. 
Pu%aL O mesmo que PugaL 



. :> 133 



a 



QU 

Como letra numeral , va- 
lia 500 : com um til por cima , 
500J'000. — Fazendo as vezes 
de- Ò e K , e pelo contrario , 
he frequentíssimo em os nossos 
mais antigos Documentos. 
ےainpa , Qunmpani e Qampam. 

Campainha. de sotelha : a 

que estava dentro da Igreja, 

ou Sacristia. decommun- 

gar : que se tocava , quando 
ia o Santíssimo aos enfermos. 

— de alçar : a que se tangia 
á elevação da Hóstia. 

Quabeça. Cabeço , collina, mon- 
te levantado. 
Quadrar. Pertencer.' 
Quadratos. Vid. Regaço. 
Quadrella. Quadriilia , vintena. 

— Casal 5 coirclla. — Certo 
espaço de muro, que devíào 
vifíriar os de certa vintena. 

Qiiaer y ou (ia ôr. Caíf, incorrer, 

ficar sujeito. 
Quass e Quejandas-, Quaes eque 

taes. 
Quaira. Vid. Cayra. 
Qiiair cieiro. Vid. Coireleiro. 
Quairella e Quair ciaria, Vid. 

Coirella. 
Quamanho , a. Qual, quanto, 

quão grande. 
Quaramollos. Caramos , terra 

deste nome. 
Quareira. Caminho de carro. 
Quarizil. O mesma que Cora%il. 
Quarta de pam , ou de vinho. A 

quarta parte de um Quarteiro 

de Moio , repartido este em 4 

quarteiros ; prescindindo do nu- 



Q 



QU 

mero dos alqueires, ou almu- 
des , de que o Moio consta- 



va. 

Quartano , Quarteira e Quartei' 
râo. O mesmo que Quarta. 

Quartario . O que vive em terras , 
de que paga Quartas de pão e 
vinho. 

Quarteiro: O mesmo. — Cousa, 
ou pensão , que se paga aos 
quartéis. — A quarta parte de 
um Moioj prescindindo do nu- 
mero dos alqueires , dequeestfc 
constava. 

Quarteiroens. Erâo 18 dinheiros. 

Quarto de azeite. São 26 cânta- 
ros em uns Almoxarifados : em 
outros são 25. Ha variedade 
de' quartos , de um almude at^ 
meia pipa (que he propriamen- 
te a quarta parte delia). Segun- 
do a de Lisboa, he alguma cou- 
sa mais de 6 almudes. 

Quarto de cruzado. Moeda d'ou- 
ro, com o valor de 100 reis. 

Quarto de vinho. Regularmente 
erão 8 canadas. 

Quartorio. O mesmo. 

Quasa. Casa. 

Quasal. Casal. - 

Quatro vinteins. Moeda de pra- 
ta , que valia 80 reis. 

Quebrada. Enseada, recôncavo, 
ou corte , que o mar faz pela 
terra dentro. — Propriedade, 
terra , ou casal insignificante. 
— Soldada, que constava de 
douspâes por dia. — Terra la- 
deirosa , e pendurada sobre pro- 
fundos valles, ou rios, cujas 



^^134 



QU 



'. . i^»as ora a engolião 9 ora a 
enchiâo de arêa, ou Iodo. 

Quebrar. Cobrar , reivindicar , 
adquirir , alcançar. 

Quecndas, Kalendas , o primeiro 
dia de cada mez. 

Q,ueimamento.Q,ueimaá\irà , abra- 
zamento. 

Queixo. Queijo. 

Queixume. Queixa, indi«fnaçâo, 
demonstração de rigor. — Que- 
rela, que se fazia perante o Juiz. 

Quejando. Qual , assim como , da 
mesma sorte que. 

Quejendas , Quíj andas e Quijan- 
dOi Taes e quaes : tal e qual . 
Y,g. F. heum tãl e quijando : 
vil, baixo, etc. 

Quequer. Tudo o que. 

Quer. O mesmo que Ou. 

Quera. Queira. 

Querençoso. Atiloroso , affavel , 
benévolo, apaixonado por al- 
guma cousa. 

Querente. Quequer, tem desejo, 

. eestá prompto afazer alguma 
cousa. pa%. O que não que- 

branta, litiga, nem inquieta a 
, outra parte ; mas antes guarda 
o contracto e ajuste. 

Queríma. Queixa, querela, ou 
appellação do Juiz Inferior pa- 
ra o Superior, ou para o So- 
berano. 

Querimonia. O mesmo. 

Questa. Peditório, acção de pe- 
dir Qsmola. 



QU 

Quiaira. O mesmo que Cayra. 

Quinai de vinho. Já desde os prin- 
cípios desta Monarquia consta- 
va de 25 almudes. Também se 
acha Quinai^ sjrnonymo de Pu* 
cal. 

Quindenio. Pensão , foro, ou con- 
tribuição, que se paga d« 15 
em 15 annos. 

Quinheniosreis. Moeda deste no- 
me e valor, que correo neste 
Reino. 

Quinhoeiro. O que tem parte e 
quinhão em alguma cousa. 

Quinta. Medida assim chamada , 
que levava dobrado da medida 
pequena. 

Quintana. Quinta, ou fosse rústi- 
ca , ou urbana. 

Quinto. Vid. Terço e quinto, 

Quira. O mesmo que Cayra. 

Quiráte. Quilato. 

Quitamento Quitação , bilhete 
da satisfação da divida. 

Quitança. O mesmo. — Quita 5 
ou perdão. 

Quitar. Abater , perdoar , dimit- 
tir. 

Quitemente. Livre e desembara* 
çadamente. 

Quity. Livre, solto, desembara* 
çado. 

Quoma. Como, tanto , da mesmA 
sorte. 

Quomo. O mesmo. 

Quó-quó, Vid. Pt'p{, 



13$ 



k-wft »<»<^%-»%-w»v»%^/v x4 % fc ^ W t i% 1M>»^W*< t ^« » ■ I 



<>»»% » » > *» «W ^ Wl t O^*'»!»» *» *»^». 



R 



R. 



RA 



RA 



/• Corao letra numeral, va- 
lia 300: com til, 80^000.— 
Na Musica denotava rectidão 
e firmeza da voz. — Ate o Sé- 
culo XVI se dobrava viciosa- 
mente no principio e meio das 
dicções. Pelo mesmo tempo se 
punha singelo nomeio da dic- 
ção, quando parecia, que de- 
yia dobrar-se ; mas a verda- 
de he-, que o dito r valia por 
dous rr ^ e era mais encorpado. 
V. g. Terá. — Com esta tigura 
cr, denotava nos antigos Ma- 
nuscriptos , que alli faltava al- 
guma cousa ; e significava Re- 
q\iirc , ou Rcqiiirendum. — 
Depois de 1400 se introduzio 
neste Reino o escrever 40 com 
um R , que- he propriamente 
um monogramma de ura JSÍ e 
um L. 

Kabalha^ Rahhalva e Raheha- 
bra. Medida de sólidos e líqui- 
dos , que correo na Cidade do 
Porto: era alguma cousa mais 
diminuía , que a Qttarta nova , 
que alli se usava. 

Rabás. O que leva por força c 
arrebata. 

Rahel , Rebel e Rabil. O mesmo 
que Arrabil. 

Rabiado Mor. Vid. ^rabiado. 

R-ahiavel. Um Livro de Direito, 
que tinha este nome. 

Rabolarm. Palanfrorio, trovoa- 
da de vozes sem fundamento. 

JRacam . O ro esm o qu e Jugada . — 
Porção , ou Côngrua , que se 
ãaya 9,09 JÚmktJos da Igreja. 



— Sorte , ou quinhão da heran- 
ça , que a cada um dos Aaíii* 
raies ^ ou Herdeiros cabia na» 
Igrejas , Mosteiros e outros Lu« 
gares Pios. 

Radar aninha. Dar-lhe asegoR» 
da cava , redraKa. 

Ragúra. O mesmo que Raneou* 
ra. V 

Rai::> , i%es. Bens de raiz. 

Rallan. O real , moeda. 

Ramada. Pescaria , que se pra- 
cticava, lançando grande copia 
de ramos no6 mais profiindo& 
poços. 

Rancoroso. O mesmo que Ran» 
curoso. 

Rancoura. Querela, ou queixa» 
contra alguém , dada perante 
o Juiz. 

Rancura. O mesmo. 

Rancurar-se. Queixar-se perante 
o Juiz de alguma violência, in- 
juria, ou affronta, que se lhe 
fez, ou a cousa sua. 

Rancuroso , a. O que se queixa, 
e pede satisfação perante o Juia^^ 

Rancurifsti. O mesmo. 

Ranhoada. Fressura. 

RaiKiíia. Damno , vicio , bredia , 
detrimento, que o peso da ter- 
ra, v.g. , podia fazer em um 
edificio ; alludindo ás travessu- 
ras dos rapazes. 

Rasa antiga. Excedia a Medida 
nova em um çalctmim e bóie" 
lho e meioy com insigniíieafite 
differença. 

Rascam. Pagem j moçograrede 
acompaiihar. 



13S 



RE 



Mascar, Dar vozes, clamar con- 
tra alguém. 

Rascôa. Criada grave. 

jRaso. Humilde, pobre, abatido. 
— Medida , que levava 3 quar- 
tas de alqueire menos um ça- 
lamim. 

Raudâo. Vid. Cavallo. 

Rausador. O forçador de mulher 
honesta. 

Mausar e Rauxar, Levar mulher 
á força , furtal-a. 

Rauso e Rauxo. O crime de for- 

V çamento. 

Rausso. Condemnaçâo, ou mul- 
ta imposta ao forçador. 

Ravinho.so. Rabujento, máo de 
contentar. 

Raya. Rainha. 

Rayaes. Reaes de mais , ou me- 
nos ceitis. 

Rayal douro. Valia três libras 
das antigas. 

Rayva. Infâmia, alei ve, nota, 
labe'o. 

Ra%. Cabeça, cabeceira. 

Ra%a e Serrão (De). Assim se 
; diziào as terras , das quaes se 
pagava foro, um anno sim , e 
outro não. 

Razoar. Recontar, alguma cousa 
pelo miúdo. 

Real. Moeda d'ouro, prata e co- 
bre: A 1/ valia 3 libras das 
antigas : A 3.* valeo já QO , já 
30, já 40 reis: Da 3.^ houve 
Reaes brancos e Reaes pretos. 
Os primeiros ficarão valendo 
. cada um 6 ceitis , e cada um 
dos segundos 3 ceitis, ou m^io 
.ReaL-^ O Arraial, em que está 
o Rei , ou a Bandeira Real. 
'.:, , ^ . branco ^.ou depra ta . Va- 
iia 20 reis. — Real branco , ^ue 
valia 30 dobras : E Real bran- 
co com o valor de 36 libras^ 



. RE 

correrão entre nós no Século 
XV. — Também houve Real 
branco^ que valia 10 reis, e 
outro 35 libras. — Real de 
tostoens. Cada um delles (que 
era de prata) valia 40 reis, e 
se chamava Tostão, 

Reáme. Reino ., Governo do Rei- 
no. 

Rebentma. Ira , furor, raiva , 
cólera. 

Rebentinha. O mesmo. 

Rebolaria. Enfeites, ornatos vi- 
ciosos. 

Rebora e Reboraçâo. Donativo 
de pouco valor, mas quedava 
toda a firmeza e validade .ás 
doações , compras , e geralmen- 
te a todas as Escripturas , que 
erâo em utilidade da Parte, que 
o fazia. — Idade de rebora : an- 
nos da puberdade, quando ou- 
tra cousa se não declarava : 
idade, em que cada um podia 
governar e governar-se. — Con- 
firmação , outorga. 

Rcborar. Firmar de novo, con- 
firmar um Instrumento publi- 

' CO.. 

Rccabdar, Receber uma mulher 
com a benção sacerdotal para 
legitima consorte no estado 
do matrimonio. — Cobrar e 
ter a bom recado alguma cou- 
sa.. 

Recabdo, Recebimento solemne 
de um consorte no leito. 

Recabedada. Mulher recebida na 
face da Igreja. 

Recabeâar. O mesmo que i?c- 
cabdar. . ,:; 

Recabêdo. O mesmo q«e .fíe» 
cabdo. — Escriptura de Arras , 
que se faz a uma mulher legi- 
timamente recebida. — Quita- 
ção, ou bilhete, por onde conota 



RE 



RE 



137 



ter-sepago, ou satisfeito algu- 
ma cousa. 

Recabíto, O mesmo que Recahdo. 

Recaptto. Recado , que se manda 
por alguém. 

Roçaga. Retaguarda. 

Reccorreiçâo , Recurrrçâo , ou 
i^ecwrenc/a. Freguezia, Paro- 
chia. 

/íeceaw^a. Susto, medo, receio. 

Recebeda. Recibo, quitação. 

Recebimento. Quarto, sala. apo- 
sento. 

J^ecaider. Descender. 

Receoso. Que causa temor e -re- 
ceio , digno de temer-se. 

Rechano. Pequena planicie no 
meio de uma portella. 

Recolho. Hospicio , assento, ou 
morada , onde alguém vive ,' ou 
se recolhe. 

Reconecer. Reconhecer. 

Reconhecença. Pensão, ou Tri« 
buto , que se pagava á Mitra , 
Du Cabido daquelLas Igrejas, 
que elles tinhào libertado de 
pagarem a Terça Pontifical. 

-Recontamento. Relação circum- 
stan ciada e por miúdo. 

Reçoar. Resgatar. 

Reçoar-se. Pagar cada um a ra- 
ção dos fructos, que tem obri- 
gação de pagar. 

Reçoens. Redempçôes, resgates. 
— Razoaraentos , discursos. 

Recrecer. Sobrevir, aconteoer , 
inesperadamente succeder. 

Recrobar. Plantar, cultivar, re- 
fazer, aproveitar. 

Rectidão , oens. Tudo o que erâo 
pertenças de uma herdade, ou 
casal. 

Rcctor. Reitor. 

Recudar. Recusar, negar-seá pe- 
tição de alguém. 

Recudir, Sair , vir a ser para o 



18 



futuro. — Tornar a acudir . vol- 
tar para alguma parte. 

Recurçâo. Termo , limite , fregue- 
zia. 

Redar. O mesmo que Radar a 
vinha. 

Redempçâo. As esmolas, que se 
davâo para remir os captivos. 
-^Redempçâo dos A liares. \iá. 
Resgate. 

Redeiro. Espécie de rede, ou ar- 
madilha. 

Rederar. O mesmo que Radar. 

Redimimento. Redempçâo, resga- 
te , satisfação. 

Refacimento, Fabrica , concerto, 
reparos. 

Refazimento. O mesmo. — Re- 
compensa , que se dava ao que 
nas partilhas, ou contracto fi- 
cou lesado. 

Refece. O mesmo que Arfece. — 
A moeda baixa , assim no me- 
tal , como no valor. — Vender 
a refece : por baixo preço. 

Refenas. Reféns. 

Referediçoy Ref credor , ou /?c- 
ferteiro. O que se arrepende 
de ter dado alguma cousa, ou 
que referta , lançando em rosto 
o bem, que tinha feito. 

Referta. Profia de palavras , re- 
pugnância, contenda. 

Refertadamente. Com repugnân- 
cia , de má vontade. 

Refertar. Arguir, disputar, de- 
fender com palavras, contra- 
riar, pôr demanda, impedir. 

Referteira, Mulher desdenhosa, 
esquiva. 

Referfeiramente, O mesmo que 
Refertadamen te . 

Referteiro. O teimoso, pertinaz, 
que se não convencia da razão. 

Refêrto. Embaraço , contenda de 
objasj ou palavras. 



13S 



Bj: 



RE 



Refcrforio.ll^eiiono^ casa, on- 
de sç come. -r— A r^eueição , que 
na ineíjuia ca$^ sç tosíiava. 

Mefião. O que defendia e parti- 
cipavja do gaiitio das merelri- 
zes. 

Refrescamento. Refresco, muni- 
ção de boca, mantimento. 

Mefrctar. O iíKi.smo que Refer- 
tar. 

Rega. Instituto, Regra. 

Regaço, os. Pedaços , ou tiras 
de seda , ou de outra droga , 
que por diante e por detraz se 
cosião nas alvas : e porque erão 
quadrados , se chamarão Qua- 
dralos. As mangas das mesmas 
alvas «acerdotaes se costuma- 
vão oraar cora un$ como man- 
guitos, aqtie cliamavãoJia/ií- 
^iteiíes, ou Bocacs. 

Regaendo. Vid. Regaengo. 

Regaengo. Terra , q<ue fazia parte 
do Património Reai, havendo 
passado á Coroa por Direito da 
guerra, confiscação, herança, 
eccambo, etc. , ate' o tempo do 
Serihor Rei D. Pedj-o 1 ; Re- 
guengo. 

Regaieugo. Todo e qualk^uei* Di- 
reito , ou Regailia , que perten- 

- cia á Coroa. — O mesmo que 
Regaejigo. 

Regalindo. I^guengo. 

Regardar. Voltar os olhoí> , olhar 
para traz. 

RcgedoUe. O que reside, mora, 
ou está de assento. 

Regcito. Troço à<i pao íirrojad'- 
ço. — Trocho. — Na Beira di- 
5íein Roseiio. 

Reger. Manter , sustentar. 

Região. Og Antigos dividiào a« 
Províncias em Regiões, estas 
em Lugares , est-es em Territó- 
rios , e eetcs em Campos. 



Reginal. Original d-e wraaEscri- 
ptura. 

Regra. Mosteiro, Casa Religio- 
sa , em que regularmente se 
vive. 

Reguadeiro. Officral , que arre- 
cadava alguns Direitos Reaes. 

Reguante^ es. Regrante, fallan- 
do-sc de Cónegos. 

Reguarda . Retaguarda , o ultimo 
esquadrão da batalha. 

Regudf eiras. ^iwWiQre?,, q-ue amas- 
savão o pão para a Casa Real. 

Reguengo., os. V\á. Regaengo. 

— Também se deo este nome n 
certas Propriedades , q«-e os 
nossos Monarchas d«rão aos 
Concelhos, quando Ihespaesá- 
rão Foraes , com obrií]^acão -é» 
certa pensão a Coroa. 

Reigado. O mesmo que Arreiga' 
do. 

Reimòrar. Lembrar. 

Reitor. Juiz ArlMtro. 

Re lanpado . Risca do , ~ abolido , 
extiucto. 

Rela^çom {Casa de^. Casa-daCa- 
mera. — Fa%er Rclaçom : daf 
audiência, fazer j4ia*ça á« par- 
tes. 

Relegado. Pegado, preso, unido, 
aterrado. /— f^inh>o relegado : 
o que se vende no Relego. 

R>elegagem. Foro, Cfue pagava 
todo o particular, que vendia 
vinho 5 em quanto d«mya © 
tempo do Relego, 

Relego. Direito ,^oom q«e o 'So- 
berano , OH seu Donatário ven- 
de os vinhos dos seus Reguen- 
gos e«i certos mezes , ou dias , 
nos quaes se não pode ven<ier 
impunemente outro qualquer. 

— Lagar, adega, oucelleiro, 
em que se faz , ou recolhe o 
vinho e outros fructos do Ro* 



gúeúgcf, — Relevo y fi^ra que 

sobresáe do plano. 

RclegiÀciro ^ a. O que cobra as 
rendas do Relega. 

Relembrar, Trazer á memoria. 

Releu. Accrescimo, resto, sobe- 
jo, alças. 

Relhdnquimento. Dimissâo , re- 
nuncia, deixaçâo. 

Relhinquir. Deixar , dimittir, 
abrir mào de alguma cousa. 

Relho. Cinto matrona! e precio- 
so ; ou melhor, ofivelâo, com 
que elle se apertava , e que re- 
gularmente era d'ouro com pe* 
draria* 

Relígas. Reliquias dos Santos. 

Relínquir. Deixar, dimittir. 

Reliquias. Nâo só os corpos in- 
teiros, mas qualquer leve por- 
ção delles ; sendo dos que já 
hoje reinão com CHRISTO , 
tiverão o nome de Reliquias. 
E ainda as cousas inanimadas, 
que immediatamenle tocarão os 
seus «orpos , ou forâo intrumen- 

tos do seu martyrio. de S. 

Miguel Archanjo. Algumas 
particulas do penhasco , sobre 
que elle appareceo no monte 
Gargáno. 

Reliquimento. Deixaçâo. 

Rellemhrança. Lembrança, re- 
cordação, memoria. 

Rem. Fazenda, assim movei ^ co- 
mo de raiz. 

Rem^iescer. Ficar, restar, 

Remassar. O mesmo. 

Reniim^nto e Rimimento. Resga- 
te, perdão. 

Remoéla. Acinte, pirraça, des- 
feita. 

Removimento, Traspasso ^ tras- 
fega, passagem. 

Rtnda talhada. A que h€ certa 
e determinada* 



RE 



139 



Rendar. Pagar rendas,, ou pen- 



Rendeiro do Verde. O que traz 
a renda das coimas, que se im- 
põe aos donos dos gados da- 
ninhos. 

Render. Pagar. 

Renemhrança. Lembrança. 

Renenembrar . Trazer á memo- 
ria , recordar. 

Renga. Fiada, corrente, fileira. 

Reiígue. Emrengue: em fileira. 

Retiku^ar. Renunciar. 

Renovos. Fructos em própria 
espécie, ou em dinheiro. 

Renunçar. O mesmo. 

Repeçar. Remendar com pantio 
da mesma, ou differente peça. 

Rependi mento. Satisfação , paga , 
recompensa. 

Reponte. Casa, em que se guar- 
dava a baixella e vestidos 
Reaes. 

Reposteiro. O que tinha a seu 
cargo as peças da dita casa , e 
cumpria os deveres, que hoje 
sâo do Camareiro Mór. — 
Thesoureiro. — Entre os Mon- 
ges , o Vestiário^ que tinha 
a inspecção das roupas de toda 
a Communidade. 

Reprehendimento. Reprehensâo. 

Reprendoiro. Digno de reprehen- 
sâo. 

Re-queidcada. Acanhada, estrei- 
ta , opprimida , despovada , fal- 
lando-se de uma terra , ou lu- 
gar. 

Requei^aría. Ofíicina para fazer 
e guardar queijos e lácticinios. 

Requeixeiro. Confeiteiro, paste- 
leiro, official de empadas, do»- 
ces, queijadas, ou golodices. 

Requesta. Peleja , desafio , con- 
tenda. ^- Pretensão. 

Requisir. Rogar cgm instancia. 



im 



RE 



Resaiu. Rocio. , . 

Rescamho. Permutação, escam- 
bo, troca. 

Resgate dos Altares. Pensão, que 
os Mosteiros pagavão ao Bispo , 
todas as vezes que um Monge 
entrava a parochiar alguma das 
Igrejas , que lhes pertenciào : 
ou quando òs Monges conse- 
guião do mesmo Bispo o po- 
derem pôr Curas amovíveis nas 
Igrejas do Mosteiro. 

Resplandimcnto. Esplendor, lu- 
stre. 

Respomom. Contribuição. — Re- 
sposta. 

Resstido. Resistido, contrariado. 

i?e/eúfr. Encurralar 5 obrigar a re- 
colher e retirar. 

Retiramento. Retiro, lugar ermo 
e alongado da frequência dos 
homens. 

Reto , Repte , ou Repto. Desafio. 
— A ecusação de traição contra 
ElRei , ou seu Estado. 

Retraçar-se. Agasalhar-se , dis- 
por-se para fazer alguma cousa. 

Retraer. Arremedar , represen- 
tar. 

Retrahimctito. Acção de tornar 
a tiríir o que já se tinha pro- 
mettido, concedido, ou dado. 

Retrair-se. Recolher-se , retirar- 
se , agachar-sc. 

Retrautar. Retratar , rescindir 
o contracto. 

Retroitar. Contrariar, averiguar 
a causa com a maior exacção. 

Revel. Rebelde , contumaz. 

Revelar mulher. Conliecel-a car- 
nalmente.. 

Rever ença. Reverencia. 

Reverso , a. O que se abandonou 
aos vicios da torpeza. 

Reveses , adv. A reveses ;. alterna- 

., l-ivamentCj ora um, ora outro. 



RI 

Revindo ^' a. Arco, ou abobeda 
de meio circulo perfeito , que 
dizem de meia volta em berço. 

Revora. O mesmo que Rehora. 
Dar por de Revora : declarar 
judicialmente que alguma pes- 
soa tem a idade ejuizo compe- 
tente , para exercer oi actos 
legítimos do seu estado, ou of- 
ficio. 

R^vorar. O mesmo que Rehorar. 

Revoso^ a. Indignado, cheio de 
ira e furor. 

Rex. Os Reis. . 

Reygno. Reino.. 

Re%ar sentença . ProferiL-a , cscre- 
vel-a. 

Riba^ as. Assim disserão , não só 
as terras , que esta vão na marr 
gem de algum rio, ou mar; 
mas ainda as que esta vão aguas 
vertentes para o dito mar ^ .ou 
rio. 

Ribada , as. O rnesmo. 

Ribas ^ adv. Acima. 

Ribeiradas. Golfadas de sangue. 

Rica-Dona^ as. A mulher legiti- 
ma do RicO'hom:em. . 

Rico-liomem. Titulo da primeira 
Nobreza. Erãoos Ricos-homens 
do Conselho d'EIRei, e os seus 
primeiros Ministros , assim na 
^paz, como na guerra. A sua 
bondade e riquezas , juntas á sua 
Nobreza, os distinguia. Os seus 
filhos erão os Infançoens. Du- 
rarão até o Senhor Rei D. Ma- 
noel. Succedêrâo-lhe nas pre- 
rogativas e excellencias os Tí- 
tulos modernos de Condes , Dit- 
ques eMarquezes. 

Rigaço (Pam de). O que se co- 
lhia nas terras regadias. 

Rigo^ a. Rijo, forte, seguro. 

Rigueifa. Pão de trigo feito em 
rosca; fogaça. 



RO 



RtJ 



n4i 



Rifnar. Ficar melhor, ser decente 
e honesto. 

Bípricar. RepHcar. 

Riqiiiova. Serviço de recovagein 
na movilJa dos Ricos-homens. 

jRoòora. O mesmo que Rebora. 

Ro:.a- Amador, ou Reca-Amador; 
e Rocamador , ou Rccamador 
Rehgiào Hereraitica e Hospita- 
laria de Santo Amador, quede 
França chegou a Portugal no 
anno de 1193. Foi a sua Ca- 
pital a Villa de Sosá ; extin- 
guio-se no Reinado do Senhor 
Rei D. Affonso V. 

Roçm-Fallcs. Hospital celebre de 
Roncesvalles. 

Rocitml (Carga). A de rociíii, 
ou cavallo pequeno, y ; ^ --.*■ í 

Rodado. O alqueire raso', ou ar- 
rasado. 

Rodeira. Caminho, por onde Tão 
carros. 

Rogador. Advogada , medianei- 
ra. 

iiojg «na/. Original. 

Rogir. Murmurar em segredo , 
fallar pela boca pequena e com 
alguma duvida. 

Rogo. Geira, serviço de um dia. 

Roíete. Tranças de cabello , que 
as mulheres accumulavâo no al- 
to da cabeça. 

Rolho, Rodellá do joelho. 

Romper algucni. Feri 1- o , ou gol- 
peal-o com algum instrumento 
cortante , ou perforante. 

Ronqueira, Ira, raiva, fuior. 

Róos. Roes. 

Rosa. Dominga da Rosa : a que 



vem n?í infra Oitava da Ascen- 
são. — Dominga da Rosa au" 
5 rea : a 4.* da Quaresma. 

Roteia. Rompimento , rotura , 
violência. 

Rotor ia., as. Arrotéa , terra brOí- 
va reduzida a cultura. 

Rotulo. Rolo de pergam inho , ou 
papel, em que se escrevia. 

Rotura. O mesmo que Rotorta. 

Rouba .f as. Furto, <lefraudação 
dos bens alheios, roubo. 

Roubadias. O mesmo. 

Roncam. O mesmo que Rausa- 
dor. 

Rousada. Mulher forçada, apezar 
da sua renitência ; ou furtada , 
a fim de se abusar da sua ho- 
nestidade. 

Rousador. Vid. Rausador. 

Rousar. Vid. Rausar. 

Rouso. Vid. Rauso. 

Rousso. O mesmo. 

Rouxada. O mesmo que Ramo 
da. 

Rouxo.- O mesmo que Rauso, — 
Em alguns Foraes se tomou por 
ferimento, pizadura, mutila- 
ção, e toda a acção de ferir, 
ou espancar. 

Roubada. O mesmo que Rouxoi» 
da. 

Roxo. O mesmo. 

Ruão. Homem de Villa, ou Ci- 
dade, nobre, dehcado. 

Runhamento. O mesmo que 

Runnemto. Roedura, acção de 
consumir roendo. 

Ruxoxó. Voz, com que se enxo- 
tavâo as aves. 



»#««i 



14S 



8 



S, 



SA 



• Letiai ilumeral, vaTb7, ou 
70; com tit, 70|^00a.— Uepols 
das letra» nu raeraes valia me- 
tade mais da numero preceden- 
te.. Daqui veio que o' Sestércio 
(que valia duas pequenas livras 
da moeda Roníana) se escrevia 
con* dous Lh eum aS', que de- 
pois foi transformado nesta fi- 
gura HS. liavià Sestércio gran- 
de e pequeno: este vai ia da nos- 
sa laoeda 30 reis; aqudle mil 
vinténs , que são 00 Jí 000 reis. 
— Na Musicai era o mesmo , que 
sursum^ e denotava, que de- 
via subir o canto. — Por C, e 
pelo contrario , era muito fre- 
quente. -^ Acha-se mudado em 
T e em R para com os Latinos. 
■^ Com a figura de um Z cor- 
tado pelo meio , v . g. Z , equi- 
Tocando-se com o Jí e com o 
Z y SC? usou entre nós, — Foi 
muito usado terminar em u , 
ou em o m nomes próprios, 
que deverião terminar em ws. 

<Sa, as. Sua, suas. 

iSáa, Som, voz, estrondo. 

Sabadoi O dia septimo, em que 
se fáziâo OsOfficioa dos Defun- 
tos. 

Sabatados. Certos Hereges de He- 

' è^aftháí y qím tra^iâo no calçai 
o signal de uma Coroa. 

Sábedormcnte. Sabia e polida- 
mente. 

Sabença. Sabedoria. 

íSaòcniíc. Sabedor, certo, sciente. 

Saber d asno. Nome próprio de 
homem. 



SA 

Ssièor (Fallar a). Gracejar. — 
Conversa^ jogo de sabor : a que 
lecrea e agrada. — Piver a 
sabor : segtiif em t ud<J> os seus 
appctites. 

Saca (Dar). Conceder licença 
para tirar alguma cousa para 
fora da terra. 

Sacada^ as. Contribuição, foro, 
renda, tributo. — Certo Direito, 
que pagavão os que para fóra do 
Reino kvavão quaesquer géne- 
ros, ou mercadorias. — Dar 
sacada. Metter uma carga de 
fazenda na 'J'erra , e tirar outra 
do mesmo valor. 

Sacador .f ores. O Porteiro , ou Co- 
brador dos taes foros , ou rei*p 
das. 

Sacaria. Estratagema de um bom 
General, que faz sair acampo 
a sua gente , fmgindo , que o ini- 
migo vem attacar , para fazer 
prova da ^ua firmeza. / 

Sacarias. Imposições miúdas^, que 
do Povo se arrecadavão para a 
Coroa. 

Sacco de terra, A que levava de 
Semeadura um sa^co de pão ^ 
que fazem 6 alqueires, ou a 15.* 
parte do Moio de terra , que 
et& á qfle íevaíVa 90 alqueires 
de semeadura. 

Saccmnúfdú. Saqueador y ladrão, 

Sacom de casas. Morada, ou vi- 
venda, constante de varias ca- 
sas , grandes , pequenas , altas 
e baixas : ou melhor , assento 
de pardieiros e ruinas, em que 
de novo se podião fazer. — 



BA 



^A 



140 



Corrente *de casas, fronteiras á 
rua, que ainda l>oje -dizemos 
Sacada, 

Saçom , Ça%om e Sa%^. Occa- 
ú&o , tempo próprio. — -Um 
anno inteifo. 

■Sacr-amentaes (Conjuradores). As 
doze testemunhas, que jurarão 
a, favor do litigante, ou crimi- 
noso , e com as qiiaes um pro- 
vava a sua verdade, e o outro 
a sua innocencia. 

Sacramor. Nome de homem. 

S&eHlegio , os. A pena pecuniá- 
ria , que pa^aviío os Kxcom- 
mujig-ados. 

Sa^etçan-ia. Sagacidade côm mui- 
to juizo e finura. 

Sageira. Sabedoria , discrição , 
prudcQcia. 

Sagesniente. Sabiamente. 

Sageza. O mesmo que Sageira. 

Sagion e Sagiâo. O mesmo que 
Sayom.- 

Saliimcnto. FifUjOuexpediçâ-ode 
uma Assemblèa. — Exeq«ias 
, €«0Jemne« , a que «aíibo -©6 etió- 
gados e «se^is amigos. 

Sahinte. O mesmo q\ic Sat/nte, 

Sa/iir sobre cfs Fonte<i. Ir cm pro- 
cissão ao Ba^)tisterio , para aili 
baptizar os catechumenos , ou 
aaeni$K>s , ou ^benzer a agoa , 
]xira eUes sereni baptizados. 

Smbo. Sábio, <U3Hto. 

Saimento. O mesmo que S&hi- 
m^Cfito. 

Sainho. Gibão r-edondo € sem 
abas. 

Saioni%io. Estipendio do esbirro, 
<=)u agarra n te. 

Sajaria. O mesmo que Sageira. 

Sal. Sair deste mundo, morrer. 

•Sal finto. Sal coalhado. 

Sala^ as. Salva de qualquer me- 
tal. 



I iSaltar jcom alguém. Arrc4a*etter 
com estie de repente^ attacal-o 
para ibe fazer alguma ifijuwá 
aia iictfira , ou no oorpo. 

Saltear. Guerrear. 

Salteiro^ os. Os 1^ Psalaaos cl« 
David. — Os 7 Psalmos Peni^ 
tenciaes com as suas Ladai- 
fiiias. — O Rosário, que coti*' 
«ta de 150 Ave Marias. -— 
igreja Parochial. * 

Salto. Cerro, bosque, terra le- ^^-^^^ 
vantada , brenha. — Assalto d* 
uma Praça. 

Salva , as. Prova t«rmi»ante « 
peremptória , oom que algue^i 
se mostrava livre de algum cri- 
me, — Purgação Ccmonica pí>r 
agoa , fogo , desafio , etc. 

Salvado. O que dava esta pro- 
va. 

Sal vagina. Carne de vea^çâjo e 
montanbeza. 

Salvai. Sável. 

Salvante. Salvo , -excepto , fao 
«ómcíite. 

Salvantts. As testemu^ihas , ^afá 
d^)ozerao a seu favor. 

Salvar. Dar com testemunha* de 
maior excepção uma prova ter- 
minante da in«oceíK3Ía «bq ai» 
g^im delicto. 

Samborco e Cambando, Capaste 5 
ou cbicheUo velho. 

Samoane. S. João. 

Sanchreschão. Sacristão. 

Sandálias. O calçado das muíli«» 
res Senhoras. 

Sandeo. Sem memoria, depouc© 
entendimento , mentecapto. 

Sandia. Desasisada, louca e sem 
juizo. 

Sandíam€nte. Louca e desasisa- 
damente. 

Sangalha (Medida)., Era de so* 
lidos e liquidos. 



U4, 



'SA 



SC 



Sangalho. Medida de pão, que 

< constava de 5 çalamins. 

Sanguileissia. A sangria. 

Sanguileixado. O que está san- 
grado. 

Sanguilexador . Sangrador. 

Sanguilexia. O mesmo que San- 
guileissia. 

Sanguimivfos. Fornicaria*, estu- 
pradores , lascivos, desbonestos. 

Sanhoaneiras. Rendas , ou foros , 
que se pagão pelo S. João. 

Sanhoaneiro , os. Official , que 
cobra as ditas rendas. 

Sanomede. S. Mamede. 

Santa Maria alta. O . dia 15 de 
Agosto. 

Santa Maria d ante Natal. A Se- 
nhora do O', ou Expectação. 

Santa Passagem. Vid. Passagem. 

Santaome e Sanctomeri. Panno, 
que se fabricava em Santomer , 
Cidade dos Paizes Baixos , na 
Província de Artois. 

Santarigo. Santo Ericio. 

Santello. Espécie de rede para 
pescar peixes. 

Santoanne. S. João. — Droga 
muito fresca e leve , e só pró- 
pria para o tempo do S. João. 

Saquetaria. Vid. Çaquiteiro. 

Sargentas. Valias , fossos , san- 
gradouros para enxugar as ter- 
ras edaryasão ás agoas enchar- 
cadas. 

Sar getas. O mesmo. 

Sarrado. Inteiro, completo^ sem 
diminuição alguma. 

San-ão. Vid. Ra%a. 

Sarta. O mesmo que 

Sartal. Cordão, ou fio de péro- 
las. 

Saiisdação. Fiança., ou caução. 

Satisdar. Dar fiança , ou caução. 

}Satisfa%imento, Cumprimento , 
satisfação. 



Savaschão. Sebastião. 

Saxidas. Saídas. 

Saya. Capa , ou roupão , assim 
do homem , como de mulher. 
— Túnica , Gu Habito do Reli- 
gioso , ou Monge. 

Saybo de cuheiro. Cheiro desa- 
gradável, que contrahia o -vi- 
nho lançado em uma cuba , que 
não anda bem limpa. 

Sai/lar. Sellar , confirmar com 
sello. 

Saylo. Sello. 

Saynte. Saindo, na occasião de 
sair. 

Sayoado. Cousa de Sayão, Offi- 
cial Ínfimo e executor da Justi- 
ça. 

Sayoane. S. João. 

Sayoiti. Algoz, verdugo , executor 
da Justiça. — O insolente , pe- 
tulante , desaforado , vil e bai- 
; xo, 

Sayonaría , Sayonía e Sagionia. 
Officio de Sayão. — Insolên- 
cia, despotismo, desaforo. 

Sayonicio , Sayoria. O mesmo. 

Sazam , ou Sazom. O tempo , que 
tem passadou D es gram sazoni : 
desde muito tempo. 

Scala. Taça , ou copo lavrado a 
buril. 

Scaladores de casas. Os que de mão 
armada entrão á força na casa 
alheia , e contra vontade de seu 
dono. 

Scalído. Sitio, em que desagôa o 
canal do moinho. 

Scan. Medida de líquidos, que 
em Portugal era de almude. 

S canção. O mesmo que Escanção, 

Scançaria. Vid. Escamaria. 

Scancionaria. O mesmo. 

Scitosamente. Com plena adver- 
tência. 

Scola, Assim foi chamada a Fa- 



SE 

■fnilia e Corte do Príncipe , ou 
melhor , os Officiaes e soldados 
da sua guarda. 

JScolfito(Faso). O que tinha al- 
gum lavor, ou escultura. 

Scolheita. Escolha. 

Scolhença. O mesmo. 

Scomungadoiro . Digno de ser ex- 
commungado. 

Sco7idondu^ us. Escondido, so- 
negado. 

Scor%o. Corticeira , vasilha de 
cortiça do sovereiro, que le- 
vava 6 canadas de vinho. 

Sculca. O mesmo que Atalaya. 

Seara. Não só se tomou por uma 
terra, que produzia pâo, ou 
vinha ; mas ainda por qualquer 
outra fazenda , ou pertença de 
herdade. 

Seareiro, O que faz a sua lavou- 
ra com bois alheios : este só 
pagava a 4.* parte da Jugada 
inteira. Em algumas Terras na- 
da pagava. 

fecunda. Assim disserâo o milho 
miúdo e painço, por ser a se- 
gunda espécie do pâo usual ; 
sendo a primeira o trigo , ce- 
vada e centeio. Vid. Atuno, 

Seda, O Tribunal do Juiz , Cadei- 
ra 5 em que elle $e assenta. 

Sedenho. Cilicio de sedas ásperas 
e mortificantes. 

Sederento ^ n. Sequioso. 

Sedorento. O que está sequioso , 
ardendo «m desejos, 

Sée. Está: terceira pessoa do ia- 
dicat. do Verbo Seer, 

tSeeda. Assento, banco, lugar, 
estada , jazida. 

Seelo das taixtas. Osellomenor, 
ou pequeno^ que também se 
disse da Puridade. 

Setnda. Assento, morada. 

Sccr, Ser, ou estar sentado. 



8C 



145 



Seextra. A mâo esquerda. 

Segitorio. Andor , ou chaxola ^ 
em que ia S. Sebastião. 

Seglar , aes. Seculares. 

Segracs. O mesmo. 

Segunda. O mesmo que Secun» 
da. 

Segundeiro (Moinho). O que 
moía pâo segunda. 

Segurar o rosto para ouvir. Le- 
vantar a cabeça , fitar os olhos , 
ficar era silencio, cora gravi- 
dade e respeito. 

Seidas. Saídas. 

Seive ^ ou Scivoy suhst. indecl. 
Raso, aberto, devasso, sem 
vallo, nem tapume. 

Selhos. O mesmo que Senhos. 

Sellada. Portella, lugar mais aba- 
tido de uma serra, por onde 
corre a estrada. 

Sello do Jui%. Mandado, que elle 
firma de seu próprio punho, 
ou signal. 

Sem. O mestnoque iVoo. — Ti- 
tulo , ou sobrenome de Famí- 
lia , que também se escreveo 
Osém. 

Semeavel. Semelhante. 

Semedeiro. Carreiro, atalho só 
para gente xle pe. 

Semél. Descendência , posterida- 
de , filhos , netos , etc. 

Semelhar. Parecer, representar. 



pare- 



Semelhave. Semelhante 

eido. 
Semençar. Ponderar com inge- 

nho e subtileza. 
Sementar. Semear e afructar 

uma terra, ou casal. 
Semichas. Verteduras do vinho 

molle , medido á bica do lagar , 

que era uma canada mais em 

almude. 
Semideiro. O mesmo que Seme* 

dciro. 



19 



VéiV 



SE. 



Semple. Sempre. 

Sempremente. Simplesmente. 

Sengo ^ a. Sabiò, astuto, expe- 
rimentado. 

Senhor, Também foi usado no 
género feminino. 

Senhores. Honroso Titulo, que 
se dava ás pessoas Ecclesiasti- 
cas, e principalmante ás Reli- 
giosas. 

Senhorizar, Fazer senhor e dar 
o governo a alguém. 

Senhos^ as. Seu , ou cada um seu 1 

Senoga. Synagoga. 

Senos ^ as. O mesmo qne Senhos. 

Senra. Seara, ou terreno apto 
para nelle se fazer seara. 

Sentido. Sentimento ,dôr , afflic- 
çâo. — - O mesmo que Mal sen- 
tido. 

Seposiçâo. Empenho, ou suppli- 

. ca para conseguir alguma cou- 
sa. 

Sepulcro. A Ordem Militar e Ca- 

- nonica do Santo Sepulcro , que 
algum dia foi vista em Portu- 
gal. 

Sequer , adv. Ainda. 

Sergenta. Criada, moça de servir. 

Sergente. Moço de servir e prom- 
pto para o que seu amo lhe 

• ordenar. 

Sergentes. Antigamente nas Or- 
. d»>ns Militares erâo os criados 
e moços dos Cavalleiros : de- 
pois passarão a Donatos e Lei- 
gos das mesmas Ordens. 

Seriga. O mesmo que Sessega. 

Sema. Herdade , que se semêa e 
cultiva. 

Ser-poderoso. Vid. Poderoso. 

Serra. O mesmo. 

Sermçal. Lavrador , caseiro , cria- 
do, ou moço. 

Serviço. Pená^ sabida de dinhei- 
ro, ou fructos. — - G eiras j ou 



SE 

dias de pessoa. -=^íldfeiçao ho- 
nesta^ que ovassallo, colono, 
ou emfyteuta devia ministrar 
ao Direito Senhorio. — Presen- 
te, ou mimo, quede voluntá- 
rio passou a rigoroso Tributo. 

Contribuição, qiie os Mo* 

steiros e Lugares Pios pagavão 
annualmente aos Naturaes, ou 
Herdeiros dos que os havia© 
fundado.— Nos Prazos antigos , 
não se declarando a qualidad* 
do Serviço^ se entendia ser\im 
alqueire de trigo, e um de ce- 
vada , e uma gallinha. — Ha- 
via Serviço do Pasquêllo e ào 
Penticoste : -tlquelle se pagava 
pela Paschoa , este pelo Espi- 
rito Santo ; assim como o Sa- 
nhoaneiro pelo S. João. Regu- 
larmente era de cousa comesti* 
vel. 

Seséga. O mesmo que Sességa. 

Seserígo. O mesmo. 

Sesmar. Repartir as terras , 'ou 
herdades , que devião ser dadô« 
de sesmaria. 

Sesmaria (Dar de). Concederas 
terras desaproveitadas e bal- 
dias aquém as fabrique e apro- 
veite, com Foro de sexto. È 
também as dos particulares, 
se, sendo avisados , dentro d« 
um anno as não aproveitarem, 

Sesmeiro, O que era destinado 
pelo Rei , ou Concelho para re* 
partir as ditas terfaè. 

Sesmo. Termo, sitio, ou limite j 
em que há Sesmarias , dadas , 

ou para dar. da 2.% 3.% 

4 . % ô . * , 6 . ^ feira e do sabbado : 
porque em algum destes dias 
respectivamente se haviâo dado 
estas Sesmarias. — Foro de 6 
um. — Quinhão j sorte, parti* 
lha. 



«1 



so 



147 



Sessega. Assento , lugar, ou solo , 

' em que alguma cousa está, ou 
pôde estar, como casa, moi- 
nho , arvore , etc, 

'tSuôsta. Há sesta batida : começan- 
do a dormir a se'sta, áhora do 
meio dia. 

JSestcar, Dormir , ou passar a 
se'sta. 

Sesteino, A 6/ parte de um moio ; 
prescindindo do numero de al- 
queires, de que elle constava. 

. Em algumas partes era um al- 
queire. 

Sésto (Hir a). Em direituia, sem 
volta, nera chave alguma. 

Sesikt, O mesmo que Sessega. 

Sesús. JESUS. 

Setembro. Nome de homem. 

Séto. Estacada , sebe. 

iSé-l^a^ante, Também se dizia 
nos Mosteiros , quando faltava 
o Prelado Maior , Abbade, ou 
Prior. 

Sexcenta mil libras. Seiscentas 
mil. 

Sexteiro. O mesmo que Sestet- 
ro. 

Sei/amento, Exéquias, funeral. 

fâo. O mesmo que Fida. 
assi. Deste e daquelle modo. 

Sibana, Barraca , palhoça , ten- 
da, choupana. 

Siedet. Assento, Cadeira, Tribu- 
nal do Juiz. 

Sigillai\ Penhorar por alguma 
divida, ou crime, por ordem 
íirmada com o Sinal j ou Sei- 
lo do Juiz. 

Sigo. Com sigo. 

Sina. Estandarte, baíideira. 

binado , a. Assignado com o no- 
' me , òu firma de alguém. 

iSinal. Peça movei, ou semoven- 
te. doJui%i O mesmo que 

c ^^õ do Jui%, 



Sinalpenãe. Medida agraria de 
120 pes em quadro. 

Singrante. Singelo, livre de toda 
o custo , ou despesa. 

Sino da Trindade. O que toca 
ás Ave-Marias ao anoitecer. 
— — da Oraçom. O mesmo. 

de colher. O que toca ás 

Almas, quando he jáaltanob- 
te , e tempo de recolher. -— — 
de correr. O mesmo. 

Sinquinho. Moeda de prata , que 
valia 6 reis. 

Sipres. Simples e sem mistura. 

Sisa Judetiga. A que paga vão os 
Judeos , que também se disse 
Serviço A ovo , Cabeças e Ge* 
meiiin , e correspondia ao JÍMt 
habitandi. 

Siso. Juízo, entendimento, ra* 
zâo perfeita. 

Smoliatorio. Hospital, Alberga- 
ria , Casa Pia , em que se faziâo 
esmolas, os enfermos se cura- 
vão, e se recolhiâo os pobres, 
passageiros e peregrinos. 

Só. O mesmo que Sob : debai- 
xo. 

Soão. A parte, que fica para o 
Nascente. 

Soar, Território, Couto, Con» 
celho , onde alguém usa da Ju- 
risdicçâo , que o Soberano lhe 
concede. Vid. Solar. 

Sobcgedotn, Excesso, demasia. 

Sobejo y adj. Caprichoso, perti- 
naz em seguir os seus desorde* 
nados appetites. — ^c?y. Cousa 
por demais e bem escusada. 

Sobemenda. Salvo o parecer de 
quem melhor sentir. 

Soberbosamente. Com tom e ar 
de soberba. ? 

Sobimento. Subida. 

Sobligaçâo. Debaixo de obriga* 
çâo. 



148 



SO 



JSobransaria,. Palavras e. acções 
de arrogante soberba. 

Sobre-Jukes. Ministros, que de- 
cidião as Causas na maior AI- 
Çiada:.a estes succedêrâo os Cor- 
regedores e Desembargadores 
dos Aggravos. Tinhãç voto no 
Conselho Real. 

Spbrelhas, Spbre-as , ou sobre el- 
las. 

Sohrepiijamento. Excesso , trans- 
porte. 

Sòbreseer. Sobresl;ar , deter-se , 
parar. 

Spbresever. O m^smo. 

Sobressimento, Espera 5 demora , 
espaço.. 

Sphre-tal. Finalmçn te , em con- 
clusão. 

jSoòriyío, a. Sobrinho. 

Socedimentos . Ordem , ou serie 
de suçcessos. 

Socolhedor. O Substituto d.Q.Gol- 
leitor. 

Socos da Rainha. Tributo , que 
os de Cintra pagavão ás Rai- 
nhas .de Portugal. Vid. Cha- 
pins. 

JSoçr est aço m. .Sequestro.' ^ 

Soaras. Costumes , ou costumei- 
ras , que ^consistido em uma 
cabaça de vinho e um pão, de 
trigo, fallando-se da Pensão 
dos Prazos : e tantas erão ^ as 
zoeiras , quantos os leitões , ou 
carneiros. 

Soestábeleçudo, a. Substabelecido. 

Soffragaya (Igreja). Suffraga- 
nea, dependente, annexa. 

Soforar. Picar com a espora. 
Sofrença. Soffrimento, afflicçâo, 

dôr, angustia. 
Sofrer-se. Ter paciência , não 
levar a mal. 

fSoieira. Officio, occupação do 
caçador de coelhos , espera. 



SO 

Sójeira. O níesmo. 

Sol.) adv. Somente , ainda só , ao 
menos. 

Solaíro. Salário. 

Solam, Prazer, allivio^ consola- 
ção... 

Solamente, Somente. 

Solar. O mesmo que Soar. — 
Quinta , fazendas , herdades 
e- outras quaesquer ter/as de 
lavoura, em que seu dono, ti- 
nha alguns trabalhadores , qu©- 
se cmpregavâo na sua cultura. 

Solarego. O que vivia no solar, 
quinta , ou fazenda de alguém , 
como seu serviçal,: ou lavrador. 

Solarengo c Solariengo. O me^ 
smo. 

Solaroso., Que dá prazer e alll- 
vio. 

SoIa%. O que favorece f dá conso» 
lação e allivio ao seu próximo. 

Soldada ^ as, O Tributo, ou Fo- 
ro de um , ou mais soldos : ou 
o que se compra com um, oq. 
certo numero delles. 

Soldo. Houve-os entre nós de our 
ro , prata e cobre : os primei- 
ros dizem valiâo 320: os se- 
gundos 10 reis : os terceiros 10 
ceitis e quatro quintos de ceitil , 
e ^0. delles faziào uma libra dç 
36 reis. Também os houve , que 
valiào um real e âseptimos de 
real, e se dizião Soldos de 24 
livrinhas. Depois se lavrarão 
outros, que valiâo sete livri- 
nhas. Declarou-seemfim, que 
o soldo valia W ceitis. 

Soldo á Livra. Rectamente, á 
risca, «om ainaior igualdade, 
— E melhor^ reduzida a libra 
antiga de 36 reis ao soldo , 
que constava de 20 reis. 

Solhas. Espécie de cota darmas , 
guarnecida coíií laminas d'aço. 



so 



ST 



149 



. ou ferro , qiiasi da feição do 
peixe solha. 

Solia. Paiino, ou droga delàa, 

- de que usavão as mesmas Se- 

' nhoras. 

Soltas. Çapatos e qualquer outro 
oalçado dos pés. 

Solicas. O mesmo» 

Solorgiam. Cirurgião. 

Soltar. Dar licença, permittir. 

Solteiramente. Livre e desemba- 
raçadamente , sem alguma car- 
ga, ou peso. 

Somichas. O mesmo que S&fni- 
chás. 

Somitimenio. Inspiração diabó- 
lica, pernicioso conselho. 

Soó. Sou , primeira pessoa do pre- 
sente do Indic. do Verbo Seer. 

Sopas. Refeição honesta , comida 
frugal, moderado banquete. 

•Sovó.(Aq). Para baixo, ao fun- 
do. 

Sopontadura. Pontinhos, que se 
põem debaixo de algumas le- 
tras, ou palavras para signal, 
que estão de mais. 

Sorreiçom. Subrepcão. 

Sortegamento. Sorteamento , sor- 
teio. 

Sôrtegar. Sortear, deitar sortes. 

Sorteias. A nneis para ornamento 
dos dedos. 

Sorteias das vertiides. Anneis , em 
cujas pedras se julgava con- 
sistir alguma virtude para li- 
vrar de alguma enfermidade, 
ou malefício. 

Sosano. Resolução, desembaraço. 

Sosquinar-se. IncUnar-se a favor 
de alguém. 

Sortimento. Soportamento, meios 
de levar avante qualquer çm- 
preza, 

Sotal. Com tanto, debaixo de 
condição. 



Sotcrnocamenfe. Occultamente , 
ás escondidas. 

Soterraçom. Funeral , enterro. 

Soterramento. O mesmo. 

Soterrar. Pôr, esconder, sepul- 
tar debaixo da terra. 

«Sbto; Debaixo, sub pena. 

Sousasor. Successor. 

Spadaleiro. Remeiro. 

Spadanal. Lugar, onde nasce 
muita espadana, espécie de ta* 
búa. 

Spadoa. Entrecosto de porco, dè 
mais, ou menos costeHas, se- 
gundo nos Prazos se estipulava* 

Spargelar. Derramar , esparzir. • 

Spargir e Spargimento. No me- 
smo sentido. 

Spcetante.Oç\\ie tinha impetrado ' 
Letras Apostólicas expectati" 
vas.- 

Speculo. O Speculum Júris de " 
Durando , Bispo de Mende. 

Speitamento. Accusação falsa e 
calumniosa. 

Speitante. O mesmo que »Spec tora» 
te. 

Speitar, Accusar falsamente. 

Spersamente. Expressamente. 

Spitaleiro. O mesmo (\\iq Spadu" 
leiro. 

Spreguntar. Inquirir, perguntar, 

Spremuntar. O mesmo. 

Squalidar. Rotear , reduzir a cul- 
tora os silvados 9 cbarnecas>je 
matagaes; 

Sta. Esta. 

Stada. Assento , cadeira , banco. 

Stado. O rol , ou protocollo , em 
que se tomavão as denuncias, 
ou querelas. 

Stala. Presépio , curral , cas^ < 
baixa e não asseada. 

St alio. O mesmo, 

Stança, Instancia. 

Stáo, Estalagem j casa de ai ver* 



150 



TA 



^iff, oinde se dá pousada por 
dinheiro. 

Star, subsf. Casa, residência, 
hospedaria. 

Stede, Esteve, pretérito do Ver- 
bo Star, 

Stevadáme de vinho. Medida cer- 
ta de vinho. 

Stevadamente. Por medida certa. 

tStevainha. Nome próprio de mu- 
lher. 

Steveinha, O mesmo. 

Stil, O mesmo que Astil. 

Sto, Isto. 

Stranhar. Alienar, passar aos 
estranhos uma fazenda, 

Studo. Estudo, 

Subfreganho. Terra, ou povo, 
que estava sujeito a outro. 

Subideiro. Carreiro, escalão, ou 
entrada estreita, por onde se 
sobe. 

Sublimeâo. O que he eminente e 
sublime, como por excellencia. 

Subricio, O que em Dignidade , 
Estado e Nobreza se seguia ao 
B,ico-homem. 



TA 

Skibrregano. Casal, ou Praxo, 
que paga leitão , marrão , co- 
bro, ou espadoa de porco, 

Succeder, Convir, acceitar, ap- 
provar alguma cousa e de boa- 
mente, 

Sudeiro, Toalha , ou lenço de 
ahmpar o rosto. 

Sueiras. Certas pedras preciosas* 

Sufreganho. O mesmo que Sub^ 
freganho, 

Summario , os. Besta de carga. 

Supositas. Trapaças , enredos , 
maquinações , intrigas. 

Supresito. Tudo o que pertence 
a uma herança. 

Surriegano. O mesmo que Subr* 
regano. 

Suso. Vid. Jussâa. 

Suxar. Despensar , abrandar ^ 
remittir. 

Syha. Estava: pretérito doVer» 
bo Seer. 

Si/nodatico. O que cada Fregue- 
zia paga para a Mitra , quando 
ha Synodo. 



-%% Vt^WWVWfc-VWW^-WWWVWW* 1 



W^'VWW*'**V%VWVVW"V^V%-V\-*W%W"W'W'VWW*-V*W»<*%% 



TA 



TA 



• Gomo letra numeral, va- 
lia 160: com til, 160^^000. — 
Na Musica denotava a moro- 
sidade do canto. — Entre nós 
'^aleo constantemente 1,^000. 
*— Substituido por Z) , e pelo 
contrario , foi muito frequente. 
•*- Mudado em C, e vice versa ^ 
não fqi cousa rara. - — Também 
se acha fazendo as vezes de S, 

Tcià , as. Cabeça de Partido , 

^ Julgadd, Concelho, 



Tabalhiom. Tabelliâo, 

Taboas. Quaesquer Escripturas , 
e em qualquer matéria exara- 
das. de espada. As que ser- 

vião nas bainhas delias. 

Taes e quijenda&. Vid. Quejerv 
das. 

Tagante. Golpe de açoute , qu« 
retalha a carne. 

Tagar. Cortar , ferir , retalhar. 

Tagra. Medida de vinho, que 
levava uma canada. 



m 

Talan. Gosto, desejo , vdíitade. 

Talante. O mesmo. 

Talaria. Talha, em que estava 
õ vinho , que se vendia aquar- 
tilhado. 

Talente. O mesmo que Talan. 

Talento. O de Portugal valeo 
1/600 reis. 

Talentoso . A legre , satisfeito , con- 
tente, desejoso. 

Toalha. Contribuição , ou fmta , 

derramada, por cabeça. de 

fuste. Pedacinho de páo , ca- 
vaco , ou ramo , diagonalmente 
cortado em duas partes , em 
cada uma das quaes se escre- 
vião algumas letras, ou punhão 
alguns signaes , que declaravão 
a divida, ou a sua paga; fi- 
cando uma na mão do acredor, 
e a outra na do devedor, ^.r 

Talhador. Cutello , faca. 

Talhadura d'agva. Certa medi- 
da , ou porção d^aíToa para se 
regar um prado, campo, ou 
lameiro. 

Talhamento. Taxa, repartição. 

Talhante. O mesmo que Talan. 

Talhar. Cortar, separar , divi- 
dir» — Tomar o caminho direi- 
to , ir em direitura. 

Talho de peixes. Estancia , ban- 
co, ou barraca, em que elíes 
se vendem. 

Taliga e Taleiga, Vid. Teiga. 

Talintosa. Mulher diligente e cui- 

'" dadosa na administração da 
sua casa. 

^amalanes. Desasisado , impru- 
dente, atolamado, revoltoso. 

Tamalavé%^ adv. Algum tanto, 
de algum modo. 

Tamarma. Agoa doce. 

Tambeira, A madrinha dos espo- 
sados no dia das suas bodas, 

y^ambém. Tanto, assim, 



tnfe 



lâi 



Taníèo. O mesmo que Tamo. -^ 
Banco , ou mesa baixa. 

Taméira. O mesmo que Tam* 
beira. 

Tamç. Celebridade , festa , regi9- 
zijo , que os noivos fazião na 
dia das suas bodas. — Leito 
nupcial. 

Tawpelo, O «le&ino *^ue ítem* 
plc. 

Tanger. Pertencer , tocar , ser 
da particular inspecção. 

Tangimento. Tacto, toque , ^ç- 
ção de afagar o corpo. 

Tangomáo. O que morreo au" 
sente e fugitivo da suapatrifr. 

Tanjuda ( A campa) . A toque de 
sino. 

Tanjuga. OmesnM).' 

Tapadura. Qualquer género êe 
tapume de urn campo, -quifk- 
ta, ou fazenda. 

Tapígoos. Tomadias , que se féi- 
zem nas terras do Concelho. 

Tardam. Vagaroso, remisso, pre- 
guiçoso. 

Tardinheiramtnte. Vagarosa- 
mente. 

Tardmheiro, Rcfmisso, frouxo, 
vagaroso. 

Tareceiía^ as. Armeizçjn. 

Tareija. Thereza. 

Tansa. O mesmo qiie Talha, 

Tausaçom. Taxa. 

Tausar. Pôr taxa. 

Tavollageiros. 'Os -que jogôo j^m 
go de sorte. 

Tavollagem . Todo e qualquer 
jogo de sorte. 

Taccaçâo. Direito , que se paga- 
va aos que manejavão a Reài 
Fazenda. 

Taa:ador, O que puHha a taxu 
e justo preço a qualquer cousa , 
que se vendia, ou arrendava. 

Téa, Toda m qualidade de lenb» 



m 



^E 



de pínlio, que também 5e disse 
Facha. 

:Teada. Tèa de ^qualquer género 
de p£mno. 

Tecimento. Enredo, ordidura, 
artificio 5 tramóia. — Tecedu- 
ra. 

Tédo. Obrigado. 

Tédor. O que actualmente tem 

e possue. das estradas e 

caminhos. O ladrão publico, 
que com mão armada rouba 
os passageiros. 

Teeya. Tinha: pret. do Verbo 
Tecr. 

Tegelada. Certo guisado de vinho 
branco , ovos , leite , etc. , que 
entrava nas foragens dos anti- 
gos Prazos. 

Tegeremo, O dia trigessimo. 

Teia. Divisão , ou demarcação de 
um território , ou propriedade. 

,!Teiga. Podemos dizer , que hou- 
ve tantas , e de tão differentes 
nomes, como erâo as terras, 
em que ellas seusavão: houve 
Teiga de 6 alqueires , de 5 , 
de 4 , de 3 , de 2 e meio , de 
S , de 1 , e também de menos 
do alqueire , que hoje corre ; e 
mesmo de 3 quartas. 

Teigula. O] mesmo que Teiga. 

Teixe. Peça, ou brinquinho de 
ouro , ou prata. 

Temente . Que teme, 

.^empam. Tempo. 

Temperamento. Temperança , 
medida , ordem ,, relego. 

Temple. A Ordem MiUtar dos 
Teinplarios , ou Templairos. 

Tempo de mesteres. O de aperto , 
necessidade, guerra. 

Tempre. O mesmo que Tejnple. 

T^mpreiros. Os Professores da 
Ordem do Templo. 

l^Hcmptaçom. Tentação, 



TE 

Tenãrta. O mesmo que Pdlaim^ 

Tença. O Direito de ter e pos- 
suir. 

Tenceiro. O Recebedor das ren- 
das do Concelho. 

Tençom. Contenda , arruido , 
briga, revolta. 

Tender. Entender , trabalhar , 
occupar-se. 

Tender -se. Estender-se , apos- 
sar-se de mais terreno, do que 
o Direito permitte. 

Tentaçom. Intento, determina- 
ção, vontade. 

Tentado. Doente , molestado. 

Tentamento. O mesmo que Ten' 
taçom. 

Tepés. Aferrado ao seu dictarne, 
teimoso, contumaz. 

Terholias. O mesmo (\\xQ\Emho* 
lhas. 

Terçaria^ as. Deposito, reféns^ 
segurança do contracto. 

Terças Pontificaes. A 3.* parte de 
todas as rendas , dizimos e pri^ 
micias, que das Igrejas Paro- 
chiaes se paga á Mitra, ou ao 
seu Cabido. —-fíeaes. A 3.* 
parte de todas as rendas dos 
Concelhos , que os Portuguezes 
dimittírâo á Coroa para se-.^ 
gurança do Reino. Para este 
mesmo fim ainda hoje usão os 
nossos Monarchas das terças em 
algumas Igrejas da Raia, por 
Concessão Apostólica. 

Tercer. Terceiro. 

Terço e Quinto. Direito, que an- 
tigamente se practicava, dis- 
pondo o Testador não só do 
3.*, mas ainda do 5.* dos seus 
bens : do Terço a beneficio de 
algum filho ; do Quinto para 
Obras Pias. 

Tcremmente. Lembrar^se de al- 
guma pessoa j ou cousa. ^ 



TE 



TO 



153 



Términos. Termos , limites, con- 
frontações e balizas. 

Ter os caminhos. Atravessar-se 
nas estradas , para comprar 
por menos as mercadorias, e 
ao depois fazer delias monopó- 
lio. 

Terra. Rendas, que o Soberano 
concedia aos Grandes sem po- 

stm-a alguma de serviço. 

calva. A que já estava Irmpa de 
mato : e também a que nâo era 
-capaz de produzir cousa algu- 

• ma. chaan. Aldêa , ou 
povoação pequena. — - gal' 
lega. A que era fraca , inculta 
e pouco rendosa. dos Pa- 
gãos. Aquella , em que residião 
os Mouros. 

Terradégo. Laudemio. 

Terradegueiro. O Recebedor dos 
Laudemios. 

Terradigo. Pensão annual, que 
se pagava por viver em terra 
alheia. 

Terrado. Foro , que se pagava 
em Coimbra pela venda de 
qualquer propriedade. 

Terr adoro. Theodoro, nome de 
homem. 

Terras Clérigos. Assim chama- 
vâo as de quem as Collegiadas 
de Coimbra erão Senhorias. 

Terratorio. Território. 

Térreo. Terrado , baldio. 

Ter-se com a guerra^ com a paz. 
Desejar , gostar antes da guer- 
ra, da paz , etc. 

Testaçoens. Vid. Pôr. 

Testaçom (Pôr), Embargar. — 
Coima , postura , comminação 
de pena. 

Testamento. Doação feita á Igre- 
ja , ou Lugar Pio. — Direito de 
herdar, ou succeder , já nos 
bens e íructos das Igrejas j ou 



%0 



Mosteiros, já nos de avoen* 
ga. — Qualquer Privilegio, ou 
Estatuto. — A pensão annual , 
que das propriedades das Igre- 
jas e Mosteiros se paga vão aos 
que erão seus Herdeiros , ou 
Naturaes. 

Testâo. Tostão. 

Testeira. Divisão, termo, fron- 
teira. — Ponta de terra, que 
está a partir com outra. 

T esteiro ^ os. O mesmo. 

Testcmoio. Instrumento dado em 
publica forma. 

Testemonio. Testemunho, 

Testemoyo. O mesmo. 

Tétor. Tutor. 

Teudo. Obrigado , constrangido» 

Teyo. Tio. 

Tia. Tinha, possuía: Pret. d» 
Verbo Ter, 

Tigêlo. Tijolo. 

Tiimento. Obrigação de fazer, 
ou pagar alguma cousa. 

Timaquete^ es. Qualquer arte- 
facto , que fazia estrondo , v. g. 
cascavéis , campainhas , soa- 
lhas, aguisos, otc. 

Tinalha. Tina, dorna, ou pe- 
quena cuba. 

Tinha. O mesmo. 

Tintinim. O jogo de cartas , ou 
dados. 

Tiramento. Arrecadação de al- 
guma finta , renda , ou tributo, 

Tiraz (Panno). Era de linho, 
semelhante ás talagaxas. 

Tirudo. O mesmo que Teúdo. 

Tituleiro. Titulo , inscripção ^ 
epitáfio. 

Toalhete. Guardanapo. 

Todolhos. Todos. 

Tojeiro. O que conduzia a lenha 
T^ara os fornos. 

Toler. Tolher, embaraçar , tirar| 
impedir. 



??f 



m 



Tomadas.. Direito, que algwcm 
tem de tomar algumas cousas. 

Tomadías. Presa, roubo, despo- 
jo feito com mão armada. — 
Direito de tomar mantimentos, 
roupas, etc. 

Tomamento. Tomada , acção de 
tomar alguma cousa. 

Tomboro. Cômoro de terra. 

Tonellada, A de vinho erão 50 
almudes, que fazia duas pipas. 

Torcer (Dia de), Geira para 
empar as vinhas, ou atar as 
videiras. 

Torgimam , ou Turchimão. O 
lingua , faraute , interprete. — 
O alcoviteiro. 

Tormenta. Afílicção, pena , dor , 
angustia. 

^^rnaçUço. Nome injurioso, que 
se dava ao Judeo , ou Infiel , 
que voltava da Religião Ca- 
tholica á sua antiga crença , ou 
pelo contrario. 

Tornapiento. Tornada, volta. 

Tornar-hi. O mesmo. 

Tornar mão. Defender-se com 
mão armada, resistir á Justi- 

Tornar'Se contra alguém. Indi- 
gnar-se contra elle, castigal-o 
com todo o rigor. 

Torneses. Moeda de prata, que 
valia quasi 13 reis : hoje pelo 
Talor da prata 40 reis. 

Tor relhas, Nome de um jogo, 
que antigamente se usou. 

Torticeiro , os. O malvado , in- 
justo , perverso , malfeitor. 

Torto. Injuria, damno, injusti- 
ça, aggravo, castigo. 

Torva. Impedimento , estorvo , 
embaraço. 

2orí?a?nen to. Inquietação , desas- 
socego. 

Torvar, Inquietar j perturbai» 



TB 

Torvo. O mesmo que Torva, 

Tostão. Houve-o de ouro « pra- 
ta , que mandou lavrar o Se- 
nhor Rei D. Manoel: o$ pri- 
meiros com o valor de l^^OO : 
os segundos de 100 reis : e tain- 
bem Meios Tostões. 

Toste , adv. Logo e sem demo- 
ra , ligeira e apressadamente. 

Tostemente e Tosto. O mesroo. 

Touga. Touca. 

Toura ^ as. Assim cbamavâ» os 
Judeos ao Livro da sua J^L 

Tourinhas. Listões , fitas , ou li- 
vrinhos , que continhão alguma J 
parte da Lei de Moyses. 1 

Tousaçom. O mesmo que Tausa" 
çom. 

Tousar. O mesmo que Taimir. 

Traaer. Entregar por traição al- 
guma cousa, ou pessoa. 

Trabolkar. Trabalhar , oecupar- 
se em alguma cousa. 

Trabuquete. Cambio, o\i Balan" 
ca Real.) que havia nas prin- 
cipaes Cidades deste Reino, on- 
de se trocava toda a qualidade 
de moedas com alguma rebaixa 
no seu justo peso , e com algum 
interesse da Coroa : e mesmo se 
comprava nestes Câmbios todo 
o ouro e prata, assim amoe- 
dado , como em arriei aparta, 

Tradiçom, Entrega , acção de 
entregar alguma cousa. 

Tragimentos. Os apontamentos , 
que os Procuradores dos Povos 
levavão ás Cortes , para ElRei 
prover nellee com justiça. 

Tralhado. Traslado, copia, exem-» 
I .piar, transumpto. 

Trama. Chaga , ingua , poste- 
ma, mal contagioso. 

Trantos. Contractos. 

Trapála. Estrondo , alvoroço , 
reboliço. 



TR 



Tft 



155 



Trapassadó, O que já passou , 
tempo decurso, e que já não 
torna. 

Trasfegar. Commerciar. 

Trasmudar, Transferir, mudar 
para outra parte. 

Trasordinario . Extraordinário. 

Traspôr. Sumir-se, desappareeél* 
por entre arvoredos , serras, 
etc. 

Trastempar. Prescrever, passar 
alem do tempo. 

Trastempo. Prescripçâo, tempo 
já decMTso. 

Trastornamento. Transtorno , 
perdição, desarranjo de qual- 
quer intenção, ou projecto. 

Transar. Taxar, pôr certo e de- 
terminado preço. 

Transo. Taxa. 

Traussaçâo. Assim disserâo a» 
comedorias , casamentos ^ jan- 
tares, etc, , quando as Igrejas , 
ou Mosteiros as pagavâo aos 
Naturaes, ou Herdeiros em di- 
nheiro taxado. 

Trauto. Um bom espaço de ca- 
minho, um terço de legoa. — 
Avença, contracto. 

Travecía. O Poente, a parte, 
que fica ao Poente. 

Traves ia ^ O mesmo que Travecía. 

Travessa ( Tributo de). O mesmo 
que Direito de Passagem. 

Trazer panno de alguém. Ser seu 
moço, ou apaniguado. ' 

Trazer-se bem. Acçar-se, com- 
por-se , enfeitar-se. 

Trazida. Acção de trazer. — Di- 
reito da importação , -a. que cor- 
respondia o Direito da Leva- 
da^ ou exportação. 

Trebelhar. Trabalhar. — Jogar , 
brincar, divertir-se. 

.Trehelho, Brinco, jogo, desen- 
fado» 



Trehelhos, As peças , ou figuras , 
com que se joga , v. g. dados ^ 
damas, bóias, etc. — Direito, 
que pagavão os que vendiâo 
vinho aquartilhado. — Vasos 
pequenos. 

Trebolasy Trebolhme Trebolioê, 
O mesmo que Embolhas. 

Treiio, a. Exposto, occasioná- 
do. 

TreiVos. Tractados, ajustes. 

Tremedal. Lameiro, campo apaCi- 
lado , cheio d\agoas. 

Tremisse. A terça parte de um 
soldo. 

Tremudar, O mesmo que Trás- 
mudar. 

Trepas. Trempe. 

Tresmalhar. Fugir , escorregar^ 
sumir-Be , desapparecer. 

Tréso. De más entranhas, mali* 
cioso. 

Trespassado . Mudado de um par^ 
outro lugar. 

rrespaísawewto. Transgressão da 
Lei. 

Trespassar. Transgredir , não 
observar. 

Trespasso. Dilação, demora. 

Tresportalecer. Desapparecer , 
ausentar-se , não ser mais visto. 

Treu. Panno, que só tinha con- 
sumo nas velas dos navios. 

Treusassom. O mesmo que ZVqU- 
saçâo. V 

Trevudado. Tributário. 

Trevudo. Tributo. 

Tribuno. Almoxarife. 

Trigança. Pressa , diligencia , 
expediente prompto e execu- 
tivo. 

Trigar. Apressar. 

Trigo mourisco. O de que hoje 

• commummente usamos. 

Trigosamente. Sem demora , com 
grande pressa. 



1^6 



TR 



TY 



Trigosç, Apressad<),li§'ejiro, ve- 

'•''lòz. " '■'' ■ '-' '['' ■'' 

Trilhoada (Lavrar com). Com 
jugo de bestas e não de bois. 

Trincheiras. Os queixos , em que 
estão os dentes, que trinchâo 
as viandas. 

TrÍ7itairo. O mesmo que 

Trintaro. Exéquias , que se far 
ziâo no dia trigésimo. — Nu- 
mero de 30 Missas, ditas sem 
interrupção e continuadamente 
pela alma de. algum defunto. 
Havia Trintaro aberto e Trin- 
taro garrado^ ou ençarrado , 
de que tratão as Constituições 
antigas dos Bispados. — > As 30 
Missas de Santo Amador^ que 
já hoje não estão em uso. 

Trintena. A trigésima parte dè 
,uma cousa. 

Tristéga. Edifício de 3 andares , 
eirado, mirante. 

Triòudar huma herdade. Obri- 
,gal-a a pagar tributo. 

Tritmdar-se. Obrigar-se alguém , 
por si e seus bens 5 a pagar aU 
gum tributo. 

Trochas. Atalhos , veredas pou-r 
CO trilhadas e de poucos bem 
conhecidas. 

Trolho. Maquia , 16 das quaea 
faziâo um alqueire. 

Trom. Trovão. — Bombarda , 
canhão, e o som delles. 

Tromba, as. Trombeta. — In- 1 
signias j sceptros , ou magas , | 



que nas CoUegiadas mesmo S€ 

usavão. 
Tronco da Procissão, O meio, 

ou parte principal delia. 
Tropeçamento. Grande numero 

de quedas , ou erros. 
Troscl. O mesmo que Troxeh 
Troteiro , os. O mensageiro , que 

vai de trote, pela posta, e bem 

montado. 
Trouçar, Trouciar. Passar avan- 
te, vencer, ser mais attendi- 

do. 
Troufer. Usar, trazer. 
Tr ousar. Taxar. 
Trouver, O mesmo que Tr<m^ 

fir. 
Trouxel. Vid. Troxel. 
Trouxelo. O mesmo. 
Trouxiar. Vid. Trouçar. 
Troxel. Carga, fardo, ballote.. 
Trufar, Gracejar. — Fazer escar- 

neo e zombaria. 
Trusquiar. Rapar , tosquiar á 

tezoura. 
Trusquiar-se. Morrer; porque os 

mortos se tosquiavão. 
Tude (S.). Santo Antidio , Bispo 

e Martyr , advogado da tosse 

e partes internas. 
Tudo. Tido , ou havido. 
Tudos. Todos. 
Tumaso. O Diesmo que Pluma'* 

550. 

Tyufado, O MiUcnario , que pre» 
sidia a mil Cavalleiros, 



»t«ii 



>9«t1 



157 



««^«V»\%VWV\.%^%WV«\%«%%^AW%\WVV-%%^«V%V«i\^«V«&.' 



w%Mi««%««<m;v\v\.«%%v«vVv%wwvv^%v«<%wvwv» 



r. 



ux 



• Letra numeral , valia 5 : 
com til em cima , 5 JfOOO. — 
Na Musica era signal para sol- 
tar a voz. — Mudado em 5, e 
pelo contrario , he frequenlissi- 
mo. — PorjP, eFporf^, não 
foi cousa rara. — Dobrado , 
quando era longo, nos monosyl- 
labos e no meia das dicções, 
foi cousa trivial. — Também se 
acha escripto com o L numeral , 
e alguma vez com cinco xizes. 

U. O mesmo que ut. 

JJ\ adv. Onde. 

ZJchâo. \id. Eicháo. 

Ucharia da neve. Despensa , ca- 
sa, officina, em que ella se 
guardava. 

UcratcQ Ocrate. A Villa do Cra- 
to. 

linde ai nomf açodes. E por tan- 
to cumpri-o asáim. 

Uiúâo , Onião , oens. Ajunta- 
mento, assuada, revolta. 

Llntre. Entre, no meio de outras 
cousas, lugares, ou pessoas. 

TJqner. Onde quer que. 

Lrna. Esquife , tumba , féretro. 

Usadamar, Appellido, ou alcu- 
nha , que houve entre nós , e 
que se dizia em Latim Usus 
maris. 

Usagem, O mesmo que Custu- 
mageni : hoje se diz Usual. 

Usavel. Cousa , que se usa , usual. 

Usurpar abraçados. Furtar des- 
bragadamente, sem alma, nem 
consciência. 

Uxt. Onde se : v. g. uxí ajuntava 
a gente de guerra. 



VA 

Vacaris. Couros de bois e vacas. 
F^aga. Vacatura, falta. 
Vagnçom. O mesmo. 
Vaprada. Vez. 
Fagar. O mesmo que Vacar: 

applicar-se com desvelo a qual* 

quer cousa. 
Vagueiros. Pedaços de terra desw 

aproveitados e incultos. 
Valancina. Panno fino de lâa. 
Faldevets. A terra de Valdevez : 

hoje a Villa dos Arcos. 
Valdo. O vadio , que só se occu» 

pa em comer o alheio e com- 

metler crimes , ainda mesmo 

com mão armada. 
Valégo (Odre). Preso, unido, 

aferrado , ainda com o pez. 
Valensa. Fortaleza , auctorida* 

de, força, poder. 
ValJier. Valer. 
Folia. Valha: Terceira Pessoa. 

do Presente do Verbo Valer. 
Valura^ os. Valles mui profun* 

dos entre serras altíssimas. 
Vara. Madeira, ou varas para 

fazer arcos de tanoaria. 
Varancada , as. Golpes de vara ^ 

vangaladas. 
Varavidirn. Vid; Máravidim. 
Varejar. Indagar , inquirir pelas 

casas as cousas prohibidas. 
Varejo (Dar). Fazer vereação, 

procurar, descobrir as cousas, 

de contrabando e prohibidas. 
Varga. Certa armadilha para 

pescar peixes. *— Várzea, oa 

veiga. 
V aríete. Moço da Camera. 
Vaso na çabcççi. Um grande c{f 



itM 



VE 



VE 



pwa preto de burel, que co- 
bria a cara , cabeça e hombros 
dos eaojados. 

Vassallo. Milícia de pe' e de ca- 
vallo : compunha-se de Fidal- 
gos e Peões, com vários Pri- 
irilegios: extingulo^se no Rei- 
nado do Senhor D. João III. 

VcLssallos dEíRei. Os grandes 
Letrados e Desembargadores 
do Paço. 

Vedor, lira o que hoje se diz 
Mordomo Mór. 

J^cdro^ subst, Vallo, tapume , 
com que se defendem os campos 
e searas.— *^(i;. Velho, antigo. 

Vedros. Pelles delicadas e pre- 
ciosas. 

Vé^a, Vez. 

Vegada. O mesmo. 

V€Í%a, Toda a qualidade de hor- 
taliças. 

Jíelas. Os lavradores e campo- 
nezes , que deviâo metter guar- 
da e vigiar os castellos dos re- 
spectivos territórios em tempo 
de guerra. 

í^clegado. Vid. V alego, — Esta- 
belecido com casa , fazendas e 
familia, arreigado. 

Velho destampado. O que já ca- 
duca , crê de leve , e se esquece 
do que ha de dizer, ou fazer. 

VeUce. Velhice. 

Vello , a. Velho. 

Venarios. Os que morao no cam- 
po , ou aldêa. 

Venaturas. Toda a qualidade de 
caça do monte. 

Venda, Laudemio. - — Tudoo qpe 
vai a ser vendido, ou na feira , 
ou na praça. 

Vendaval, Vento da part« do 
Sul. 

Vendôdoiro, O lugar , em que pu- 
blicameute se vendia* 



Vendedor, A mulher , que Ten-i 
dia. 

Vendiçom. Venda de qualquer 
cousa. 

Fendi mento. Vid. Vendiçom. 

Fendimhd. Cesto vindimeiro^ ou 
que serve para a vindima. 

V entes. Vendo , considerando 5 
reflectindo. 

Ventuira. Felicidade , ventura, 
— Adv. Se por acaso. 

Vendado^ a. Vendido. 

Verdade^ es. Assim disserâo os 
bens das Igrejas e Mosteiros, 
e ainda de algumas outras pes- 
soas, quando por titulos in- 
contestáveis lhes pertenciào. 

Verdaduras. Vid. Esnerd^^dos. 

Ferdizéllos. Castiçaesdepáo, em 
que seenrolavão ascandêas de 
cera, que ardiâo aos Officios 
Divinos. 

Veréa. Vereda, caminho, car- 
reira. 

Vereaçom. Junta dos Officiaea 
da Camera, para ordenarem 
o que era a bem do Concelho 
e utilidade publica. 

Vereadoy a. Administrado com 
toda a rectidão e justiça. 

Verear. Governar, fazer justiça 
no respectivo Concelho , Cida- 
de , ou Villa. 

Verede. Pomar , multidão co- 
piosa de arvores de fructo. 

Vermem. Bichinho, cousa vil. 

Verrá, Virá : Futuro do Verba 
Vir. 

Vesadelh. Serviço , que se paga- 

, va no lavrar e semear dos cam- 
pos. 

Vessada. Campo, que se lavra C 
cultiva , e corresponde a uma 
geira de terra. 

Vessadoiro, Lav rança j direito de* 
lavrar. 



VI 



vr 



lÔf 



Vcsta. Besta, cavalgadura. 

Fcstiairo. O que tem a seu cui- 
dado as roupas de uma Fami- 

. lia Religiosa. 

Vestido de alguém. O seu moço , 
ou criado. 

Vestimenta comprida. Todos os 
paramentos necessários para o 
Sacrifício da Missa. 

Festo y a. Vestido. 

Via. Vi«ha : Pretérito do Ver- 
bo Vir. Eu via. Eu vinba. 

Vianda. Os mantimentos precisos 
para a vida. 

Viand^yro. Amigo de preparar 
guisados de carne, glotão, co- 
medor. 

Vicenço. Vicente , nome de ho- 
mem. (>^-)' Moeda d'ou- 

ro, que valia lj'000reis. 

Viço de palavras. Exuberância, 
enfeite, pompa, elegância de 
palavras e expressões. 

Vida, Sustento , comida , refei- 
ção. de sempre. A vida 

eterna. 

Vidar, Plantar vinha , lançar 
mergulhas^ 

Videar. O mesmo. 

Vieira. Concha de marisco. 

Vieiro, Foro , que se pagava á 
Coroa : era o terço do ouro , 
prata e cobre , que nas minas 
deste Reino se tiravão. 

Vigário d^JElRei. O Regedor Su- 
premo da Justiça. 

Viliar. Desprezar, ter em pouco , 
desestimar. 

Villa. Ate os fms do Século XII 
-sempre entrenós se tomou por 
uma pequena herdade , casal , 
ou granja, constante de algu- 
mas peças de terra , com sua 
casa rústica para recolher os 
fructos. 

FUkhGãa. ViUa-Ch^, 



Viliar inhe. O insignifjcíoite ca« 
«ai , qoie também se disse Vil* 
iar y ou ViUula, 

Villiastro, Villela, ou pequena 
ViUa. 

Villico. O que governava em uma 
terra pequena , na qual ane- 
cadava a Fazenda Real y e falia 
justiça. 

Vilta. Injuria, senarazâo, affron- 
ta , vitupério. 

Viltança. Vileza , opprobrio , con- 
fusão. 

Vincos. Brincos, ornat©miilbefiI. 

Vinda do me% : ou melhor , Vida 
do me%. Refeição mensal, que 
os Caseiros davâo ao Mordomo 
Menor d'ElRei. 

Vindico. Que vem de £6ra da 
terra. 

Vindita, Morte , ou ferimento 
por auctor idade própria. Vid. 
Omi%io. 

Viner. Vir, tornar. 

Vingar quinhentos soldos. Dizia- 
se do Fidalgo, por cuja mor- 
te, ou injuria grave pagava o 
aggressor a dita quantia. 

Vinha ( Tantos milheiros de J, 
Erão outras tantas cepas. 

Vinhai\ Vinhago, terreno cheio 
de vinhas. 

Vinho de cutello. O que cada 
um colliia da sua própria la- 
vra. mole. O que ainda 

não tinha fervido. depé. 

O que era podado, ou de vi- 
nha. podado. O mesmo. 

Vintaneiro , a. Campo , ou ter- 
ra , que só de 20 em 20 anoos 
se lavra, por ser muito fraca 
e bravia. 

Vintaneiros da Marinha , do 
mar , ou das gallés. Os que 
estavão alistados para o serviço 
das Armadas Reaes. 



160 



VI 



vo 



f^inteneiros . O mesmo. 

P^inte , es. Vindo , chegado, com- 
pleto , passado : \, %. dia^ 
dias. 

Vintém de prata. Valia 20 reis : 
o meio vintém , 10 reis ; e os 
. cinquinhos , também de prata , 
5 reis. 

Vintes. Vindouros , descenden- 
tes, successores. — O mesmo 
que Vindo. 

Vio. Vinho. 

Vira. Pedaço de couro, que 
cobria a palma da mão e se- 
gurava no dedo polegar, que 
servia aos Be'&teiros de se não 
molestarem , quando arma vão 
as be'stas. 

Virgeu. Jardim , pomar de fru- 
cteiras. 

Visinhança. Direito Real. Vid. 
Paga dos Fogos. 

Visinho , os. Os que erão admit- 
tidos a ter -herdades no Termo 
de algum as Villas , Concelhos , 
ou Cidades, afim de que sem- 
pre na Corte (como Fidalgos 
e Validos) patrocinassem os ne- 
. gocios dos que assim os toma- 
rão por visinhos. ElRei D.Pe- 
dro I os extinguio, para que 
o seu valimento não prejudi- 
x;asse á rectidão da Justiça. 

Visita. Foragem de alguns Pra- 
zos , que consistia em levar al- 
gum mimo uma , ou duas vezes 
no anno ao Direito Senhorio. 

Visitação. O mesmo que Colhei- 
ta. 

Viso. Portélla, lugar eniinente, 
donde se vê ao longe. 

Vistores. Louvados, apegadores 
de quaesquer fazendas, 

Vium. Vinho. 

jViíivada. Loucuras , deshonesti- 
dades j ou -desordens, em que 



ordinariamente se precipitão as 
viuvas de poucos annos e sem 
resguardo. 

Vivenda. Subsistência , o preciso 
para viver . — Conducta , vida , 
comportamento. — Multidão 
de povo, de um e outro sexo. 

Vi%ino. Visinho. — De Vizino j 
a Vi%ino : sem dolo , nem frau- 
de ; mas antes com toda a sin- 
ceridade , que se pôde esperar 
dos bons visinhos. 

Vocabro. Vocábulo , nome , ap- 
pellido. 

Voda de fogaça^ ou dinheiro. 
Banquete , que se fazia nos ca- 
samentos e baptizados , e para 
o qual uns concorrião profusa- 
mente com cousas de comer, 
e outros com dinheiros. Pelas 
desordens , que nisto havia , st 
prohibírão. 

Vodivo. Vid. Bodivo, 

Voenga ( Chamar - se á). Rescin» 
dir o contracto da venda, ou 
escambo de alguns bens de 
raiz , com o fundamento de que 
são de Avoenga. 

Vogado. Procurador , Advoga* 
do. 

Vogar. Fazer officio de Advoga- 
do, procurar, defender. 

Vogaria. Officio de Advogado. 

Volta. Briga , discórdia , ferimen- 
to, tumulto, desordem. 

Volteiro. Revoltoso, suscitador 
de brigas e contendas. 

Volumar. Encher com demasia. 

Vomil. Gomil. 

Vontades. Os moveis, trastes e 
alfaias de uma casa, ou quin- 
ta. 

Vosquo. Comvosco, na vossa com- 
panhia. 

'Vo%. O mesmo que CariteL — 
Jlagnificencia , renome j titulc^^ 



X 



xo 



161 



esplendor e respeito.— A ppel- 
lação. -^ Commissâo, poder, 
faculdade , que alguém concede 
a outrem. — Sentença, julga- 
do 5 acórdão , que o Juiz pro- 
nunciava a favor de uma das 



partes. 
Vox e Coima, 



Estes erâo os no- 



mes, que sedavâo aos Direitos 

de Mordomado j Portagem ^ 

Taf olaria. 
V oleiro. O que tem as vozes e 

vezes do seu constituinte. 
Fyuvidade» Viuvez, estado de 

viuva. 



k V.*\'V\%W»'V\VWi VWWWW^WWk^x-WV» -ww»^ 



X 



X. 



• Letra numeral , sempre va- 
leo 10 : e com uma linha atra- 
vessada horizontalmente , valia 
10^000. — Com um til , ou 
plica entre as duas hasteas su- 
periores , valeo 40 ; mas para 
isto era indispensável, que a 
tal figura representasse sempre 
um X e um L unidos c liga- 
dos, para se verificar que oX 
tirava 10 ao L , e ficavào justa- 
mente 40. — Ligado com L 
na figura de um R^ valeo 40. 

■^ — Na Musira notfívnpíxnca, 
«ou espera no canto, — Fazen- 
do as ye^es de ^ : dous XX 



XO 

as de i;, etc. Vid. L. A.-^ 
Por S^ ou *Sc, v- g. Xexusy 
Xirc por Seociis^ ÍSciré ^ etc. 
foi cousa mui frequente. — Em 
os nomes numeraes , que con- 
stavâo de 30, foi moda escre- 
vel-os com 3 XXX , pondo o 
resto do nome por extenso, 
V. g. XXXgessimo. — XP. 
por Chr. , foi cousa trivial. 

Xára. Se'tta, ouopáodeestevaj 
de que ella se fazia, 

Xi. Se. 

Xico 5 a. Sêcco. 

Xira. O mesmo que Xára. 

Xorca. Vid. ^seçrcas^ 



bíV .l^^k 



xioo iii5 líivíy 



SI 



rfô 



k'»«<vw«.v*iv%.'Mk<n,W'WV«.v-(,'&.v-v^v^v%%wv^ 



.Oií^ítV 



>. VVWV-WVWXV%'W V'^V% 



YX 



Letra numeral , valia 150, 
ou 159: com um til por cima, 
150^000. — Em os nossos an- 
tigos Documentos se usou delle 
por I e Jj V. g. Yldefonsus ^ 
Yoannes. — Achando-se no 
meio dos- Monogrammas dos 
Reis , Principes , ou Prelados , 
denota ratificação , ou confir- 
mação, de alguma Escriptura. 



Y. Ahi, nesse lugar. 

Yágo. Tiago , Jacobo , Jacome , 
ou Diogo. 

Ylmofari%. Almofariz. 

Yolante. Violante, nome de mu- 
lher. 

Yrian. Disserao ser o mesmo que 
Exercito , ou esquadrão. 

Yxêco. Contradicção , moléstia. 
Vid.. Enxeco» 



z 



z. 



ZE 



Senhora , miílUer livre 



Na Aritlimertica , valia 
2/000: plicadb, 2í000;<|:000. 

— Por C e por T , e t-ambem 
por X^ não fòi cousa rara. 

Záloaa, Senhora 

forra, in^envm. 
Zaga. O mesmo que yi%aga. 
ZagoiiL DiacoQo , Clérigo de 

Evangelho. 
Zoiuibôã. Gamboa, marmello mol- 

lar. 
Zaquitarío. O mesmo que Saque' 

tario^ Siquitario, Sagaíteiro ^ 
, ou Saqueieiro, Vid. Çaquitei" 

ro. 
Zarco. O que tem os olhos azues. 

— O vesgo , ou torto da vista j 
zanoiho, 



ZE 

Zàrelo: BragaL 

Zarra. Almofcolia , ja«rra. 

Zavalchen . Magi&tradb , que en- 
tic oo ]vrv>iiro& dfecidiar a!»-^suas 
' Causas, e fò^ia da* á execução 
as 9uaà sentenças. 

Zavalmedina. O Pretor da Cida- 
de , a quem por commissão do 
Príncipe pertencia todo o Go- 
verno Civil delia. 

Zsbra, Vid. Zevra. 

Zebral' (Ptdra). A que servia de 
peso de uma arroba. 

Zebraria. Cousa de boi , ou vac* 
ca, novilho, ou vitella. 

Zebro. Vid. Zevro. 

Zegoniar com foam. Se disse da 
mulher , que YÍvia em coucu- 



ZE 



ZU 



163 



binato , ou se deshonestava com 
certo e nomeado sujeito. 

Zegulo de Jbam. O que servia 
torpemente alguma mulher , 
cujo nome se declarava. Ainda 
hoje nas Províncias são restos 
destas duas palavras : Zaino ^ 
por amancebado e mulheren- 
go : e Zoina , por mulher torpe 
e deshonesta. 

Zen%ere. O rio Zêzere, 

ZcmereirOs Azereiroj arvore, que 



da flores brancas e mui cheiro- 
sas. 

Zevrario. O mesmo que Zebrar io. 

Zcvro^ a. Boi, ou vacca, novi- 
lho, ou vitclla. 

Zoélas. Povos antigos da Comar- 
ca de Bragança. 

Zorame, Vid. Cerome. 

Zurarne. O mesmo. Esta palavra 
nos ficou dos Mouros, que cha- 
mão Solhatne á sua capa bran- 
ca, ou capote, de que usào. 



F I M. 




mi 



^^g 



>%: 



PLEASE DO NOT REMOVE 
CARDS OR SLIPS FROM THIS POCKET 

UNIVERSITY OF TORONTO LIBRARY 



t! 



Viterbo, Joaquim de Santa 
Rosa de 

Diccionario portátil 
da palavras